Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Olá pessoal, estou montando um POP novo e resolvi implementar de forma experimental neste POP uma novidade que a Ubiquiti lançou há pouco tempo: a possibilidade de ativar o Airmax na linha Legacy ( não "M" ).

    É importante notar algumas considerações importantes antes de se aventurar nisso:
    1º => Toda a rede precisa ser Ubiquiti, obviamente.
    2º => É obrigatório que o AP seja da linha "M" (tenha suporte nativo ao Airmax), afinal o novo suporte ao Airmax na linha Legacy se restringe apenas ao funcionamento do aparelho como "station".
    3º => Também é obrigatório o uso de um firmware beta no AP ( aqui estou usando o XM.v5.5-RC4.12354.120319.1833 ) e nas estações Legacy, o firmware (XS5.ar2313.v4.0.1.4978.111219.2126 ou simplesmente 4.0.1 ).
    5º => Algumas opções no AP devem ser levadas em consideração, do contrário não haverá associação entre Legacy <=> AP:
    a) Obrigatório o uso de 20MHz de largura no AP.
    b) "Channel Shifting" no AP e estações Legacy não pode ser ativado.
    c) "Max TX Rate" no AP obrigatóriamente TEM que ficar em "Automatic".

    Bom, vou postar algumas fotos do status e configuração de 3 equipamentos importantes da nova rede, a configuração do AP, de uma estação Legacy e também de uma estação "M" ( Airmax nativo ). No meu cenário, estou me referindo respectivamente a: AP Bullet M5 / estação legacy Nano5 / estação Airgrid M5 HP.

    Algumas informações relevantes da configuração vou tentar justificar. Se estou correto, não sei, estou testando, e com isso abro espaço aqui para que todos vocês se sintam a vontade para "se meterem" ;-)

    AP Bullet M5
    Main

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         bulletM5_Main.jpg
Visualizações:	897
Tamanho: 	57,0 KB
ID:      	35484
    Considerações:
    1) Airmax ativo com 95% de qualidade e 46% de capacidade, este último, na metade obviamente pois as todo os equipamentos envolvidos possuem polaridade única ( vertical ).
    2) O POP tem 5 clientes ( 4 conectados no momento das Screens ), destes 5, 2 são Airgrid M5 HP e 3 são Nanostation5. Interessante notar que os Airgrids M5 HP mantém o Airmax com uma uma taxa de Qualidade/Capacidade de 99%~100%/49%~50% , ou seja, praticamente o "melhor possível", enquanto que os equipamentos Legacy oscilam entre 91%~95%/45%~46% , ou seja, levemente inferior.
    3) Todo o POP tem 100% de CCQ na maior parte o tempo, com raras oscilações para 98%~99%.


    AP Bullet M5
    Wireless

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         bulletM5_Wireless.jpg
Visualizações:	520
Tamanho: 	68,2 KB
ID:      	35485
    Considerações:
    1) Optei em esconder o SSID para dar uma melhorada na segurança e também evitar a que o AP seja bombardeado por solicitações de associações de rádios de fora do ACL.
    2) 20Mhz de largura, Channel Shifting Desabilitado e Max TX Rate em Automatic, como tem que ser para compatibilizar com a linha Legacy.
    3) Coloquei a frequencia em Auto, porém restringi o intervalo de escolha entre 5735~5840 (o datasheet da OIW 5.8 12Dbi que uso restringe o uso à 5725~5850, e inclusive importante ressaltar que se não usar esta faixa recomendada, há grande perda de sensibilidade de entrada e saída da OMNI) . Infelizmente aqui possuo um concorrente que deixa todas as torres dele em automático, tentei conversar mas ele é meio inflexível, então só me restou essa opção.
    4) A potência deixei em 4dBm, gostaria até de descer mais, mas infelizmente ao usar 3dBm, as estações passam a receber o sinal em média a ~-70, enquanto que com 4dBm recebem a ~-50 , não sei se é Bug no firmware ou o que. De fato eu não me importaria até em utilizar as estações a -70, não fosse o fato de que a neste caso, qualidade do Airmax desce para 75%, porém o CCQ se mantém a 100%. Mas se o objetivo é justamente testar o Airmax, tive que poluir mais do que costumo e gostaria.


