+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão marcando pacotes

    Bom creio que ja topico bem discutido mais sem muito explicação sobre o seguinte

    Quando marco pacotes para jogar no queue tree ele divide a banda para todos certo , ou seja se seto ele em 1 Mb para orkut , se ele estourar este limite ele começa a usar o queue simple , ou nao tem nada a ver , se estourar fero mesmo vao ficar nestes 1 Mb para todos.


    Alguem poderia me dar uma ajuda para entender .

    O que eu acho e pelos testes que limita tudo ele nao passa para o queue simples apos estourar limite , e sera que tem como fazer isso , quando ultrapassar o qeue tree comece a usar o simple ?

  2. #2

    Padrão Re: marcando pacotes

    O objetivo deste serviço é fazer com que você aproveite ao máximo sua banda e para isso ele tem que saber quanto pode usar, se você disse que era 1Mb/s ele vai obedecer e não garantir, mas usar 1Mb/s... Só funciona se tiver esta banda sobrando que é justamente o que ele vai usar.

    Se não tiver isso sobrando em algum momento alguém vai dançar...

    Eu particularmente prefiro usar um burst bem mais simples do que os que eu vejo o pessoal usando e vários PCQ's que é um uma forma de "burst" mais inteligente. A navegação fica bem confortavel e ninguém fica pra traz, mas, é como eu disse, tem que ter banda pra isso...



  3. #3
    xargs -n 1 kill -9 Avatar de sergio
    Ingresso
    Jan 2004
    Localização
    Capital do Triângulo
    Posts
    5.202
    Posts de Blog
    9

    Padrão Re: marcando pacotes

    Bom não entendi muito bem os posts... mas vamos lá... Análise de um caso típico de uma rede.

    1 - Banda total contratada - 1 Mbps
    2 - 10 hosts - 256 kbps cada

    Eu configuro cada host (cliente) a 256 kbps nas filas simples. Até aqui tudo normal, ou seja, o padrão da limitação de banda que todos usam.

    Mas eu quero que em determinados momentos, quando minha banda total estiver consumida, alguns serviços tenham funcionalidade adequada.

    Por exemplo; se apenas 5 hosts estiverem usando sua banda, eles consomem a banda total. Digamos que estes 5 hosts estejam todos usando um P2P, como o bitorrent ou algo similar. Neste momento se algum host "entrar" e tentar usar sua banda para a porta 80 (navegação), provavelmente enfrentará problemas latência alta e indisponibilidade de banda.

    Qual a solução?

    - Configurar árvores de filas.

    Realiza-se a marcação de pacotes definindo os fluxos que consideramos "importantes" e o "resto".

    No exemplo acima, se eu defini que a porta 80 tem 512 kbps reservados à mesma, o P2P não conseguirá usá-los. Desta forma, se um novo host "entra" ele encontrará reserva de banda para que determinado serviço (que o mesmo executa) funcione adequadamente.

    OBS. A fila simples sempre será executada primeiro que a árvore, desta forma, em um ROS podemos usá-las em conjunto sem a preocupação com sobreposição de regras.

  4. #4
    xargs -n 1 kill -9 Avatar de sergio
    Ingresso
    Jan 2004
    Localização
    Capital do Triângulo
    Posts
    5.202
    Posts de Blog
    9



  5. #5

    Padrão Re: marcando pacotes

    Eu acreditava que as árvores serviam para "pular" as filas simples para aproveitar banda ociosa (se houvesse) para um determinado serviço... Mas como você disse: São para impor prioridades... Algo bem diferente...

    Bom saber!
    Última edição por igorlima; 20-03-2011 às 22:58.