Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Migrar para o padrão N

    Pessoal, queria uma opinião de vocês. To querendo migrar um ponto de acesso meu só para o padrão N, hoje tá em B, e o outro que ainda tem poucos usuário, só para UBNT Airmax N. A situação é a seguinte, nesse ponto que quero migrar do padrão B pra N, tá com 18 clientes no modo B e pretendo ir até uns 25. No ponto que quero transformar em um ponto somente UBNT Airmax, tenho atualmente 10 clientes, dos quais 6 tão com AP Krazer CPE BGN, Realtek 8196C e o resto Nanostations e Airgrids. O que pretendo fazer é trocar essas 6 CPE's por Nanostations M2, no caso Loco M2, tornando todos esses 10 clientes compatíveis com Airmax, visando expansão futura de clientes. Essas 6 CPE's N eu passaria pra 6 clientes da antena que hoje está em modo B e compraria mais 12 AP's compatível com padrão N, no caso to pensando nesse aqui:

    Ap Router Wireless Krazer 150 Mbps 1 W A T T + Antena 5 Dbi - R$ 98,50 no MercadoLivre

    O custo total dessa mudança sairia pra mim em torno de R$ 2000,00. Foi a forma mais barata que encontrei pra fazer essa migração. Talvez fique mais barato com algum outro AP mais barato...

    Enfim, o que quero saber é se vale a pena essa migração, já que viso aumento de banda nessa antena que hj ta operando em modo B e ta quase no limite, há momento que tenho pico de 5megabit/s passando. Ficaria com uns 25 clientes em modo N nessa antena e na outra poderia aumentar até 50 (?) com Airmax ativado? Não achei custo tão elevado em virtude das vantagens. Só queria saber se esse AP aí é o mais indicado para substuição. Meus clientes hoje nesse ponto tão com sinal variando de -71 até -45dbm, na verdade somente um tá com -71dbm, que vou tentar melhorar, o resto tá tudo abaixo disso. Se eu conseguir que salte de 5megabit/s pra 10megabit/s, já será um avanço!

    Atualmente um dos pontos tá com Bulllet M2 e o outro com Rocket M2.

  2. #2

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Ola como vai.
    Em primeiro Lugar - qual a vantagem que vc teria e migrar de B para N?
    - Alcance menor = maior banda (vc tem essa necessidade?)
    - Mesma coisa em quesito ruido, afinal é 2,4 da mesma forma.
    - Qual a banda que vc fornece a seus clientes?

    Forneço a meus clientes banda de até 3Mbps, trab em modo B, com data rate 11Mbps, e tx em 17dbi.
    Na imagem em anexo o cliente com sinal de -84 navega sem percas e esta há 12 km da torre, com visada.

    Se for para migar saia de 2.4 e vá para 5.8, agora so trocar de B p/ N, vc não terá grandes avanços, alem disso que estiver com sinal ruim ira ficar pior.Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         mk.jpg
Visualizações:	169
Tamanho: 	67,4 KB
ID:      	34952



  3. #3

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Porque alcance menor? Não entendi a relação... Não terei grandes avanços?? Tenho um ponto todo em N, que tá pefeito, o alcance é o mesmo, a velocidade é maior. Não preciso de longo alcance tb. To precisando mirgrar pq sim, to precisando de mais banda! N não tem coisa melhor, funciona muito melhor, experiência própria e por isso to querendo migrar esse outro ponto pra N, aproveitando migrando o ponto N pra Aimax, me dando possibilidade de aumentar o numero de clientes.
    No meu ponto em B, to com clientes de 350k à 1 mega e há horas do dias que ta topando a banda, que é 5 megabit/s uteis, o padrão B jamais de dá 11megabits/s uteis. No meu ponto em N, passo 40megabits/s em 20Mhz, bricando. Em 40Mhz, passo mais banda, mas a relação SNR é ligeiramente pior. Se quero mudar pra N, é prevendo o futuro, poder oferecer pros clientes, 2 à 5 mega por exemplo, pq a concorrência já faz isso!

