+ Responder ao Tópico



  1. Apesar de eu nao ser homologado ainda eu nao abuso de tals potencias es amplificador apesar que tem um provedor na cidade sabendo que eu nao ou homologado .... eu nunca fis nada pra provoda o outro concorrente mas nem vou eu tenho conciencia e a buxa e grande

    Porque os 2 ai encima nao se unem e denciem para anatel e melhor do que ficarem brigando entren em acordo e corram atras das piratas que estao prejudicando-os apesar que anatel serve pra isso pra denuncias

    Poxa meu usa amplificador cara tem que bater na cara do piao que usa ....Conciencia né...


    ( talves os piratas não prejudicando os outros legaliado .....os legalizados nem iria se importa )

  2. Prezados,

    realmente usar amplificadores em rádio frequências tão altas (2.4GHz e 5.8GHz) é crime e tiro de garrucha no próprio pé. Suja o espectro, causa interferência em frequências próximas (pois abre demais o ângulo de irradiação do sinal) e, acima de tudo, prejudica a todos. É o mesmo que jogar merda para cima: vai cair na própria cabeça do imbecil! Estou cansado de falar com clientes e donos de provedores em geral: não usem amplificadores e/ou equipamentos muito potentes (acima de 400mW). Eu uso e recomendo no máximo 200mW.

    Ocorre o seguinte: a relação quanto mais alto a frequência utilizada aliada a equipamentos mais potentes é igual altíssimo nível de ruído gerado. Como resolver essa equação? Equipamentos estáveis e menos potentes aliados a antenas de maior ganho com cabos melhores e o mais curtos possível. A antena não gera ROE. cabos geram. O equipamento/rádio gera ruídos. Usem antenas de boa qualidade, de preferência painéis.

    Portanto, equipamentos de 600mW, 700mW ou mesmo 400mW não são apropriados para um serviço profissional, a não ser que você esteja completamente sozinho na cidade. Mas, a medida que forem aumentando os rádios no seu próprio provedor perceberá a taxa de transferência de arquivos diminuindo, equipamentos parando de funcionar do nada e outras "coisas sem explicações".

    Se estiver usando amplificador então é pura aberração. Já visitei uma cidade em que havia 4 provedores. Todos com torres em um mesmo morro. Um deles resolveu pôr amplificador. Resultado: "abafou" o sinal dos concorrentes. Os concorrentes para não ficarrem para trás puseram amplificadores em todos os rádios. Consequência: ficou uma merda o espectro, bem como uma merda o serviço de todos os provedores.

    Para convencer os empresários a tirarem os amplificadores foi uma batalha que parecia ingrata. Quase fui expulso literalmente da cidade por eles. Mas no final das contas acabei convencendo-os de que deveriam tirar amplificadores e pôr equipamentos e antenas homologadas. Atualmente todos convivem e coexistem, até onde eu sei, pacificamente.

    Conclusão: bons equipamentos (de até 200mW), boas antenas painéis, boas antenas de discos, boas antenas de grade, cabos bem montados (RG213, LMR ou Cellflex) ingredientes de um provedor de sucesso.



  3. Marcelo, voce explicou de forma esclarecedora e demonstrou sua capacidade tecnica, pessoas inteligentes do seu nivel é que eleva e ainda dá credibilidade a serviços de Provedores Wireless que atualmente tao carente de credibilidade visto, o mal uso por esses picaretas como dito em post anterior, parabens mesmo. Voce bem falou quando diz que
    antena não gera ROE desde que de boa qualidade, pois trata-se de um componente passivo ao contrario de Aps que usam amplificadores de RF, estes sim sao ativos amplificando os ruidos diretamente proporcional a sua potencia de transmissao. Ja vi aqui mesmo no forum explicações de alguns colegas mostrando de forma clara a ineficiencia de uso de potencia elevadas, pois so gera sugeira para todos. É bastante esclarecedor quando se faz uma analogia do sistema de transmissao wireless a um pista de mao dupla, onde o transmissor utiliza uma dessas via para levar a informação para o receptor(cliente) e este por sua vez retorma ao transmissor pela via de retorno, havendo dessa forma a comunicação entre ambos. Outra comparação seria como se uma pessoa gritasse alto(transmissor) e a outra pessoa do outra lado ouvisse(cliente recebendo o sinal) mas respondesse em voz baixa(pouca potencia) certamente não haveria comunicação de retorno a comunicação seria seriamente prejudicada. Digo isso pq ja realizei instalação em cliente onde meu sinal chegou a 90% onde consegui me conectar ao ap bridge na torre, mas negado a autenticação no servidor, só sendo possivel apos a troca de canal fugindo um pouco da alta poluição naqulea àrea. Mas uma vez quero agrecer a todos os cometarios dos amigos.

