+ Responder ao Tópico



  1. #49

    Padrão Re: Rede cabeada desligando, ajudaa

    Citação Postado originalmente por Kleber Teodoro Ver Post
    Vou falar da solução da Volt com qual trabalho.
    A Rede Fast trabalha com POE reverso de 16V.A cada switch vc vai precisar de pelo menos um cliente conectado.E no PD da rede tem um tomada com pino P4 no qual vc pode estar alimentando o switch.Vc pode jampear a tensão entre 7,5Vdc / 9Vdc / 12Vdc .
    o caso ese cliente que tenho, se ele desligar, o resto da galera fica sem net a partir dali ?

  2. #50

    Padrão Re: Rede cabeada desligando, ajudaa

    Pelo custo das fontes 12V pros clientes (R$ 10-15, contra R$ 40 de 48V) acho que vale a pena isolar os clientes com diodo e usar conversor dc-dc depois dos diodos (só 1 conversor pra todos, então) pra subir pra tensão de carga da bateria e alimentação do equipto.
    Em 12V em 200m se alimentar 1 switch e a flutuação de uma bateria (E um rele pra obrigar o cliente a colocar a fonte na tomada quando usar) o consumo seria praticamente tudo o que a fonte forncede, cerca de 1A, com essa corrente chegaria 9 a 9,5V, um conversor dc-dc barato passa pra 15V com 90% de eficiência.

    2 ou 3 fontes 48V nos clientes não pesam, mas se levam em conta 200 clientes aí essa diferença de preço de R$ 15 pra R$ 40 faz muita diferença, de qualquer forma precisaria circuito complexo pra carregar bateria, complexo por complexo não vejo porque não usar conversor DC-DC pra elevar a tensão, aí poderia usar fonte bem barata nos clientes.

    Se o problema for os R$ 300 da caixa da Volt pra 7 clientes posso antecipar que o custo de montagem local não chega a R$ 70 já com caixa e switch, é só querer.
    (Ou seja, preço alto não é desculpa, a desculpa pode ser falta de tempo ou de prática pra montar)



  3. #51

    Padrão Re: Rede cabeada desligando, ajudaa

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Pelo custo das fontes 12V pros clientes (R$ 10-15, contra R$ 40 de 48V) acho que vale a pena isolar os clientes com diodo e usar conversor dc-dc depois dos diodos (só 1 conversor pra todos, então) pra subir pra tensão de carga da bateria e alimentação do equipto.
    Em 12V em 200m se alimentar 1 switch e a flutuação de uma bateria (E um rele pra obrigar o cliente a colocar a fonte na tomada quando usar) o consumo seria praticamente tudo o que a fonte forncede, cerca de 1A, com essa corrente chegaria 9 a 9,5V, um conversor dc-dc barato passa pra 15V com 90% de eficiência.

    2 ou 3 fontes 48V nos clientes não pesam, mas se levam em conta 200 clientes aí essa diferença de preço de R$ 15 pra R$ 40 faz muita diferença, de qualquer forma precisaria circuito complexo pra carregar bateria, complexo por complexo não vejo porque não usar conversor DC-DC pra elevar a tensão, aí poderia usar fonte bem barata nos clientes.

    Se o problema for os R$ 300 da caixa da Volt pra 7 clientes posso antecipar que o custo de montagem local não chega a R$ 70 já com caixa e switch, é só querer.
    (Ou seja, preço alto não é desculpa, a desculpa pode ser falta de tempo ou de prática pra montar)

    No meu caso é falta de conhecimento e pratica, mas estou aqui para aprender, você conhece algum video, ou alguma imagem, que ensine, ou apenas mostre como funciona uma rede dessa ? Eu preciso realmente ver, para poder entender bem como funciona,

  4. #52

    Padrão Re: Rede cabeada desligando, ajudaa

    Citação Postado originalmente por taiendychyvu Ver Post
    No meu caso é falta de conhecimento e pratica, mas estou aqui para aprender, você conhece algum video, ou alguma imagem, que ensine, ou apenas mostre como funciona uma rede dessa ? Eu preciso realmente ver, para poder entender bem como funciona,
    POE reverso é uma idéia muito boa pra isso, é nos moldes que a Volt oferece:
    http://www.volt.ind.br/uploads/produ...wnload_pdf.pdf

    Na casa do cliente chega um cabo ethernet e ele precisa ligar uma fonte POE 16V na tomada. Só.
    Se na saída lan dessa fonte POE ele plugará um AP wifi ou vai ligar direto em desktop é com ele.

