Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Prefeituras Internet Gratis, temos como combater???

    a pergunta e , temos como evitar que as prefeituras dem aceso gratuito?????

    estou investindo, contratando link, asumindo dividas por anos, e agora vem me diser que um dos candidatos aqui, pretende dar acceso de graça....

    algum provedor ja ganhou na justiça, conseguiu impedir ese abuso....

    se derem internet gratuita, deveriào dar tambem agua e lus, que e impresindivel, nao internet, que ainda e um luxo, e so serve a quem tem computador, os que podem pagar por um computador....

    se alguem tiver informaçês, favor postar, pois tenho que ir me preparando...

  2. #2

    Padrão

    cara to com o mesmo problema , o infelis do prefeito pra ganhar mais voto ta fazendo essa propagando aki na cidade.
    ai ta todo mundo comentando e se sabe.. o bixo pega..
    alguem ai com mais conhecimento pode ajudar..
    pelo meu ponte de vista.. acho q eles vai ter que ter SCM como qualquer provedor de internet e outros custos..
    mas basta querer parar fazer né..

    ja nao basta as operadores infernizando nossas vidas agora politicos fdps.. foda.



  3. #3

    Padrão

    pois e, mas prefeituras deveriâo dar atenção a outras coisa, nao internet...

    seria bom eles pagarem a lus, ou ajudar com 40 pila na conta de agua que chega a todos nao como a internet so apra quem tem computador, mas isso eles nao fazem, o pais maravilha!!!

  4. #4
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Bem,

    em primeiro lugar são coisas do Brasil: políticos e politiqueiros que, para ganhar uma eleição, vendem até a mãe. Em segundo, 99,99% não passam de promessas que jamais serão cumpridas. Em terceiro, mesmo que algum prefeito implante tal projeto atingirá apenas partes e parcela da cidade, jamais atingindo 100%. Tecnicamente e financeiramente teriam de montar estruturas de provedor (equipamento, antenas, torres, suporte técnico) o que levaria a faltar dinheiro em outras áreas, principalmente a social.
    Infelizmente tais políticos esquecem que internet não é prioridade em um país com tantos problemas como o nosso. Deveriam se preocupar com saúde, educação, comida e segurança para o povo. Se querem investir em cultura e educação do povo que invistam em boas escolas com computadores e com acesso à internet para todos os alunos.
    Francamente, internet gratuita é destruir negócio de muitos profissionais que montaram os seus provedores com dificuldade. Na prática, de nada servirá ao "povão" que não pode comprar computadores e o equipamento de acesso; ou seja, atingirá apenas a classe média cliente dos provedores.



  5. #5

    Padrão

    pois e , minha esperança e que alguem tenha ganhop na justiça e abra um presedente para podermos lidar com isso...

    acho que deveriào dar agua de graça, mas isso e claro que eles nao fazem, agua sim e impresindivel, internet nao!!

  6. #6

    Padrão

    Conversei com um advogado sobre isso, e também com um gerente de TI da prefeitura, as informações que tenho são as seguintes:

    O diretor de TI da prefeitura de minha cidade disse que o projeto de internet, faz parte do PAC, que é um projeto do governo federal, e dificilmente uma empresa privada, como provedores locais, poderão impedir a implantação. Porém no caso de minha cidade onde existe o projeto, o acesso não será 100% liberado. Pornozão! Nem pensar! Praticamente só sites educativos etc...

    Um de nossos advogados, disse que se tivermos notas de tudo que já foi investido, recibos de impostos, etc, será possível obter uma indenização, principalmente no que diz respeito a impostos. Quem é detentor SCM deverá conseguir isso mais fácil. Disse que também quando tiver inicio do serviço, já deveremos correr atrás, que possivelmente, pode se conseguir impedir através de liminar, ou até mesmo que o acesso sejá feito através do provedor, ai nesse caso melhora para nós!



