Página 4 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234
+ Responder ao Tópico



  1. O rádio da park tem 6 antenas com 6 cartões (corrijam se estiver errado) más todos trabalham num mesmo canal em conjunto se ajudando como se fosse 1. Se desse pra fazer isso seria uma maravilha eu colocaria 4 setoriais com uns 12 cartões logo e tudo num canal más por traz disso tem muita tecnologia de software envolvida pra gerenciar. A questão da grade ela isola mesmo porque o sinal em 2.4 tem em torno de 2-3 cm de comprimento de onda o que torna a grade uma barreira (quase) intransponível más é lógico que sempre alguma porcaria (ruído) que passa.

    Livro Redes Wireless

    Reflexão

    Da mesma forma que a luz visível, as rádio-freqüências são refletidas
    quando entram em contato com materiais apropriados para isto: para ondas de rádio, as principais fontes de material refletor são metais e superfícies de água.
    As regras de reflexão são bastante simples: o ângulo em que uma onda atinge a superfície é o mesmo ângulo em que ela é refletida. Note que, do ponto de vista de uma onda de rádio, uma densa grade de barras funciona da mesma forma que uma superfície densa, desde que a distância entre as barras da grade seja pequena, comparada com o comprimento de onda. Assim, em uma freqüência de 2,4 GHz, uma grade de metal com um centímetro de espaçamento entre as
    barras funcionará da mesma forma que um prato metálico sólido.

    O que mostra que a teoria do nosso amigo 1929 sobre a grade tem todo sentido.
    Última edição por izaufernandes; 10-02-2009 às 18:40.

  2. Amigo 1929, a idéia é muito boa mas me surgiu 3 duvidas:

    1 - Teria que usar 3 antenas nos Clientes também,???

    2 - Como está a homologação dessa tecnologia???

    3 - Equipamentos 5.8 estaõ despencando de preços!!!!! será que não vale a pena montar yma base em 5.8 ??? em breve os nanos estão homologados e com preços acessíveis!!!

    Amigo Izaufernandes, o comprimento de uma onda de 2.4 GHz não é 2-3 cm pois:

    Em 1865 Maxwell escreveu:
    Esta velocidade é tão próxima da velocidade da luz que parece que temos fortes motivos para concluir que a luz em si (incluindo calor radiante, e outras radiações do tipo) é uma perturbação eletromagnética na forma de ondas propagadas através do campo eletromagnético de acordo com as leis eletromagnéticas.


    então temos:

    O comprimento de onda de 2.4 GHz é de velocidade_da_luz/frequencia ou seja 300.000/2400.000 que vai te resultar em 0,125 m ou 12 cm.

    Já o comprimento de onda em 5.8 é 300.000/5800.000 que vai te resultar em 0,051724137931034482758620689655172 m ou 6 cm.

    Ou o comprimento de onda de 900 MHz é 300.000/900.000 que vai te resultar em 0,33333333333333333333333333333333 m ou 33 cm.

    Abraços.

    Jodrix.
    Última edição por jodrix; 10-02-2009 às 22:30.





  3. Isso é uma omni com uma chapa por trás ou é um setorial ? rsss

  4. Citação Postado originalmente por jodrix Ver Post
    Amigo 1929, a idéia é muito boa mas me surgiu 3 duvidas:

    1 - Teria que usar 3 antenas nos Clientes também,???

    2 - Como está a homologação dessa tecnologia???

    3 - Equipamentos 5.8 estaõ despencando de preços!!!!! será que não vale a pena montar yma base em 5.8 ??? em breve os nanos estão homologados e com preços acessíveis!!!

    Amigo Izaufernandes, o comprimento de uma onda de 2.4 GHz não é 2-3 cm pois:

    Em 1865 Maxwell escreveu:
    Esta velocidade é tão próxima da velocidade da luz que parece que temos fortes motivos para concluir que a luz em si (incluindo calor radiante, e outras radiações do tipo) é uma perturbação eletromagnética na forma de ondas propagadas através do campo eletromagnético de acordo com as leis eletromagnéticas.


    então temos:

    O comprimento de onda de 2.4 GHz é de velocidade_da_luz/frequencia ou seja 300.000/2400.000 que vai te resultar em 0,125 m ou 12 cm.

    Já o comprimento de onda em 5.8 é 300.000/5800.000 que vai te resultar em 0,051724137931034482758620689655172 m ou 6 cm.

    Ou o comprimento de onda de 900 MHz é 300.000/900.000 que vai te resultar em 0,33333333333333333333333333333333 m ou 33 cm.

    Abraços.

    Jodrix.
    Jodrix, vi que o curso já está ajudando bastante. É isso mesmo.

    Eu usava em HF a formula 142,5/frequencia. As perdas nas frequencias mais baixas são muito grandes então não usavamos 150/frequencia para calcular a 1/2 onda.

    Quanto aos rádios no protocolo N, já tem homologados.
    E dizem os fabricantes que quando no cliente também é N, o desempenho é superior.
    O problema é que ninguém usou isso ainda em outdoor. Nem os fabricantes sabem dizer se setoriais dariam um bom desempenho.

    Quanto ao 5.8 não tenho experiencia, mas pelo que tenho lido, é ideal para ponto a ponto. Para distribuir sinal, é uma frequencia mais sensível aos obstáculos. O meu sócio gostaria de colocar tudo em 5.8, mas ficamos de aguardar e ver no que vai dar. Realmente ainda está muito caro para uso cliente. E se tiver uma árvore na frente, quem vai trabalhar melhor, 2.4 ou 5.8? Esta é a minha dúvida. Quem souber esta informação, eu agradeço

    Citação Postado originalmente por interhome Ver Post

    Isso é uma omni com uma chapa por trás ou é um setorial ? rsss
    Boa pergunta.
    Mas acho que se não irradia nos 360º é uma setorial.
    O que deve determinar uma classificação da antena é o lóbulo de irradiação.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 2
    Último Post: 31-03-2009, 10:56
  2. Evitar uso de ap na torre como gateway
    Por drcfilho no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 14-01-2007, 18:05
  3. Respostas: 10
    Último Post: 08-01-2007, 11:59
  4. Medir sinal/ruído/snr na torre
    Por _Th0r_ no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 14-09-2006, 09:23
  5. 2 ominis na mesma torre
    Por emanuel no fórum Redes
    Respostas: 9
    Último Post: 05-12-2004, 23:10

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L