Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. gostaria da opnião do pessoal do under sobre o assunto do poss e contra o plano para os pequenos provedores com scm propria
    07/01/2011 13h43 - Atualizado em 07/01/2011 14h10
    Governo vai pagar por uso de cabo para banda larga, diz Paulo Bernardo
    Rede de fibra ótica de estatais e empresas será utilizada, diz ministro.
    Após se reunir com Dilma, ele disse que meta é internet a R$ 30 por mês.
    Nathalia Passarinho
    Do G1, em Brasília
    imprimir
    O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse nesta sexta-feira (7) que o governo vai remunerar estatais, empresas privadas e governos estaduais pelo uso de cabos de fibra ótica no âmbito do Plano Nacional de Banda Larga. A Telebrás, estatal responsável por executar o programa, vai precisar utilizar as redes de fibra ótica para realizar a universalização da internet.
    saiba mais
    Decreto que institui plano de banda larga é publicado no Diário Oficial
    Plano banda larga poderá ter R$ 6 bilhões de 2011 a 2014, diz ministério
    Rogério Santanna, do Planejamento, assume presidência da Telebrás
    “A prioridade é que a Telebrás tenha condições de assumir e usar essas redes de fibras óticas. Obviamente que teremos que remunerar”, disse. Segundo o ministro, a princípio, serão feitas parcerias com “redes associadas ao governo”, como as pertencentes à Petrobras e à Eletrobrás, maiores detentoras de cabos no país. O ministro estima que haja 30 mil quilômetros de cabos de fibra ótica no país.
    Bernardo disse ainda que vai negociar parcerias com empresas privadas até abril para fixar um valor à internet. Segundo ele, a meta é oferecer internet a cerca de R$ 30 reais mensais ao consumidor. “A partir da semana que vem teremos uma bateria de reuniões com o setor privado, teles, associações de provedores. Até abril devemos chegar a um acordo. [...] R$ 30 reais é uma meta boa de perseguir”, afirmou.
    O ministro criticou o valor atual dos serviços de internet. Segundo ele, as empresas precisam ampliar o mercado consumidor e cobrar mais barato. “Considero que há uma estratégia equivocada das empresas de oferecer serviços a menos pessoas e mais caro. Queremos que elas lucrem com serviços oferecidos em larga escala.”
    Questionado sobre a diminuição do orçamento previsto para o Plano de Banda Larga, Paulo Bernardo disse que terá de trabalhar com os recursos existentes, mas admitiu que poderá recorrer ao Tesouro Nacional. O orçamento do programa, incialmente previsto em R$ 1 bilhão, será de R$ 589 milhões.
    "A última pessoa que pode reclamar de orçamento hoje sou eu. Temos um orçamento menor e vamos ter que trabalhar a partir disso, conversando com a equipe econômica e com o Tesouro", disse Bernardo, que foi ministro do Planejamento no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    Sobre o projeto de controle social da mídia, o ministro defendeu que haja um debate público antes que ele seja enviado ao Congresso Nacional. "A minha opinião era fazer uma consulta pública, colocar na internet e deixar que todos acessem e opinem. Mas isso não está decidido", disse.

  2. Cara é a minha opnião:" No meu ponto de vista ate daria para vender, se fosse somente isso vender 1 mega a 30 reais, so que você vai ter um trafego tão grande na rede, pois quando você vende seu 1 mega hoje ninguem quer assinar pois é mais caro. Mais com essa propaganda toda a sua rede vai da um BUM!. Para tentar ficar no mercado e pegar link com eles, teria que ja pensar em rede 5.8 airmax, forá que eles exige muita coisa para pegar um link dedicado com eles, fora tem a própria SCM.



  3. com certesa quem esta estruturado em 2.4 ja pode se estruturar em 5.8 por razão que os proprio clientes ja estão querendo + do que 500 kb e as operadora ja estão entregando tipo 1 mega por 29.9 pelos primeiro meses
    o problema não montar outra estrutura e vender + velocidade + sim pagar menos do link e fazer o cliente comprar o kit 5.8 porque kit 5.8 em comodato é muito caro

  4. A ideia é boa, mas ela é mais viavel para o provedores mais isolados que compram o mega muito caro, mas mesmo assim tem um porem...

    Eles disseram que o mega sairia 230 reais. Ok, preço muito bom.

    Mas você pode colocar no maximo 10 clientes para cada mega. E você será obrigado a oferecer 512k por no maximo 35 reais...

    Essa é a parte complicada da coisa.

    Comprar mega a 230 reais, mas cada mega vai te render no maximo 350 reais.

    50% de lucro

    Um provedor com 200 clientes teria 2400 reais de lucro por mes.

    Fica complicado nesse ponto.

    Se o governo reduzisse o preço do mega tudo de acordo com a quantidade que você comprar seria otimo.Mas pra um provedor com 200 clientes a 512k ( link de 20mb sendo 10 clientes por mega) o mega teria que ser no maximo uns 120 reais senão ficaria completamente inviavel, é impossivel levar um provedor com 200 clientes tendo 2400 reais por mes, pra pagar os impostos, taxas de banco, empregados e tudo mais...

    Acaba sendo mais viavel comprar um mega a 600 reais, mas podendo definir seus preços e colocar quantos clientes quiser em cada mega que essas limitações todas.

    Pra quem quiser conferir esse limite de 10 usuários:
    TELETIME News - Provedores terão limite de 10 usuários por link de 1 Mbps para usar rede da Telebrás
    Última edição por Stronks; 10-01-2011 às 17:22.



  5. O governo tem q dar condiçoes desde servidor, ate usuario final... baixando o preço do link tem condiçoes de baixar o do usuario final... realmente, teria q ser de 100 a 120 reais o mega dedicado.






Tópicos Similares

  1. PNBL - Plano Nacional de Banda Larga
    Por izaufernandes no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 42
    Último Post: 05-07-2011, 08:58
  2. Respostas: 12
    Último Post: 05-05-2011, 16:27
  3. Respostas: 0
    Último Post: 05-04-2010, 18:06
  4. Respostas: 10
    Último Post: 01-03-2010, 18:14
  5. Wimax, LTE (4G), PLC, Plano Nacional de Banda Larga... e nós onde estamos?
    Por anarchist no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 8
    Último Post: 23-01-2010, 15:17

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L