Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Clientes gritando a -45 -28 -35

    Devo desalinhar esses clientes para diminuir o angulo de recepção e entrar na faixa dos -60 mas mantendo o nivel de ccq como vi em várias palestras, pois os clientes não pensam em pegar um equipamento de ganho menor, pra eles sinal cheio é que quer dizer qualidade e não achei nenhum jeito de diminuir a potencia nestes clientes e não uso potencia elevado.
    Tudo em torno de 32 a 63mw!

  2. #2

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Amigão, não leve a mau, mas o culpado é você. Você tem que alertar sobre os equipamentos de menor ganho ao cliente e falar sobre necessidade e desperdício, você sabe que com clientes assim sua rede fica ocupada tentando atender os clientes com níveis de sinal ruim enquanto os de nível bom ficam esperando. Te aconselho tentar convence-los sobre a necessidade de usar equipamentos de menos ganho como o Nano Loco por exemplo em 2.4 ele tem ganho de 8dbi e em 5.8 tem ganho de 13dbi.

    Só quis ajudar cara.



  3. #3

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Então é que quando eu comecei a instalar nestes clientes foi o meu cunhado que me ensinou.
    Eu não sabia quase nada, ai ele falou que era bom botar grade em tudo... padronizar o equipamento!
    Agora que entrei neste forum e comecei a ler sobre tudo vi que ele estava completamente errado, mas o cliente com -25 já vou trocar para nano loco
    Só queria saber se pra quebrar um galho desalinhar a antena poderia ajudar ou não!

  4. #4

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Segue o link..
    Para mim ficou bem claro!

    Agora sei lá... Uns concordam outros já não!
    Fico na dúvida!



  5. #5

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Nossa não quebrou um galho quebro uma arvore em JorgeAldo..
    Valeu cara.
    Vou trocar porra nenhuma aqui não, tá tranquilo então!
    Obrigado!

  6. #6

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Citação Postado originalmente por leonardocoldibelli Ver Post
    Nossa não quebrou um galho quebro uma arvore em JorgeAldo..
    Valeu cara.
    Vou trocar porra nenhuma aqui não, tá tranquilo então!
    Obrigado!

    Amigo, ouvindo o video você precisa fazer o calculo para saber a média do sinal ideal, ou seja, no exemplo -63 é ideal. Como você fez o calculo?



  7. #7

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    chipset aqui é atheros.. então é o mesmo calculo!
    Mas dei uma boa lida no que o JorgeAldo postou e já mudei de ideia!

  8. #8



  9. #9

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Exato, foi o que aprendi aqui. Respeitando a EIRP de 4 W ou 36 dBm, combina-se uma antena de alto ganho com um radio com o mínimo de potência, obtendo-se assim um sinal mais forte, estável, de qualidade e dentro da norma.

  10. #10

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Veja que a legislação limita em 36dbm, mas isso não significa que você precise estar sempre atingindo estes 36. Vai variar de situação para situação.
    Um instalador novo foi no cliente e instalou o equipamento. Chegou todo contente.
    Relatou que o sinal ficou excelente, etc etc. etc. Cleinte a menos de 50metros do AP. Cara a cara. E ainda colocou uma antena de grade. Pelo menos reduziu bem a potencia do rádio cliente.
    Mas no outro dia, já foi aberto um chamado. Cliente não conseguia navegar.
    Daí ele foi lá e virou a grade para pegar de outro AP.
    Quanto desperdício. Uma grade sendo sub-utilizada, pois vai buscar sinal quase 1 km de distância quando tem um AP do lado.
    Agora vai ter que ir lá e trocar tudo. Colocar um rádio c/integrada e ainda assim, se só potencia baixa não resolver vai ter que dar uma pequena virada para o lado para não pegar de cheio.
    Tudo isso porque o sinal tanto na recepção do cliente como a chegada no AP estavam muito fortes.
    Olhe este vídeo, onde próximo aos 7 minutos abrange esta questão.




  11. #11

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    O correto é manter uma media de sinal entre -58dbm e -65dbm de recepção em seu pop com um ganho de 30dbm acima do ruido eletromagnético. Para isso se utilize sempre do controle de potência do seu rádio e cuidado com a escolha do ganho da sua antena em dbi! Sempre prefira antenas de lóbulo nunca maior que 30 graus de abertura quanto mais fechado melhor porem mais critico é seu alinhamento.
    Se ajudei estrelinha..

