Página 1 de 8 123456 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Pessoal, alguém já conseguiu sucesso com rede mesh no mk?

    O Ultrafox estava nessa, pesquisando e tal, mas o tópico está trancado.

    Eu tenho aqui instalado em dois equipamentos, o firmware oswave.
    Entrei em contato com o desenvolvedor para saber se tinha alguma previsão de mesh e hoje ele me respondeu que não, pois tinham implementado Dynamic WDS no firmware para ter compatibilidade com a versão 3.11 do Mikrotik.
    E que ísto já estaria na prática agindo como mesh, apesar de não usar o protocolo OLSR.
    Então, pela resposta deles, deduzi que o caminho seria então no mk pelo WDS dinâmico.
    Como minha versão é a 3.10 não tenho como ver isso.
    Editando: a minha versão tem sim. Não tinha achado.
    Última edição por 1929; 18-02-2009 às 08:16.

  2. Tb estou aguardado algum tuto sobre o assunto, parece que o MK já faz MESH sim, mas ninguem ainda sabe como funfa.
    Estamos no aguardo.

    Enquanto isso algumas informações:

    Tenho estudado muito sobre mesh, muito mesmo, e o melhor é que descobri que um amigo meu que não via à muito tempo era responsável por uma das rede MESH de maior sucesso já feitas aqui no Brasil.
    É o projeto REMESH da UFF, que inclusive desenvolveu um protocolo com uma performance melhor que o OLSRD para encontrar a melhor rota tendo esse mesmo como base. Esse projeto está sendo usado como modelo para levar a internet aos campos universitários e alguns órgão governamentais.
    Existe muita matéria na net sobre esse projeto da UFF, é só procurar por “remesh” ou “uff mesh” que terão acesso a muito conteúdo.
    Depois de pesquisar muito, testar muitos equipamentos, soluções prontas e conversar muito com esse meu amigo, aprendi muita coisa que irei dividir (ou multiplicar) com vcs agora.


    - Antes de + nada!
    WDS, Repetidor, Repetidor Universal, etc, etc e etc, não são e nem chegam perto de ser MESH.

    Em um organismo pequeno ou linear (ex. uma grande rua), esses tipos de operação podem até se comportar bem, mas quando se estende a quantidade de células do organismo e/ou a rede se ramifica, começam as dores de cabeça.
    Isso ocorre pq uma rede MESH não é simplesmente um monte de equipamentos sincronizados e transferindo informações, esses modos de operação acima citados procuram a rota + curta q nem sempre é a melhor, ao contrario do MESH que procura a melhor q nem sempre é a + curta.
    Quem cuida disso é exatamente o protocolo (normalmente OLSRD) que fica procurando incansavelmente a melhor rota para o alvo.


    - Equipamentos
    Quando terminei o estudo da tecnologia e dos protocolos empregados, comecei a procurar equipamentos que fizessem MESH, ai que minha cabeça endoidou, comecei a comparar soluções baratas como da Meraki, Gi-Link, Open-Mesh.

    As soluções caras como, Air Live, D-Link, Cisco e algumas outras que inclusive usam dual band, uma pra prover ao cliente em 2.4Ghz e outra Wimax 5.8GHZ para os equipamentos se comunicarem, sei que vão funcionar melhor que as baratas, mas com um custo no mínimo 20x superior.

    Descobri tb muitos firmwares que liberavam o MESH nos equipamentos em que eram queimados, alguns deles são, OpenWrt, Ap Router a partir do 6.1 tendo melhor desempenho no 7.3 e as variações desses.

    A conclusão que cheguei é que as soluções baratas são ruins (como sempre), elas conseguem banda máxima de 8Mb (média se cada equipamento estiver a 100m ou dos outros numa área com pouca interferência).
    Mas 8Mb não é tão pouco assim!
    É sim, entendam que esses 8Mb são para trocar com o cliente e mandar essa mesma informação para a próxima célula, que irá receber essa informação e alem de cuidar de enviá-la a próxima terá que cuidar das que estão sendo enviadas à ela por seus clientes e isso aumenta ainda + para a terceira e assim vai.

