Página 7 de 8 PrimeiroPrimeiro ... 2345678 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Pra ser sincero eu não usaria mais que 13,5V em ambiente quente (Acima de 30ºC), mesmo em carga com corrente na casa dos 10% da capacidade nominal. (500mA em bateria de 5Ah, 700mA em bateria de 7Ah, 3,6A em bateria de 36Ah)

    Na verdade em baterias de descarga profunda, as automotivas, o risco é pequeno de problemas com carga acima do ideal, mas nas baterias de gel pequenas, de 1,3Ah, 2,2Ah, 4Ah, 5Ah, 7Ah, 12Ah ou 18Ah, é facil estufar uma célula e comprometer a autonomia do conjunto, essas baterias pequenas sofrem mais porque um carregador de meros 4A é mais facil de ser encontrado do que um carregador de 50A pra danificar uma automotiva de 45 ou 55Ah.

    Outra questão a respeita é a corrente de descarga. Na lateral das baterias vem silkado a "corrente inicial" ou algo do tipo, é a corrente maxima que DEVERIA ser consumida pra bateria durar. No caso das baterias de 7Ah essa corrente é 2,1A, ou seja, miseros 14W!!!! E 14W qualquer RB433 com 3 cartões já consome! Se pendurar varias RB's numa bateria dessa as CHANCES de a bateria durar poucas semanas/meses são grandes. É só respeitar a corrente de descarga (Que deveria ser algo na casa dos 25% da capacidade nominal da bateria).

    As fontes DVE ou Raltek de 12V 1A são faceis de ser alteradas pra virar um carregador flutuante de 13,5V de cerca de 9W. Pra uma RB750, ou um switch 8 ou 16 portas, mesmo com Vlan, isso é suficiente. Só que eu colocaria um circuito pra desligar o equipamento caso a tensão (Medida em volts, mas que não se chama "voltagem") baixasse de 10,5V.

    Acho que com esse material teórico dá pra calcular a bateria e o carregador ideal para cada consumo:
    Battery Performance Characteristics - How to specify and test a battery
    e
    Calculating the battery runtime

    Vou enfatizar: "Qualquer bateria" com "qualquer carregador" de "qualquer tensão e corrente" pode funcionar e durar, mas normalmente não se utiliza toda a capacidade da bateria, e menos ainda se consegue maximizar a vida útil da bateria. A autonomia das bateria é bom sempre calcular com sobra, mas a corrente do carregador em baterias pequenas não deve ter exageros. Alias, nem nas baterias grandes, mas um carregador que danificaria uma bateria de 60Ah não é facil de fazer, enquanto danificar uma bateria de 4Ah é facil.


    Serio, estudem o uso de Litio-ion, carga e descarga em 1C é uma maravilha, quem tem blackout's de no maximo 1 hora estão muito bem servidor de alternativas! Fazer uma flutuação em 4,1V por celula de li-ion com corrente tipo 60 a 100% da capacidade da celula li-ion é simples, e cortar a alimentação dos equipamentos quando a tensão cai para cerca de 14,5V pra proteger as celulas li-ion. 3, 4 ou 5 celulas em serie são perfeitos pra equipamentos mikrotik ou ubiquiti, usar mais celulas permite autonomia maior nesses equipamentos com um range de tensões maior, por exemplo 8 celulas numa RB800, celulas de 1400mA somariam 40W de autonomia disponível, e o mais interessante: Que pode ser usada em 30 minutos sem problema de diminuir a vida útil das celulas li-ion!
    (Enquanto ter 40W armazenado em chumbo-acido e usa-los todos em 30 minutos é certeza de danos nalgumas celulas (Não apenas em 1). Tipo uma bateria 12V 1,3A num nobreak normal, não apenas a autonomia no nobreak será pequena como essa bateria será danificada no 3º ou 4º blackout!)
    Boa tarde, gostei muito de sua explicação. Tenho usado com sucesso banco de 24 volts, baterias de 12 volts x 7 Amp, dentro das caixas herméticas, utilizo fonte dc de baixa corrente, 1,5 amp que fica dentro da caixa juntos com as rb´s e baterias e tenho tido sucesso, na durabilidade e desempenho das baterias, contudo nunca tinha observado a questão da temperatura, pois as caixas ficam quentes, sempre respeito a tensão de carga segundo especificação na bateria, mais nunca liguei para a questão da temperatura. Outra coisa que me atentei a sua explicação foi a questão da corrente inicial, eu achava que essa corrente inicial se referia a corrente inicial de carga da bateria, que no caso cai a medida que a bateria se carrega, mais vejo que estou errado, e consequentemente tenho super dimencionado meus carregadores. Estou prescisando de um carregador para carregador 2 baterias estacionarias de 115 Amp, e iniciei a montagem de uma fonte DC de 27 Volts por 10 Amp, usarei transistores 2N3771 ou MJ802 nos estagios de saida. Estou no caminho certo?