  12. #12

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Citação Postado originalmente por JorgeAldo Ver Post
    E vocÊ diz entre -58dBm e -65dBm com base em que ?
    Com base na minha qualificação profissional meu caro Jorge e amigos.
    Todo transceptor (receptor+transmissor) seja ele qual for possui um sistema chamado AGC (controle automático de ganho) para recepção, não é interessante fazer com que o equipamento "transceptor" perca seu precioso processamento fazendo atuar o AGC. Acredite sem esse sistema ficaria inviavel poder escutar clientes atender clientes com diferenças bruscas de sinal.
    Mantendo uma media de sinal não mais de 10dbm de oscilação entre os pontos tiramos o máximo proveito em transmissão vs latência fazendo que o processamento do rádio fique só encarregado com o processamento dos pacotes de dados multiplexados em técnicas de modulações OFDM, CCK, TDMA, etc.
    São muitas as técnicas de modulação utilizadas em 802.11 como todos sabem.
    As Principais são:

    PSK – Phase Shift Keying
    BPSK – Binary Phase Shift Keying
    QPSK – Quadrature Phase Shift Keying
    QAM – Quadrature Amplitude Modulation
    FSK – Frequency Shift Keying
    GFSK – Gaussian Frequency Shift Keying


    Espalhamento de Espectro
    DSSS - Direct Sequence Spread Spectrum
    FHSS - Frequency Hopping Spread Spectrum

    CCK - ComplementaryCode Keying
    OFDM – Orthogonal Frequency Division Multiplex

    ***O tão popular TDMA e Airmax da ubnt não passam de combinações de todos as técnicas de modulações acima.
    Logico com algumas modificações e outras melhorias principalmente pensando em ambientes Outdoor.

    Infelizmente os fabricantes não se importam em fazer o usuário final saber disso por que se pre supoem que todos que mexam em radio-frequência levem em consideração seus conhecimentos adquiridos em estudos sobre o assunto.
    Sou projetista em eletrônica analógica e digital com com larga experiência em Rádio-frequência, propagação de ondas de rádio eletromagnética e telecomunicações em geral, espero ter ajudado a todos que sofrem com essa terrível dúvida para poder tirar o máximo proveito em suas distribuições de sinal em ultima milha.
    PS: Nunca se esqueçam de levar em conta a relação sinal vs ruido quando for fazer qualquer verificação de sinal.
    Pois o sinal ruido é a subtração do sinal atual e sua media estavel em uma boa instalação se encontra em uma diferença de 30dbm do sinal atual em relação ao sinal ruido.

    Exemplo:
    Sinal atual: -68dbm
    Sinal Ruido: -96dbm
    Margem de segurança: -28 dbm
    o ideal é uma relação de sinal sempre >30dbm mas é difícil se conseguir essa margem em grandes centros urbanos onde o ruido eletromagnético é quase que sempre elevado.

    Se ajudei você a enriquecer mais seu conhecimento por favor lhe peço uma estrelinha para aumentar mais minha reputação no fórum e me incentivar a sempre poder ajudar a galera por aqui.



  13. #13

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    A rádio frequência é uma ciência exata, lógico que devemos contar com alguns fatores como geográficos, climáticos e interferências de terceiros por exemplo.

    Já ouvi um caso onde o cara conseguia fechar o enlace só que sempre em uma determinada hora do dia o enlace era quebrado. Muitos dias depois e muitos equipamentos depois o cara sentou-se no morro e esperou o momento do enlace cair e foi ai que ele descobriu do que se tratava.
    Um caminhão baú que estacionava na garagem da empresa sempre naquela mesma hora. O reflexo da luz do sol no baú do caminhão causava a interferência. kkkkkkkk
    "Acreditem se quiser"

    A física quântica, ela sim trabalha com incertezas e probabilidades, pq o mundo subatômico é incerto, já as rádio frequências não!

  14. #14

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Jorge então me da uma luz neste caso...
    Instalei ontem um novo cliente e enquanto eu estava la na casa o ccq estava a 100%
    ai estava no bullet e aparentemente tudo normal! Sinal a -50 e ccq a 100%
    Ai coincidiu que ao eu mudar a senha do meu bullet o ccq dele caiu para 24%
    Ai ficou nisso, não saia de 24% ai hoje cedo eu reiniciei o bullet pois achei que pudesse ser algum tipo de bug, pois para mim não fez sentido algum, e acho dificil ficar fixo em 24% um ccq
    Agora estou aguardando que ele reconecte para ver como vai ficar!