    Po, teus clientes devem ser do tipo ler e-mail e navegar no orkut, pq fornecer 3 megabits/s com modulação em B, que não passa mais que 5megabits/s nem fu..... é pedir pro cliente ficar reclamando que a conexão só rende 3megabit/s em poucas horas do dia. Se eu fornecer 3megabit/s pra um cliente só, é mais de 50% de taxa util que o modo B consegue fornecer. Tá certo que não se vende banda garantida em lugar nenhum pra usuario domestico, mas eu garanto o minimo de qualidade pro meu cliente e na maior parte do tempo ele terá sim a banda contratada. Há diversas proporções usadas por ai, 3:1, 5:1, 7:1 e até piores, eu quero melhorar a qualidade pro meu cliente e na banda B só se eu criar outro ponto em B e ainda assim não vai me dar a quantidade de banda que consigo em N.

    Atualização:

    Tava vendo a imagem ali do amigo acima, po, mas eu num deixo cliente com sinal acima de -75dbm na minha rede nem a pau, corto logo se não conseguir corrigir, a taxa do cliente oscila demais assim, e cai pra todo mundo. O mal do padrão B é esse, um cliente ruim, fod com o resto da rede. Meus UBNT tão configurados pra kikar automaticamente quem ta com sinal pior que -75dbm, se passar desse valor, é pq algo tá errado e vou lá no cliente e corrijo. No padrão N, um tava com um cliente com sinal em -80dbm e oscilando a taxa demais, várias vezes caia pra 6.5mbps, mas nao afetava o throughput total como vejo no modo B, um cliente em 1 mega no modo B, a rede fica um lixo.Mas mesmo assim agora corto quem cair pra pior q -75dbm...

    Atualização 2:

    A pergunta do post na verdade não foi se vale a pena migrar pra modo N, mas sim os equipamentos citados, a solução que dei ou se tem solução mais barata. Desculpe se fiz entender errado!
    Última edição por raumaster; 22-04-2012 às 00:10.

  4. #4

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Citação Postado originalmente por edmarmega Ver Post
    Ola como vai.
    Em primeiro Lugar - qual a vantagem que vc teria e migrar de B para N?
    - Alcance menor = maior banda (vc tem essa necessidade?)
    - Mesma coisa em quesito ruido, afinal é 2,4 da mesma forma.
    - Qual a banda que vc fornece a seus clientes?

    Forneço a meus clientes banda de até 3Mbps, trab em modo B, com data rate 11Mbps, e tx em 17dbi.
    Na imagem em anexo o cliente com sinal de -84 navega sem percas e esta há 12 km da torre, com visada.

    Se for para migar saia de 2.4 e vá para 5.8, agora so trocar de B p/ N, vc não terá grandes avanços, alem disso que estiver com sinal ruim ira ficar pior.Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         mk.jpg
Visualizações:	169
Tamanho: 	67,4 KB
ID:      	34952

    Tinha visto uma palestra do luciano da computech que explica exatamente isso ,em 2.4 N nao e para grande distancias principalmente e lugares muito poluidos ..procurei o video aqui mas parece que foi retirado mas definiu bem parabens.



  5. #5

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Pois useo um Rocket M2, e antes um Bullet M2, fornecendo sinal em N, achei maravilha, claro, que não mais de 2km, nao preciso de maior distancia q isso. Aqui o ambiente tem poluição média...

    Leiam os posts to Filzek, sobre o uso do padrão N. Pelo menos o que ele diz, padrão N é o que há, pelo menos em microcélulas, mas to usando com Omni Ubiquiti 10dbi, Omni de dupla polarização, com equipamentos Krazer e Ubiquiti nos clientes, até 1km, mil maravilhas (nao testei mais longe ainda)! Outra coisa, lá fora do pais não se usa mais padrão B não, só N! Ninguém quer banda de 1 mega, 2 mega... mesmo via rádio, onde há por exemplos locais que ADSL ainda não chega. Só dá uma olhada no forum da ubnt em ingles...