  7. #7

    Padrão

    Senhores, uma prefeitura não pode prestar serviço SCM de forma direta, ou seja não pode atuar como provedora diretamente, mas nada impede que o município crie um empresa ou autarquia e preste tal serviço através dela. Alem disso as prefeituras podem sim montar redes municipais atraves de uma modalidade de SLP, e, fornecer acesso a população. Com relação a questão de serviço prioritário, é sim dever do poder público implantar políticas de inclusão digital e social. Muitas pessoas adquirem computatores em 48 parcelas e não tem como arcar com os custos mensais e instalação cobrados pelos provedores, assim, as prefeituras devem investir para democratizar o acesso a internet, em especial nos pequenos municípios. Em casos como esse os provedores devem focar o atendimento nos clientes empresariais, que necessitam de maior velocidade e garantias de establidade na conexão.

  8. #8

    Padrão

    Citação Postado originalmente por GilneI Ver Post
    Senhores, uma prefeitura não pode prestar serviço SCM de forma direta, ou seja não pode atuar como provedora diretamente, mas nada impede que o município crie um empresa ou autarquia e preste tal serviço através dela. Alem disso as prefeituras podem sim montar redes municipais atraves de uma modalidade de SLP, e, fornecer acesso a população. Com relação a questão de serviço prioritário, é sim dever do poder público implantar políticas de inclusão digital e social. Muitas pessoas adquirem computatores em 48 parcelas e não tem como arcar com os custos mensais e instalação cobrados pelos provedores, assim, as prefeituras devem investir para democratizar o acesso a internet, em especial nos pequenos municípios. Em casos como esse os provedores devem focar o atendimento nos clientes empresariais, que necessitam de maior velocidade e garantias de establidade na conexão.

    bom amigo, uma pergunta, se o cara que compra um computador em 48 veses no seu ver deve ter internet gratuita, poq ue uma peçoa que compra a casa e 30 anos a prefeitura no paga agua e lus para ele ???
    a prefeitura vai ganhar no iptu , por que nao paga ou isenta de iptu essa pessoa ????
    chega de demagogia, pais de falsos e corruptos, eles querem e votos, ou engambelar a populaçâo para deixar eles roubarem tranquilos....

    como se disia em roma, ao povo pào e vinho!!!!!

    brincadeira, se aqui eles oereçerem internet gratuita, vou entrar na camara com um projeto popular para eles darem tambem iptu ou agua, e quem sabe ate lus de graça para quem nao tiver computador, agua e lus sim, sâo de primeira necesidade...
    ja vou me informar das assinaturas necesarias apr tal projeto!!!
    eles nao querem ajudar os pobres, querem fu... com que, trabalha e presta serviços, o cambada de vagabundos, deveriâo investiem em educaçâo e saude, isso sim!!!

    to p da vida!!!



  9. #9

    Padrão

    Eu entendo que vc esteja p da vida. Mas entenda que quando um município opta por oferecer acesso a internet de forma gratuita para a população, o objetivo não é concorrer com os provedores e sim promover a democratização do acesso às tecnologias da informação, de forma a permitir a inserção de todos na sociedade da informação. Assim toda a população pode ter acesso as informações a disposição na internet e dessa forma produzir e disseminar o conhecimento e utilizar-se deste para melhorar as suas condições de vida. Se uma prefeitura investe em infraestrura de TI para atender aos orgãos da administração municipal, por que não utilizar-se desta infraestrutura para promover politicas de inclusão digital? Ademais, essa é uma forma das prefeituras aplicarem os recursos arrecadados com os impostos que são de competencia do município, dentre os quais o IPTU. Com relação ao abastecimento de água, torna-se inviável a gratuidade, devido ao alto custo de implantação e manutenção dos sistemas de captação e distribuição, muito embora, na maioria dos casos, os recursos obtidos com a cobrança sejam reaplicados para manter os serviços em funcionamento. Com relação a energia eletrica, o fornecimento da mesma não é competencia dos municípios, mas se fosse, aplicariasse o mesmo raciocinio. Agora, em relação ao projeto que vc pretende apresentar à câmara, tenho uma péssima noticia para te dar: o legislativo não pode fazer leis que gerem gastos ou renuncia de receita para os municípios, é inconstitucional. Esses projetos são de competencia exclusiva do poder executivo. Reitero o que eu disse na resposta anterior: em casos como esse, os provedores continuarão a funcionar, prestando serviços para as empresas e também para os clientes que necessitarem ou desejarem conexões de maior performance. Os provedores perderão tais clientes se oferecem serviços de qualidade inferior aos gratuitos ou cobrarem valores tão altos que o custo benefício inviabilize os contratos.
    Última edição por GilneI; 03-09-2008 às 23:20.