  15. #15
    Analista de Suporte em TI Avatar de demattos
    Ingresso
    Jul 2011
    Localização
    Criciuma/SC
    Posts
    1.923
    Posts de Blog
    3

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Citação Postado originalmente por leonardocoldibelli Ver Post
    Jorge então me da uma luz neste caso...
    Instalei ontem um novo cliente e enquanto eu estava la na casa o ccq estava a 100%
    ai estava no bullet e aparentemente tudo normal! Sinal a -50 e ccq a 100%
    Ai coincidiu que ao eu mudar a senha do meu bullet o ccq dele caiu para 24%
    Ai ficou nisso, não saia de 24% ai hoje cedo eu reiniciei o bullet pois achei que pudesse ser algum tipo de bug, pois para mim não fez sentido algum, e acho dificil ficar fixo em 24% um ccq
    Agora estou aguardando que ele reconecte para ver como vai ficar!
    Vc esta usando um bullet ne, verifica o snal do TX e RX o mikrotik permite ver isto, muitas vezes o o sinal no bullet esta aparecendo em -30 mas la no mikrotik esta -70 ou maior tendo que ter um alinhamento ou obstaculos no meio do caminho, caso os dois estiverem com o sinal otimos baixe um pouco a potencia ja tive isto e sempre resolveu. Mas vou deixar aqui minha admiracao pelo Jorge Aldo que esta sempre inrriquesendo nosso conhecimento.

  16. #16

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Então o bullet ja ta a 16dbm e não sei onde ver no mikrotik o sinal pois uso rb750 e o bullet é que esta ligando os clientes(esta como ponte) se eu abaixar mais a potencia o cliente mais distante começa a oscilar o ccq
    e 16dbm já bem baixinho cerca de 40mw



  17. #17

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Se todos os rádios tem AGC eu não sei, mas que manter um determinado nível de sinal funciona, isso funciona.
    Como citei antes, num cliente com sinal de recepção extremamente forte, ele não navegou com estabilidade. Decerto não tem o AGC.

    O vídeo que postei mostra o mesmo resultado citado pelo colega mais acima.

    Na dúvida não instalamos mais com sinal forte, acima da média.

  18. #18

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Ah foi só um bug bobo do ccq, dei um reboot hoje de manhã no bullet e agora a noite ao cliente conectar o ccq ficou normalmente a 100%.

    Então você acha que não tem problema eu deixar a grade 25dbi no cliente a -28 que funciona normal Jorge!
    Por enquanto não deu nenhum problema com ele CCQ estável entre 96 ~100%.



  19. #19

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Vamos as respostas das perguntas do Jorge! Não estou aqui para surpreender apenas para compartilhar meus conhecimentos com vocês.

    1 - Se há um AGC no radinho, esse pode ficar "desligado" ou está sempre ligado ?
    O AGC do rádio é processado por alguns fabricantes de forma Binaria por software assim como o controle de potência. Geralmente esta atrelado a um calculo em relação ao limiar de recepção ao qual os componentes do projeto em questão suporta. Todos os rádios transceptores tem AGC isso é tão certo quanto as ciências exatas da matemática. Se ele pudesse ser desligado com certeza você mudaria de ideia em relação ao que achas Jorge. Por que você notaria na pratica que a navegação tornaria inviável em clientes de sinal diferente, seria gritante o resultado!

    2 - Se há um AGC no radinho, por que isso implicaria em "processamento", uai se é um circuito AGC então não haveria processamento nenhum na parte digital do aparelho ?
    Qualquer trabalho que envolva cálculos baseado em algoritmos seja por programação etc requer parte do Processamento do processador ou pelo DSP em uma dada constante de tempo! Não existe milagres! Nada trabalha sozinho no meio digital!

    3 - Ou então o que você chamou de AGC é na verdade um algoritmo de normalização presente na parte digital do radinho ?
    Sim! Quase que sempre! No inicio tentaram fazer esse controle de ganho de forma analógica somente baseado no sinal da portadora pura, depois começaram os aperfeiçoamentos baseados nas técnicas de modulação. Foi ai que perceberam que seria melhor controlar de forma processada para uma precisão maior.

