+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão IPv6

    Poxa galera, vendo o site IPv6.br, vi que o IPv6 é uma realidade próxima, mais vendo o fórum vi que aqui esta realidade esta longe, gostaria de aproveitar este post pra ver que já esta utilizando e quem tem dica de como testar o IPv6 na rede interna ou já interligado na internet.

    Pretendo por estes dias começar a fazer teste, estou terminando de montar uma rede de teste esta semana, tendo mais informações eu posto aqui...

  2. #2
    MODERADOR-CHEFE Avatar de osmano807
    Ingresso
    Aug 2008
    Localização
    Araguari - Minas Gerais
    Posts
    1.985
    Posts de Blog
    5

    Padrão

    Relaxa, o IPv6 não irá se tornar um padrão enquanto não fizerem uma gambiarra para habilitar o NAT

    Aqui um post que eu fiz a pergunta, mas, acabou em nada praticamente:
    https://under-linux.org/f130052-prov...uporte-ao-ipv6

    Se você não tem um IPv6 nativo na sua conexão, teria que usar um túnel, mas é extremamente desfavorável, a latência pelo IPv6 vai ficar um monstro.



  3. #3

    Padrão

    Citação Postado originalmente por megaroteadores Ver Post
    Poxa galera, vendo o site IPv6.br, vi que o IPv6 é uma realidade próxima, mais vendo o fórum vi que aqui esta realidade esta longe, gostaria de aproveitar este post pra ver que já esta utilizando e quem tem dica de como testar o IPv6 na rede interna ou já interligado na internet.

    Pretendo por estes dias começar a fazer teste, estou terminando de montar uma rede de teste esta semana, tendo mais informações eu posto aqui...
    Acredito que seja o contrario... Realidade bem distante... Veja so por exemplo estes roteadores baratos para uso residencial (GTS, etc...) nenhum tem suporte a IPV6... Praticamente todo mundo tem roteador em casa hoje... Aqui uso PPPOE e temos mais de 3000 clientes com roteador... Nem com muita reza eu conseguiria colocar IPV6 aqui... So mesmo se fosse na base da gambiarra e da braba

  4. #4

    Thumbs up

    Caros,

    Isso so vai acontecer quando os equipamentos de comutação e de pontas de link começarem a vir habilitados tanto para IPv4 e IPv6, para que assim seja possivel uma NAT.
    Quem é um pouco mais velho teve um exemplo parecido na troca dos coaxiais com BNC's para os UTP's com RJ45, todos os switchs vinham com as 2 interfaces.



  5. #5

    Padrão

    eu recomendo ja ir adotando o ipv6 desde agora, se voce tem ip valido entao vale a pena criar um tunnel e comecar a usar pelo tunnelbroker, (he.net) se vc e' um AS entao vale a pena pedir seu bloco ipv6

  6. #6

    Padrão

    Ou seja... Clientes em IPv4, rede do provedor em IPv6 e todo o resto da Internet em IPv4...

    Eh tunel em cima de tunel...

    Hoje em dia simplesmente nao tem como colocar clientes com IPv6 porque os sistemas operacionais, roteadores, etc deles nao permitem... No final das contas a unica coisa que rodaria IPv6 seria a tua rede de servidores... E do teu roteador pra Internet 90% das coisas voce teria que tunelar de volta pra IPv4...

    Faz todo o sentido do mundo pra mim, hehe...



  7. #7

    Padrão

    Seguinte, comecei em laboratório e hoje estou com uma pequena rede ipv6.... os rádios ainda não tem suporte a ipv6 (ubiquit bullet 2), as torres mk estou testando, mais os clientes e nossos servidores são 100% IPV6... estamos comercializando o link com direito a 2 conexões, caso precise mais o cliente tem que pedir e pagar pelos ips adicionais... percebi que o roteador está trabalhando mais suave, os pacotes estão passando mais rápidos do que nos roteadores ipv4... estava tendo alguns problemas de lentidão em horários de pico em alguns clientes domesticos, em um treinamento que fui de ipv6 me informaram que isto pode ocorrer com o NAT, que na verdade é uma adaptação do ipv4 para demorar mais para acabar os blocos disponiveis, comecei a acreditar apartir do momento que a rede estabilizou sem o nat... em e-mails com a Fapesp fui informado que eles vão facilitar e baratear para provedores terem blocos ipv6, pelo que entendi eles tem a ideia de acabar com isto dos blocos serem das operadoras.

    Em e-mail com a d-link e com a linksys fui informado que já existem modelos de roteadores adaptados ao ipv6 na wan... mais apenas na asia... os meus clientes que precisam de wireless estou cedendo um ap em modo bridge.... diminuiu a quantidade de reclamações de tudo...