  6. #6

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Amigo, tente usar rocket M2 com omni ubiquiti (normalmente aconselharia paineis, porém pelo custo e numero de clientes que deseja alcançar não há necessidade), nos clientes se possível tente usar somente nano loco M2, a final se a distancia é curta como disse, não há necessidade de argrid, e nanostation m2 trabalha em dual polarização, já a argrid não.

    Ou melhor ainda se possível, coloque 5.8 com rocketM5, tenho algumas basestations com M5, nenhum cliente com latência maior que 10Ms, isto nos clientes que estão trafegando, nos que estão somente conectados não da mais q 1ms. Minha rede com r52h 2.4 Banda G praticamente mesma latência.



  7. #7

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Vou meter minha colher no assunto pois estou na mesma.
    Primeiro, se você quer ativar o Airmax, esqueça outros equipamentos, Só use série M da Ubiquiti.
    Eu já fiz diferente. Tenho Krazer com N na torre. Mas não deu para usar rocketM2. Não existe uma perfeita compatibilidade entre rocketM e rádios B/G que ainda tenho no POP.
    Fica pipocando, termo usado pelo Luciano da Computech, quando fica o cliente subindo e descendo na velocidade.
    RocketM só vai bem se você tiver tudo com airmax ativado, e como krazer não tem isso, esquece.
    Eu coloquei um cartão N com omni Ubiquiti. Não me incomoda. Os B/G navengam perfeito.

    Mas Edmar, naquele print, o cliente com -82 está com o RX de 2mbps. Ele está modulando em modulação binária e isso não deveria permitir uma boa navegação principalmente em planos de 3 mega por cliente.....

    Outro detalhe é que quando usa b/g misto, tem que ativar a config "proteção 812.11 G. Não são todos os firm que tem, Pode ser que os que não tem visível, já tenha embutido de forma default isso.
    Assim, os clientes B não irão prejudicar os clientes G. Tem pouca informação sobre isso, mas foi o que encontrei numa pesquisa sobre este tipo de proteção. Por isso que pode usar b/g sem problemas. Só vai melhorar o rendimento do POP.
    Então Raumaster, o négócio, se voce tem só 6 clientes com rádio não airmax, o melhor é colocar estes rádios nos clientes com airmax e padronizar.
    Se quizer colocar Krazer N, então terá que desativar o airmax.
    Na prática não vi muita diferença com airmax e sem airmax.

  8. #8

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Sobre o assunto, vou dar minha contribuição.
    N e para perto mesmo, já testei distante e não fica bom, ping alto etc., testei com routerboard N Rb – 711 – 2Hn e setorial computech 14db, a 17 18 km sinal 75% (sim rádios com chipset realtek e duplo sistema de transição e recepção. No radio indicava sinal alto, cliente chega a -60 mais o ping não baixa de 100 e ate perde pacotes, nessa antena máximo online de 20 clientes. Data rate acima de 65mb. Conclusão, N com pcba não e para longe (pelo menos em 2.4).
    Agra ver a outra parte, em compensação testei e tenho bases N em 10 MHz com bullet m2 na omni e clientes bullet m2, conectão a mais de 30 km (sim pasmem) e fica a mais de 35mb conectado no bullet cliente -65 o sinal a 32 km. Com airmax e bullet M2 (que sumiu do mercado a dias) e u espetáculo, lembrado que testei em 20 MHz mas, achei melhores os resultados em 10 MHz. E um espetáculo mesmo, sem exagero. Aqui como e muito alto eu cubro 30 km pingando baixinho e sem perder pacotes.
    Resumindo N para clientes distantes, só se for ubiquiti com airmax com pcba só recomendo para máximo de 7 km, se for para menos tipo 2 km poderia testar modo B, o ack sobe um pouco e os rádios baixam a potencia bastante, mas se tiver visada limpa, passa mais de 20mb total se todos os clientes estiverem a no máximo -70 preferentemente menos que isso.