  10. #10

    Talking

    Citação Postado originalmente por GilneI Ver Post
    Eu entendo que vc esteja p da vida. Mas entenda que quando um município opta por oferecer acesso a internet de forma gratuita para a população, o objetivo não é concorrer com os provedores e sim promover a democratização do acesso às tecnologias da informação, de forma a permitir a inserção de todos na sociedade da informação. Assim toda a população pode ter acesso as informações a disposição na internet e dessa forma produzir e disseminar o conhecimento e utilizar-se deste para melhorar as suas condições de vida. Se uma prefeitura investe em infraestrura de TI para atender aos orgãos da administração municipal, por que não utilizar-se desta infraestrutura para promover politicas de inclusão digital? Ademais, essa é uma forma das prefeituras aplicarem os recursos arrecadados com os impostos que são de competencia do município, dentre os quais o IPTU. Com relação ao abastecimento de água, torna-se inviável a gratuidade, devido ao alto custo de implantação e manutenção dos sistemas de captação e distribuição, muito embora, na maioria dos casos, os recursos obtidos com a cobrança sejam reaplicados para manter os serviços em funcionamento. Com relação a energia eletrica, o fornecimento da mesma não é competencia dos municípios, mas se fosse, aplicariasse o mesmo raciocinio. Agora, em relação ao projeto que vc pretende apresentar à câmara, tenho uma péssima noticia para te dar: o legislativo não pode fazer leis que gerem gastos ou renuncia de receita para os municípios, é inconstitucional. Esses projetos são de competencia exclusiva do poder executivo. Reitero o que eu disse na resposta anterior: em casos como esse, os provedores continuarão a funcionar, prestando serviços para as empresas e também para os clientes que necesitarem ou desejarem conexões de maior performance. Os provedores só perderão clientes se oferecem serviços de qualidade inferior aos gratuitos ou cobrarem valores tão altos que o custo benefício inviabilize os contratos.
    concordo plenamente tentar impedir que o governo inclua digitalmente essas pessos parece ate piada, pior foi quando tinham poucas lojas de computadores como a que eu trabalho e começaram a vender computadores em supermercados lojas de moveis tudo em 48000 X sem juros e com incentivo do governo que cobra menos impostos dessas lojas sobre a venda de computadores deviamos ter entrado na justiça pra impedir que as pessoas tenha melhores preços e mais facilidades na hora da compra. Chego a concordar com dono do topico em estar p da vida mais tentar impedir que pessoas tenha tal facilidade chega e ser engraçado fosse assim os donos de carro pipa tinha que brigar com a sabesp e com as prefeituras que colocaram agua encanada nas casas.



  11. #11

    Padrão

    Citação Postado originalmente por shawnsk8 Ver Post
    concordo plenamente tentar impedir que o governo inclua digitalmente essas pessos parece ate piada, pior foi quando tinham poucas lojas de computadores como a que eu trabalho e começaram a vender computadores em supermercados lojas de moveis tudo em 48000 X sem juros e com incentivo do governo que cobra menos impostos dessas lojas sobre a venda de computadores deviamos ter entrado na justiça pra impedir que as pessoas tenha melhores preços e mais facilidades na hora da compra. Chego a concordar com dono do topico em estar p da vida mais tentar impedir que pessoas tenha tal facilidade chega e ser engraçado fosse assim os donos de carro pipa tinha que brigar com a sabesp e com as prefeituras que colocaram agua encanada nas casas.

    ou talvez a Microsoft deva entrar na justiça contra as desenvolvedoras das distribuições linux, fabricantes de PCs, empresas e usuarios que optarem pelo linux ou qualquer outro software livre... afinal a MS investe muito e paga impostos e não pode ser prejudicada pelo atrevimento dessa turma de vagabundos...
    Última edição por GilneI; 03-09-2008 às 23:51.

