Página 1 de 5 12345 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Ola a todos.
    Estou iniciando na área das redes mesh. Temos algum experiencia em redes wireless convencionais, P-a-P, P-a-Multiponto, Repetidores, etc. Ao iniciarmos um projeto de uma rede metropolitana, para cobrir pequenos municipios (acredito que dentro em breve poderemos cobrir grandes áreas), nos batemos com algumas questões problematicas de redes wifi... Por exemplo, como extender seu alcance sem q seja necessários trabalhosos e complicados apontamentos de antenas, construção de torres repetidoras, rotas de backup,etc, etc....
    Vendo esses problemas e imaginando pra que lado correr (por que com a gente é assim... ou mato.. ou morro... ou corro pro mato, ou corro pro morro!!!), lembrei de ter lido a algum tempo a promessa dos protocolos MESH, e resolvi correr atrás pra ver onde estava isso e quem eram os player de mercado.... Rapaz.. que susto!!! Praticamente ninguem resolveu investir na tecnologia!!! Num primeiro momento todas as referencias eram para uma solução motorola, baseada em Canopi, linkando os radios a 5.8 e distribuindo a 2.4, mas que nao era mesh puro, depois alguma coisa sobre os Skypilots e Meraki..... tudo uma coisa meio proprietaria... e com um proibitivo para nosso projeto: Custo absurdamente alto. Aprofundando as pesquisas começaram a aparecer novas referencias, agora quase todas apontando pra uma solução da Gi-link. Apos um contato com uma distribuidora nacional desses equipamentos,onde nem eles mesmos tinha muitas informações sobre o produto, sua funcionalidade, etc,etc, etc, resolvemos que era o caminho!! Afiamos o facão e resolvemos abrir a picada no que parecia uma floresta fechada e nao muito explorada.
    Adquirimos inicialmente 10 radios, os 2432, com 85mwatts (coisa q so fui descobrir agora), e com esses radios montamos um hotspot num condominio universitario de 4 andares. Surpresa!!! Em 4 horas todos os radios estavam em pé, e funcionando. Substituimos a antena original por uma antena de 7Dbi interna (absurdamente jaguara!!! nao recomendo pra ninguem... antena tem q ser hyperlink.. o resto.. é dor de cabeça...). Ok tudo funcionando, alguns problemas de cobertura ainda, algumas áreas de sombra, mas agora que sei a potencia dos radios, nada diferente do esperado. O grande problema: A gestão desses usuarios. Após praticamente 7 dias de exaustivos testes com os mais diversos captives portais que vcs possam imaginar, Chillispot, WifiDog, WifiPay, SpotPay, uma dezena que encontramos na net, me dei por vencido (antes q alguem questione, tenho 10 anos de experiencia em linux e redes). Achei que os hotspots nao seriam a solução e tentamos novamente através de autenticação Radius, usando WPA. Até funcionou.. porem requer uma configuração um pouco trabalhosa, complicada de deixar para um usuario leigo fazer e se virar sozinho (detalhe a ser percebido, funcionou muito bem no WINXP, no vista e no Seven, nem a baixo de pancada!!!!, mas nao insisti muito pq vi que nao seria o caminho). As coisas ja estavam feitas e sacramentadas, entao tinhamos q levar a frente. Fizemos a solicitação de mais 50 radios mesh, desta vez com antenas de 8Dbi Hyperlink (quanta diferença!!!). Percebemos que os radios enviados eram um pouquinho diferentes tambem, novamente so descobri o pq dessa diferença ontem, no primeiro contato com o desenvolvedor direto da solução, o radio q foi me enviado na segunda vez foi o 2450, com 500mW (0.o)!!!! Que brinquedinho fantastico!!! De cara ja se mostrou muito mais agil que os 2432. Enquanto os 2432 ficam mais de hora brigando entre si pra estabelecer as rotas e os hops para chegar ao gateway, o 2450 nao leva nem 15 minutos pra estar totalmente online.Primeira experiencia a ser realizada com os novos radios: Substituir totalmente os radios antigos do nosso pequeno hotspot universitário.... O novo radio trouxe tambem integração com uma solução free (pelo menos por enquanto) para controle de usuarios, chamada Coova.net. Bom de bate pronto o impacto foi imediato... usuarios q nao pagavam pelo acesso a alguns meses foram rapidinho acertar sua conta, pois tiveram o acesso sumariamente cortado!!! Otimo, encontrada uma solução, pelo menos temporaria para controle de usuarios, partimos para nossa rede metropolitana, que, ja estava a quase 30 dias atrasada!
