+ Responder ao Tópico



  1. Boa tarde galera, não sei se é um OFF mas estou com uma dúvida aqui e gostaria de saber da opinião de vocês.

    Temos um cenário aqui na empresa onde a filial fica a 50 km de distância, estamos implantando um ERP e agora existe a necessidade das redes estarem interligadas pois o software ERP que está sendo contratado (SAP ou CIGAM) é 90% voltado a ambiente local, sendo raros os módulos que você consegue usar via browser.

    Pesquisando aqui no PR, a Copel fornece um serviço chamado RAV (Rede de Alta Velocidade), a idéia seria interligar a matriz com a filial através deste serviço RAV com uma velocidade de 2Mbps para fazer a bridge entre a matriz e filial. Atualmente estamos negociando um link IP dedicado de 4Mbps para ser a saída para internet de ambos, sendo o IP Dedicado instalado na matriz e a filial sairia pela internet pelo RAV.

    Agora estou com duas possibilidades em mente:

    1) Utilizar o RAV de 2Mbps para a interligação das empresas e o IP dedicado para o acesso a internet de ambos.
    2) Utilizar o RAV de 2Mbps para a interligação das empresas e manter uma ADSL em cada ponta, deixando o fluxo na RAV apenas para o sistema ERP.

    Código :
     [FONT=Lucida Console][SIZE=2]+-----------+         +-----------+         +----------+
    |  FILIAL   | ------ | RAV 2MBPS | -------  |  MATRIZ  | ---> IP DEDICADO 4MBPS
    -------------         ------------+          +----------+
                                                -  firewall
                                                -  proxy
                                                - dhcp[/SIZE][/FONT]
    No cenário 1 eu teria apenas uma saída para internet e o tráfeco todo de acesso a internet e ao sistema ERP sendo feitos pela RAV de 2Mbps, tendo como saída o IP dedicado de 4 Mbps.
    A questão é se essa RAV suportaria todo o tráfego do acesso a internet mais o acesso ao sistema ERP.
    Essa solução tem um custo mais elevador, pois teríamos que contratar tanto o RAV quanto o IP dedicado.
    Código :
                         +[FONT=Lucida Console][SIZE=2]-----------+        +-----------+         +----------+
    ADSL FILIAL <---  |  FILIAL   | ------ | RAV 2MBPS | ------- |  MATRIZ  | ---> ADSL  MATRIZ
                      +-----------+        ------------+          +----------+
                     - firewall                                 -  firewall
                     - proxy                                    -  proxy
                                                                -  dhcp
    [/SIZE][/FONT]
    No cenário 2, eu teria a RAV apenas para o tráfego de dados do sistema ERP e dhcp ou mesmo só o ERP, e cada ponta teria seu próprio acesso a internet por uma ADSL empresarial com IP fixo.
    A questão da opção dois é que o serviço de ADSL na filial é muito precário por ser uma cidade pequena de pouco mais de 5 mil habitantes, sofremos constantemente com queda de sinal. Podemos neste cenário ter uma rota alternativa para a ainternet com a RAV e a ADSL da matriz.
    Solução com um custo bem mais baixo, pois contrataríamos apenas o RAV para o sistema ERP e a saída para internet continuaria sendo feito pelas ADSLs.

    PS: Já se foi tentado fazer esse acesso que estamos contratante com a Copel, por VPN, mas não fica bom, numa ponta temos a GVT e na outra a Oi (torcendo o nariz). O acesso fica muito lento, neste caso fica mais viável acessar por terminal server por fora da VPN com o redirecionamento de portas do que por dentro da VPN.