    AP Bullet M5
    Advanced

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         bulletM5_advanced.jpg
Visualizações:	557
Tamanho: 	25,0 KB
ID:      	35474
    Considerações:
    1) ACK configurado para 600m fixos ( Auto Adjust desabilitado ), que é justamente a distância para a estação mais longe, a Airgrid M5 HP online. Aqui posso até espremer mais, posso deixar o ACK em apenas 200m para esta mesma estação, mas precisava ter certeza que um ACK mais apertado não iria influenciar negativamente nos testes.
    2) Client Isolation ativo por motivos de segurança, pois impede que estações se comuniquem entre si.
    3) Sensitivity Threshold ativa em -70dBm para testar, essa opção não deixa nenhuma estação associar com potência inferior ao valor estipulado (-70dBm)


    Estação Nano5 Legacy
    Main

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         nano5_Main.jpg
Visualizações:	502
Tamanho: 	105,5 KB
ID:      	35475
    Consideração: Notem o Ruído elevado, não só neste rádio, mas na linha Legacy toda, geralmente entre -85~-86. No AP e nas Airgrids M5 HP , ele se mantém -90~-91. A poluição aqui na cidade não é muito diversificada, mas os concorrentes carregam pesado na potência, certamente estão transmitindo com mais de 1 Watt, mas pra não entrar de sola com a tia Ana, vamos no "banho maria" por enquanto, tentando convencê-los a mudar de pensamento pela engenharia social.

    Estação Nano5 Legacy
    Wireless

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         nano5_Wireless.jpg
Visualizações:	369
Tamanho: 	76,5 KB
ID:      	35476
    Consideração: 5dBm de potência... até porque a estação está a pouco menos que 200m da base.

    Estação Nano5 Legacy
    Advanced

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         nano5_Advanced.jpg
Visualizações:	399
Tamanho: 	80,2 KB
ID:      	35477
    Considerações:
    1) Sem priorização de Airmax para nenhuma estação.
    2) Algoritmo Otimista com o objetivo de manter a "saúde" do AP(rede) em detrimento a "saúde" da estação.
    3) ACK em 22 sem Auto Adjust, compatível com a distância.


    Estação Airgrid M5 HP
    Main

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         airgridM5_Main.jpg
Visualizações:	571
Tamanho: 	36,2 KB
ID:      	35478
    Considerações:
    1) Firmware v5.3.3 do ajcorrea com patch de proteção contra vírus SkyNet. Optei por não utilizar o novo v5.5.build12536, versão oficial, que protege também do SkyNet, por causa de relatos de problema no tráfego de subida.


    Estação Airgrid M5 HP
    Wireless

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         airgridM5_Wireless.jpg
Visualizações:	510
Tamanho: 	70,8 KB
ID:      	35479
    Considerações:
    1) Potência de 6 dBm, até porque estamos falando de uma Grade "grande" ( 28dbi ).
    2) Aqui na estação, podemos deixar o Max TX Rate fixo, diferente do AP. Deixei fixo no máximo ( polaridade simples ).


    Estação Airgrid M5 HP
    Advanced

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         airgridM5_Advanced.jpg
Visualizações:	323
Tamanho: 	26,4 KB
ID:      	35480
    Considerações:
    1) ACK 600m, sendo o cliente mais longo, "casando" com o ACK do AP.
    2) Aqui deixei o Multicast data como "Allow all"... mas estou em dúvida no real sentido disso aqui.