  4. É verdade. Entre todas as opções de config que tentei, o melhor resultado foi mesmo diminuir a potencia. Estou agora com 63 mW e o resultado está sendo muito bom.

    ACK, preambule, RTS e tudo o mais não adianta mexer muito, se não baixar a potencia. Senão o vivente acaba ficando perdido num mundo de leituras que muitas vezes de contradizem. Quando se baixa a potencia parece que as outras configurações entram numa lógica mais fácil de entender.

    Agora antena com zero de relação de ondas estacionária na prática não existe.
    Um painel hyperlink de 14 Dbi, tem uma relação de 1.5:1 o que é considerado perfeitamente aceitável.

    Mas quanto ao cabo Marcelo, precisamos nos preocupar com o tamanho exato? Nas frequencias mais baixas este fator é crítico para que o cabo esteja em fase e o casamento da impedância seja o melhor possível para diminuir a ROE. E até se usa um acoplador de antenas para fazer o perfeito casamento de impedância.
    Mas nestas altas frequencias ainda é preciso dar atenção ao comprimento em múltiplos de meia-onda? ou seria isso um virtuosismo sem grandes benefícios práticos?
    Uma vêz eu li que, se a saida do transmissor tem uma impedância e a antena tem a mesma, no nosso caso 50 ohms, este comprimento do cabo é irrelevante. Mas na prática quem pode garantir que lá na antena, construida para ter os 50 ohms vai ter mesmo, já que prédios, árvores ou outros obstáculos como um telhado de zinco podem fazer com que estes 50 não sejam mais 50 ohms.


    Citação Postado originalmente por MarceloGOIAS Ver Post
    Prezados,

    realmente usar amplificadores em rádio frequências tão altas (2.4GHz e 5.8GHz) é crime e tiro de garrucha no próprio pé. Suja o espectro, causa interferência em frequências próximas (pois abre demais o ângulo de irradiação do sinal) e, acima de tudo, prejudica a todos. É o mesmo que jogar merda para cima: vai cair na própria cabeça do imbecil! Estou cansado de falar com clientes e donos de provedores em geral: não usem amplificadores e/ou equipamentos muito potentes (acima de 400mW). Eu uso e recomendo no máximo 200mW.

    Ocorre o seguinte: a relação quanto mais alto a frequência utilizada aliada a equipamentos mais potentes é igual altíssimo nível de ruído gerado. Como resolver essa equação? Equipamentos estáveis e menos potentes aliados a antenas de maior ganho com cabos melhores e o mais curtos possível. A antena não gera ROE. cabos geram. O equipamento/rádio gera ruídos. Usem antenas de boa qualidade, de preferência painéis.



  5. Citação Postado originalmente por ijr Ver Post
    A polício que ficaria ou fica resposável nessa parte é a Federal.
    Olha, se pelo 0800 da Anatel não resolver (ficalização) o negócio é pegar um advodago (de preferencia conhecido/amigo) e fazer denuncia no Ministério Público.... Ai o buraco é mais embaixo, pois a Anatel vai fiscalizar sob denuncia do ministério público e não do provedorzinho XYZ.

    Boa. Esse é um bom caminho.






Tópicos Similares

  1. legislação da anatel sobre wireless
    Por lluner no fórum Redes
    Respostas: 15
    Último Post: 29-08-2005, 19:11
  2. homologação da anatel produtos terabeam
    Por lluner no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 26-07-2005, 15:44
  3. Duvida sobre autorização da ANATEL
    Por fabiocatelani no fórum Redes
    Respostas: 6
    Último Post: 11-02-2005, 18:18
  4. Autorização da Anatel
    Por Marcos_Campinas no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 30-07-2004, 10:05
  5. Licenca da Anatel
    Por patrickcanton no fórum Redes
    Respostas: 28
    Último Post: 09-07-2004, 09:54

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L