  2. Citação Postado originalmente por RobertoLima Ver Post
    O carregador que montei é mais ou menos isso.

    Anexo 17572

    Bateria com mais de 13v carga completa...
    Bateria com menos de 12,8v caregador liga rele1 (baixa corrente), se mesmo assim a tenssão continuar caindo a 12v sistema liga rele 2 maior ampereragem.
    quando chegar a 12,8 ele desliga rele 2 e completa a carga com baixa amperagem, quando a bateria atinge 14v sistema desliga rele1 ficando em stand-by, até que a voltagem caia abaixo de 13v.
    é basicamente isso os resistores de carga proximo ao rele são de 20W ou mais.
    ps- antes que me critiquem usei irfz44n por ter uma caixa com 200 unidades, sobra de quando concertava modulos piramyd.

    Atenção não vejam isso como projeto, e sim como exemplo para montarem os seus carregadores.
    Vou procurar o link de onde peguei o projeto básico, que segui até chegar nesse, ai posto aqui,
    abraços a todos.
    Muito legal esse projeto, estou para montar um, contudo presciso carregar 2 baterias estacionarias de 12 volts por 115 Amp, usarei 24 volts. Será que dá para adaptar esse projeto ai?



  3. Galera eu não tinha achado este topico antes, e abri um falando sobre um equipamento da Black&Decker que pode servir para nosso amigo.... vejam !!
    https://under-linux.org/f89/sera-sol...elulas-144136/

  4. Dá sim mais eu perticularmente prefiro dobrar a voltagem com circuito, mais nada impede de adaptalo a 24v, teria que dobrar o valor de r11 e r12, mais funciona sim. Abraços

    Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    Muito legal esse projeto, estou para montar um, contudo presciso carregar 2 baterias estacionarias de 12 volts por 115 Amp, usarei 24 volts. Será que dá para adaptar esse projeto ai?



  5. Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    Boa tarde, gostei muito de sua explicação. Tenho usado com sucesso banco de 24 volts, baterias de 12 volts x 7 Amp, dentro das caixas herméticas, utilizo fonte dc de baixa corrente, 1,5 amp que fica dentro da caixa juntos com as rb´s e baterias e tenho tido sucesso, na durabilidade e desempenho das baterias, contudo nunca tinha observado a questão da temperatura, pois as caixas ficam quentes, sempre respeito a tensão de carga segundo especificação na bateria, mais nunca liguei para a questão da temperatura. Outra coisa que me atentei a sua explicação foi a questão da corrente inicial, eu achava que essa corrente inicial se referia a corrente inicial de carga da bateria, que no caso cai a medida que a bateria se carrega, mais vejo que estou errado, e consequentemente tenho super dimencionado meus carregadores. Estou prescisando de um carregador para carregador 2 baterias estacionarias de 115 Amp, e iniciei a montagem de uma fonte DC de 27 Volts por 10 Amp, usarei transistores 2N3771 ou MJ802 nos estagios de saida. Estou no caminho certo?
    Essa corrente inicial se for desrespeitada na carga é muito mais prejudicial se for despespeitada na descarga, sua leitura dela como corrente de carga salvou as baterias.
    Em celulas automotivas, com placas grossas e liquido, a descarga pode ser grande por alguns instantes, o motor de partida dos veículos precisam disso, mas nas baterias seladas de gel pequenas, tipo 7A, se não respeitar uma corrente de descarga proxima a corrente maxima de carga, dará problema.

    Essa 'corrente inicial' não é bem explicada nessas baterias pequenas, ela é derivada da 'carga mínima' (Carga em corrente alta o suficiente pra ser chamada "rápida" e baixa o suficiente pra não danificar nada), que é feita em C8 (7/8 = 0,75A), nessa carga, que leva ~10 horas e carrega uns 90% da capacidade, a corrente inicial é em C4 (7/4=1,75A), a corrente vai diminuindo de modo que em 10 horas a media de corrente fique na casa dos 0,75A). O limita de 2,1A é porque ficaria acima dos 1,7A por meia hora ou mais, tempo suficiente pra estufar umas células. Mas passar uma hora com 1,7A também não é uma maravilha, no caso dos nobreaks (Que geralmente usam essas baterias) se o consumo for de 7A (Uns 110W na saída no nobreak em CA) a autonomia da bateria será de 4,5A de qualquer jeito, então gastar componentes pra aumentar 10% a carga da bateria, ou tentar proteger ao maximo as celulas, não adianta, tem a descarga em corrente alta que danifica invariavelmente tudo então não adianta proteger o resto. Se a carga fosse pulsada ou dente-de-serra poderia passar dos 2,1A sem problemas, é correto estampar na bateria um limite de corrente a respeitar, mas talvez seria interessante estamparem em que condições esse limite deve ser respeitado. Bom, de maneira geral melhor estampar só o limite mais danoso mesmo.

    Se a carga for feita nesse modo C4 reduzindo depois (Que é o que você faz, pelo visto), e a descarga for feita em C8, a bateria durará alguns anos, terá só 80% da capacidade dela disponível mas não danificará nada em curto prazo. Ja se fizer a carga em C10, e descarga em C20, terá 100% da capacidade em uso, e a bateria durará muito mais tempo.