  12. #12

    Padrão

    Citação Postado originalmente por shawnsk8 Ver Post
    concordo plenamente tentar impedir que o governo inclua digitalmente essas pessos parece ate piada, pior foi quando tinham poucas lojas de computadores como a que eu trabalho e começaram a vender computadores em supermercados lojas de moveis tudo em 48000 X sem juros e com incentivo do governo que cobra menos impostos dessas lojas sobre a venda de computadores deviamos ter entrado na justiça pra impedir que as pessoas tenha melhores preços e mais facilidades na hora da compra. Chego a concordar com dono do topico em estar p da vida mais tentar impedir que pessoas tenha tal facilidade chega e ser engraçado fosse assim os donos de carro pipa tinha que brigar com a sabesp e com as prefeituras que colocaram agua encanada nas casas.
    Concordo em gênero e número. Mas não em grau.
    Esta estória de inclusão digital, quando começou o discurso dos cabeções, não era bem assim como está pintando agora.
    Eu assisti uma entrevista ano passado do Min. Hélio Costa, no Canal Livre da Band, onde ele citou que havia um dinheiro parado no Fust, na época 6 bilhões de reais. Este dinheiro só poderia ser usado por uma estatal por força de lei. E a única estatal na área ainda é a Telebrás. O Joelmir perguntou para ele se ela ainda existia e ele confirmou que sim, e tinha ainda cerca de 200 funcionários lotados na estatal. Mas que ela estava também impedida de agir pelas privatizações que haviam sido feitas. Que precisaria mudar algo na lei e assim permitir que este recurso fosse canalizado para a inclusão. Quando questionado se esse dinheiro não iria parar na mão das Teles privadas, ele disse que não, que inclusive poderia ser utilizado até para levar a internet aos mais distantes rincões onde as Teles não iam, pelos provedores independentes.

    Mas de lá para cá, parece que o discurso mudou. As Teles estão se agrupando e como prova de que vamos ficar com uma ou duas empresas só, é o fato de agora já ser permitido mudar de operadora e não mudar o nº do celular. Tudo está armado para unificação.
    O que vai acontecer com certeza é que as Teles vão abocanhar este dinheirão e dar uma linha para cada escola e cada prefeitura e aparecer como cooperadoras da inclusão digital. E os políticos vão ficar batendo palmas.
    E de lambuja vão ampliar suas instalações para levar mais internet aos particulares e continuar vendendo links caros para os provedores.
    Na região da BrasilTelecom já nem dá mais para pensar em fornecer acesso a empresas. Eles ligam para as empresas e oferecem um plano que eles chamam de IP Empresarial por 89,00 incluindo telefone com 400 minutos, e 1 mega de internet.
    Na minha cidade aumentaram o número de portas na central, mas deram só para empresas. Porque? Na prática, empresa não sobrecarrega o sistema, não fica baixando tudo que aparece, e no horário de pico, a noite estão fechadas. Vivos eles, não? Enquanto nós temos que ficar com a garotada vidrada em downloads grandes e reclamando quem querem mais velocidade.
    Para terem uma idéia, só o telefone comercial tinha a taxa de 55,00, com direito a 200 minutos. Assim a internet vai ficar por 34,00 o mega e ainda ganha de lambuja mais 200 minutos.
    Quem é que vai conseguir competir? Eu sei que não vou conseguir. Mas me resta o consolo de que logo, logo eles vão ver onde meteram a colher. Estas empresas, que são os maiores consumidores de telefonia interurbana vão estar todas no Voip para segurar as contas na taxa mínima. Se eles pensam que iriam abrir mão de uma receita para ganhar outra logo alí, vai sair pela culatra. Pena que nós não vamos poder estar dando risada, porque eles vão nos quebrar antes.
    Este é o meu desabafo. Tomara que eu esteja errado, mas pelos ventos que sopram, acho que não.



