Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #7

    Padrão

    Obrigado pela excelente aula, valeu


    Citação Postado originalmente por MarceloGOIAS Ver Post
    Olá,

    você montou uma estação/torre a 100 metros de uma rede de alta tensão e a 500 metros de subestação de energia?

    Não vai ficar bom meu jovem, mesmo que invista em blindagem dos equipamentos (cartões, rádios, etc), mas não tem com isolar painéis e demais antenas.

    Ocorre que poderá ter problemas (com armônicos principalmente). Mesmo não estando diretamente ligado à rede de alta tensão os hamônicos conduzidos eletromagneticamente (via onda aérea) causarão interferência em seu sistema, interropendo parcialmente e/ou causando instabilidade.

    Enquanto que em frequências mais baixas os harmônicos são conduzidos principalmente via corrente elétrica, exemplos de uma TV e rádio ligados à mesma rede de um motor (via cabo elétrico), em frequências mais altas tornam-se mais sensíveis à interferências eletromagnéticas (em forma de onda). Torna perceptível o chiado, o ronco sonoro (em sistemas de rádio e TV) e a interferência na imagem (em sistemas de TV e imagem). Em frequências muito altas, como 2.4GHz e 5.8GHz, a interferência que mais incomoda, como disse acima, é a eletromagnética. Os cabos elétricos transformam-se em irradiadores de sinal eletrognéticos (como se fossem pequenas antenas) e devido os seus equipamentos estarem muito próximos captam essas "transmissões" de sinal de forma confusa e intermitente. Esses sinais indesejáveis modificam os sinais emitidos por seus rádios e antenas, produzindo mais harmônicos e até misturando os canais, poluindo assim o espectro local deixando a aérea igual a uma outra aérea com dezenas de provedores.

    Resumindo: montar sistema de transmissão de sinais próximos a redes de alta tensão não é um bom negócio.

  2. #8

    Padrão

    O que vocês me dizem do POP da Unotel em Juiz de Fora que fica dentro da Cemig? Dali é que instalamos nossas antenas, dentro do centro de distribuuição de energia.



  3. #9
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Não conheço. Tem fotos desse centro? Seria uma subestação (abaixadora/elevadora/usina)? Transformadores, bancos de capacitores? Quantos mil volts?

    No "achômetro" não tem como opinar.


    Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    O que vocês me dizem do POP da Unotel em Juiz de Fora que fica dentro da Cemig? Dali é que instalamos nossas antenas, dentro do centro de distribuuição de energia.

  4. #10

    Padrão

    Marcelo Goias, parabéns ótima explicação, já sabia a respeito de interferência e a formação de campos magneticos, mas consegui aprender mais um pouco no que você falou.



  5. #11

    Padrão

    Citação Postado originalmente por MarceloGOIAS Ver Post
    Não conheço. Tem fotos desse centro? Seria uma subestação (abaixadora/elevadora/usina)? Transformadores, bancos de capacitores? Quantos mil volts?

    No "achômetro" não tem como opinar.
    Não é questão de achômetro, o POP da Unotel em Juiz de Fora fica dentro da subestação da CEMIG, já que é subestação, eu entendo que é abaixadora de tensão, e deve tratar do que vem da usina, segundo informações que tenho nesse caso 100 mil volts, salvo erro pois sou técnico em eletrônica e não eletricista. Deste ponto é que os provedores buscam seus links aqui em nossa região.

  6. #12

    Padrão

    tenho torres perto de redes de alta tensao menos de 100 mts e nunca tive problema algum, o que me gera interferencia sao motores de grande porte 5x5mt geralmente que trabalham em de forma circular estes sim derruba tudo mas num raio de 50 metros no maximo