    Aquela explicação dos 3 estágios da carga de chumbo-acido também precisa mais detalhes pra ser explicada, quando colocamos um carregador de corrente limitada nos digamos 1,7A, a tensão dá aquela subida rápida, porque a corrente inicial é alta, aí conforme a corrente vai diminuindo (Pela lei de ohm, já que a resistencia interna da bateria muda, a corrente e tensão circulando tem que mudar também) a tensão aumenta mais devagar, até chegar no ponto em que atinge os cerca de 2,25V por célula, que é o ponto em que a corrente circulando é cerca de 10% da corrente inicial (170mA nesse caso). Ok, a bateria deve ser considerada carregada. Isso funciona, sem duvidas, a bateria dura muito tempo assim. Mas... o que falta explicar é que se deixasse mais tempo sob carga, a tensão iria cair um pouco, e a corrente iria descer até 70mA, isso significaria 100% de capacidade dentro da bateria. Antes tinha 88-90%. Ou seja, a melhor carga não-muito-lenta é com um sensor de baixa corrente, quando a corrente atingisse 1% da capacidade nominal da bateria ela estaria com 100% de carga usavel. Como sensor desse tipo é pra lá de difícil de fazer, não se usa esse método de carga e raramente se coloca mais de 90% da capacidade da bateria.

    O que sugerimos quando falamos em carga com corrente equivalente a 10% da capacidade da bateria é mais válido pra baterias pequenas que se danificariam facil com sobrecarga, uma bateria de 4 ou 7A com gel é facil demais de danificar. Numa bateria automotiva também precisa limitar a corrente, uns 25% da capacidade nominal, mas quem mete um carregador de 40A numa bateria de 100A? Tá certo que tem doido pra tudo, mas é mais comum alguem meter 3A numa bateria de 7A do que outra coisa.

    Ah, os nobreaks não respeitam a corrente inicial das baterias e nem sempre elas se danificam, as medidas das placas internas (Chumbo e prata) não são aparadas e alinhadas a laser, existem entre as baterias diferenças no mesmo lote, que dirá em fabricantes diferentes. Também entre a pressão e temperatura na estória pra alterar (Pra mais ou pra menos) a durabilidade.

    A temperatura é importante mais nem tanto: Ela deve ser medida, mas não necessariamente controlada. É mais simples fazer a flutuação com 100mA em 13,2V numa torre do que colocar coolers ventilando elas pra usar 100mA em 13,8V, você perderia uns 4 ou 5% da autonomia das baterias mas prolongaria a vida útil.

    O respeito que digo a corrente de descarga é mais pra maximizar a autonomia e aumentar a vida útil a longo prazo do que evitar danos em curto prazo. Quem danifica em curto prazo é carga em corrente alta, e descarga profunda demais (Deixar baixar de 1,8V por célula). Te aconselharia a incrementar um circuito que desligasse as RB's quando as baterias caissem pra cerca de 21,5V, tá certo que cada bateria dessa sai uns R$ 35 mas o circuito não é tão difícil de calibrar (Tem que fazer uma fonte variável ou esperar a bateria descarregar).

    Pras baterias de 115A, são automotivas né? Se forem, e ficarem num ambiente até uns 35ºC, pode fazer a flutuação em 13,5V mesmo, se ficar em caixa metalica na torre, pegando sol, eu baixaria pra 13,2 ou 13,3V por precaução. Já tivemos bateria Moura, de 150A, durando apenas 16 meses, porque o carregador solar flutuava em 13,8V e ela ficava no alto, nuns 50ºC, todas as 6 celulas danificadas! Imagine se fosse flutuação 24h, teria durado ainda menos.

    Coisa que quero fazer pra manutenção das automotivas é carregador dente-de-serra, pra usar uma vez por mes ou 4 vezes por ano, coisa assim, consta que produzem vibração nas placas, soltando possível materiais presos nas placas (Quando dá bolha de ar cria borra parecida com ferrugem no chumbo), esse material conforme se acumula, como fazemos carga e descarga em corrente baixa ele não se meche, começa a afetar a carga e a durabilidade, antigamente tinha carregadores desse a venda.

    Pro seu carregador, pode até usar FET com PWM pra controlar a corrente, FET precisa dissipador menor. (24V 10A precisaria uma penca de transistores, haja ventilação ou dissipadores pra tudo isso) Pra economizar energia dá pra fazer um chaveamento, mas não tenho prática com potencias tão altas em chaveamento, daqui uns meses vou usar 24V com um par de automotivas e vou ter que fazer algo do tipo, provavelmente uns 7 a 10A também, por enquanto o tempo está curto e vou aproveitar os feriados e pouco movimento nos proximos dias.






Tópicos Similares

  1. Carregador de baterias
    Por elielton no fórum Redes
    Respostas: 67
    Último Post: 28-02-2013, 10:23
  2. Respostas: 8
    Último Post: 12-12-2012, 06:40
  3. Definido padrão para carregador de celular sem fio
    Por Genis no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 0
    Último Post: 28-07-2010, 08:03
  4. Respostas: 15
    Último Post: 06-06-2009, 22:04
  5. Respostas: 3
    Último Post: 01-04-2009, 08:00

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L