    Essa fonte POE de 16V manda os 16V pelo cabo ethernet até a caixa no poste, tem que ser menos de 100m pelos limites de rede 100M.
    A caixa no poste tem um rele que é alimentado por esses 16V, o rele só fecha quando a fonte é ligada, o rele abre e fecha um contato dos 4 de dados do cabo ethernet, ou seja, com a fonte fora da tomada só tem 3 fios chegando no cliente, não dá rede (Você corta o TX do switch (RX do cliente)). O rele só faz isso, abre e fecha 1 terminal do cabo de dados, e o rele é alimentado somente pela fonte 16V lá na casa do cliente.
    Depois do rele vai um diodo, pra isolar os 16V de um cliente os 16V de outro. Depois desse diodo há um circuito que carregar uma bateria 12V pequena, e um regulador de tensão ou conversor dc-dc que passa pra tensão do switch (5 a 12V, por isso a fonte precisa ser 16V, porque há queda de tensão e pra bateria precisa cerca de 14V))

    Switch consome pouco, 4 ou 5W geralmente, tem modelos 8p de 3W, uma bateria 12V 5Ah duraria 20 horas com um switch green, mas usam geralmente baterias até menores, 12V 2,2A, e switch comum de consumo maior.
    Como só depender da bateria é arriscado, também se faz uma ligação DC entre as caixas, de modo que a energia de uma caixa possa passar pra outra, é só colocar um diodo no caminho e ligar como se fosse um cliente, a queda de tensão entre uma caixa e outra seria tamanha que a tensão de outra caixa em 14V (Direto da bateria) seria bem menor que a tensão da fonte 16V, ou seja, só usaria energia de outra caixa quando nenhum cliente dessa caixa estivesse ligado na tomada.

    É um circuito PASSIVO, bem simples, rede e diodos são a parte que "controla" a interação com o usuario. Aí precisaria um controlador de carga pra bateria, e separado um circuito pra controlar a tensão entre bateria e switch.

    Fonte 16V não tem no mercado, fonte POE 12V você encontra no mercado aos montes, meus usuarios sempre quebraram muitas (Note bem: QUEBRARAM, não queimaram, desculpinhas tipo "Cachorro mordeu", ou "criança mastigou" (Criam filhos como cachorros?), "pisei em cima", "molhou").
    Por isso sugiro fonte 12V. Vai ter tensão muito baixa chegando na caixa, mas tudo bem, existe conversor dc-dc pra isso, tipo:
    http://www.ebay.com/itm/2PCS-DC-DC-A...-/310744534154
    Você simplesmente coloca isso depois dos reles (Sentido cliente > switch), depois dos diodos, ele vai elevar de 6 ou 7V pra 16V. Aí você aplica isso num controlador de carga pra bateria ( Essa é a parte complicada pra quem não tem prática, não tem modulo pronto e barato no Ebay), depois passa a energia da bateria 12V pra 5 a 9V pra ligar no switch.
    Porque 5 a 9V? Porque conversor dc-dc pra baixar a tensão é mais barato em modelo que exige diferença de entrada e saída de 1,5V, e a bateria descarregada chega a 10,5V, ou seja, o maximo que um dc-dc barato deveria suprir é 10,5 - 1,5 = 9V. Falo de conversor dc-dc desse:
    http://www.ebay.com/itm/DC-DC-LM2596...-/291362318499
    Esse trimpot azul com um parafuso tipo fenda é o ajuste de tensão, encosta o multimetro na saída e ajusta girando esse trimpot até ter a tensão do switch, seja 5V, 7,5V ou 9V.

    MAS também dá pra usar fonte 12V no cliente e usar conversor dc-dc pra subir a tensão até 30V e carregar 2 baterias, já houve no mercado bateria 12V 1,3A por R$ 20 cada, poderia colocar 2 e fazer sistema 24V sem custo tão alto, com 24V poderia usar conversor dc-dc pra passar pra 12V sem medo.

    (Isso que nem falei na possibilidade de ligar switch 12V direto na bateria, a maioria dos switch operam bem com 10,5 a 14V, mas como alguns pifam eu nem sugeri! Possibilidade existe, mas garantia mesmo com conversor dc-dc step-down passando pra 5 a 9V, switch de 9V tem muito no mercado)

