Página 1 de 4 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Amigo, andei lendo aqui no fórum e vi que o cabo RGC-213 tem uma perca de 0,6db por metro.
    Andei pensando o seguinte, preciso de um cabo de 30 metros pra colocar o rádio no pé da torre, bom com isso eu teria uma perca de 18db (30*0,6), bom então pra compensar essa perca pensei em colocar um amplificador de 2w (33db) no pé da torre também, ou seja, dos 33db que será gerado na saída do amplificador, 18db vão ser perdidos no cabo, resultando em cima da torre 15db que irá para a antena.
    Minha "teoria" estaria correta??? Qual a desvantagem em fazer isso??? Compensa eu fazer um teste para verificar???

    Um ótimo FDS pra todos e um grande abraço...

  2. Amplificador em 2.4 GHz não é permitido por lei. Se investir em uma boa antena e instalar um rádio que tenha PoE poderá acessá-lo remotamente do "pé" da torre para qualquer gerenciamento. Usando rádios baseados em placas subcompactas terá uma manutenção muita baixa e se possuir um backup, no caso de sinistro, poderá repor o POP em apenas alguns minutos.



  3. Citação Postado originalmente por sergio Ver Post
    Amplificador em 2.4 GHz não é permitido por lei. Se investir em uma boa antena e instalar um rádio que tenha PoE poderá acessá-lo remotamente do "pé" da torre para qualquer gerenciamento. Usando rádios baseados em placas subcompactas terá uma manutenção muita baixa e se possuir um backup, no caso de sinistro, poderá repor o POP em apenas alguns minutos.
    Meu amigo, a dúvida não foi essa me desculpe a franquesa, por questão de informação eu apenas perguntei se a idéia do uso do amplificador no pé da torre compensaria a perca que eu teria no cabo de 30 metros que vai levar o sinal pra antena lah em cima. A minha idéia não é ter um sinal estrondozo, e sim colocar os radios no pé da torre pra facilitar o trabalho do dia-a-dia.

    Um grande abraço e um ótimo FDS...

  4. Respondi sobre as possibilidades licitas e tecnicamente eficientes. Agora se quer saber sobre amplificador, abaixo as informações, as quais acredito, se ler as mesmas, entenderá como funciona e se cabe em seu propósito.

    Como o próprio nome indica, amplificadores são usados para amplificar (aumentar a amplitude) de um sinal RF, para compensar as perdas sofridas pelo mesmo, quer pela longa distância entre as antenas, quer pelo comprimento do cabo RF até chegar a antena. Normalmente esses amplificadores são energizados através de um sinal DC gerado por um injetor DC, que geralmente fica próximo ao ponto de acesso, e esse injetor por sua vez é energizado com uma tensão AC de uma tomada comum. O cabo RF é o responsável por transportar tanto esse sinal DC até o ponto de acesso, quanto o sinal RF.
    Existem dois tipos de amplificadores, os unidirecionais e os bi-direcionais.

    Os unidirecionais amplificam o sinal na transmissão, antes dele chegar até a antena, dessa forma compensando as perdas causadas pelo comprimento do cabo RF.

    Os bi-direcionais, amplificam o sinal na recepção, antes dele chegar ao dispositivo WLAN, compensando dessa forma as perdas causadas pela distância entre as antenas e aumentando a sensibilidade do sinal recebido pelo cliente.

    Os amplificadores podem ser ainda indoors e outdoors.

    Os indoors são projetados para ficar em um local fechado, próximo ao ponto de acesso, já os outdoors são projetados para ficarem expostos ao tempo e são de material muito resistente. Eles são montados no mastro da antena e precisam de um injetor DC.



    Dentro de cada tipo, os amplificadores se dividem ainda em ganho fixo e ganho variável. Os de ganho fixo oferecem uma quantidade fixa de ganho para o sinal RF, enquanto que os de ganho variável permitem ter seu ganho ajustado manualmente conforme as necessidades. Para escolher qual amplificador comprar para a sua WLAN, existem algumas variáveis que o ajudarão a decidir.

