+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por O-Ren Ver Post
    Já que o amigo citou tempo de experiencia com mikrotik, eu também tenho pouco tempo.
    Mas gostaria de saber a quanto tempo o nosso amigo CATV e Raniel tem de experiencia com mikrotik.
    Minha humilde experiência com Mikrotik:

    Já participei de quase 10 treinamentos de mikrotik, inclusive o primeiro que foi realizado no Brasil (realizado pela INDEX do méxico), trabalho a mais de 4 anos com este sistema, construi o primeiro manual passo a passo do mikrotik (a qual está beirando 200 mil acessos, só no under), mandei traduzir o manual original (em inglês do Mikrotik), sou consultor oficial da Mikrotik, realizo treinamentos privados em empresas e provedores, atendo a prefeituras em vários estados, já atendi um total de mais de 700 empresas pelo Brasil, participei e palestrei no MUM-SP e etc...

    Só tenho essa pouca experiência.


  2. Citação Postado originalmente por catvbrasil Ver Post
    Minha humilde experiência com Mikrotik:

    Já participei de quase 10 treinamentos de mikrotik, inclusive o primeiro que foi realizado no Brasil (realizado pela INDEX do méxico), trabalho a mais de 4 anos com este sistema, construi o primeiro manual passo a passo do mikrotik (a qual está beirando 200 mil acessos, só no under), mandei traduzir o manual original (em inglês do Mikrotik), sou consultor oficial da Mikrotik, realizo treinamentos privados em empresas e provedores, atendo a prefeituras em vários estados, já atendi um total de mais de 700 empresas pelo Brasil, participei e palestrei no MUM-SP e etc...

    Só tenho essa pouca experiência.

    Olá catvbrasil!

    Eu também não tive muito êxito com marcações da porta 80, tive muita lentidão da rede, pois o numero de requisições na mesma representa um consumo de 70% do meu link, por isso pensei em fazer QoS na porta 80 porém sem sucesso, foi a partir dai que coloquei um proxy na minha topologia, primeiramente em paralelo mas depois mudei as configurações e criei um DNAT para o squid, dentro dessa situação onde hoje tenho um proxy na rede não vejo como marcar a porta 80 sem afetar tbm o desempenho do proxy, ou seja sem proxy já nao obtive muito sucesso e com proxy fiquei totalmente sem ideia de como fazer QoS na porta 80.

    Peço que o amigo nos dê uma idéia matematica de como fazer marcação na porta 80 com sucesso.

    Abraços



  3. Citação Postado originalmente por rrinfor Ver Post
    Olá catvbrasil!

    Eu também não tive muito êxito com marcações da porta 80, tive muita lentidão da rede, pois o numero de requisições na mesma representa um consumo de 70% do meu link, por isso pensei em fazer QoS na porta 80 porém sem sucesso, foi a partir dai que coloquei um proxy na minha topologia, primeiramente em paralelo mas depois mudei as configurações e criei um DNAT para o squid, dentro dessa situação onde hoje tenho um proxy na rede não vejo como marcar a porta 80 sem afetar tbm o desempenho do proxy, ou seja sem proxy já nao obtive muito sucesso e com proxy fiquei totalmente sem ideia de como fazer QoS na porta 80.

    Peço que o amigo nos dê uma idéia matematica de como fazer marcação na porta 80 com sucesso.

    Abraços
    Normalmente o problema da lentidão está relacionada a outros fatores. O que seria o mangle? O mangle é apenas um marcador, nada mais. O simples fato de marcar a porta 80 não irá acontecer nada... O erro pode está acontecendo na hora de colocar esses pacotes marcados em uma QoS ou algo do tipo. Quer ver como tenho razão? Muitos aqui não sabem para que serve as opções global-in, global-out e global-total, em queue tree e fazem o emprego errônio destas funções. Depois não querem que fique tudo uma bosta.