    Agora vamos deixar o tempo correr para ver se ocorrem problemas... tomara que não pois não pretendo voltar esta rede que já esta convertida, pretendo em breve converter outras 12 redes que tomo conta, mais irei esperar para ver se continuará assim.

    Mais novidades irei postando...

  8. #8

    Padrão

    outra coisa... percebi que houve uma diminuida na quantidade de vírus e pacotes desconhecidos na rede tmb, isto realmente eu não entendi o pq, caso alguém tenha alguma ideia... poste



  9. #9

    Padrão

    Pelo que entendi, no seu ambiente os clientes recebem IP direto nao é?

    Entao... Neste caso ate é possivel... Mas quem tem PPPOE baseado em Mikrotik esta literalmente "na vala"... Os caras ja falaram categoricamente no forum deles que PPPoE nao vai sair com IPv6 tao cedo e nem em um futuro proximo... Alem do mais, necessita-se que roteadores para clientes venham com esta opcao... Nao se encontra roteadores com IPv6 nem roteado, quanto mais no PPPoE...

    Ou seja, migrar uma rede que se baseia em uma tecnologia unica eh mole (ex. um servidor de hospedagens, etc) agora migrar um provedor inteiro onde se usa os mais variados tipos de equipamento eh uma historia completamente diferente...

    Sem contar que a Intelig, que me atende aqui, nem fecha BGP com IPv6 ainda...

    A proposito... Os blocos IPv6 estao DE GRACA para quem quiser tirar por enquanto...
    Última edição por mtrojahn; 18-11-2009 às 16:53.

  10. #10

    Padrão

    por enquanto é de graça, mais quanto mais for adotado mais valorizado será... pelo que entendi do consultor da embratel e o que vi no curso da ipv6.br, a intenção é eliminar qualquer tipo de endereço dinamico, assim sendo todo equipamento que se conecta a internet tem um ip "quente" e fixo... baseado nisto estou testando a estrutura...



  11. #11

    Padrão Ipv6

    Gostaria de fazer algumas considerações...

    Primeiro, quanto a estar longe, ou estar perto, podemos encarar da seguinte forma: para o IPv6 estar 100% implantado na Internet está um pouco longe, mas já muita gente usa, e é fácil começar implantação, mesmo havendo algumas dificuldades.

    Por exemplo:

    [email protected]:~$ host Google
    Google is an alias for Google.
    Google is an alias for Google.
    Google has address 64.233.163.104
    Google has address 64.233.163.147
    Google has address 64.233.163.99
    Google has address 64.233.163.103
    Google has IPv6 address 2001:4860:b004::68

    [email protected]:~$ ping6 -n Google
    PING www.google.com.br(2001:4860:b004::68) 56 data bytes
    64 bytes from 2001:4860:b004::68: icmp_seq=1 ttl=54 time=148 ms
    64 bytes from 2001:4860:b004::68: icmp_seq=2 ttl=54 time=148 ms
    ^C

    Google tem IPv6 nativo! E funciona bem! Alguns provedores brasileiros estão fazendo testes com IPv6, ou começando a implantação. Pode-se acessar: www6.terra.com.br, www.onda.net.br, NipCable do Brasil Telecom, ACESSA.com | MAIS COMUNICAÇÃO | Voz - Internet - Dados, todos em IPv6...

    Global Crossing e CTBC fornecem trânsito IPv6... Há IPv6 na rede Ipê, da RNP. Os Pontos de Troca de Tráfego do PTTMetro suportam IPv6.

    O documento e-PING, do governo federal, diz que novos equipamentos e contratos devem prever suporte a IPv6. O governo do estado de São Paulo está com licitação em andamento para a rede IntraGov, que será dual stack (v4 e v6).

    Temos hoje 85 Sistemas Autônomos (redes que compõem a Internet) no Brasil com blocos IPv6 alocados.

    A alocação do IPv6 realmente é gratuita, para facilitar a adoção, mas deverá ser cobrada nos mesmos moldes do IPv4, em algum momento após o esgotamento deste...

    Todos os sistemas operacionais modernos suportam IPv6. Cada vez é maior o número de smart phones que suporta o IPv6. Grande parte dos equipamentos de rede suporta IPv6.

    Os equipamentos do lado dos usuários realmente são um grave problema, não só aqui no Brasil, como em todo o mundo, mas os fabricante já começam a fazer algo. Por exemplo: FRITZ! Labor IPv6. Há outros pontos fracos, como equipamentos pra balanceamento de carga em provedores de conteúdo, firewalls e IDSs... Mas esses problemas serão em breve superados.

    Bem... é isso...

    []s