+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Montando rede nova em 5.8

    Olá amigos,

    Finalmente estou começando a planejar minha nova rede 5.8, gostaria de contar com a ajuda de alguns consultores aqui do fórum, de forma remunerada é claro, estou confuso se vou fazer em Bridge como é a minha 2.4 ou se vou partir para a Roteada, vou repassar IPs reais para os clientes.

    Enlaces entre POPs:

    Intelbras APC - 5M
    Antenas ALGCOM 32Dbi com radome.

    Equipamentos POP:

    RB 433AH
    R52HN
    Painel Ubiquiti 5G 90º

    Clientes:

    WOM 5000 Intelbras
    AirGrid 23 dbi

    Quem se habilita nessa empreitada?

    Obrigado.

  2. #2

    Padrão Re: Montando rede nova em 5.8

    Concerteza Roteada, problema do cliente fica na casa dele mesmo e não se espalha na rede deixando todo mundo doido, fora a seguranca

    Att,



  3. #3

    Padrão Re: Montando rede nova em 5.8

    Olá amigo, vou passar a minha ideia para você não se estressar posteriormente.

    Faz o PtP em bridge, e chega com um /30 até teu POP em 1 porta da RB433AH.
    Nas outras 2 portas coloca os rádios em modo bridge (bridge na configuração do rádio, não do MK)

    Agora no MK, cria 1 servidor PPPoE para cada porta que vai para os painéis.

    Faz a rota de uma classe de Ip real(Já que vc citou que vai entregar ip real).
    Configura rota default..

    e ta feito, não tem muito mistério.. tem teu POP Roteado.

    Agora na casa do cliente usa:
    Modo: Station
    Router com Nat habilitado..

    Cada cliente vai ficar com 1 Ip real na antena, e vai ter sua rede interna dentro de casa.

    Claro, não detalhei configurações nem de PPPoE Server nem de nada.
    Mas a base é essa.

    É o que eu faria se começasse um provedor do 0.


    Vantagens:
    Isola os equipamentos de dentro da casa do cliente por usar a antena fazendo nat.
    Isola cada setor em um PPPoE Server, se por acaso alguem conectar em uma setorial um equipamento em bridge e colocar a rede em loop.. no MAX vai parar aquele painel.
    Isola o POPs dos demais POPs.. na pior das hipóteses.. cairia só teu POP devido a qualquer merda que cliente ou equipamento com problema fizesse na rede.

    Desvantagens:
    Configurações um pouco mais "complexas".
    Descentralização.

    Espero ter ajudado.


    Obs: Passei o básico que eu imagino... daria pra fazer de N formas... Mpls + Vpls... colocar OSPF entre os POP.. ixe...
    hehehe
    Boa sorte

  4. #4

    Padrão Re: Montando rede nova em 5.8

    Cara,tenho pouca experiencia.

    tipo de rede

    bridge -precisa de um meio fisico estavel no caso do wireless,enlaces perfeitos e bem instalados configurados
    roteado-vc ira gastar mais,em equipamentos mais,como vc quer usar ip valido nos clientes,é o mais recomendado,existem N formas de fazer isso,o melhor é que vc conheça bem roteamento,antes de entrar nisso pois so fazer,funcionar é uma coisa,resolver problemas é outra e acredite,vc que uma rede roteada,quer dizer mais equipamntos ativos na rede,acredite ou não,isso pode ser um problema.

    qual equipamento usar?

    Va de ubiquiti,em tudo,não usei ainda,a linha intelbras,mais tenho alguns amigos que elogiaram,mais a grande vantagem
    é que ubiquiti vc tem,o airmax que ajuda,um pouco.

    então recomendo paineis base com rocket

    kit cliente,nano loco até 1700mts,nanosation m5 até uns 3500, apartir dai airgrid,

    o porque,dos 3 produtos diferentes potencia,claro,se vc conseguir manter todos os clientes com 100% ,não tera grandes problemas.

    sempre digo que o meio fisico,é a parte mais importante,não compensa montar uma rede,toda roteada,se vc não possuir um meio fisico,decente pra garantir que as perdas serão pequenas,rede roteada,em tese funciona muito melhor que,a rede em bridge,mais na pratica pode ser diferente.



  5. #5

    Padrão Re: Montando rede nova em 5.8

    Citação Postado originalmente por klabundee Ver Post
    Olá amigo, vou passar a minha ideia para você não se estressar posteriormente.

    Faz o PtP em bridge, e chega com um /30 até teu POP em 1 porta da RB433AH.
    Nas outras 2 portas coloca os rádios em modo bridge (bridge na configuração do rádio, não do MK)

    Agora no MK, cria 1 servidor PPPoE para cada porta que vai para os painéis.

    Faz a rota de uma classe de Ip real(Já que vc citou que vai entregar ip real).
    Configura rota default..

    e ta feito, não tem muito mistério.. tem teu POP Roteado.

    Agora na casa do cliente usa:
    Modo: Station
    Router com Nat habilitado..

    Cada cliente vai ficar com 1 Ip real na antena, e vai ter sua rede interna dentro de casa.

    Claro, não detalhei configurações nem de PPPoE Server nem de nada.
    Mas a base é essa.

    É o que eu faria se começasse um provedor do 0.


    Vantagens:
    Isola os equipamentos de dentro da casa do cliente por usar a antena fazendo nat.
    Isola cada setor em um PPPoE Server, se por acaso alguem conectar em uma setorial um equipamento em bridge e colocar a rede em loop.. no MAX vai parar aquele painel.
    Isola o POPs dos demais POPs.. na pior das hipóteses.. cairia só teu POP devido a qualquer merda que cliente ou equipamento com problema fizesse na rede.

