+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Speedr usa Squid e viola a GPL

    Fiz uma análise de uma instalação do Speedr e surpresa: o daemon de cache deles é um Squid modificado. O problema é que, como o Squid é GPL, eles deveriam disponibilizar o código fonte das modificações deles a todo mundo que adquirisse o produto. Mas eles não dão nem ao menos os créditos ao pessoal do Squid. Minha primeira reação seria alertar os desenvolvedores do Speedr para verificar se eles realmente sabem das obrigações deles de acordo com a GPL. Mas no fórum deles, eles negam totalmente usar qualquer código do Squid: Speedr - Cacheando a Web 2.0 - www.speedr.com.br

    Para quem quiser conferir que minha análise está correta, segue o link com os passos que podem ser feitos para decriptar as partições do Speedr e analisar os binários: https://lucasribeiroc.wordpress.com/...edr-0-8-0beta/

    Como eu só conheço o lado técnico da coisa, resolvi postar aqui no fórum, pois vi que tem bastante usuários aqui tanto do Squid como do Speedr (e ambos podem se sentir lesados pelo descumprimento à licença do Squid), e talvez algum de vocês conheça algum advogado que possa dar algum encaminhamento aqui no Brasil junto aos desenvolvedores do Squid, ou pelo menos dar conselhos quanto aos procedimentos.

  2. #2

    Padrão re: Speedr usa Squid e viola a GPL

    Pior que vc tem razão... mas por um lado vc apenas está ajudando a divulgar o trabalho dos caras e de graça. é mais fácil aguem que não conhecia acabar gostando e comprando o produto deles do que te apoiar pra exigir que eles cumpram com as obrigações de acordo com a GPL. Infelizmente essa é a realidade amigo.



  3. #3

    Padrão re: Speedr usa Squid e viola a GPL

    OLha amigo usei e fiz os testes. e como vc verifiquei o mesmo detalhe a base toda e SQUID modificado .... como ja usava . e conheço o sistema do squid .. nao notei muita diferença,, AI FOI batata... speedr e squid modificado . (voltei para o meu sistema anterior, ja que adptei eu mesmo e com mesmo desenpenho e gratuito) ...... E SOBRE a GPL VC TEM RAZAO..........
    Última edição por osmano807; 17-05-2012 às 13:18.

  4. #4

    Padrão re: Speedr usa Squid e viola a GPL

    Precisamos então de uma resposta do pessoal do speedr sobre o fato. Vamos esperar a respostas pra ver o que dizem.



  5. #5

    Padrão re: Speedr usa Squid e viola a GPL

    sim claro. eles sao super bacanas e profissionais... ... vamos ver o desfecho do assunto ..

  6. #6

    Padrão Re: Speedr usa Squid e viola a GPL

    Citação Postado originalmente por lucasribeiroc Ver Post
    Fiz uma análise de uma instalação do Speedr e surpresa: o daemon de cache deles é um Squid modificado. O problema é que, como o Squid é GPL, eles deveriam disponibilizar o código fonte das modificações deles a todo mundo que adquirisse o produto. Mas eles não dão nem ao menos os créditos ao pessoal do Squid. Minha primeira reação seria alertar os desenvolvedores do Speedr para verificar se eles realmente sabem das obrigações deles de acordo com a GPL.

    GPL Violations homepage - The gpl-violations.org project neles e tem outro super pago que é squid tambem.



  7. #7

    Padrão Re: Speedr usa Squid e viola a GPL

    Link do esclarecimento deles...
    Speedr - Cacheando a Web 2.0 - www.speedr.com.br
    eles já se pronunciaram sobre o assunto...

  8. #8

    Padrão Re: Speedr usa Squid e viola a GPL

    se bem que até o cache mara deve usar o lusca pq o formato de logs etc eh MUITO parecido... nunca fiz o teste mais PARECE :P



  9. #9

    Padrão Re: Speedr usa Squid e viola a GPL

    Citação Postado originalmente por arium Ver Post
    se bem que até o cache mara deve usar o lusca pq o formato de logs etc eh MUITO parecido... nunca fiz o teste mais PARECE :P
    Sim, o cache mara usa o squid e mais algumas funcoes juntas.
    isso nao é segredo, esta mto bem declarado no site deles.
    sem contar que um dos desenvolvedores do mara foi o que mais contribuiu com o desenvolvimento do squid.

  10. #10

    Padrão Re: Speedr usa Squid e viola a GPL

    Depois do post 7 com o link com o posicionamento da Empresa desenvolvedora, não há mais sentido na continuidade do assunto.