    Bom, vamos aos testes: eu sou meio "fã" do teste mais básico de todos, o ping. Porém costumo utilizar parâmetros mais "exigentes" para medir os ecos. Mais especificamente os parâmetros "-f" para não fragmentar o pacote e "-l 1450" para aumentar o tamanho do pacote para 1450 Bytes ( perto do limiar máximo de 1500 - para rede ). Se for usar o comando completo para algo na internet, recomenda-se usar valores menores que 1472, em alguns casos, menor que 1450; Este valor costuma funcionar bem com todos os sites/rádios/aps. O comando na integra fica:
    ping -t -f -l 1450 8.8.4.4 ( DNS da google, mas pode ser direcionado a qualquer ip da internet ou rede )

    Voltando ao teste, um dado interessante que eu pude notar é que acontece a seguinte anormalidade:
    1º - Se apenas Estações Legacy estão associadas, o ping (conforme acima) resulta em média 5ms~10ms.
    2º - Quando uma estação Airmax nativa ( no meu caso, uma Airgrid M5 HP ) se associa no AP, as estações Legacy começam gradativamente a aumentar a latência, com saltos para 100ms~200ms. Já as estações Airmax nativas, mantém-se com latência 5ms~7ms ( em média melhores ).
    3º - Sozinhas ou "acompanhadas" e estações Airmax nativas, sempre possuem latências excelentes, como descrito acima, por volta de 5ms~6ms. Na verdade esta latência real é de 1ms~2ms ( os outros 3ms~4ms são adicionados pelo Enlace ).
    4º - Se eu kickar as estações Legacy, elas voltam com boa latência, mas gradativamente vão aumentando a latência.
    5º - Se eu kickar as estações Airmax nativas, enquanto elas ficam "fora" as Legacy melhoram a latência, as Airmax voltam, as Legacy começam o processo de deterioração.
    6º - Mesmo com latência alta, a passagem de banda continua intacta, entrego 1MB para cada estação, e os testes de velocidade das Legacy's, mesmo no período de alta latência, obtém resultados dentro da normalidade: ~1MB.
    7º - Ao desativar o Airmax no AP, desativando assim o Airmax no POP, tudo funciona muito bem, inclusive as Legacy's melhoram os pings ficando na casa de 7ms~8ms ( as Airgrids continuam com seus 5ms~6ms )

    Vou demonstrar na prática:
    Todas Juntas - problema na latência das nanos.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ping_todos.jpg
Visualizações:	398
Tamanho: 	82,0 KB
ID:      	35481

    Legacy Kickadas - logo na volta, latência normaliza, mas se deteriora em questão de minutos.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ping_legacy_kickados.jpg
Visualizações:	305
Tamanho: 	81,0 KB
ID:      	35482

    Airgrid's M5 HP kickadas - enquanto elas ficam de fora, as Legacy's normalizam a latência. Assim que elas voltam, deterioração da latência em minutos.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ping_aigrids_kickadas.jpg
Visualizações:	317
Tamanho: 	80,2 KB
ID:      	35483

    CONCLUSÃO -> Ao se usar Airmax, os equipamentos Legacy's parecem ser "abafados" quando trabalham em conjunto com os da linha "M" ( Airmax nativos)... sozinhos os Legacy's funcionam bem, misturados, nem tanto. Como o firmware do AP é beta e o suporte é novo, espero que esse cenário mude, e que haja uma compatibilidade mesclada com desempenho.

    Gostaria da ajuda da vocês com novas idéias que podem surtir efeito positivo nessa rede híbrida, mas antes devo descrever aqui procedimentos que já tentei sem sucesso:
    1. ACK automático em tudo.
    2. Aumento de Potência "geral".
    3. Ativar o airSelect ( que funciona, mas não resolve o problema da latência ).
    4. Ativar a priorização do Airmax nos Legacy's.
    5. Trocar Rate Algorithm nos Legacy's de Optimist para EWMA / Conservative.

    Por hora é isso. Conforme eu for fazendo novos testes, vou postando, mas como disse antes, me ajudem com novas idéias, deem "pitaco" nas configurações de maneira geral e também me corrijam ao perceberem uma linha de raciocínio equivocada.

