Ver Feed RSS

vagnerricardo

Windows 7: 10 coisas que você precisa saber

Avalie este Post de Blog
1. Compatibilidade de Aplicações

A evolução da arquitetura do Windows Vista, apesar de proporcionar muitos benefícios (principalmente em Segurança), trouxe alguns desafios para Profissionais de TI e Desenvolvedores para manter a compatibilidade de aplicações que rodavam no XP.
Como o Windows 7 é baseado nesta mesma aquitetura, a migração a partir do Vista exigirá muito menos esforço. Além disso, ações para garantir a compatibilidade de aplicações (como a criação de shims) serão reaproveitadas em eventuais migrações do XP para o Windows 7.
2. Compatibilidade e requisitos de hardware

Outro desafio na adoção do Windows Vista foram os maiores requisitos de hardware para usufruir de todos os seus benefícios: melhor gerenciamento, maior segurança, maior produtividade (com Windows Search 4, Aero, ReadyBoost, etc).
Da mesma forma, o Windows 7 não necessita de mais recursos de hardware do que o Vista (e hoje as máquinas normalmente possuem estes requisitos). E mais: se você experimentar o Windows 7 RC (já disponível para download), notará que além de iniciar mais rápido, ele utiliza até menos memória do que o Windows Vista!
3. “Better Together” – Melhor ainda com o Windows Server 2008

O Windows 7 e o Windows Server 2008 compartilham a mesma base de código - tanto que as atualizações de software são comuns, o que facilita demais o gerenciamento do ambiente!
Além disso, o Windows 7, em conjunto com o Windows Server 2008 permite utilizar o DirectAccess, recurso fantástico comentado aqui.
4. Criptografia de Dados em Mídias Removíveis

Com a popularização de Pendrives e HD’s externos (USB), ficou mais difícil manter a conformidade com políticas de uso de informações críticas e garantir a segurança destes dados.
O Bitlocker já permitia a criptografia de dados contidos em notebooks, mas o BitLocker To Go do Windows 7 vai além: ele permite criptografar dados em mídias removíveis!
Aplicável através de Políticas de Grupo do AD, isto permite que as informações contidas em Pendrives e HD’s externos não caiam em mãos erradas.
5. Controle das Aplicações disponíveis aos Usuários

Com o AppLocker, o Windows 7 permite ao adminstrador da rede especificar quais aplicações um determinado usuário pode rodar em seu notebook ou PC. Além de garantir conformidade com o licenciamento, o AppLocker previne a execução de software indesejado (malware).
Tudo isso configurado através de políticas e regras, que podem ser mantidas mesmo se a versão do software for atualizada. Veja um screencast sobre o AppLocker aqui (em Inglês).

6. Automatize Tarefas com Scripts poderosos

O Windows 7 inclui um editor de scripts gráfico atualizado: o Windows PowerShell 2.0.
Ele suporta condições, loops, funções, depuração, tratamento de exceções e “internacionalização”.
Com o PowerShell 2.0, e possível ter interações “um-a-um”, para o gerenciamento e a resolução de problemas em um computador específico, e interações “fan-out”, onde os scripts podem ser executados contra diversas máquinas.
E para facilitar ainda mais o gerenciamento de seu ambiente, você pode baixar o “Group Policy Management Console”, para criar e manter “Group Policy Objects” (GPO’s) e políticas baseadas em chaves de registry.
Veja um screencast sobre o PowerShell 2.0 aqui (em Inglês).
7. Resolução de Problemas mais Rápida e Eficiente

No Windows 7, o usuário final encontra ferramentas para resolver grande parte de seus problemas sozinho. E se for necessário chamar o “Help Desk”, esta tarefa também é facilitada pelos recursos do Windows 7!
O PSR (Problem Steps Recorder) é um dos recursos mais bem-vindos para quem precisa oferecer suporte! Ele grava todos os passos que o usuário realizou num arquivo (comprimido), para ser enviado ao suporte.
Experimente agora mesmo: digite PSR em seu Windows 7 RC!
Além disso, existem os “troubleshooting packs”, scripts PowerShell de apoio, e o UnifiedTracing, que coleta informações do event log e captura pacotes da rede para auxiliar na análise e resolução de problemas.
8. Crie imagens, gerencie e implemente de forma eficiente

DISM, ou Deployment Image Servicing and Management é uma ferramenta do Windows 7 para criar e gerenciar arquivos de imagem do Windows offline.
Você pode montar imagens, adicionar, remover e listar pacotes e drivers das imagens, habilitar/desabilitar recursos do Windows, ajustar configurações regionais, dentre outras coias.
As mesmas ferramentas e processos estão disponíveis para arquivos VHD e para arquivos de imagem (WIM).
Já o Dynamic Driver Provisioning permite armazenar os drivers fora do arquivo de imagem. Com base no ID Plug and Play do hardware, os drivers são injetados dinamicamente na imagem.
Na hora de implementar, o Multicast Multiple Stream Transfer permite enviar a imagem para múltiplos clientes simultaneamente, o que agiliza o processo e reduz a utilização da rede. Veja um screencast sobre estas ferrramentas aqui.
9. Migração facilitada de Dados e Perfis de Usuários

O USMT (User State Migration Tool) permite migrar dados e configurações de um usuário de um PC para outro.
No Windows 7, o USMT foi melhorado, e agora inclui um recurso de “migração hardlink”, que permite armazenar os dados em um lugar comum em seu disco, eliminando a necessidade de mover fisicamente os arquivos durante uma instalação “do zero”!
10. Aumento da Produtividade em Escritórios Remotos

A tecnologia BranchCache armazena num servidor local os arquivos frequentemente utilizadas em um escritório remoto. Com isso, o acesso a estes arquivos fica muito mais rápido, e o uso do link é reduzido.
É possível também distribuir este “cache” entre os próprios computadores do escritório remoto!
Mas atenção: se você for usar o BranchCache com servidor, este precisa ter o Windows Server 2008 R2 instalado…
11. Bônus

Você teve paciência de ler 10 itens… então merece um Bônus!!!
Com o Windows 7, a experiência de “Virtual Desktop” (usando Terminal Services) é muito parecida com a utilização real de um PC. Suporte a múltiplos monitores, áudio bi-direcional para permitir Voz sobre IP (VoIP), reconhecimento de voz, acesso a dispositivos locais.
Claro que o Windows 7 tem mais novidades. Mas essas 10 (ok… 11…) já permitem que você discuta bastante com seus colegas no trabalho, não?

Ainda acho que o windows 7 vai ser o novo windows ME....rs
Categorias
Não Categorizado

Comentários


+ Enviar Comentário




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L