    Criamos a rede no dashboard, e cadastramos os macs de todos os radios. Subimos 4 deles, que designamos para serem os gateways, em uma torre com aprox. 50mts de altura. Cada radio utiliza um painel Hyperlink Setorial 90º de 28 DBi (0.o)!!! Otimo, isso nos setorizou a cidade de uma maneira bem interessante. A partir dae vieram os proximos problemas... como distribuir os novos radios pela cidade (fisicamente falando.. onde colocar os bichinhos....). Pensamos que, como tratava-se de um projeto da prefeitura, poderiamos contar com o apoio da empresa de distribuiçao de energia (como estamos no Paraná, trata-se da Copel), pois a prefeitura ja paga a conta da iluminação publica, o que nos permitiria ligar os radios eletricamente ao circuito das lampadas. Ledo engano..... Apos consultar a companhia, ficamos sabendo que nao era possivel "compartilhar" os postes...
    Ok, partimos para outra solução... selecionamos algumas casas na cidade, que teriam a vantagem de ter o radio bem de frente a sua porta, tendo dessa maneira um sinal muito superior... Para isso, bastava nos ceder um pequeno espaço no seu postes de entrada, para pindurarmos a caixinha... e assim o fizemos. Ativamos 8 radios para distribuir o sinal.... que surpreso ficamos ao perceber q com apenas 8 radios cobrimos 20% da area urbana do municipio (tudo bem.. é um municipio pequeno.. menor q muitos bairros de grandes cidades.. tem apenas 11 mil habitantes na area urbana, e a area coberta é de aproximadamente 3km²), com pouquissimas areas de sombra.
    Nada que uma antena "Aquario" direcional de 5 dbi externa usb (acho q muitos devem conhecer essa encrenca), nao resolva.... no restante apenas um pequena omini de 7dbi interna (aquelas com base magnetica), sob a mesa resolve o problema. Na rua é possivel andar tranquilamente com o notebook ou telefone com wifi ligado e conectado constantemente. Apos os testes com esses 8 radios, fui alertado pelo pessoal da squitter para realizar uma atualização de firmware nos radios. A qual estamos executando nesse momento, com previsão de finalização na proxima quarta feira.
    Status Atual do projeto: 5 radios atualizados, faltando 3 dos que estao em operação e os da torre. Isso de ver realizado na terça feira, dia 03/11. Apos isso outros 33 radios devem entrar em operação até o dia 06/11.
    Coisas a testar: O novo painel oferecido pela equipe de desenvolvimento, que parecer ser muito melhor que o Coova.
    Problemas ainda a serem resolvidos: Integrar a rede com um servidor de proxy, para, racionalizar o uso do link, controlar redes P2P, e proibir acesso a sites de conteudo impropio (é uma rede com fins educativos.. mas nao educação sexual....).
    A medida que a rede for crescendo vou atualizando aqui... Duvidas, no meu parco conhecimento, estarei disposto a colaborar. Mais uma vez parabens a equipe de desenvolvimento, pois realmente é um produto muito bom, muito promissor. O equipamento da Gi-link realmente me parece ser o mais promissor (relação custoxbeneficio) para pequenos provedores, ou projetos bem segmentados. Obvio que, estamos falando de uma solução de ultima milha de distribuição, onde cada nó consegue througput de aprox. 4mb. se vc levar em conta que teremos algo em torno de 15 a 20 user no maximo por nó, teremos uma banda de 200k por user... uma coisa bem aceitavel...Outra grande vantagem da solução é possibilidade de descentralização dos links, onde realmente funciona o roteamento dinamico, procurando os caminhos com menos trafego.