    (Ou seja o equivalente em método numérico ao que seria um circuito AGC) ?
    O AGC é um circuito que tem por obrigação entregar um sinal estavel e constante para o AD do decoder poder fazer a decodificação do sinal.

    4 - Se é um algoritmo no processador do radinho, esse algoritmo pode "processar mais" ou "processar menos" conforme o sinal presente ou ele vai sempre processar ?
    Ele processa sempre a mesma coisa, o problema é na verdade quando ele não consegue fazer com que o AGC atenue demais saturando a recepção ou quando ele faz o radio escutar demais. Por isso é aconselhável trabalhar com uma relação de sinal de -58dbm a -68dbm. Desta forma temos uma margem de segurança que o AGC sempre fara o seu trabalho de forma correta.

    5 - Mas o papel do AGC (Ou do algoritmo de normalização) não é justamente permitir ouvir clientes com diferenças brucas de nivel de sinal ?
    Sim. Mas ele é burro. Imagine seu concorrente trabalhando no mesmo canal que você com um amplificador de 2 watts. O AGC só consegue processar e controlar o nivel de sinal das estações que estão atreladas ao seu ponto de acesso local e é ai que pode começar os probelmas.

    6 - Outra coisa é que, se for um algoritmo que faz algo parecido com AGC, então há uma etapa ADC no radinho que converte de analógico para digital e então a diferença entre o menor e o maior sinal seria por consequencia da faixa dinâmica que esse ADC suporta, confere ?
    Parabéns. Você mesmo respondeu a sua pergunta! És inteligente e é isso mesmo que acontece!

    7 - Sera que a faixa dinâmica do ADC não é justamente a distância entre menor sinal captável (sensibilidade) e maior sinal captável (saturação) ?
    Em termos. Depois disso tem outras variantes como o atrelado do ACK com relação a distância em função da velocidade da propagação das ondas eletromagnéticas que pode variar de acordo com a distância.

    8 - Em qual datasheet você viu esses valores para saturação do rádio então ?
    Não vi em data-sheet nenhum meu estimado jorge vejo isso a todo instante em livros técnicos de engenharia. Quem conhece a fundo a eletrônica analógica digital sabe muito bem que isso existe em toda parte se tratando de radio-frequência.

    9 - Você tem certeza que no SoC do radinho o mesmo processador que faz o DSP do sinal wireless é o que roda o sistema operacional que roteia os pacotes ? Isso não seria ineficiente ?
    Os dois trabalhão ao mesmo tempo para processar o AGC do rádio. O DSP não consegue trabalhar sem um sistema de gerenciamento. Então podemos dizer que estão atrelados.

    10 - Se são dois nucleos separados no SoC, um responsável pelo sistema operacional e funções de interface e outro responsável pelo DSP, o fato de que o DSP so ter uma atividade (modular/demodular o sinal 802.11 PHY) não significa que pensar em "mais processamento" ou "menos processamento" fica sem sentido ?
    São dois mas um depende do outro para funcionar. Lógico cada um tem o seu papel. Mas sem a logica programável ninguém seria ninguém nessa historia.

    Acredito que os fabricantes usam DSPs capazes de lidar com qualquer calculo necessário não ?
    Sim e não. Vai depender do sinal que ele esta programado para poder processar. Pede pra um DSP lidar com um sinal interferente pra ti ver. Ele arrega. E ai vem os estouros de pings. Então logo sabemos que ele não consegue realizar calculos para corrigir as perdas de pacotes oriundas da interferência. Então o radio acaba baixando seu rate para poder tentar tratar e converter esse sinal e se perde por completo em certas situações elevando a latência até o tão famoso tempo esgotado.

