+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Telefônica poderá perder isenção de ICMS em "Banda Larga Popular"

    Folha Online - Informática - Telefônica poderá perder isenção de ICMS em "Banda Larga Popular" - 30/10/2009

    30/10/2009 - 08h46 Telefônica poderá perder isenção de ICMS em "Banda Larga Popular"

    Publicidade

    JULIO WIZIACK
    da Folha de S.Paulo

    Única operadora a vender planos de internet pelo programa "Banda Larga Popular", a Telefônica perderá a isenção de ICMS concedida pela Secretaria da Fazenda de São Paulo caso obrigue o consumidor a pagar assinatura telefônica para ter acesso à internet pelo programa. A informação foi confirmada pela secretaria e pela assessoria do governo paulista.
    Destinado a facilitar a inclusão da população de baixa renda, o programa prevê isenção de 25% de ICMS das empresas que se comprometerem a vender planos populares por até R$ 29,80 com velocidade de navegação entre 200 Kbps e 1 Mbps.
    O decreto que regulamenta o serviço deixa claro que nenhuma operadora poderá incluir no contrato cláusula que preveja a "exigência de contratação de outros serviços prestados pela empresa de comunicação ou de terceiro por ela indicado".
    No lançamento do programa, o governador José Serra (PSDB) chegou a afirmar que o valor (R$ 29,80) incluía todo tipo de custo, desde o modem (equipamento que faz a conexão à rede) ao provedor. Serra também disse que as prestadoras não poderiam cobrar assinatura telefônica de novos clientes, vinculando os dois serviços.
    O pacote de voz mais econômico da Telefônica custa R$ 24,90 por mês. Somando-se aos R$ 29,80 da banda larga popular, resultaria em R$ 54,70 mensais. A NET já vende banda larga, voz e TV por R$ 39,90 e deverá começar a vender em novembro o seu pacote popular por R$ 29,80.
    Em nota a Telefônica informa que "tomou a iniciativa de viabilizar uma oferta a todos os seus assinantes que, no entendimento da empresa, atende às características estabelecidas pelo decreto. A empresa tem a intenção de oferecer um serviço atrativo ao 1,3 milhão de clientes que hoje acessam a internet por meio de acesso discado, possibilitando maior velocidade de navegação e linha telefônica liberada".

  2. #2

    Padrão

    a telefonica pode ate vender internet banda larga por r$ 1,99, o maior problema que nunca tem disponibilidade.



  3. #3
    Não Registrado
    Visitante

    Padrão Ja esperava .

    Citação Postado originalmente por UltraFox Ver Post
    Folha Online - Informática - Telefônica poderá perder isenção de ICMS em "Banda Larga Popular" - 30/10/2009

    30/10/2009 - 08h46 Telefônica poderá perder isenção de ICMS em "Banda Larga Popular"

    Publicidade

    JULIO WIZIACK
    da Folha de S.Paulo

    Única operadora a vender planos de internet pelo programa "Banda Larga Popular", a Telefônica perderá a isenção de ICMS concedida pela Secretaria da Fazenda de São Paulo caso obrigue o consumidor a pagar assinatura telefônica para ter acesso à internet pelo programa. A informação foi confirmada pela secretaria e pela assessoria do governo paulista.
    Destinado a facilitar a inclusão da população de baixa renda, o programa prevê isenção de 25% de ICMS das empresas que se comprometerem a vender planos populares por até R$ 29,80 com velocidade de navegação entre 200 Kbps e 1 Mbps.
    O decreto que regulamenta o serviço deixa claro que nenhuma operadora poderá incluir no contrato cláusula que preveja a "exigência de contratação de outros serviços prestados pela empresa de comunicação ou de terceiro por ela indicado".
    No lançamento do programa, o governador José Serra (PSDB) chegou a afirmar que o valor (R$ 29,80) incluía todo tipo de custo, desde o modem (equipamento que faz a conexão à rede) ao provedor. Serra também disse que as prestadoras não poderiam cobrar assinatura telefônica de novos clientes, vinculando os dois serviços.
    O pacote de voz mais econômico da Telefônica custa R$ 24,90 por mês. Somando-se aos R$ 29,80 da banda larga popular, resultaria em R$ 54,70 mensais. A NET já vende banda larga, voz e TV por R$ 39,90 e deverá começar a vender em novembro o seu pacote popular por R$ 29,80.
    Em nota a Telefônica informa que "tomou a iniciativa de viabilizar uma oferta a todos os seus assinantes que, no entendimento da empresa, atende às características estabelecidas pelo decreto. A empresa tem a intenção de oferecer um serviço atrativo ao 1,3 milhão de clientes que hoje acessam a internet por meio de acesso discado, possibilitando maior velocidade de navegação e linha telefônica liberada".