  9. #9

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Citação Postado originalmente por edsong Ver Post
    Amigo, tente usar rocket M2 com omni ubiquiti (normalmente aconselharia paineis, porém pelo custo e numero de clientes que deseja alcançar não há necessidade), nos clientes se possível tente usar somente nano loco M2, a final se a distancia é curta como disse, não há necessidade de argrid, e nanostation m2 trabalha em dual polarização, já a argrid não.


    Ou melhor ainda se possível, coloque 5.8 com rocketM5, tenho algumas basestations com M5, nenhum cliente com latência maior que 10Ms, isto nos clientes que estão trafegando, nos que estão somente conectados não da mais q 1ms. Minha rede com r52h 2.4 Banda G praticamente mesma latência.

    Sim, já to com uma Omni Ubiquiti de 10dbi, coisa linda! kkkkk. Melhor Omni que já usei na minha vida! Já tenho tenho clientes com Loco M2 e to querendo tirar os que tão com CPE Krazer e justamente partir pra Loco M2 ou Nanostation M2. A cobertura inicial não tenho necessidade de mais de 1km, mas quero alcance de até uns 2km.

    Quero permanecer em 2.4GHz por enquanto pq tem funcionado bem aqui e em pontos de visada meio ruim, ainda é possível contornar com essa frequência, em 5.8GHz a coisa complica mais. Eu insisto no 2.4GHz pq pelos menos testes, dentro das minhas necessidades, consigo passar banda suficiente em modo N.


    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Vou meter minha colher no assunto pois estou na mesma.
    Primeiro, se você quer ativar o Airmax, esqueça outros equipamentos, Só use série M da Ubiquiti.
    Eu já fiz diferente. Tenho Krazer com N na torre. Mas não deu para usar rocketM2. Não existe uma perfeita compatibilidade entre rocketM e rádios B/G que ainda tenho no POP.
    Fica pipocando, termo usado pelo Luciano da Computech, quando fica o cliente subindo e descendo na velocidade.
    RocketM só vai bem se você tiver tudo com airmax ativado, e como krazer não tem isso, esquece.
    Eu coloquei um cartão N com omni Ubiquiti. Não me incomoda. Os B/G navengam perfeito.

    Mas Edmar, naquele print, o cliente com -82 está com o RX de 2mbps. Ele está modulando em modulação binária e isso não deveria permitir uma boa navegação principalmente em planos de 3 mega por cliente.....

    Outro detalhe é que quando usa b/g misto, tem que ativar a config "proteção 812.11 G. Não são todos os firm que tem, Pode ser que os que não tem visível, já tenha embutido de forma default isso.
    Assim, os clientes B não irão prejudicar os clientes G. Tem pouca informação sobre isso, mas foi o que encontrei numa pesquisa sobre este tipo de proteção. Por isso que pode usar b/g sem problemas. Só vai melhorar o rendimento do POP.
    Então Raumaster, o négócio, se voce tem só 6 clientes com rádio não airmax, o melhor é colocar estes rádios nos clientes com airmax e padronizar.
    Se quizer colocar Krazer N, então terá que desativar o airmax.
    Na prática não vi muita diferença com airmax e sem airmax.
    Sim, tudo Airmax! É o que to querendo fazer, tirar essas 6 CPE Krazer desse ponto e passar pros clientes do outro ponto que eu iria mudar de B pra N. Nenhum desses clientes tão a mais de 1km.

