+ Responder ao Tópico



  1. Gostaria de saber sua posição sobre a neutralidade da rede, principalmente se for dono de provedor.

    Se apoiam, descordam, em que pontos?

    Uma pequena introdução:

    Totalmente sem discriminação Columbia Law School professor Tim Wu: "Neutralidade da rede é melhor definido como um princípio do design da internet. A ideia é que o máximo aproveitamento da informação publica da internet aspira o tratamento de todo o conteúdo, sites e plataformas igualmente."[1]
    Discriminação limitada sem hierarquização QoS Os legisladores Norte Americanos introduziram projetos de lei que permitem uma boa qualidade do serviço de discriminação, desde que nenhuma taxa especial seja cobrada para maior qualidade do serviço.[2]
    Discriminação limitada e hierarquia Esta abordagem permite taxas mais elevadas para QoS, enquanto não há exclusividade em contratos de serviços. De acordo com Tim Berners-Lee: "Se eu pago para me contectar a rede com uma determinada qualidade de serviço, e você paga para se conectar à rede com a mesma qualidade ou superior de serviço, então nós poderemos nos comunicar através da rede, com aquela qualidade de serviço"[3]"[Nós] cada um pagou para se conectar a internet, mas ninguem pode pagar para ter acesso exclusivo a aquele."

    Primeiro a entrar, primeiro a servir-se De acordo com Imprint Magazine, Cardozo Law School professora Susan P. Crawford "Acredita que a internet neutra deve encaminhar pacotes na base do primeiro a chegar, primeiro a ser servido, sem levar em consideração a qualidade do serviço".[4]
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Neutralidade_da_rede

  2. Só queria ressaltar um ponto, princípio de End-to-End. Seria interessante se mais protocolos impedissem ataques MITM. Por exemplo, habilitar encriptação em todas as conexões do HTTP/2.0, como proposto.



  3. Osmano, você destacou um dos aspectos do debate sobre a neutralidade. A prestação do serviço.
    Creio que a liberdade total só é defendida por consumidores, que na vasta maioria não sabem das questões técnicas por detrás da rede.
    É impossível ter este tipo de liberdade, já que demandam investimentos variáveis para cada tipo de QoS.

  4. Se pensar como um provedor que tem um único link e não serve transito para ninguém é normal pensar que FIFO seria o mais correto.
    Mas pensando em um provedor que tem várias rotas e consegue negociar uma rota melhor num Ptt para um cliente específico acessar um site/rede específico, porque não se poderia cobrar mais desse cliente?
    Se um cliente tem uma necessidade diferenciada de Qos, resultará em mais trabalho para o provedor. Seria infantil pensarmos que essa diferenciação já não está ocorrendo em todo o mundo. Quanto a cobrar ou não por isso depende da política de cada empresa. É como cobrar por um ip válido.






Tópicos Similares

  1. Qual a politica de uso da internet em sua empresa?
    Por drcfilho no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 6
    Último Post: 03-10-2006, 17:27
  2. Respostas: 6
    Último Post: 30-05-2006, 13:20
  3. Na sua opnião, qual é o melhor Access Point ?
    Por Marcelo.mg no fórum Redes
    Respostas: 10
    Último Post: 12-01-2006, 18:53
  4. Qual placa e melhor em sua oipnião
    Por jow no fórum Redes
    Respostas: 26
    Último Post: 27-09-2005, 13:07
  5. OPEN vs FREE vc NET ???? Qual BSD?
    Por marcelloduarte no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 11
    Último Post: 18-02-2004, 09:45

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L