    Abraço

  2. que show cara
    parabéns pelo pioneirismo e meter a cara a tapa!

    sempre quis saber melhor sobre mesh, e vc conseguiu me aprofundar um pouco mais no assunto.

    tenho algumas dúvidas, que talvez você possa responder:

    A rede mesh é só entre os aps? os clientes não fazem parte dessa rede? quer dizer, eles também não fazem papel de um nó? (provavelmente não)

    Como eu acho q eles não fazem parte do nó, será possivel eles fazerem parte do nó? qual os prós e contras? precisa de um software ou protocolo instalado no cliente pra isso?

    obrigado!



  3. Valeu Rodrigo... Mas tapa é pouco.. foi de bicudão na sambiquira pra cima.. kkkk e ainda to apanhando...

    Sobre os clientes poderem fazer parte da malha.. cara.. com os equipamentos q eu estou usando, os Gi-link, vc pode usar o AP como cliente e ligar uma maquina por exemplo na interface lan dele que ele sai navengado direto... Agora usar a placa de rede wireless do teu note como um cliente e ao mesmo tempo ser um repetidor acho q nao é possivel nao. Apesar de existirem implemantações do OLSR que é o protocolo real do mesh, e parece que do BATMAN tambem, nao existe ainda padronização para isso entende? Um exemplo.. se vc pegar um equipamento da Gi-link e tentar colocar numa rede mexe com equipamentos Skypilot por exemplo, nao funciona... a heterogenia entre equipamentos para rede wi-fi de um modo geral na é saudavel... o ideal é focar em uma solução. A grande vantagem é no caso dos Gi-link (antes q alguem pergunte, nao sou revenda nem distribuidor.. estou defendendo o produto pq gostei dele), é o custo, que permite que vc crie uma grande capilaridade na sua rede. Aliado a facilidade de vc ter várias saidas para internet cria uma rede descentralizada de baixo custo e altissima performance.

    Acho que é por ae....

    Amplexos...

  4. quanto q foi cada radio? sao todos iguais? nao precisa ter um gateway diferente? tem firewall em cada aparelho ou algo do tipo?



  5. Vamos la... Primeiro.. eu comprei kitzinhos.. cada kit veio com uma radio + 01 pigtail + caixa hermetica + hyperlink 8dbi externa = R$ 650,00 mais ou menos

    Os radios sao todos iguais sim... unica coisa que quando vc linka um deles numa saida pra internet, ele rasga a roupa, e sai de cueca por cima da calça virando um supeeeerrrrr rádiooooo, hehehe
    Brincadeiras a parte, ele se registra no painel de administração como um gateway, e a partir dae ele passa a controlar a rede. Essa questao do painel de controle é outra jogada legal da Gi-link. Vc nao precisa configurar radio por radio. Basta vc criar a sua rede no painel de controle, que é via web, configura os parametros da rede, como nome, tipo de autenticação, etc, etc, e cadastra os macs dos radios. Quando eles encontram a saida pra net, eles buscam automaticamente a configuração no painel e ficam online. Na verdade vc nao acessa diretamente o radio, e sim um painel de adm geral.Apesar que existe acesso ao S.O. do radio via ssh, mas eu nunca usei.. nem sei pra que usar na verdade.. kkkk


    Abraços






Tópicos Similares

  1. Viabilidade de uma Rede Mesh
    Por Zucchi no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 09-11-2011, 22:55
  2. Respostas: 2
    Último Post: 16-11-2006, 13:16
  3. Como controlar a banda de uma rede?
    Por Bit no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 5
    Último Post: 15-12-2005, 14:25
  4. Coyote mais de uma rede
    Por agl77 no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 27-08-2005, 10:19
  5. Desenvolvimento de uma Rede Segura
    Por ATNunes no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 25-11-2002, 18:26

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L