Página 1 de 10 123456 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. bom, recentemente um provedor local começou fazer propagandas loucamente em radios, carros de som e os caramba, sobre os novos planos de internet...
    os planos sao ATRATIVOS, chega ser ate demais, competem 'pau a pau' com o ADSL da Telefonica (em valores)

    Telefonica 4mbps = 89,90
    Wireless 4mbps = 89,90

    @___@

    o maior plano chega a 12mbps custando 149,90
    ah sim, detalhe, SEM FIDELIDADE!

    minha duvida e, isso realmente e possivel ???????????????????????
    tenho um historico de puro ÓDIO(ja fui cliente por 2 LONGOS E MALDITOS anos) com a empresa que esta fornecendo isso, e no final das contas vou acabar caindo nessa cilada DE NOVO...

    (nao sei se posso ou se e correto postar o nome da empresa, enfim segue screens das tabelas... e bom, nao sera dificil encontrar o nome da empresa 'nas internetz')

    residencial

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         tabelaresidencial.jpg
Visualizações:	662
Tamanho: 	188,2 KB
ID:      	14891


    empresarial

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         tabelaempresarial.jpg
Visualizações:	402
Tamanho: 	106,0 KB
ID:      	14890

    eu realmente esperava que um dia, muito muito muito distante, os provedores via radio se igualassem (pelo menos em preço/plano-velocidade, estabilidade e OUTRA conversa) com as conexoes via cabo(fibra, dsl, 'coaxial', etc)
    sera que "esse dia" chegou? o.O

    (ok, se eu esqueci de cobrir o nome da empresa em algum lugar das imagens, assumo o "epic fail"(pior que antes de upar as imagens tentando cobrir o nome, esqueci de cobrir nos lugares onde mais apareciam e upei, aehuahuhuaehuae))

  2. Sinceramente amigo? Com CIR de 10% eu também penduro assinante a 1Mb, usando 5.8ghz...

    A pergunta que eu gostaria que fosse respondida nem é técnica, e sim administrativa: qual o modelo de negócios das pequenas empresas de serviços de internet, brigar com as operadoras por largura de banda ou prestar um serviço de acesso residencial, doméstico??

    Querer concorrer com Oi/Telemar, Telefônica, GVT e outras grandes é dar um tipo no pé. Não é o nicho de mercado do pequeno provedor (vejo como pequeno toda empresa desse ramo que tenha até 200 assinantes). O mercado dos pequenas é o acesso doméstico, de 'baixo consumo', baixa renda agregada.

    O que vejo aqui na empresa é a realidade de pessoas largando 8Mb da Oi pra assinar nossos 400kbps, só pra poder se livrar das contas astronômicas e das vendas casadas, como o telefone e os tais pacotes 'ilimitados'.

    Valor fixo, serviço estável, atendimento pessoal e na hora, sem limites nem surpresas no fim do mês. Essa é a nossa proposta, e é essa proposta que os assinantes compram. Ofereceu 256k? ENTREGA. Ofereceu 500k? ENTREGA.
    Prestar um ÓTIMO serviço não é fator diferencial e muito menos motivo de elogios. É OBRIGAÇÃO da empresa.

    Agora, se a empresa vende 1Mb para o cliente e começa a fazer Traffic Shaping, entregar banda abaixo do 1Mb oferecido e o serviço oscilar, amigo, pode constar no contrato que o cliente fica doido. Fica sentindo que comprou gato por lebre. Literalmente lesado.

    Não é melhor obedecer as limitações das tecnologias e oferecer aquilo que sabe que poderá cumprir? Assim funciona, do contrário é apenas especulação.



  3. Antes de tudo amigo, voce teria informações a respeito do tipo de equipamento que eles utilizam na instalação? também a faixa de frequencia que eles trabalham, e se realmente chega a estas velocidades contratadas?