  13. #13

    Padrão

    bom, talves devesem pagar parte dos custos com telefonia celular por exemplo,,dar celular de graça para as familhas de monor rdnas, para que eles possao vir a se favoreçer da tecnologia, e tambem ficarem incuilodçs digitalmente, por que nao fazer isso ???
    melor fud... com um pequeno que com as grandes, vc`s duvidào que quando ficar perigoso as grandes entrarem no supremo e derrubarem esa onda de interner gratis????
    e mais uma para jogar nos pequenos empresarios para fora do mercado, pode apostar, em poucos nos isso sera prohibido, logo apos nos nao termos fechado as portas, vc`s verâo!!!

  14. #14

    Padrão

    Na minha opinião, não querendo questionar o direito e a legalidade do fato, devemos pensar sob a seguinte linha de raciocínio: tudo que é público no Brasil não funciona: educação, saúde, segurança, estradas, transporte público, etc. Pq a internet pública funcionaria?
    Reflitam...rs

    Abs a todos!



  15. #15

    Padrão

    Citação Postado originalmente por GilneI Ver Post
    ou talvez a Microsoft deva entrar na justiça contra as desenvolvedoras das distribuições linux, fabricantes de PCs, empresas e usuarios que optarem pelo linux ou qualquer outro software livre... afinal a MS investe muito e paga impostos e não pode ser prejudicada pelo atrevimento dessa turma de vagabundos...
    Não é bem assim.
    Na verdade existe uma série de serviços que por lei são atribuições da autoridade constituida. Sáude, educação, saneamento, segurança e por aí vai.
    Agora, internet não é serviço essencial e portanto não cabe ao poder público intrometer-se no ramo, até porque existe uma regulamentação para o serviço e este é encarado pela própria Anatel, como de iniciativa privada.

    No entando, por alguma política de governo, medidas podem ser tomadas para facilitar o acesso de usuários. Mas estas medidas deveriam necessariamente passar pela iniciativa privada, dentro de alguns paramentros que poderiam ser definidos.
    Usar este instrumento com finalidade populista é pura demagogia.
    E concordo com outros que citaram que serviço público deixa a desejar, mas que atrapalha, atrapalha.

    A analogia com a Microsoft não é válida, porque ela e os desenvolvedores Linux estão todos na iniciativa privada.
    Veja o exemplo da Petrobrás, é outra visão do mesmo problema. Apesar do governo ser dono da metade da Petrobrás, eu não acho justo colocar no orçamento da União, verbas para expansão já que ela é uma empresa de iniciativa privada. E segundo as notícias supostamente a maior parte dos investimentos do PAC serão absorvidos pelo setor petroleiro.
    Cada um no seu galho é mais justo.

  16. #16
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Talking

    Citação Postado originalmente por ricardofjayme Ver Post
    Na minha opinião, não querendo questionar o direito e a legalidade do fato, devemos pensar sob a seguinte linha de raciocínio: tudo que é público no Brasil não funciona: educação, saúde, segurança, estradas, transporte público, etc. Pq a internet pública funcionaria?
    Reflitam...rs

    Abs a todos!

    Certo amigo,

    tem toda a razão! Se o serviço público (que é obrigatório e necessário) não funciona bem, por que "internet gratuita" funcionaria???



  17. #17

    Padrão

    Citação Postado originalmente por MarceloGOIAS Ver Post
    Certo amigo,

    tem toda a razão! Se o serviço público (que é obrigatório e necessário) não funciona bem, por que "internet gratuita" funcionaria???