    O meu amigo me falou que o numero máximo de saltos aceitáveis são 7 e que até o terceiro tudo vai muito bem sem degradação sensível.

    As soluções caras são boas (como sempre), mas são caras (óóóóóó), elas conseguem trafego de 20Mb, ou bem + que isso no caso desse equipamento dual band que comentei. Muito interessante mas como estou procurando uma forma de cobrir grandes áreas com minha rede e o custo desses equipamentos não me permitiriam comprar muitos deles, tive que descartar essa idéia.

    Um outro problema dessas duas opções acima, nada disso é homologado.

    Me sobrou os firmwares para analisar, não levei muita fé pq na verdade teria que usar hardware barato e então não teria um desempenho melhor que o das soluções baratas que havia estudado anteriormente.

    O projeto REMESH da UFF por exemplo, usa os Linksys com OpenWRT modificado por eles.

    Foi ai que me veio a luz, pq não unir tecnologias?

    O Wi-Fi não ta de bobeira não, enquanto o Wimax ta nessa de sai não sai, ele teve dois grandes avanços que foram a banda “N” e o MIMO (ai 1929, dessa vc gostou né? Pelo que vi em outros posts tu ta apaixonado por essa tecnologia).

    No inicio eu pensei que isso era balela, conversa pra tentar manter o Wi-Fi vivo por + algum tempo, mas depois que vi testes mostrando trafego real de 48Mb com equipamentos “N” MIMO com suas antenas originais a 150m um do outro, eu tb me apaixonei por essas tecnologias.

    É isso que irei tentar fazer agora, vou ver se consigo esse firmware com meu amigo (ele vai ficar bolado comigo se ver esse post) e modificá-lo para sentar em um equipamento “N” MIMO (procurei muito e não achei um equipamento MIMO que faça MESH). Ai sim teremos condições de expandir absurdamente a rede por causa da banda “N” e além disso teremos uma melhor infiltração nas construções por causa do MIMO, podendo assim levar a internet banda larga até o notebook ou conector Wi-Fi USB de nossos clientes.

    Mantenho vcs informados.
    Abraço.



  3. Vamos por partes. Você deu uma luz grande neste assunto.

    1 - o MK tem opçao de wds dinâmico. Eu entrei em contato com o pessoal do firmware Oswave, (tenho ele aqui, muito bom) para saber se teriam projetos para mesh, e me responderam que não pois a implementação do WDS dinâmico nele já permitiria utilizar numa rede com server MK.
    No wds dinâmico pelo que entendi não existe uma tabela de macs para o ap se conectar. Qualquer mac que ele captar ele vai ver o melhor para conectar. Este é um dos princípios do mesh. A única exigencia é que tenha o mesmo SSID e mesmo canal. E se for criptografada, logicamente a chave.

    2 - Então o ideal seria configurar o MK dos POPs com wds dinâmico e aí deveriam ter vários para melhor cobertura e para não dar este estrangulamento que voce se referiu. Nos pops a capacidade de processar é maior.

    3 - entre os pops então poderia haver os saltos entre APs com firmware Oswave configurado com
    wds dinâmico e ad hoc. Assim ele se conecta e permite que outros próximos possam usar a melhor rota também até chegar ao pop mais próximo.
    Na verdade, na apresentação do Gi-link ficou claro que ter vários gateways é o ideal para diminuir o número de saltos. Mas gi-link não está homologado.
    Os Meraki estão, mas quando entrei em contato me perguntaram quantos eu precisava para o projeto.
    Disse que primeiro precisava experimentar com poucos aparelhos.
    Resultado: me largaram às favas.
    Mas o preço dele não é tão leve não. No site da Meraki está em torno de 200 dolares o mais simples.