  4. Citação Postado originalmente por catvbrasil Ver Post
    Normalmente o problema da lentidão está relacionada a outros fatores. O que seria o mangle? O mangle é apenas um marcador, nada mais. O simples fato de marcar a porta 80 não irá acontecer nada... O erro pode está acontecendo na hora de colocar esses pacotes marcados em uma QoS ou algo do tipo. Quer ver como tenho razão? Muitos aqui não sabem para que serve as opções global-in, global-out e global-total, em queue tree e fazem o emprego errônio destas funções. Depois não querem que fique tudo uma bosta.

    Olá!

    Quando falei de marcação (conexões e pacotes) no mangle me referia a QoS em sí (resumo de palavras), pois sei que para existir QoS em sua forma mais clássica e convencional no MK usa-se o mangle para marcar conexões e pacote e posteriormente a queue tree para estabelecer o controle do que esta marcado usando os parâmetros Global-in = Representa todas as interfaces de entrada, Global-out = representa todas as intrerfaces de saida, e ou Global-total = Representa uma interface virtual através da qual todos os dados da rede atravessam tanto o que entra como o que sai, ex: bridge.

    Minha duvida não é quanto a ferramenta, mas sim quanto a idéia matemática do negócio especificamente para a porta 80.

    Abraços



  5. Citação Postado originalmente por rrinfor Ver Post
    Olá!

    Quando falei de marcação (conexões e pacotes) no mangle me referia a QoS em sí (resumo de palavras), pois sei que para existir QoS em sua forma mais clássica e convencional no MK usa-se o mangle para marcar conexões e pacote e posteriormente a queue tree para estabelecer o controle do que esta marcado usando os parâmetros Global-in = Representa todas as interfaces de entrada, Global-out = representa todas as intrerfaces de saida, e ou Global-total = Representa uma interface virtual através da qual todos os dados da rede atravessam tanto o que entra como o que sai, ex: bridge.

    Minha duvida não é quanto a ferramenta, mas sim quanto a idéia matemática do negócio especificamente para a porta 80.

    Abraços
    Como você está montando sua QoS? Manda sua regra do mangle apenas da porta 80 e as regras do queue tree.

    Sobre o global-in, global-out e global-total, vc quase acertou:

    Global-in = Representa todo o tráfego de entrada (idependente da interface)
    Global-out = Representa todo o tráfego de saída (idependente da interface)
    Global-total = Representa todo o tráfego de entrada e saída das interfaces

    Note que todas as interfaces, possuem tráfego de entrada e saída. Então há um grande erro, que o pessoal acha que global-in, por exemplo, representa apenas a interface pública e que global-out, representa apenas a interface de saída dos clientes. Ae quando se monta a QoS, fica uma bosta. Saiba que o Mikrotik não sabe diferenciar o que é interface pública ou interface de clientes. Ele só entende o que é tráfego de entrada ou tráfego de saída, independente da interface.

    Se você pega por exemplo e marca a porta 80 e coloca em uma QoS, desta forma:

    Erro comum 1 (to cansado de pegar em servidores alheios):

    /queue tree
    Global-in, porta 80, 200k
    Global-out, porta 80, 500k


    Todos os clientes irão ser limitados dentro destes valores, tanto na entrada dos dados (upload), tanto na saída dos dados (download) e tem mais, os valores definidos são compartilhados para todos os clientes, que por sua vez, deverão brigar por ele... Imagine ae, uma QoS errada, dizendo que a banda de download é de 500k para 500 clientes.






Tópicos Similares

  1. Internet Lenta, servidor ou link?
    Por tuxson no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 05-03-2006, 08:39
  2. Internet lenta no linux
    Por PolacoCWB no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 7
    Último Post: 21-07-2005, 20:33
  3. internet lenta
    Por ldeftones no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 28-03-2005, 16:51
  4. Internet lenta com IPtables
    Por RL no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 15-07-2004, 21:34
  5. internet lenta
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 24-03-2003, 19:14

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L