  2. #2

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Cara muito bom seus testes...Estava querendo fazer os mesmos testes que vc. Se me permite comenta (caso excluo o comentário), senti falta de um Airmax 2x2 nos seus testes.. Teria algum motivo em especial, como a não utilização ?
    Sucesso amigo..
    Reputação a vc....



  3. #3

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Meus POP's geralmente são pequenas células de 700m de raio com não mais que 30 MAC's cadastrados a planos de 1M.
    O ponto analisado, como eu disse tem 5 clientes, talvez um dia ( se tudo correr bem ^^ ) eu venha a atingir mais de 30 clientes, e neste caso, retiro a OMNI e ponho 3 pequenos painéis.

    Como objeto de teste aqui não é o "Truput", e sim a compatilidade, não me preocupei muito em relatar ( apesar de ter medido ) os testes de velocidade.

    Ainda falando em Mimo 2x2, estou me preparando em estudo para montar um POP 2x2 usando no AP um Rocket M5 e uma OMNI dupla polaridade da Ubiquiti. Mas o objetivo aqui não será utilizar as estações em também em 2x2, mas sim intercalá-las de acordo com a análise da Zona de Fresnel, pendendo a colocar as estações preferencialmente em Horizontal, pra fugir da poluição vertical.

    Aliás, aqui um ponto de dúvida:
    Pela lógica ( e não por conhecimento técnico nem prático ) acredito que a polaridade Vertical, onde a onda é propagada no sentido ...cima<->baixo<->cima... seja a polaridade ideal quando a Zona de Fresnel é mais livre na parte de baixo ( na de cima será quase sempre, desde que o céu seja o limite ) ainda que carente nas laterais, exemplos classicos da escolha do uso de Vertical seria para passar entre 2 prédios ou entre 2 árvores. Porque a obstrução no sentido Vertical é que precisa estar mais livre, por isso, estações nesta polaridade tendem a funcionar melhor com mais altura.

    Ja na Horizontal, como a onda se propaga no sentido ...esquerda<->direita<->esquerda... fica mais indicada para justamente quando eu tenho pouco espaço na parte inferior da Zona de Fresnel, que é o que comumente acontece quando não se é possível alcançar altura suficiente, ou seja, quando a estação está localizada em um ponto muito baixo ou possui uma elevação no meio do caminho que limita parcialmente a visada estação<->torre. Mas como a onda, neste caso, se propaga horizontalmente, eu preciso ter o horizonte limpo, a onda preferencialmente não pode cruzar "entre" nada.

    Não sei se é isso pessoal, pela lógica seria... não coloquei minha teoria na prática, mas vou colocar...

  4. #4

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Parabéns pelo teste.

    Tenta com o firmware 5.5 estável. Aqui no meu laboratório não deu esse problema de latência alta. Os alunos que passaram pelo meu treinamento também não reportaram latência tão alta.

    Como está configurada a prioridade de airmax nos clientes? Dê NONE pra todo mundo e refaça o teste de latência.

    Quando refizer o teste de latência aponte para um equipamento robusto de dentro da sua rede.

    Lembra que visada obstruída prejudica a performance do airMAX por causa das tentativas de reenvio do pacote.

    Abraço,

    ZéAlves



  5. #5

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Vlw a dica Zé, vou experimentar então com o 5.5. Falando nisso, com meu desglês precário li no forum da Ubiquiti que upgrades da versão beta para a final pode acarretar perda de configuração. É isso mesmo ?

    Por padrão todas as estações estão com preferencia em Airmax em None, até dei preferência a certa altura para uma Legacy, pra ver ela não sofria do "distúrbio da latência", mas não adiantou.

    Quanto a visada, todos equipamentos possuem visada limpa e clara, eu sou muito chato quanto a isso.

    Só não entendi a colocação de apontar o teste para um equipamento robusto... na verdade eu faço o teste em direção a todos os equipamentos. As 2 Airgrid's M5 HP não sentem nem "cósca", são as 3 Legacy's Nano5 que ficam com o distúrbio de latência.