    Valores do serviço cobrado pela Copel pela RAV e pelo IP dedicado:

    FIDELIDADE 12 MESES (RAV)
    -------------------------
    MENSALIDADE MATRIZ: R$ 740,32
    MENSALIDADE FILIAL: R$ 740,32
    -----------
    R$ 1.480,00


    LINK DEDICADO 4 MBPS
    --------------------
    FIDELIDADE 12 MESES.: R$ 1.316,00
    FIDELIDADE INDETERM.: R$ 1.462,000


    Gostaria de saber a opinião de vocês sobre as duas opções de cenários e se alguém já contratou e utiliza esse serviço RAV da Copel.

    Um grande abraço.


    Cristian

  2. Bom dia,
    Eu tenho exatamente um RAV da Copel de 4mb, nossa matriz é em Maringá, e uma fabrica em uma pequena cidade no interior, como não temos a possibilidade de interligar por VPN, Link Radio, ADSL, utilizamos a Copel.
    Na central tenho 15mb de Link, disponibilizo para esta fabrica somente 2mb, e trabalhamos com terminal server, cerca de 45 conexões simultaneas neste RAV de 4mb.
    Tenho este serviço contrato a 10 meses, nunca tive indisponibilidade do serviço, e já precisei mudar a fibra de local, atendimento nota 10!



  3. Felipe, bom dia.
    Muito interessante sua resposta, pelo menos tenho uma ideia real do serviço rodando com esse relato que você utiliza o RAV por algum tempo e não teve problema com o serviço.

    Atualmente utilizamos um ERP que não está nos atendendo e será substituído, como falei no post inicial, a grande maioria dos softwares ERP são voltado para ambiente windows, dai surgiu a necessidade de uma ligação de qualidade entre as empresas.

    O que eu gostaria de fazer é rodar o software como se fosse uma rede local, fazendo a instalação normalmente nas máquinas e elas acessando os dados no servidor que vai ficar na matriz. Pensei inicialmente em não usar TS e sim a instalação que eu falei, para ficar transparente ao usuário da máquina.

    Você já fez esse tipo de teste? Usar o RAV neste sentido? Acessando o sistema na matriz sem ser por TS? Atualmente essa é a minha grande dúvida no momento, pois eu tentei fazer essa configuração via VPN e não funcionou legal.

    Grande abraço

  4. Para ser sincero, nunca trabalhei na mesma classe de rede, hoje na nossa matriz trabalhamos com ( 10.1.58.0/24 ), e nas filias ( 10.159. / 10.1.57. / etc )... o ponto de fibra RAV na matriz é 10.1.58.1 e o ponto da Fibra RAV na filial é 10.1.59.254, na rede local da filial, trabalhamos com 10.1.59... e temos o gateway proxy como 10.1.58.252, e o TS como 10.1.58.240.
    So faço o redirecionamento de rotas no servidor, funciona perfeitamente, se precisar, posso te passar os nomes de gerentes de conta..obrigado.



  5. Entendi, a questão de trabalhar em uma rede ou duas creio que não seja o problema.
    A minha grande dúvida agora é que nós queremos que o sistema rode localmente não via TS, pois via TS conseguimos rodar legal com acesso remoto.

    O que não ficou bom aqui foi tentar o localmente via VPN, ficou muito lento, o sistema funcionou, mas de uma maneira inviável, muito lento para receber as respostas do servidor. As telas do sistema ficam congeladas e por vezes travam.

    Então o "x" da questão está aí, se vou conseguir rodar o sistema como se fosse local através da RAV, mesmo que em redes distintas, com rotas para a matriz.

    Creio que aí só na prática mesmo...






Tópicos Similares

  1. Como funciona o cenário de Rede de Provedores com muitos clientes
    Por amjservicos no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 6
    Último Post: 01-11-2013, 10:48
  2. Respostas: 2
    Último Post: 04-08-2008, 01:11
  3. Duas placas de rede com IP´s válidos
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 19-12-2003, 08:31
  4. Monitoramento de rede com gráfico????
    Por c4f0f0 no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 04-11-2003, 07:55
  5. Configuração de rede com LDAP ?
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 13-06-2003, 10:08

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L