+ Responder ao Tópico



  1. Senhores, boa tarde!

    Ao dar uma estudada no funcionamento do VPLS, me bateram algumas dúvidas que, acredito, vocês terão a expertise para me ajudar a saná-las.

    Estou buscando soluções para entregar em layer 2 uma conexão para pontos geograficamente distantes. Minha rede, toda com mikrotik, está rodando o OSPF como protocolo de roteamento. Por exemplo, ao conectar 3 pontos, eu tenho feito da seguinte forma: crio uma interface vpls para cada túnel em cada nó (no caso de 3, são 6 interfaces no total). Estou anexando um desenho bem meia-boca feito no paint para ilustrar a situação. Até aí, ótimo... O desempenho foi excelente e tudo mais. Porém, em casos onde eu teria 20 nós, por exemplo, seria inviável criar tantas interfaces virtuais em cada roteador!

    Sendo assim, bate minha dúvida: estou configurando de forma errada? Teria como fazer esta interligação em layer 2, usando vpls, de forma mais simplificada/prática?

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Sem ttulo.jpg
Visualizações:	386
Tamanho: 	26,8 KB
ID:      	28649

    Obrigado!

  2. Você esta querendo fazer um virtual link entre duas area0 conectadas por uma area1 por exemplo usando ospf, é isso ? Se for é o método mais indicado mesmo, mas não é possível fazer virtual link entre duas areas stub.

    Pra ficar mais claro um pouco o seu cenário, dê o exemplo prático do que quer fazer talvez saia algo mais especifico pro seu caso.

    Abraço



  3. Não tem jeito, se possuir 20 sites que deseja conectar em L2, todos os roteadores PE, onde se encontram tais sites deverão possuir as interfaces virtuais (VPLS) associados a uma bridge, que possuirá o VPLS e a interface específica de cada site.

    Possuir 20 sites para conectar, via LDP/VPLS é tranquilo, o problema quando forem mais de 100.

    Para um grande número de sites a conectarem via VPLS, o ideal seria o BGP/VPLS, o qual cria dinamicamente os VPLS, através de sinalização e anúncios. Aqui deverá conhecer bem o protocolo BGP e saber utilizar o route-reflect para evitar um full mesh entre todos os roteadores da nuvem MPLS.

  4. Muito obrigado m4d3 e sergio pelo retorno.

    Sergio, nunca trabalhei especificamente com o BGP junto com VPLS. No meu caso, eu conectaria clientes distintos, dentro da minha nuvem. Você recomenda alguma leitura em específico onde eu possa obter informações sobre este tipo de implantação?

    Ainda, tem alguma idéia de uma solução similar para interconectar via layer 2 sobre o OSPF? Digo isto porque apenas uma pequena parcela dos meus clientes realmente necessita de uma conexão em L2. A grande maioria segue via roteamento mesmo, sendo mais prático eu continuar usando o OSPF - que já está implantado.

    Abraço



  5. Então, acredito eu, será bem mais simples você utilizar o VPLS/LDP e criar as interfaces manualmente. É mais simples. Como VPLS+LDP é um caminho unidirecional, em cada roteador PE, que se encontrar um site, você terá uma bridge com o túnel e a interface que possui o site conectado associados no ports desta bridge. Se for uma interface onde existem N clientes conectados, mas precise conectar apenas um específico use VLAN para o mesmo.

    Se possuir um roteador PE, onde todos os tuneis se concentrem (caso de uma matriz e n filiais) concentre todos os tuneis na mesma bridge.

    Para leitura sobre BGP VPLS, uma documentação básica seria:

    Manual:BGP based VPLS - MikroTik Wiki

    Mais do que isso, somente documentação da Cisco e RFCs que tratam o MPLS.


    Citação Postado originalmente por zuperzuze Ver Post
    Muito obrigado m4d3 e sergio pelo retorno.

    Sergio, nunca trabalhei especificamente com o BGP junto com VPLS. No meu caso, eu conectaria clientes distintos, dentro da minha nuvem. Você recomenda alguma leitura em específico onde eu possa obter informações sobre este tipo de implantação?

    Ainda, tem alguma idéia de uma solução similar para interconectar via layer 2 sobre o OSPF? Digo isto porque apenas uma pequena parcela dos meus clientes realmente necessita de uma conexão em L2. A grande maioria segue via roteamento mesmo, sendo mais prático eu continuar usando o OSPF - que já está implantado.

    Abraço






Tópicos Similares

  1. duvidas, estutura de rede ospf, mpls/vpls ... etc
    Por wptecnologia no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 01-10-2011, 09:17
  2. Estudo de caso - DHCP em duas redes cont...
    Por cristianff no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 7
    Último Post: 23-09-2011, 15:51
  3. Respostas: 18
    Último Post: 22-04-2010, 12:57
  4. estudo de caso problema de rede rapida na eth1 e lenta na eth0
    Por caosdp no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 14-09-2007, 18:16
  5. Estudo de Caso - Servidor Proxy
    Por netosdr no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 05-08-2006, 09:12

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L