  6. #6

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Em tempo: agora pela manhã, 1 Airgrid e 1 Nano5 conectadas.
    Tudo funcionando muito bem por minutos a fio, até que eu resolvi entrar dentro do Firmware da Nano pra investigar o ruído.
    Entrar no firmware foi o suficiente para que o distúrbio começasse, não sei se a relação foi o simples acesso ao firmware ou porque o acesso ao firmware causa tráfego. Fechei o firm, kickei a Nano, e normalizou por alguns minutos, daí entrei no Nano5 e resetei ele, voltou a normalidade mesmo com tráfego ( entrei em contato com o cliente e pedi pra fazer um teste de velocidade ). Interessante notar que durante o teste, quando a banda estava passando "alta" o ping ficou ainda melhor. Tô confuso ^^ o bug seria então ao acessar o firm e não ao trafegar dados ?



  7. #7

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Amigo, Eu uso aqui um POP com 4 nanostation M5 e to pensando em colocar algum tipo de blindagem para que elas não sofram interferência umas com as outras ..
    tava tentando bolar um tipo de Papel de Alumínio pra colocar por trás das nanos
    queria uma ideia, mais tenho uns clientes conectados a elas mais não tenho problema algum, mais acredito por elas não terem blindagem algum sofram interferência e com interferência agente perdi alguns DBI e isso nao é bom ...
    pode ser que minha ideia ajude e se voces podem miim dar alguma IDEIA ??

  8. #8

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Manta asfaltica ;-)
    Adesiva e metálica = fácil de instalar e cria uma ótima barreira. (peguei a idéia com o Jadir, usuário aqui do fórum e meu amigo/mentor de assuntos wirelísticos).

    Recomendo usar sempre, principalmente em painéis que não possuem isolamento nativo.

    Lembrando que o ideal é que uma Nano não capte a outra ( Site Survey ) com sinal superior a -30.

    Caso você não vá transmitir em Mimo 2x2, acredito que uma outra boa técnica é também desnivelar elas em relação a distância do solo, pois o ruído tende a incidir menos no sentido oposto da polarização.

    Em tempo: Entrou mais uma Nano5 agora a tarde( 1 Airgrid M5 HP + 2 Nano5 legacy) , não entrei em firmware e já fazem 2 horas que estou pingando com resultados ótimos (~5ms Airgrid / ~7ms Nano's). Reforça minha tese de que o acesso ao Firm é o que talvez esteja desencadeando o distúrbio, não sei se algum tráfego multicast que fica ecoando, o Extra report de repente fica doidão ou o que... observando...



  9. #9

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Obrigado amigo pela super-dica...
    meu observei que elas si veem com -41
    mais msm assim eu vou providenciar a Manta asfaltica ...
    acredito que eu encontre em casa de construção nao é isso ?
    amigo muito obriagado sempre que precizar tamos aew ..
    msn: [email protected]

  10. #10

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Isto, a manta asfáltica é bastante utilizada para impermeabilizar coberturas.

    Sobre o tópico: 5 radios online e pingando... a noite posto o resultado atualizado dos pings.



  11. #11

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Citação Postado originalmente por silviola Ver Post
    Vlw a dica Zé, vou experimentar então com o 5.5. Falando nisso, com meu desglês precário li no forum da Ubiquiti que upgrades da versão beta para a final pode acarretar perda de configuração. É isso mesmo ?.
    Não sei. Os meus aqui subiram numa boa. Teria que ver o que diz a esse respeito no changelog da versão.


    Citação Postado originalmente por silviola Ver Post
    Por padrão todas as estações estão com preferencia em Airmax em None, até dei preferência a certa altura para uma Legacy, pra ver ela não sofria do "distúrbio da latência", mas não adiantou.
    Interessante esse comportamento...


    Citação Postado originalmente por silviola Ver Post
    Quanto a visada, todos equipamentos possuem visada limpa e clara, eu sou muito chato quanto a isso.
    Tem que ser muito chato com visada, caso contrário fica sofrendo com comportamento "misterioso" do link.