    Entrei no forum da ubnt, em inglês, e perguntei lá sobre Airmax, quantos clientes suportavam uma Omni 10dbi + Rocket M2 + Airmax, me disseram que aguenta facilmente 70 clientes simultaneos, mas que se eu utilizar Airgrids e Bullets M2, eu teria um throughput menor, já que ao misturar clientes 1x1 com 2x2, o "Time-station" que o MIMO oferece, não seria completamente utilizado e um pouco prejudicado pelos clientes 1x1, o problema é que tenho um cliente com Bullet M2 e outro Airgrids M2, mas de qualquer forma o cara lá me garantiu que ainda eu conseguiria 70 clientes. Eu não pretendo ir além de 50 nesse ponto e tem gente lá no forum dizendo que têm 52 clientes simultaneos... Isso me deixou muito esperançoso em poder colocar mais clientes sem gastar em outros setores ou outra Omni. Além do que, eu tava lendo sobre Airmax, e diz que existe uma opção de prioridade que vc seleciona nos clientes, tem que selecionar em cada cliente, aqueles que tiverem com sinal pior, vc pode selecionar uma prioridade mais baixa, pra que não afete muito o throughput geral, se funcionar como to pensando, é muito bom! Pq nos clientes com sinal pior vc pode oferecer menos banda e nos clientes com sinal melhor, mais banda. Tipo ADSL, se tiver muito longe da Central, vc nao consegue todas velocidades, mas nesse caso do Wi-fi, esse cliente afeta os melhores, com o Airmax, a coisa parece ajudar bastante. Outra coisa que gostei, foi que dizem que com o Airmax, é mais facil lidar com ambientes ruidosos, poluidos, já que é eliminada do mecanismo CSMA...

    Nem que eu mantenha o outro ponto em B, vou mudar esse ponto em N só pra Ubiquiti e ver se as vantagens do Airmax é isso tudo mesmo. Eu poderia até fazer diferente, tentar migrar esses clientes B, pelo menos parte deles, pro ponto em N Ubiquiti, mas aí caio na questão do custo, nesse caso eu só poderia fazer se o cliente topasse aumentar o plano e pagar pelo novo equipamento. Do jeito que eu tava querendo fazer, eu iria assumir os custos, 98 reais por AP Krazer N e manteria esse ponto sem Airmax mesmo, só pra segurar os 20-25 clientes no máximo e ter esse aumento de banda, me permitindo oferecer 2 mega inicialmente ou 4 mega, pra esses clientes tb! Pq na minha opinião, oferecer mais que 1 mega no padrão B com 20 clientes, é um tiro no pé! Ainda mais se vc tiver muito heavy user, é reclamação na certa! Como eu disse, aqui no horário de pico, fica beliscando 4 mega de throughput, ja deu 5 mega, sem tá todo mundo transferindo ao mesmo tempo... Claro que não vou garantir 100% de banda 100% do tempo, mas com eu disse, o que eu puder fazer pra manter a qualidade, vou fazer.

    Citação Postado originalmente por alexsuarezferreira Ver Post
    Sobre o assunto, vou dar minha contribuição.
    N e para perto mesmo, já testei distante e não fica bom, ping alto etc., testei com routerboard N Rb – 711 – 2Hn e setorial computech 14db, a 17 18 km sinal 75% (sim rádios com chipset realtek e duplo sistema de transição e recepção. No radio indicava sinal alto, cliente chega a -60 mais o ping não baixa de 100 e ate perde pacotes, nessa antena máximo online de 20 clientes. Data rate acima de 65mb. Conclusão, N com pcba não e para longe (pelo menos em 2.4).
    Agra ver a outra parte, em compensação testei e tenho bases N em 10 MHz com bullet m2 na omni e clientes bullet m2, conectão a mais de 30 km (sim pasmem) e fica a mais de 35mb conectado no bullet cliente -65 o sinal a 32 km. Com airmax e bullet M2 (que sumiu do mercado a dias) e u espetáculo, lembrado que testei em 20 MHz mas, achei melhores os resultados em 10 MHz. E um espetáculo mesmo, sem exagero. Aqui como e muito alto eu cubro 30 km pingando baixinho e sem perder pacotes.
    Resumindo N para clientes distantes, só se for ubiquiti com airmax com pcba só recomendo para máximo de 7 km, se for para menos tipo 2 km poderia testar modo B, o ack sobe um pouco e os rádios baixam a potencia bastante, mas se tiver visada limpa, passa mais de 20mb total se todos os clientes estiverem a no máximo -70 preferentemente menos que isso.
    Po, 32km.... 3km estourando pra mim já ta bom demais! Não penso em criar um POP com alcance tão longo, mas nunquinha! Prefiro setorizar mais a coisa. Mas pois é, eu tenho gostado bastante de usar padrão N, pelo menos nos meus clientes próximos, não mais que 1km, ainda vou testar além disso, não testei. mas não volto pro B jamais!