    O que sugiro é não modificar switch mas sim fazer tudo separado, uma placa com reles e diodos (Se for fazer placa aproveita e coloca protetor de surto em cada porta, sobe o custo uns R$ 10 mas evita queima por raio), o elevador de tensão sugiro comprar modulo pronto, esse sim dá pra modificar pra servir ao mesmo tempo de controlador de carga da bateria (Bota a saída dele ajustada pra 13,2V e deixa flutuando nessa tensão), e o step-down também sugiro modulo pronto. O que você precisaria construir é a placa com reles e diodos, seria basicamente 7 jacks RJ45 (RJ45 femea), 7 reles 12V, 7 diodos (Se for fazer protetor de surto seriam 70 diodos comuns e 7 diodos zener), 7 pedaços de cabo ethernet (2 pares) e 7 plugs RJ45 pra encaixar no switch. Sugiro isso pra poder trocar o switch em caso de lan queimada.
    Sugiro modularidade pra facilitar reparo, você abre a caixa e vê led aceso em switch, pode ver tensão em bateria (Leva uma lampada pingo 12V 0,1A pra servir de teste de tensão, ou voltimetro barato, se precisar você pode trocar o modulo step-down, ou o ste-up, ou o switch, ou a bateria, ou a placa com reles, essas 4 partes e a bateria você pode levar na mochila facilmente, trocar na pressa e depois em bancada testar direito se tem defeito ou se era só mal-contato).

    Eu não fabrico nada pra vender porque isso é função da industria (Bota o pessoal de Sta Rita do Sapucaí pra trabalhar), mas se precisar desenho de placae posso fazer, isso é bem simples (Incrivelmente simples, se comparar com eletronica de verdade tipo PIC e cia).



  5. #53

    Padrão Re: Rede cabeada desligando, ajudaa

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    POE reverso é uma idéia muito boa pra isso, é nos moldes que a Volt oferece:
    http://www.volt.ind.br/uploads/produ...wnload_pdf.pdf

    Na casa do cliente chega um cabo ethernet e ele precisa ligar uma fonte POE 16V na tomada. Só.
    Se na saída lan dessa fonte POE ele plugará um AP wifi ou vai ligar direto em desktop é com ele.

    Essa fonte POE de 16V manda os 16V pelo cabo ethernet até a caixa no poste, tem que ser menos de 100m pelos limites de rede 100M.
    A caixa no poste tem um rele que é alimentado por esses 16V, o rele só fecha quando a fonte é ligada, o rele abre e fecha um contato dos 4 de dados do cabo ethernet, ou seja, com a fonte fora da tomada só tem 3 fios chegando no cliente, não dá rede (Você corta o TX do switch (RX do cliente)). O rele só faz isso, abre e fecha 1 terminal do cabo de dados, e o rele é alimentado somente pela fonte 16V lá na casa do cliente.
    Depois do rele vai um diodo, pra isolar os 16V de um cliente os 16V de outro. Depois desse diodo há um circuito que carregar uma bateria 12V pequena, e um regulador de tensão ou conversor dc-dc que passa pra tensão do switch (5 a 12V, por isso a fonte precisa ser 16V, porque há queda de tensão e pra bateria precisa cerca de 14V))

    Switch consome pouco, 4 ou 5W geralmente, tem modelos 8p de 3W, uma bateria 12V 5Ah duraria 20 horas com um switch green, mas usam geralmente baterias até menores, 12V 2,2A, e switch comum de consumo maior.
    Como só depender da bateria é arriscado, também se faz uma ligação DC entre as caixas, de modo que a energia de uma caixa possa passar pra outra, é só colocar um diodo no caminho e ligar como se fosse um cliente, a queda de tensão entre uma caixa e outra seria tamanha que a tensão de outra caixa em 14V (Direto da bateria) seria bem menor que a tensão da fonte 16V, ou seja, só usaria energia de outra caixa quando nenhum cliente dessa caixa estivesse ligado na tomada.

    É um circuito PASSIVO, bem simples, rede e diodos são a parte que "controla" a interação com o usuario. Aí precisaria um controlador de carga pra bateria, e separado um circuito pra controlar a tensão entre bateria e switch.

    Fonte 16V não tem no mercado, fonte POE 12V você encontra no mercado aos montes, meus usuarios sempre quebraram muitas (Note bem: QUEBRARAM, não queimaram, desculpinhas tipo "Cachorro mordeu", ou "criança mastigou" (Criam filhos como cachorros?), "pisei em cima", "molhou").
    Por isso sugiro fonte 12V. Vai ter tensão muito baixa chegando na caixa, mas tudo bem, existe conversor dc-dc pra isso, tipo:
    http://www.ebay.com/itm/2PCS-DC-DC-A...-/310744534154
    Você simplesmente coloca isso depois dos reles (Sentido cliente > switch), depois dos diodos, ele vai elevar de 6 ou 7V pra 16V. Aí você aplica isso num controlador de carga pra bateria ( Essa é a parte complicada pra quem não tem prática, não tem modulo pronto e barato no Ebay), depois passa a energia da bateria 12V pra 5 a 9V pra ligar no switch.
    Porque 5 a 9V? Porque conversor dc-dc pra baixar a tensão é mais barato em modelo que exige diferença de entrada e saída de 1,5V, e a bateria descarregada chega a 10,5V, ou seja, o maximo que um dc-dc barato deveria suprir é 10,5 - 1,5 = 9V. Falo de conversor dc-dc desse:
    http://www.ebay.com/itm/DC-DC-LM2596...-/291362318499
    Esse trimpot azul com um parafuso tipo fenda é o ajuste de tensão, encosta o multimetro na saída e ajusta girando esse trimpot até ter a tensão do switch, seja 5V, 7,5V ou 9V.