    Citação Postado originalmente por silviola Ver Post
    Só não entendi a colocação de apontar o teste para um equipamento robusto... na verdade eu faço o teste em direção a todos os equipamentos. As 2 Airgrid's M5 HP não sentem nem "cósca", são as 3 Legacy's Nano5 que ficam com o distúrbio de latência.
    Me refiro a pingar um equipamento robusto como um servidor da rede, porque se concentrar muitos pings pesados num rádio ou numa RB fraquinha ela pode dar 100% de CPU dependo do volume de dados.

    Pingue o rádio sem acessar o ambiente gráfico (GUI do AirOS) porque isso demanda um pouco mais de CPU e o radinho légacy "tunado" já está no osso hehehehehe. Você pode ver o uso da CPU dos rádios através do AirCONTROL.

    []´s

    ZéAlves

  12. #12

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Citação Postado originalmente por granlabor Ver Post
    Me refiro a pingar um equipamento robusto como um servidor da rede, porque se concentrar muitos pings pesados num rádio ou numa RB fraquinha ela pode dar 100% de CPU dependo do volume de dados.

    Pingue o rádio sem acessar o ambiente gráfico (GUI do AirOS) porque isso demanda um pouco mais de CPU e o radinho légacy "tunado" já está no osso hehehehehe. Você pode ver o uso da CPU dos rádios através do AirCONTROL.

    []´s

    ZéAlves
    Tá aí um componente novo... uso do CPU, poderia explicar porque que os distúrbio tem acontecido ao acessar o Firm. Não sei como funciona (ainda) o AirControl... mas vou dar jeito de descobrir.

    Em relação a direção dos pings... eles partem do meu PC ( Core 2 Duo ) na base do link.



  13. #13

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Bom, fiquei a tarde toda pingando os rádios. Das 5 estações, 4 a tarde ficaram on-line, 2 Nano5 + 2 Airgrid.

    Durante o período da tarde, a latência se manteve relativamente estável, conforme a tarde foi caindo, a latência foi aumentando levemente, normal acredito, pela poluição do espectro conforme o horário de pico se aproxima.

    Fiz um teste agora a noite, dentro do horário de pico ( não o pico da minha rede, obvio, afinal 4 clientes conectados não é o que se pode chamar de "pico", mas pico de uma maneira geral, mas especificamente pico dos provedores concorrentes ).

    E neste horário de poluição do espectro foi que o bicho pegou, voltaram as instabilidades nas latências dos rádios Legacy's, talvez entregando o fato de que a poluíção do espectro talvez esteja atingindo o desempenho em Arimax dos radinhos mais "de idade".
    Preciso falar aqui também que agora a noite efetuei os testes com 3 Nano5 + 1 Airgrid, quem sabe esta Nano5 que não estava associada a tarde não é a causadora do reboliço, vou cuidar...

    A metodologia de teste se deu da seguinte maneira. Configurei o AP SEM Airmax, fazendo-o reiniciar e testei durante 15 minutos. Reativei o Airmax e testei por mais 20 minutos.

    Bom... montei uma imagem comparativa:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ping_test.jpg
Visualizações:	156
Tamanho: 	73,7 KB
ID:      	35511
    Racionalizando os resultados:
    Nas 2 células superiores temos o atraso causado pelo enlace ( 2 Airgrids M5 HP 23Dbi em WDS com polaridade horizontal transmitindo com 10Mhz de largura e 6dBm dista 500m uma da outra ). Este PTP adicionou 3ms em média, que devem ser subtraídos do comparativo a seguir.

    Observações:
    1ª = Todas as latências aqui reportadas terão automaticamente 3ms subtraídos ( do enlace ).
    2ª = As Estações Aigrids M5 HP Airmax nativas não tomaram conhecimento se o Airmax estava ligado ou não, ou seja, se comportaram praticamente da mesma forma, respondendo ao ping com média de 1ms.
    3ª = As Estações Legacy's Nano5 com Airmax DESATIVADO se comportaram muitíssimo bem, com média de 2ms de latência.
    4ª = Estas mesmas Legacy's Nano5 com Airmax ATIVADO sofreram bastante com o disturbio da latência, tendo médias de 11ms/16ms/15ms com picos de até ~150ms. Ou seja, com o Airmax ligado, foram em média 7x, no máximo 14x mais retardadas do que com o Airmax desligado.