    Mas tudo isso é coisa da minha cabeça. Na prática não sei como se comportaria. Eu só fiz um teste em bancada. E o interessante foi que eu criei outra rede com mesmo range de ip e SSID diferente no AP com oswave mas deixei no mesmo canal. O danado do AP conectou mesmo com o SSID diferente e no status da placa wireless do notebook apareceu o SSID da rede principal e não o SSID deste AP onde conectei. E por aí eu naveguei na net.

    4 - Agora a questão do firmware da Aprouter 6.1. Eu tenho a versão em português e não tem a opçao de rede mesh. Já a versão em inglês tem. Tem até um tutorial aquii no forum explicando como fazer. Mas eu tenho um Ap GTS que ainda está com o firmware original e tem opção para mesh. Habilitei e funcionou, sem fazer mais nada, a não ser deixar no mesmo canal, bridge e Ad hoc.

    5 - O protocolo N, acho realmente que vai ser o futuro do wi-fi. Pelo menos é o que dizem os sites internacionais. Mas pouca gente experimentou em outdoor. Agora se você conseguir implementar o mesh nele, aí deve ficar "petacular" como diz o carinha lá da escolinha da Band.

    Mas o caminho parece ser longo e penoso.
    Mantenha-nos informado de novidades.

  4. Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Vamos por partes. Você deu uma luz grande neste assunto.

    1 - o MK tem opçao de wds dinâmico. Eu entrei em contato com o pessoal do firmware Oswave, (tenho ele aqui, muito bom) para saber se teriam projetos para mesh, e me responderam que não pois a implementação do WDS dinâmico nele já permitiria utilizar numa rede com server MK.
    No wds dinâmico pelo que entendi não existe uma tabela de macs para o ap se conectar.
    Qualquer mac que ele captar ele vai ver o melhor para conectar. Este é um dos princípios do mesh. A única exigencia é que tenha o mesmo SSID e mesmo canal. E se for criptografada, logicamente a chave.

    Vai ver oq estiver com melhor qualidade de enlace, mas não levará em conta o peso daquele canal, pra isso existe o protocolo.
    Uma rede WDS perde muito + por salto que uma MESH, não me pergunte pq, mas todos os testes que fiz e outros fizeram deram esse resultado.

    2 - Então o ideal seria configurar o MK dos POPs com wds dinâmico e aí deveriam ter vários para melhor cobertura e para não dar este estrangulamento que voce se referiu. Nos pops a capacidade de processar é maior.

    Sim claro.
    Cuidado com WDS, não de muitos saltos.

    3 - entre os pops então poderia haver os saltos entre APs com firmware Oswave configurado com
    wds dinâmico e ad hoc. Assim ele se conecta e permite que outros próximos possam usar a melhor rota também até chegar ao pop mais próximo.
    Na verdade, na apresentação do Gi-link ficou claro que ter vários gateways é o ideal para diminuir o número de saltos. Mas gi-link não está homologado.
    Os Meraki estão, mas quando entrei em contato me perguntaram quantos eu precisava para o projeto.
    Disse que primeiro precisava experimentar com poucos aparelhos.
    Resultado: me largaram às favas.
    Mas o preço dele não é tão leve não. No site da Meraki está em torno de 200 dolares o mais simples.

    Cara vai depender muito do seu objetivo, dependendo de quantos saltos vc for dar e quanto de informação for passar isso talves resolva sua vida.
    Com certeza + pontos de saida da rede melhor, e melhor ainda que fiquem bem dispersos esses pontos pq assim existirão rotas totalmente diferentes no caso de necessitar fugir de um engargalamento em uma via arterial. (estou falando de MESH, WDS vai procurar sempre a rota + curta) Mesmo que uma saida fique distante da outra, mas a rota de uma em algum ponto encontrar com a rota da outra sem caminho alternativo a rede vai sentar. Por isso é necessario a abertura de opções de rotas e um protocolo para controlar esse desvio isso.


    Mas tudo isso é coisa da minha cabeça. Na prática não sei como se comportaria. Eu só fiz um teste em bancada. E o interessante foi que eu criei outra rede com mesmo range de ip e SSID diferente no AP com oswave mas deixei no mesmo canal. O danado do AP conectou mesmo com o SSID diferente e no status da placa wireless do notebook apareceu o SSID da rede principal e não o SSID deste AP onde conectei. E por aí eu naveguei na net.

