+ Responder ao Tópico



  1. [Resolvido]
    Olá Pessoal,

    Minha história é longa, mas peço um pouco de paciência pois preciso muito de ajuda! Esse é meu primeiro post no Under-linux.org. Tenho acompanhado o fórum há vários anos, aprendendo com as experiências e ensinamentos de todos. Tenho um problema que é o seguinte:

    Moro em uma região muito montanhosa em que os links de rádio e até de celular são muito difíceis de serem implementados com a qualidade e robustez necessária devido às essas características naturais da região. Pois bem, estou diante de um problema que é até simples. Tenho que transmitir um sinal de Velox a uma distância de aproximadamente 1,2 Km. No entanto entre a origem e o destino não tem visada, mesmo se levantássemos torres de 20 metros. O local é uma quase zona rural, ou seja, não tem edifícios que pudessem abrigar uma antena. Mas há um local que é um pouco mais baixo que a origem e o destino, mas que tem visada limpa para ambos (origem e destino). Então, nada mais óbvio do que colocar uma repetidora neste ponto. As distâncias entre a origem e a repetidora é de aproximadamente 750 metros, enquanto que a distância entre a repetidora e o destino é de 400 metros. Como tenho que levar este sinal para no máximo umas duas máquinas no destino, não precisaria de um equipamento extremamente caro e profissional. Comprei então dois Ovislink WL5460AP v2 e uma placa PCI Senao EPI 3601s. O meu propósito inicial era montar um Mikrotik demo 3.19 com a placa na origem pegando o sinal da internet (Velox 1Mb) na porta ethernet e jogando o sinal para a repetidora com o cartão PCI. Na repetidora, pretendia colocar um Ovislink com uma antena Omni, e no cliente (destino), o outro Ovislink recebendo o sinal da repetidora. Os dois Ovislink utilizariam uma antena aquario 12 dBi setorial (aquela que parece uma baciazinha). Usarei o Mikrotik demo porque precisarei do sinal para apenas duas máquinas durante umas 6 horas por dia. Mas será usado apenas poucos dias por mês. Mais nos finais de semana.

    Como estou muito acostumado na área industrial, pois trabalho com automação industrial e redes industrias, tenho o hábito de fazer testes de bancada ao invés de ir direto montando tudo no campo. Isso significa que faço uma montagem de toda a estrutura em bancada e faço vários testes, por exemplo, simular a passagem de dados, condições indesejáveis e etc.. Isso facilita muito o trabalho pois chegando no campo já sabemos como iremos montar, o equipamento já vai configurado e saberemos sobre o desempenho e os defeitos que o equipamento possa vir a ter.

    Na bancada tentei as seguintes aplicações:

    1 - Substitui o Mikrotik por um dlink-di524 emitindo o sinal do Velox, pois ainda não tenho o PC para montar o Mikrotik. Esse dlink faz as vias da origem geradora do sinal enviando para um Ovislink que está configurado como repetidor universal da rede do dlink. Desse Ovislink que seria minha repetidora, repasso o sinal para o outro Ovislink também configurado como repetidor universal porém repetindo o sinal da repetidora.

    Conforme o desenho, conecto o note tanto em wireless como em cabo. Desenho demonstrativo:


    Velox ------ Dlink )))))((((( Ovislink-repetidora )))))((((( Ovislink ---------- Cliente
    ou
    )))))((((( Cliente
    legenda:

    ---- rede cabeada
    ))(( rede wireless


    2 - Substitui o Mikrotik por um dlink-di524 emitindo o sinal do Velox pois ainda não tenho o PC para montar o Mikrotik. Esse dlink faz as vias da origem geradora do sinal enviando para um Ovislink que está configurado como repetidor universal da rede do dlink. Desse Ovislink que seria minha repetidora, repasso o sinal para o outro Ovislink porém configurado como cliente da rede wireless gerada pelo Ovislink da repetidora. Por questões óbvias neste caso o note é somente ligado por cabo.

    As antenas usadas no teste de bancada são as de 2 dBi do próprio aparelho. A fonte utilizada também é a original. A potência utilizada nos dois Ovislink é a mínima (16 mW). Apesar disso tenho notado aquecimento nos Ovislink.

    Nestes teste foi apresentado um grande problema: A conexão para nos ovislink de proximadamente seis em seis minutos no primeiro teste e 20 em 20 minutos ou não param no segundo teste. Nunca param entre os Ovislink e o Dlink. Quando a conexão cai, eu tenho que ou mandar reparar a conexão do windows, ou desativar e reativar a conexão, ou ainda, se eu acessar a página de configuração de qualquer um dos Ovislink, a conexão com a internet volta a funcionar. Isso mesmo só de acessar a página de configuração dos Aps sem reiniciar nada. Isso me intrigou muito. Eu realizo os testes com os aps com uma distância de aproximadamente 10 metros um do outro, com paredes, mas nada que altere o nível do sinal ou o SNR. O note que utilizo é um Acer com placa wireless Atheros Ar5005g e placa de rede Realtek. Já inverti os Ovislink de função mas o problema persistiu. Não uso chave nenhuma (WEP, WAP, nada disso), apenas controle por MAC. Ainda não testei utilizar sem MAC, ou seja, totalmente sem segurança.