    Ping não é tudo, obviamente, mas a latência é um ponto muito importante a ser levado em consideração no desempenho de uma rede. Se não fosse importante todo mundo acharia ótima a navegação da Claro/Tim/Vivo, pois a velocidade que eles entregam é relativamente satisfatória, mas experimentem pingar pra um google da vida... mil e farelo pra cima... ^^

    Como ainda preciso eliminar se uma das estações não está causando o distúrbio na rede, me abstenho por enquanto de tirar conclusões. Sigo testando...

  14. #14

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Citação Postado originalmente por granlabor Ver Post
    ...Você pode ver o uso da CPU dos rádios através do AirCONTROL.
    Zé instalei aqui o AirCONTROL, conectei as minhas Ubiquitis, confesso que na minha ignorância não sei se achei o consumo de CPU, seria a coluna "loadavg" ? Se for, a linha Legacy não reporta, se não for, onde acho ?



  15. #15

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Amigo quer dizer que voce vai deixar o Airmax DESATIVADO ??
    ou nao ??

  16. #16

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Não... vou deixar ligado dentro do possível e ir tentando substituir as Legacy's por "M's".



  17. #17

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Ah , ok
    obrigado ...

  18. #18

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Conclusao até agora: rádio legacy com versão 4.0 para compatibilizar com Airmax, é só um quebra-galho para aproveitar o que já está instalado e daí pensar numa transição para tudo M. Radios Airmax só fica bom mesmo com Airmax ativado.

    Eu não tinha feito todos estes testes, mas tinha tentado utilizar rocketM com rádios legacy e rádios N nos clientes e acabei tirando. Agora ficou claro porque não ficava bom.
    Estes resultados com 4 ou 5 já mostraram o problema. Agora imagina com 25 ou 30. Fica muito ruim.
    Daí que se pode traçar duas estratégias. Uma é usar tudo série M e ativar o Airmax.
    Outra é usar rádios N puro na torre. Neste caso a transição dos equipamentos já instalados nos clientes é muito mais suave. Tenho torre com cartão N e fica bom com rádios legacy e com rádios N, inclusive com NanoLocoM com airmax desativado.



  19. #19

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    Aqui vou tentar manter o Airmax ativo o máximo possível... tentando várias combinações de configurações e firmwares.

    Tenho absorvido muitos clientes que a concorrência tem deixado picando, e como no passado ela dominava, tem muito radio antigo (Legacy) vindo pra minha rede.

    Claro, como meus POP's são pequenas células, consigo com certa facilidade jogar os radios daqui pra lá ( com exceção de alguns clientes mais desconfiados que não querem evoluir a estação de graça ) isolando assim os Airmax tudo num (ou nuns) canto(s).

    Estou relativamente confortável pois embora os Legacy's tenham ( até aqui ) sofrido para usar o Airmax, o AP não é atingido ( até aqui ), conseguindo manter a boa distribuição para os Airmax nativos.

    Isso me dá embasamento também para convencer os clientes mais "espiados", de que a mudança é opcional, mas a escolha pela permanência do seu "rádio de estimação" traz de brinde uma qualidade inferior. Ah sim, não sou pai de cascudo, a "promoção" da troca "de gratis" não durará pra sempre. Sou louco de pagar pra ter uma rede redonda, mas não ao ponto de rasgar dinheiro, se é que me entendem.

  20. #20

    Padrão Re: RELATO: Teste Airmax ativo na linha Legacy (Nano5/Loco5/Bullet5)

    aqui tenho pop com 40 simultaneos +- sem airmax (justamente por ter 2 ou 3 clientes legacy).

    ta funcionando bem estavel.. latencia 1~3ms nos clientes..