  10. #10

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    amigo, ese setor esta somente para clientes rurais de 15 a 30 km ok, não tem ninguem perto.



    Po, 32km.... 3km estourando pra mim já ta bom demais! Não penso em criar um POP com alcance tão longo, mas nunquinha! Prefiro setorizar mais a coisa. Mas pois é, eu tenho gostado bastante de usar padrão N, pelo menos nos meus clientes próximos, não mais que 1km, ainda vou testar além disso, não testei. mas não volto pro B jamais![/QUOTE]



  11. #11

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Ah, eu já li um tópico onde vc fala que mora num lugar descampado, bem aberto, algo assim...

  12. #12

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Para quem conhece a região de Aceguá, onde está o Alex, é de dar água na boca. Entra Uruguai a dentro e é só plano...
    É um privilegiado o Alex... e ainda por cima está meio sozinho...



  13. #13

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Galera, o negócio de N precisa mesmo serem curtas as distancias para realmente você aproveitar o alto troughtput e a baixa latencia, para ter banda mesmo, entretanto, WIFI não foi feito para longe.

    Vejam que os clientes que estão micro-setorizados não sofrem interferência (MESMO EM AMBIENTES POLUIDOS E IMPRATICADOS), não tem perda de pacotes, não perdem absolutamente nada, isso mesmo. (claro que interferencia e perdas sofrem, porém, pela qualidade de recepção SNR fica imperceptivel).

    Não é segredo, é pratica comercial!

    Pra quem ainda não entendeu isso, basta dar uma voltinha na sua cidade e contar as torres de celular, faça um mapeamento, se você tiver alguma torre que tenha mais que 3km de raio de cobertura é um milagre mesmo, essa é a pratica do grid atual das operadoras, e isso, pasmem, em frequencia baixa, de 1900 a 800mhz, assim, o negócio fica funcional.

    Pra gente entender isso, é simples, os celulares trabalham com 12 antenas e 2 ERBS simultaneas, assim, temos 4 setores com 3 antenas cada, a antena do meio tem polaridade circular, a da esquerda tem polaridade vertical + e a da direita tem polaridade vertical -, isso faz a penetração do sinal, por incrivel que pareça a polaridade cirucular nesse esquema do celular é anulada e é preenchido o sinal do + e - como se fosse um bloco unico, assim, a penetração é absurda, no WiFi, acontecerá o mesmo, porém, com um diferencial, não importa a quantidade de antena, e sim a qualidade da instalação.

    O que chegamos a conclusão foi de quem em^

    2.4: 8 setores (45º * 8 = 360º)
    5.8: 6 setores (60º * 6 = 360º)

    Assim, do jeito atual, estamos tentando o impossivel e regulando o investimento no lado errado.

    As torres devem ter um distancia máxima entre elas de 6km, sendo 3km de cobertura cada, e mínima de 1500 metros, com cobertura de 750 metros cada, assim, você pode planejar seu projeto de cobertura de sua cidade.

    Veja que se você gastar 20 torres, e usar microcelulas 5.8GHz o investimento num setor completo fica a R$ 1290,00 (6 setores completos 1T1R fonte 18V1.5A 18dBi 60º), 1290 * 20 = R$ 25.800,00 (vinte e cinco mil e oitocentos reais)

    Veja que se usar o padrão médio 6000 metros + 1500 metros = 7500 /2 = 3750 metros entre torres, num grid de 4 x 4 = 16 celulas (e 4 nos meios) = 20, a cobertura é de 15000 metros quadrados! E voce tem ainda 4 celulas para eliminar sobras.