    Alguma coisa desse tipo da Telecômica ja era de se esperar..
    Bom, agora o governo deveria sim das isenção do FISTEL para as operadoras móveis, pois essas tem a cobertura 3G bem maior do as redes de cabo da Telcômica, .. certeza que algo do tipo a TeleLixo faria ...
    mas o importante é que chega até lugares onde o cabo da NET nem sonha em chegar.., mas isso pode ser superado pelo 3G, o que o Valente está querendo é que o governo faça um carinho na carequinha dele...

  4. #4
    Não Registrado
    Visitante

    Thumbs down Merdafônica

    A Merdafônica como sempre querendo empurrar a droga dos serviços dela, e a proibição de venda casada cadê. Aonde está a Anatel povo do meu Brasil???



  5. #5

    Padrão

    Vou fazer uma teoria da conspiração aqui:

    O convênio da Internet Popular foi oferecido pelo CONFAZ em vários estados. A única operadora a aderir foi a Telefônica, todas as outras não quiseram aderir.

    Eu acho que a Telefônica aceitou a contragosto pois precisa melhorar sua imagem depois dos recentes acontecimentos da proibição da venda do SPEEDY.

    Agora vem essa desculpa aí. Acho que a Telefônica vai utilizar esse argumento para dizer "olha, infelizmente eu tentei, mas para ter SPEEDY precisa de linha telefônica"

    Aí meus caros, esse assunto virará fantasma e nunca sairá do papel! Pois, a TELEFÔNICA não irá vender internet a R$29,90 se não for para ter isenção de ICMS, claro!

    Estou adorando isso, pois tenho muitos usuários aqui na minha cidade que iriam querer que eu baixasse o meu preço!

    Vamos ver!
    Abraços!
    Fabrício

  6. #6

    Padrão

    Citação Postado originalmente por FabricioViana Ver Post
    Vou fazer uma teoria da conspiração aqui:
    Teoria da conspiração?

    Não chega a tanto, as operadoras são mestres em anunciar serviços que não tem consições de entregar. São produtos lançados pelo departamento de marketing para arrumar mais visibilidade na mídia e só!



  7. #7
    Patrocinador Avatar de edcomrocha
    Ingresso
    Aug 2007
    Localização
    São Paulo, Brazil, Brazil
    Posts
    840

    Padrão

    Por quê o governo nao faz um plano para pequenos provedores como nós aderir link a preços acessiveis pra podermos vender planos mais baratos??

    Será que ele nao sabe de nossa existencia??

    Só os grandes tem vez nesse país, os pequenos nao tem chance alguma a nao ser dar o sangue, a pouco tempo atraz estava vendo um meio de trazer um link dedicado pra cá, ou teria que usar fibra ou trazer por radio, fui em varios predios uns nao alugavam por ser empresa de pequeno porte (me disseram que so pra empresas grandes) tentei fazer uma relocaçao do predio com a oi e nem me deram resposta, o jeito é trazer via fibra, o link ate consegui num preço otimo por sinal cerca de 200 reias o mega, mais a fibra pra trazer esse link saiu caro cerca de 8 mil ate perto de onde eu moro e ainda teria que locar um local pra instalar o link e mandar pra onde fico, acabou saindo na mesma!!!

    Mais ninguem vê isso so o lado das grandes neh vou fazer o que??

    È so ir batendo cabeça ate arrumar outro jeito



    Abraços a todos

  8. #8

    Padrão

    Citação Postado originalmente por edcomrocha Ver Post
    Por quê o governo nao faz um plano para pequenos provedores como nós aderir link a preços acessiveis pra podermos vender planos mais baratos??
    Será que ele nao sabe de nossa existencia??
    Enquanto não se arrumar um meio correto de se obter visibilidade junto aos órgãos públicos, vai ser sempre complicado.