    Não sabia que isso ocorria tb em WDS dinamico, no WDS "estático" onde é necessario gerar a tabela MAC de saltos permitidos isso ai podia ser feito, pq ele ignorava o SSID e se preocupava com os MAC que podia conectar e obviamente o canal, pq esse não pode ser diferente.
    Se vc não precisa por os MACs e ele tá ignorando o SSID, ele pode acabar dando relay tb em alguma outra rede proxima que esteja no mesmo canal.


    4 - Agora a questão do firmware da Aprouter 6.1. Eu tenho a versão em português e não tem a opçao de rede mesh. Já a versão em inglês tem. Tem até um tutorial aquii no forum explicando como fazer. Mas eu tenho um Ap GTS que ainda está com o firmware original e tem opção para mesh. Habilitei e funcionou, sem fazer mais nada, a não ser deixar no mesmo canal, bridge e Ad hoc.

    Na versão 6.1 da AProuter BR que tenho aqui tem a opção sim, mas como falei a versão 7.3 melhorou o desempenho.
    V nesse seu GTS se o protocolo de controle está ativo, se não ele está se comportando como um simples repetidor, nem WDS é, pq não deve estar passando os MAC dos dispositivos conectados a ele.


    5 - O protocolo N, acho realmente que vai ser o futuro do wi-fi. Pelo menos é o que dizem os sites internacionais. Mas pouca gente experimentou em outdoor. Agora se você conseguir implementar o mesh nele, aí deve ficar "petacular" como diz o carinha lá da escolinha da Band.

    O futuro à Deus pertence, o "N" é o presente, já está ai e está pronto.
    Já o uso do MIMO em outdoor não deve ser feito como de costume em uma torre de 30, 40, ou sei lá quantos metros de altura, ele deve ser feito a metade da altura das edificações (se for arranha céu ignore essa informação) da area que vc quer atingir, assim vc terá uma area de uns 100 a 200 metros (essa distancia vai depender de tudo aquilo que todos nós já sabemos) coberta, lembre-se que MIMO precisa usar a reflexão do spectro assim como wimax, eles gostam muito desse ambiente urbano.
    Vou lutar para isso agora, imagina termos saltos de 40Mb entre celulas! E infiltrando muito bem nas edificações! Pagando R$:400,00 por ponto, o fantasma do 3G e do Wimax vai embora.


    Mas o caminho parece ser longo e penoso.
    Mantenha-nos informado de novidades.
    Se vc quizer gastar pouco, pouco mesmo, tipo uns R$:170,00 por salto mas ter pouca banda eu tenho uma solução pronta aqui pra vc.
    Se estiver disposto a gastar uns R$: 1.000,00 por salto, por uma solução + robusta, tb posso ajudar. (inclusive essa será a solução que irei adotar caso não consiga resolver o lance do firmware dentro de 20 dias)
    Me add no MSN, vou falar baixinho pra ninguem escutar
    rodcatatau@hotmail.com
    Com certeza manterei todos informados.
    Abraço.
    Última edição por warllock01; 18-02-2009 às 23:27.



  5. Onde está a ativação do mesh na versão 6.1. Eu achava que deveria estar em Wlan. mas não está.

    Te procuro.






Tópicos Similares

  1. Rede mesh no Mikrotik com painel setorial
    Por EdilsonLSouza no fórum Redes
    Respostas: 4
    Último Post: 12-08-2009, 15:17
  2. Implementando Mesh no Mikrotik
    Por Magal no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 17-06-2009, 08:29
  3. Tecnologia Mesh no Mikrotik
    Por adminegg no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 05-02-2007, 15:18
  4. Respostas: 1
    Último Post: 23-10-2005, 21:57
  5. 2 link no Mikrotik
    Por fleubert no fórum Redes
    Respostas: 8
    Último Post: 13-10-2005, 19:14

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L