  14. #14

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    é isso que observei Filzek. Com SNR favorável não tem interferencia que atrapalhe. Só se alguém fizer um apontamento maldoso em 2.4 para atrapalhar.
    Mas no uso normal, a micro-célula ajuda a conseguir este SNR favorável.



  15. #15

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Eu meio que desisti da idéia de fazer essa mirgração de B pra N, mas vou mudar meu ponto N pra Airmax, só clientes UBNT, já até comprei os rádios UBNT pra trocar... O que to pensando em fazer é manter meus clientes nesse ponto 802.11b, trocar o Bullet M2 por um Bullet 2 HP, e tentar operar em modo G Only, pq não consegui resultado bom no modo modo G com o Bullet M2. Mas antes disso to fazendo uma propaganda pros clientes pra aumentarem de velocidade e passarem pro outro ponto em Airmax. Os clientes que toparem passo pro ponto em modo N Airmax, tento operar ainda que seja em modo B com esse ponto antigo, que fica no mesmo local do ponto em N e a idéia é ir passando o máximo de possível de clientes pro ponto N Airmax, folgando esse ponto em B ou se possivel em G, e colocar outro clientes novos nele, pq tá acontecendo muito de chegar pra mim clientes insatisfeito com outros provedores, querendo "testar" o meu e pra não fazer ele trocar o equipamento, usamos o que ele já tem. Obrigado a todos pelas respostas!

  16. #16

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Erick, pra 2.4 usando essas microcélulas, quanto ficaria o investimento por torre pra fechar os 360º? Esses setores tem boa isolação frente x costas pra podermos fazer o reaproveitamento de canais? Pois pelo que percebi, vc precisa de 24 antenas pra poder montar essa microcélula 360º em um ponto. Qual é o espaço que ocupa essas antenas em uma torre? É possível ter na mesma torre as microcélulas 2.4 e em 5.8 juntas? em qual distância uma da outra? Tem algum link do produto para nos passar?



  17. #17

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Eu não digo que a solução não é boa ou não venha ser A solução, mas o que me "amedronta" é gerenciar 8 rádios por ponto. Existe pelo menos um software que faz acesso de um local só à todos esses rádios? Outra coisa, eu por exemplo se fosse colocar um ponto desse aqui com 8 rádios, com certeza alguns rádios ficariam osciosos e outros com muitos clientes...

  18. #18

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Citação Postado originalmente por RockBells Ver Post
    Erick, pra 2.4 usando essas microcélulas, quanto ficaria o investimento por torre pra fechar os 360º? Esses setores tem boa isolação frente x costas pra podermos fazer o reaproveitamento de canais? Pois pelo que percebi, vc precisa de 24 antenas pra poder montar essa microcélula 360º em um ponto. Qual é o espaço que ocupa essas antenas em uma torre? É possível ter na mesma torre as microcélulas 2.4 e em 5.8 juntas? em qual distância uma da outra? Tem algum link do produto para nos passar?
    microcelulas:
    5.8GHz 6 Setores = Completo fica a R$ 1290,00 (as 3 antenas ficam em 1 involucro unico)
    2.4GHz 8 Setores = Completo fica a R$ 2840,00 (cada antena fica em 1 involucro unico)

    Sim, elas tem um refletor metálico e alem disso a cosntrução fisica é tida para atenuar (diminuir) a interferencia frente costas dos radios.



  19. #19

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Lembrando que o conceito de micro-celulas é seguir o padrão celular, para diminuir os custos.

    Claro que podemos montar o sistema como antigamente, como se fossem 8 Mikortiks setorizados, funcionaria sem problema também, e amenizaria os lags dos radios, mas, ainda assim, o problema dos pacotes na geração atual dos chipsets atheros resultariam em estagnação da estação...

    A All Earth receberá um lote de mikrotik me breve, ja foi colocado os pedidos, vários equipamentos novos serão lançados tambem com MK, até as micro-celulas virão embarcadas com MK, mesmo com a limitação dos pacotes em atheros.

  20. #20

    Padrão Re: Migrar para o padrão N

    Qual é o peso de todo conjunto de 8 radios/antenas?