    MAS também dá pra usar fonte 12V no cliente e usar conversor dc-dc pra subir a tensão até 30V e carregar 2 baterias, já houve no mercado bateria 12V 1,3A por R$ 20 cada, poderia colocar 2 e fazer sistema 24V sem custo tão alto, com 24V poderia usar conversor dc-dc pra passar pra 12V sem medo.

    (Isso que nem falei na possibilidade de ligar switch 12V direto na bateria, a maioria dos switch operam bem com 10,5 a 14V, mas como alguns pifam eu nem sugeri! Possibilidade existe, mas garantia mesmo com conversor dc-dc step-down passando pra 5 a 9V, switch de 9V tem muito no mercado)

    O que sugiro é não modificar switch mas sim fazer tudo separado, uma placa com reles e diodos (Se for fazer placa aproveita e coloca protetor de surto em cada porta, sobe o custo uns R$ 10 mas evita queima por raio), o elevador de tensão sugiro comprar modulo pronto, esse sim dá pra modificar pra servir ao mesmo tempo de controlador de carga da bateria (Bota a saída dele ajustada pra 13,2V e deixa flutuando nessa tensão), e o step-down também sugiro modulo pronto. O que você precisaria construir é a placa com reles e diodos, seria basicamente 7 jacks RJ45 (RJ45 femea), 7 reles 12V, 7 diodos (Se for fazer protetor de surto seriam 70 diodos comuns e 7 diodos zener), 7 pedaços de cabo ethernet (2 pares) e 7 plugs RJ45 pra encaixar no switch. Sugiro isso pra poder trocar o switch em caso de lan queimada.
    Sugiro modularidade pra facilitar reparo, você abre a caixa e vê led aceso em switch, pode ver tensão em bateria (Leva uma lampada pingo 12V 0,1A pra servir de teste de tensão, ou voltimetro barato, se precisar você pode trocar o modulo step-down, ou o ste-up, ou o switch, ou a bateria, ou a placa com reles, essas 4 partes e a bateria você pode levar na mochila facilmente, trocar na pressa e depois em bancada testar direito se tem defeito ou se era só mal-contato).

    Eu não fabrico nada pra vender porque isso é função da industria (Bota o pessoal de Sta Rita do Sapucaí pra trabalhar), mas se precisar desenho de placae posso fazer, isso é bem simples (Incrivelmente simples, se comparar com eletronica de verdade tipo PIC e cia).
    esse projeto que você colocou aqui, parece ser realmente eficaz, e seguro, se fosse fazer um calculo, cada caixa com um switch desse, ligando apenas 1 cliente, fica em torno de quanto mais ou menos ? Me interessei bastante, acredito que era exatamento isso que eu procurava, esse desenho ai, teria a possibilade de me disponibilzar algum ? Cara, muito obrigado !!! Tudo de bom pra vc,

  6. #54

    Padrão Re: Rede cabeada desligando, ajudaa

    Tópico rendeu viu kkk.
    Bicho esqueça 220v Ac.
    Esqueça 110v Ac.
    Dinheiro você vai ganhar e muito, mais nada paga o risco de seifa uma vida.
    Como já falaram, se o choque não matar a queda vai aleja.
    Primeiro passo de tudo brow, defina qual modelo de Switch, o que ele vai usar 5v ? 12v ?
    Sabendo o modelo, tente saber qual o máximo de variação suportada, intelbras suporta tranquilamente 9v a 24volts...
    Agora que ja sabe qual o padrão de alimentação você vai ter que definir qual tipo de energia vai leva no trunk de sua rede...
    160vdc ? 48v ? a cada 100 metros se perde quase 3 Volts usando Fe padrão de telefonia.
    As fontes comum do switch aceita de 90v a 220v ou seja, você passa fácil de 3Km usando 160vdc.
    Lembrando que não é porque é 160vdc que não mata, o fator da mortalidade vai vim da amperagem e a penetração da voltagem.
    Se for usa 160vdc procure uma fonte com fusível e trafo, e se quiser fica em paz com DR.
    Agora se grana não é o problema, faz uma rede 48v com Step Up/Step Down.
    Siga os conselhos do mestre @rubem.