    Faria sentido colocar um DSP que não consegue executar todas as etapas da modulação/demodulação ?
    Acredite meu amigo nada é perfeito! Não existe milagres. Existe melhorias isso sim. Por isso que as técnicas de modulação estão ai, para aprimorar mais e mais
    .
    Se eu economizar aqui, do que adianta?
    Se você manter um certo nivel de sinal para recepção em seus Pontos de acesso evitara problemas oriundos ao AGC. Pois cliente com sinal demais perturba a sensibilidade do rádio fazendo ele diminuir sua capacidade de escutar os mais fracos. E clientes muito fracos pertuba a recepção dos mais fortes por que o DSP faz o radio baixar seu rate para poder atender os mais distantes deixando os clientes com sinal bom a esperar.
    Um cliente com sinal bom faz o radio ratiar a uma frequencia maior de transição de dados enquanto que um cliente ruim faz o radio ratiar a uma frequencia bem menor de transição de dados. Agora imagine um gargalo de rede bem nesse instante de rate baixo. Dai o ping vai as alturas em toda rede até mesmo nos clientes fortes. Por que o radio como disse é burro e ele é obrigado a processar aquele rate naquele exata constante de tempo para todos os clientes.
    Isso significa dizer na pratica que os softwares da UBNT e MIkrotik mente para nós quando diz que 10 clientes estão a navegar a 11mb/11mb de rate por segundo quando um da rede esta na verdade a navegar a 1mb/1mb.
    Vamos usar o padrão 802.11(B) como exemplo.
    Imagine todos os 10 clientes navegando a 11mb e o de 1mb sem navegar, até ai tudo bem. Existe uma transição de 11mb por segundo no rate para todos ao mesmo tempo por segundo. Agora imagine esse cliente de 1mb começando a navegar agora. E imagine um gargalo dentro deste rate. Pronto.. Toda rede é obrigada a navegar dentro desse rate minimo mesmo estando apta a navegar a 11mb. Isso é uma falha? Não. Por que isso faz parte do rate! O problema estão quando acontece o gargalo na rede. E não temos como passar por cima disso. Ai a latência vai as alturas. Para evitar este problema o que faço? Faça uma boa instalação com um perfeito apontamento evitando estar fora da angulação da antena transmissora mantendo sempre um bom sinal e um rate maior possivel.


    11 - Qual a relação entre TDMA (acesso ao meio) e modulação ?
    Total. Na internet acharas muitos artigos a respeito, pesquise.
    O Air-max nada mais é que o velho é bom TDMA abandonado pelas operadoras de celular. Claro tem algumas modificações aqui ou ali. Mas é continua sendo TDMA.

    12 - Qual a relação entre modulação e latência ?
    Total. Veja que a modulação é uma técnica que implica em poder capacitar algo a ser transmitido. Se essa técnica se degrada ao longo da propagação no espaço livre, logo tambem a latência se degrada. Tudo isso pela deficiência do sinal.

    Agora você diz que não acredita em lençol eletromagnético Jorge.
    Ora não acreditar nisso é como ignorar as angulações das antenas setoriais meu caro Jorge na vertical e horizontal.
    O que uma antena setorial faz na verdade é criar um ducto de transmissão para comunicação definido pela angulação da mesma!
    Portanto reveja seus conceitos.

    No mais espero ter sido objetivo em resposta as suas inúmeras perguntas!
    Um Abraço e obrigado pela leitura.
    Não respondi antes por que trabalho e me sobra pouco tempo para me dedicar aqui no fórum. Mas sempre tento me fazer presente para discutir assuntos interessantes como esse!

  20. #20

    Padrão Re: Clientes gritando a -45 -28 -35

    Jorge seja mais humilde. Respeito você e sua opinião que alias concordo em parte. Isso é um fórum aberto para todos. me desculpe mas vocês esta sendo ignorante ao meu ver. Já fiz parte desse fórum e desisti dele a tempos atras justamente por causa desse tipo de atitude meu amigo. Não estou aqui para aparecer! E você esta a criticar minha experiência profissional adquirida e esta denegrindo minha imagem perante os outros usuarios com seus conceitos. Depois sou eu o que devo provar tudo que digo com artigos técnicos? Não preciso meu amigo. Não preciso provar para você nada! Esta em você acreditar ou ignorar! Fique a vontade! Agora seja mais humilde! E se você acha meus escritos engraçados é por que ainda não aprendeu a interpretar texto e esta a enxergar somente o seu lado de todo poderoso.
    Mais uma vez digo que respeito sua opinião, mas divergimos pelo fato de sermos pessoas diferentes e educação diferente experiências de vida diferentes. Portanto respeite minha opinião.
    Se alguém mais com conhecimento aqui quiser divergir do que escrevi que fique a vontade para o faze-lo, pois ai verei que quem precisa rever os conceitos sou eu e não você.