    Eu acho que é por aí pessoal.. no começo vai até atrapalhar um pouco... mas acho que um estrutura profissional nunca será oferecida de forma gratuita. Na minha cidade tem vereador prometendo internet gratuita, dizendo que já está com os equipamentos todos comprados, blá.. blá... blá...rs..com coisa que é com meia dúzia de coisas que se monta um provedor..rs...
    Claro, me preocupa um pouco o fato de um projeto desse impactar no meu caixa, mas acredito ser possível resistir a esses aventureiros que não prometem.. prometem... mas não sabem nem operar um micro...rs.. muitas vezes nem ler e escrever, como já foi comprovado através de testes com os candidatos. Política no Brasil é brincadeira...
    Abração a todos!

  18. #18

    Padrão Vamos Focar na Solução e não no Problema..

    As vezes somos colocados diantes de algum problema ou situação que nos toma a consciência e nos bloqueia a percepção.

    Como ja foi dito aqui existe uma " vontade " explicita no "PAC" do Governo Federal de realizar a inclusão digital.

    Eu sou praticante de uma arte marcial chamada "Aikido", cuja premissa básica é utilizar-se da força de "ataque" de alguem contra ele mesmo..

    Então veja a situação assim:

    Caso a Prefeitura de minha cidade demostra-se a vontade de levar internet de graça a toda a população:

    No meu caso não vejo ninguem mais apto técnicamente e legalmente formalizado na minha cidade a ser parceiro da prefeitura do que minha empresa.

    Afinal a coleta de lixo aqui no municipio é tercerizada, bem assim como outros serviços..

    Vamos por partes; o que é necessário para montarmos um provedor ?

    - Licenças

    - Infraestrutura

    - Equipe de instalação, manutenção e suporte.

    - etc.

    Alguem aqui fez o seguinte comentario " o acesso gratis não será ilimitado nem irrestrito " paginas porno por exemplo.

    Ou seja, vamos repensar, o que a principio pode parecer a falência pode se tornar algo muito positivo.

    Eu não tenho capital para construir e equipar 8 torres necessárias para atender toda minha cidade a um custo de 15.000,00 por torre, mas se a prefeitura as cosntrui-se e minha empresa pudesse operalas em algum tipo de parceria ou tercerização, acho que eu saberia como reverter a situação a meu favor..

    Fica aqui minha opnião..

    Pensem nisso antes de chamar o prefeito de Ladrão ou Safado.

    Pode fechar suas portas e virar causa pessoal, ai sim fodeu.

    Abraços a todos..
    Última edição por bnet; 11-09-2008 às 13:04.



  19. #19
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Bem,

    para quem gosta de mamar nas "tetas" de algum governo é perfeito. Eu prefiro o governo fora disso. Onde há negociações com o poder público há "negociatas" e outras "cositas más". É de bom tom governos cuidando da saúde, da segurança, da moradia, ensino público e outras benfeitorias. Assim como pode ser feito é incorreto, pois irá beneficiar a classe média que tem computadores. A classe que realmente precisa da inclusão digital precisa de internet em escolas, pontos públicos,etc; Não internet em casa para quem pode pagar pelo acesso.

  20. #20

    Padrão

    Citação Postado originalmente por ricardofjayme Ver Post
    Eu acho que é por aí pessoal.. no começo vai até atrapalhar um pouco... mas acho que um estrutura profissional nunca será oferecida de forma gratuita. Na minha cidade tem vereador prometendo internet gratuita, dizendo que já está com os equipamentos todos comprados, blá.. blá... blá...rs..com coisa que é com meia dúzia de coisas que se monta um provedor..rs...
    Se candidato já tá dizendo que comprou equipamentos, é caso de justiça eleitoral. Propaganda que pode ser analizada pelo juíz eleitoral. Afinal, um projeto destes precisaria primeiro passar por votação e depois implantado com recursos do orçamento e não próprio. Quando é que político mete a mão no bolso? Só se for dos outros.