Página 1 de 7 123456 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. UM POUCO DE HISTÓRIA
    O tempo passa e a gente esquece de dar crédito a quem merece. Vamos lá…


    Os Pioneiros –
    Os fabricantes pioneiros foram tantos que hoje só consigo lembrar de alguns como: Orinoco com o modelo GOLD, as plaquinhas PCI dentro do PC, a Linksys com seu WET-11 e alguns modelos de rádio da SENAO… Você deve ter sua propria lista de pioneiros e está aí lembrando do passado com saudade daquele tempo de inocência, de camaradagem…

    Neste passado não muito distante onde tudo era artesanal e computador com windows 98 era equipamento de gestão de rede wireless, nasceu essa paixão que motiva a maioria dos técnicos veteranos, estes guerreiros valentes, que até hoje estão na ativa como “Comandantes” de seus próprios provedores!


    Mikrotik –
    Quem teve o privilégio de ver o nascimento da Mikrotik sabe que foi uma empresa que revolucionou o mercado de provedores wireless quando eliminou o gerente de redes que andava de salto alto, cobrava quanto queria e ainda fazia biquinho na hora de trabalhar. Quem já teve um destes na folha de pagamento sabe do que estou falando.

    O sistema operacional da Mikrotik foi revolucionário porque deu ao dono de provedor a possibilidade de gerir sua rede de forma descomplicada e com eficiência. Nesta época, era comum encontrar PCs rodando RouterOS no alto das torres de distribuição de sinal… Parece aberração hoje, mas foi a solução que o pessoal encontrou pra tratar o pacote no POP (ponto de presença) e eliminar o fluxo e refluxo de dados irrelevantes para outros segmentos da rede (broadcast). Esses broadcasts eram importante para o POP, mas não para toda rede. Por isso o pessoal instalava o PC com mikrotik no alto da torre e evitava que estes pacotes propagassem consumindo banda (que era caríssima naquela época).

    A Mikrotik foi revolucionária pela segunda vez quando criou um hardware compacto chamado Routerboard (vulgo RB). Agora, era possível ter um software inteligente embarcado num dispositivo tão pequeno que cabia numa caixa hermética de 30 cm. Além de compacto também era muito barato, se comparado ao custo de aquisição e funcionamento de um PC. Com a RB foi mais fácil e mais barato fazer o tratamento do tráfego no ponto de presença (POP).

    Nessa época (por volta de 2004) o segmento wireless tinha recursos precários e era considerado um mero meio de transmissão de dados. Creio que por este motivo a Mikrotik optou por aprimorar o software para oferecer maior eficiência no controle da banda, tratamento de pacotes, criação de rotas, agregar banda e todas as coisas legais que a Mikrotik faz com perfeição.

    Não sou um especialista em cloud computing. Pra ser sincero, nem sei direito os benefícios. Mas tudo leva a crer que a Mikrotik revolucionou pela terceira vez disponibilizando o RouterOS na nuvem. Aguardo o esclarecimento de quem entende do assunto melhor do que eu.


    Ubiquiti –
    A Ubiquiti revolucionou o mercado em 2007 quando lançou o NanoStation a um preço acessível para o pequeno provedor.

    O conceito de rádio com antena integrada não era novidade (a Motorola já usava no Canopy), mas o preço extremamente acessível foi um avanço incontestável que permitiu ao consumidor comum comprar equipamentos que não sofriam com água no cabeamento, não falhavam por zinabre nos conectores e acima de tudo eram compactos, bonitos e fáceis de instalar.

    A chegada do NanoStation pôs fim à instalação LEGO. O apelido LEGO vem dos brinquedos de montar e faz alusão à montagem de conectores, acoplagem de rádio na placa mãe e montagem de tudo numa caixa hermética pra fazer os sistemas wireless antigos funcionarem.

    Em 2009, a Ubiquiti revolucionou o mercado pela segunda vez quando lançou a linha AirMAX. Os rádios da chamada série M da Ubiquiti possuiam hardware moderno e faziam uso de uma versão proprietária de TDMA + MIMO que, dentre outras vantagens, minimizava o impacto do nó oculto nas redes wireless outdoor.

    Mesmo hoje (Setembro de 2012), muitos operadores não entendem o efeito do nó oculto e o quanto o TDMA disponível no airMAX é essencial para o fluxo contínuo de dados no segmento wireless.

    O operador vivencia o problema do nó oculto todo fim de tarde quando a rede fica lenta e o AP começa a negar serviço, mas dificilmente atribuirá a “falha misteriosa” à verdadeira origem do problema que é a ineficiência do protocolo baseado em contenção e utilizado nos equipamentos antigos.

    Com AirMAX, o efeito do nó oculto reduz muito. Mas o pessoal não entende que o conjunto tem que falar a mesma lingua pra fazer uso da tecnologia. Por isso, não dá pra misturar marcas.

    A Ubiquiti revolucionou o marcedo pela terceira vez quando os rádios da linha AirMAX disponibilizaram o analisador de espectro integrado ao rádio. É um analisador básico, mas, ajuda e muito, a detectar problemas relacionados à radiofrequência.

    A Ubiquiti revolucionou o mercado pela quarta vez quando compatibilizou sua antiga linha de produtos ao protocolo AirMAX. Foi um feito grandioso que deu longevidade aos equipamentos adquiridos entre 2007 e 2009 que ficaram obsoletos com o lançamento do AirMAX. Esta modernização do software permitiu capitalizar o investimento inicial na marca.