    Vou utilizar os pontos no destino para realizar uma vídeoconferência. O travamento sempre acontece quando estou testando estes canias de streaming de video com TERRATV e outros e também os de áudio.

    Então as minha dúvidas são a seguintes:

    - Porque os meus Ovislink estão parando? Esse tipo de infraestrutura está errada? O que me recomendariam? Não posso ir a campo sem um fucionamento 100%!

    - Quais antenas usar em campo? Como falei, pensei em utilizar Omini na repetidora de uns 15 dBi e na origem e no destino, utilizar antenas setoriais da aquario com 12 dBi (a pequena bacia) pois há diferença de altura.

    Desde já agradeço a atenção e a paciência de todos que leem o meu testamento. Meu muito Obrigado.

    Felipe
    Última edição por felipebrito; 12-02-2009 às 09:52. Razão: [Resolvido]

  2. No seu caso eu montaria da seguinte forma:

    Pode deixar o dlink pra fazer a conexão e enviando via cabo para o primeiro ovislink, colocaria esse em modo ponto-a-ponto (não me lembro se ele faz isso), mas não usaria wds, pois consome mais recurso do radio, como antena, usaria antenas direcionais, de grade, vc consegue melhor resultado e causa menos interferencia. Na repetidora, novamente antenas de grade, e não trabalharia com ap - cliente e sim, faria outro ponto-a-ponto fechado, observando atentamente a questão dos canais, pois pode ser aí q está seu problema. Um site survey com um dos ovislink no modo client pode te ajudar muito neste momento na escolha dos canais, prefira canais distantes um do outro, preferindo, se ja não estiverem em uso, usar os canais 1, 6, 11, pois são os unicos canais que não interferem entre si.
    Qto ao aquecimento, esses ovislink trabalham bem quentes mesmo, ainda mais se for exigido bastante processamento deles, mas são excelentes radios.

    Vou tentar esboçar um esquema aqui pra vc:

    |dlink|---|ovis|--(ant. grade.......)ant grade--|ovis|--|ovis|--(ant grade......)ant. grade--|ovis|-----Pc´s remotos.

    Espero que tenha ajudado e não complicado ainda mais.



  3. Velox ------ Dlink )))))((((( Ovislink-repetidora )))))((((( Ovislink ---------- Cliente
    ou
    )))))((((( Cliente
    legenda:

    ---- rede cabeada
    ))(( rede wireless
    Velox --> Radio Dlink (na funcao AP) --> Ovislink (funcao cliente) cabo --> Ovislink (na funcao AP) --> cliente.

    Esqueca esse lance de repetidor universal...

  4. Olá novamente pessoal,

    Continuei realizando os testes e tirei todos os controles de usuários, inclusive o por MAC. Aí o rádio funcionou, deixei passando o streaming de video durante 3,5 horas e não interrompeu. Agora uma coisa interessante é que esse problema de parar a conexão só acontecia no Windows, acho que não tinha falado isso, no entanto, no Ubuntu não interrompia a conexão.

    luizrfabri, o grande problema que estou enfrentando é o corte de custos para realizar esta tarefa. Por isso, aumentar a quantidade de roteadores vai ficar complicado.

    Pedro0278, porque você acha que não devo usar repetidor universal? Compromete o desempenho dos rádios. O suporte da loja que me vendeu os Ovislink disse que seria mais conveniente que que eu enviasse o sinal do Mikrotik para uma repetidora, mas ao invés de um Ovislink, usasse dois, um para receber, passar por cabo para o outro que reenviaria o sinal e no cliente, outro ovislink. Mais ou menos do jeito que o luizrfabri disse, só que aumentaria o meu custo, que para mim não é desejável. Agora quanto às antenas, você recomendaria quais? As de grade também? Afinal minha distância é pequena: ponto A-750m-ponto B-400m-ponto C...

    Obrigado pela atenção de todos.



  5. Fechei os testes. Descobri o problema dos meus APs: Chama-se super-aquecimento. Pois é, os Ovislink aquecem muito. O melhor é tirá-los da carcaça e deixar só a placa fucinando dentro de caixas bem ventiladas. É importante também colocar coolers ou mini-ventiladores independente da potência que está se utilizando no AP. Agradeço à colaboração do pessoal.






Tópicos Similares

  1. Problemas com teste de ping na versão 3.23
    Por cooperrj no fórum Redes
    Respostas: 4
    Último Post: 21-05-2009, 07:54
  2. Problemas com redirecionamento de servidores.
    Por pirat no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 22-10-2003, 07:29
  3. problemas com servidor de mail
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 04-06-2003, 10:22
  4. Problemas com nomes de arquivos
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 03-02-2003, 15:44
  5. IPTABLES - Problemas com Roteamento de Pacotes
    Por ATNunes no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 12-12-2002, 15:14

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L