    Para oferecerem isso provavelmente devem ter uma otima estrutura.
    t+

  4. 12:39 Alysson Almeida: Olá, em que posso ajudá-lo?
    12:39 FERNANDO: boa tarde, sobre os novos planos de internet, voce pode me dar informaçoes?
    12:40 Alysson Almeida: Boa tarde Fernando
    12:40 Alysson Almeida: Eu só possuo informações técnicas sobre os planos de techs da Techs. Infelizmente preços e duvidas comercials eu não poderei tirar.
    12:41 FERNANDO: entao, nao é sobre valores minha duvida
    12:41 FERNANDO: seria parte tecnica
    12:41 FERNANDO: ou melhor, area de cobertura dos novos planos, e o meio usado
    12:41 FERNANDO: ainda é via rádio?
    12:42 Alysson Almeida: Sim é internet via rádio.
    12:42 Alysson Almeida: A cobertura é em toda a cidade de Araraquara, mas é necessario um teste de visada.
    12:42 FERNANDO: os novos planos de 4 a 12mbps ainda é via rádio tambem?
    12:42 Alysson Almeida: Exatamente.
    12:42 Alysson Almeida: São novas tecnologias de internet via rádio.
    12:42 FERNANDO: entendo
    12:43 FERNANDO: sobre o equipamento utilizado, voce sabe ou pode me dizer qual seria? Wimax?
    12:43 Alysson Almeida: São aparelhos que trabalham no padrão 802.11N
    12:43 Alysson Almeida: Com velocidades de até 300mbps
    12:44 FERNANDO: frequencia 2.4 ou 5.8?
    12:45 Alysson Almeida: Trabalhamos com ambos.
    12:45 FERNANDO: mesmo para cliente residencial seria 5.8?
    12:46 Alysson Almeida: Pode ser sim.
    12:47 Alysson Almeida: 2.4GHz é uma frequencia muito poluida, então usamos 5.8 também.


    bom, ele nao quis ou nao pode me falar os modelos de equipamentos usados
    amigo meu fez assinatura, ja pegou contrato, vao instalar pra ele dia 16/10
    é uma empresa até que grande, a UOL 'tomou posse' dessa empresa por 5 anos (se nao me engano)


    @Jadir
    eu sai da radio justamente por isso, baixa velocidade e desgraçadamente CARO, algo que nunca entendi o porque, e fiz minha gambiarra para conseguir o maldito ADSL
    eu pagava 150reais por um plano de 250K, que nao dava nem pra assistir videos no youtube
    se voce diz que essa é a ideia de um provedor local a radio, bom, boa sorte com seus clientes



  5. Não Fernando, absolutamente. É como citei anteriormente, o que não dá é pra querer abraçar o mundo com apenas dois braços. Mas oferecer 256k em um ambiente onde se vende 100Mb, como a GVT faz aqui na minha cidade, realmente não tem como continuar. Aqui, o mínimo que eu tendo oferecer para os meus clientes é 400k. Em alguns casos até 500k. Claro, quem trabalha com 2.4 sabe das limitações dos equipamentos. Eu já fiz esse projeto sabendo que não poderia passar de 20 clientes por cartão, e rezando para não entrarem todos ao mesmo tempo com consumo máximo.

    Eu compro link dedicado por R$ 600,00 o Mb, por isso tenho a possibilidade de oferecer mais banda para o usuário final. Mas concordo contigo quando diz que, diante da situação de comprar-se link dedicado por R$ 3000/MB, não tem como fazer milagre. Por isso não crucifico quem oferece planos de 128k, 256k, porque a realidade do empresário desse ramo é cruel. Paga-se caro por uma licença, paga-se caro nos impostos e paga-se caro para manter a estrutura funcionando.

    Enfim, o provedor de acesso wireless é uma proposta, não um limitador. Se fosse algo absurdamente ruim, como muitos pintam, não aconteceria o que vejo aqui todos os dias: clientes largando 8Mb da Oi para assinarem meus 400k. Mas a coisa tem que funcionar, acima de tudo. E funcionar a contento.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 7
    Último Post: 18-05-2015, 20:50
  2. Respostas: 13
    Último Post: 24-10-2010, 12:06
  3. Respostas: 1
    Último Post: 31-05-2007, 09:21
  4. Conectar 3 ou 2 provedores adsl no linux
    Por Lestat1 no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 13-07-2004, 12:01
  5. DNS Local ou DNS provedor?
    Por edinaldojunior no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 15-08-2003, 11:23

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L