    Quase ninguém noticiou este feito, mas foi uma grande conquista e uma demonstração de respeito da Ubiquiti por seus consumidores em todo o planeta!

    Estamos nós aqui no finalzinho de 2012, e poucos meses atrás, a Ubiquiti revolucionou o mercado pela quinta vez quando lançou o AirFIBER, um rádio PTP para enlaces em 24 GHz.

    Poucas pessoas entenderam a proposta do AirFIBER. Muita gente pensa que sua função é fazer ponto a ponto de longa distância, mas não é pra isso. A fragilidade das ondas de 24 GHz impedem distâncias muito longas, principalmente na presença de chuva. O verdadeiro objetivo do AirFIBER é interligar os POPs utilizando uma frequência alternativa ao 5 GHz ou ao 2.4 Ghz.

    Atualmente, os POPs têm potencial para acumular 400 megabits de tráfego unidirecional através de 4 rockets ligados em 4 setoriais de 90 graus. Transportar 400 megabits de dados em 5 GHz aumentaria ainda mais o piso de ruído das outras frequências livres. Portanto, o caminho lógico foi utilizar a próxima frequência livre e disponibilizar um equipamento capaz de transportar um elevado fluxo de dados. Um AirFIBER, instalado a 3 KM um do outro, é capaz de trafegar 700 megabits numa única direção. É possível pegar todo o tráfego de 4 setoriais, passar pelo AirFIBER e mesmo assim ainda tem 300 megabits de banda sobrando para o AirFIBER transportar …

    É certo que a Ubiquiti não é apenas flores. Nenhum fabricante é perfeito. Por isso manterei o texto positivo e só vou falar sobre um item que poderia ser mudado:
    Homologação Ubiquiti no Brasil…
    Os produtos Ubiquiti no Brasil ainda sem homologação sofrem do efeito “Tostines Reverso” – Vendem pouco porque não são homologados, não são homologados porque vendem pouco…



    Os Outros + a Intelbras –
    Muitos equipamentos virão. Muitos fabricantes lançarão produtos eficientes e mais modernos. A regra do mercado exige que o próximo seja melhor e mais eficiente do que aquele que chegou primeiro!

    A Intelbras está chegando no nosso segmento agora. Ainda não escreveu sua história na vida dos provedores de acesso wireless. Por enquanto fica junto com “os outros” (mui respeitosamente).

    Eu respeito e admiro a trajetória da Intelbras. Fico feliz com o lançamento da sua nova linha de produtos no segmento de provedores de acesso porque agora tenho uma nova opção quando meu cliente (ou aluno) atinge o limite máximo do rocket da Ubiquiti…

    Estou de portas abertas para a Intelbras e considerando criar minha própria linha de treinamentos para seus produtos. Por mais que a empresa tenha seus próprios cursos. Sempre haverá espaço para um cara como eu, que teve o privilégio de ver o mercado de provedor wireless crescer e se desenvolver, e a gora trabalha compartilhando suas experiências através de cursos e treinamentos.



    Nada de Sentença de Morte
    Quando o rádio da Intelbras apresentou boa performance, recebi várias mensagens que faziam a mesma pergunta:
    “E agora, o que você vai fazer quando a Intelbras destruir a Ubiquiti?”

    Pra começo de conversa, a Intelbras está lançando hoje uma tecnologia semelhantes àquela que a Ubiquiti lançou em 2009. Não
    há nenhuma novidade.

    É natural que seus rádios sejam mais rápidos e passem um volume maior de dados ou processem um número maior de pps (pacotes por segundo). Se não fosse assim, se o produto não fosse melhor, não seria aceito pelo mercado!

    Nesse mercado dinâmico e em constante evolução, há espaço pra todo mundo e ninguém vai morrer ou ser destruído. As margens de lucro vão mudar, a penetração de mercado vai aumentar pra uns e diminuir pra outros, mas ninguém vai morrer! A comprovação disso é a venda, ainda atual, de radinhos PCI ou USB lançados 10 anos atrás em 2002.



    Conclusão
    Técnicos, gestores de rede, consultores, instrutores e demais profissionais da área de tecnologia têm a obrigação de usar o melhor equipamento para o cenário. Para isso acontecer têm de mudar a visão simplistica de achar que um fabricante terá a solução para todos os cenários. Tecnologia não time de futebol que você escolhe um e critica os demais. Tecnologia é pluralista e deve ser encarada assim por aqueles que almejam sucesso neste segmento.

    Esse é meu sincero sentimento e minha percepção do que ocorre no mercado. Minhas palavras não representam nem refletem o interesse de terceiros e podem estar extremamente equivocadas. Porém, é isso que penso, é assim que vejo.


    Abraço,

    ZéAlves .´.

  2. Usei muito WET - 11



  3. Rapaz gostei muito do que falou. Nota 10 ...

  4. e a wet 11 tinha um cartão interno!!! mais sua alimentação era precária e travava muito.



  5. Nussa alguém aqui lembra dos Mare 400? asuhsahu


    Show de bola Zé tamo junto!






Tópicos Similares

  1. Respostas: 18
    Último Post: 11-08-2016, 05:50
  2. Respostas: 1
    Último Post: 03-08-2012, 08:48
  3. Respostas: 16
    Último Post: 25-06-2012, 15:49
  4. Equipamentos wireless: que marca usar?
    Por TexMurphy no fórum Redes
    Respostas: 7
    Último Post: 10-02-2005, 11:13
  5. Respostas: 4
    Último Post: 10-11-2004, 20:11

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L