    Antes de mais nada, é preciso saber as especificações do amplificador. Uma vez conhecidas as especificações de: impedância (ohms), ganho (dB), freqüência de operação (GHz), VSWR, entrada (mw ou dBm) e saída (mw ou dBm), estaremos prontos para escolher o amplificador.

    » A freqüência de operação é o primeiro critério a escolher. Se a WLAN opera na faixa de 2.4 GHz, um amplificador de 5 GHz não funcionará.

    » É preciso calcular quanto de potência de entrada e saída e de ganho será necessário.

    » O amplificador deveria ter uma impedância igual a todos os demais componentes de hardware WLAN entre o transmissor e a antena, para evitar as perdas oriundas do não casamento de impedâncias.

    » Os conectores que irão conectar o amplificador ao restante da rede devem ser do mesmo tipo que os conectores dos cabos e da antena. Normalmente amplificadores usam conectores SMA e tipo N.




    Amplificadores RF normalmente são instalados em série entre o ponto de acesso e a antena. A configuração de um amplificador só é necessária, caso ele seja de ganho variável. Neste caso o amplificador deve ser configurado com a quantidade de ganho necessária de acordo com os cálculos matemáticos de RF. O manual do fabricante irá explicar como fazer essa configuração.

    Apesar da possibilidade de ajustar manualmente o ganho de um amplificador RF ser uma vantagem devido a flexibilidade, amplificadores de ganho variável não são recomendados porque os parâmetros poderiam ser alterados devido a problemas no amplificador por exemplo, dessa forma danificando a antena ou violando as regras do FCC no que diz respeito a potência de saída para as bandas ISM ou UNII. Amplificadores de ganho fixo são mais recomendados e os cálculos de RF deveriam ser feitos para garantir que o sinal está dentro dos limites permitidos pelo FCC. Somente após os cálculos estarem completos, e a quantidade de amplificação ser conhecida, é que o amplificador poderia ser comprado.

    Os amplificadores deveriam vir com um certificado e relatório de calibração. Deveriam inclusive ser calibrados uma vez por ano para garantir sua performance e operação.



    A amplificação introduzida em um sinal RF é a grande razão de ser de um amplificador RF, porém essa amplificação não é de graça. Existe um grande ônus na utilização de amplificadores que é o aumento de ruído do sinal original. Vimos anteriormente que todo sinal RF tem uma quantidade de ruído seja ela qual for. O amplificador portanto amplificará o sinal e também o ruído que faz parte do mesmo, além de introduzir ele próprio mais uma parcela de ruído no sinal RF original.



    by Julio Battisti



  5. cara...

    a coisa não é tão simples assim.

    o cabo RGC-213, em 2.4Gz tem atenuação de 25,2dB/100m, com isso terá 0,252 por metro.

    se você usar amplificador irá aumentar o sinal, mas também irá aumentar o ruido o que prejudica o sinal.

    para situações como esta é melhor você investir em um cabo de melhor qualidade, o valor que você irá gastar no amplificador você converte no cabo, o cabo LMR600 tem atenuação de 14dB/100m, este cabo custa em torno de 29 R$ o metro.

    LMR1200 = 7,4dB/100m
    LMR1700 = 5,7dB/100m.

    existe, ainda, o cabo cellflex, não lembro a bitola, que tem atanuzação de 6dB/100m, são cabos desse tipo que as operadoras de celular usam em suas torres, acredito que esse cabo deva custar em torno de 150 R$ o metro, fora os conectores.

    numa situação como essa o melhor a fazer é usar uma caixa hermética próxima a antena, como dito acima, mas cada um faz o que achar melhor.


    valeu






Tópicos Similares

  1. Perda de pacotes com servidor Mikrotik
    Por Gigainfo no fórum Redes
    Respostas: 8
    Último Post: 30-05-2008, 07:31
  2. Respostas: 6
    Último Post: 12-04-2007, 20:49
  3. Perda de desempenho com o Squid
    Por juniovitorino no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 13
    Último Post: 06-11-2006, 15:12
  4. Perda de conexão com a Internet !
    Por slackmaster no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 09-11-2005, 14:30
  5. Lentidão e perda de pacotes com AP2000
    Por denilson_rocha no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 12-07-2005, 18:27

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L