    Desvantagens:
    Configurações um pouco mais "complexas".
    Descentralização.

    Espero ter ajudado.


    Obs: Passei o básico que eu imagino... daria pra fazer de N formas... Mpls + Vpls... colocar OSPF entre os POP.. ixe...
    hehehe
    Boa sorte
    Muito obrigado pela opinião, mas estou meio com o pé atrás com rede roteada.... Acho que vou de Bridge + VLAN, apesar de saber muito pouco sobre isso, mas acho que a VLAN isolaria os problemas que podem ocorrer devido a este modo de operação.

    Abraços

    Citação Postado originalmente por oswaldo Ver Post
    Cara,tenho pouca experiencia.

    tipo de rede

    bridge -precisa de um meio fisico estavel no caso do wireless,enlaces perfeitos e bem instalados configurados
    roteado-vc ira gastar mais,em equipamentos mais,como vc quer usar ip valido nos clientes,é o mais recomendado,existem N formas de fazer isso,o melhor é que vc conheça bem roteamento,antes de entrar nisso pois so fazer,funcionar é uma coisa,resolver problemas é outra e acredite,vc que uma rede roteada,quer dizer mais equipamntos ativos na rede,acredite ou não,isso pode ser um problema.

    qual equipamento usar?

    Va de ubiquiti,em tudo,não usei ainda,a linha intelbras,mais tenho alguns amigos que elogiaram,mais a grande vantagem
    é que ubiquiti vc tem,o airmax que ajuda,um pouco.

    então recomendo paineis base com rocket

    kit cliente,nano loco até 1700mts,nanosation m5 até uns 3500, apartir dai airgrid,

    o porque,dos 3 produtos diferentes potencia,claro,se vc conseguir manter todos os clientes com 100% ,não tera grandes problemas.

    sempre digo que o meio fisico,é a parte mais importante,não compensa montar uma rede,toda roteada,se vc não possuir um meio fisico,decente pra garantir que as perdas serão pequenas,rede roteada,em tese funciona muito melhor que,a rede em bridge,mais na pratica pode ser diferente.
    Obrigado pela opinião,

    Acho que as RBs tem mais potencial que as rockets, além de serem mais flexíveis quanto a configuração, quanto aos equipamentos de cliente, vou de Intelbras e AirGrid, só tenho ouvido falar mal de Ubiquiti Nano Loco e Nanostation, perca de potência e etc...

    Abraços.

  6. #6

    Padrão Re: Montando rede nova em 5.8

    Opa,
    mas então se quer bridge... faz com MPLS + VPLS
    vai ficar uma bridge dos painéis até o teu concentrador... ou até onde você quiser.

    E discordo na parte dos equipamentos.
    Eu faria sem medo:
    Rocket AP WDS -> Rocket Station WDS

    -

    Rb493Ah (Vpls rodando na Ether1 até teu concentrador)
    Ether1 - Link Rocket
    |
    Bridge1 - Painéis
    Ether2 - Rocket 1
    Ether3 - Rocket x
    ...
    Ether9 - Rocket x

    Clientes:
    AirGrid Station
    Router + Nat




  7. #7

    Padrão Re: Montando rede nova em 5.8

    Citação Postado originalmente por klabundee Ver Post
    Opa,
    mas então se quer bridge... faz com MPLS + VPLS
    vai ficar uma bridge dos painéis até o teu concentrador... ou até onde você quiser.

    E discordo na parte dos equipamentos.
    Eu faria sem medo:
    Rocket AP WDS -> Rocket Station WDS

    -

    Rb493Ah (Vpls rodando na Ether1 até teu concentrador)
    Ether1 - Link Rocket
    |
    Bridge1 - Painéis
    Ether2 - Rocket 1
    Ether3 - Rocket x
    ...
    Ether9 - Rocket x

    Clientes:
    AirGrid Station
    Router + Nat

    Amigo, desculpe a ignorância, mas o que é VPLS e MPLS?

    Obrigado.

  8. #8

    Padrão Re: Montando rede nova em 5.8

    Cara,assim tbm acho que,rede em bridge pode,ser melhor no seu caso e as vlans,ajudariam, no mikrotik você pode usar filtros que ajudam,no desempenho das bridges,recomendei as nanos,porque a ubiquiti tem uma ferramenta muito interessante que é o aircontrol,que você pode viazualizar toda a rede,mais de forma mais detalha,uso aqui na rede,apenas ubiquiti,cara é muito show,o equipamento funciona muito bem,recomendo você testar,antes de tomar essas decisoes,nos enlaces rbs são interessantes,pela capaciade de trafego,é verdade e mikrotik tem a questão do processamento,tenho um groove aqui 5.8 que atende,um local especifico,muito bom muito bom memso,ja testei o Bullet,o groove realmente é melhor ,mais vai de cada um você deve trabalhar.com a tecnologia que você domina,e antes de tudo,que você pode comprar,mais estamos ai pra ajudar.
    vlw



  9. #9

    Padrão Re: Montando rede nova em 5.8

    Citação Postado originalmente por Smart Ver Post
    Amigo, desculpe a ignorância, mas o que é VPLS e MPLS?

    Obrigado.
    O MPLS é um protocolo que trabalha com rótulo de pacotes.
    Quando você estabelece MPLS entre 2 ou mais equipamentos na rede, você tem a possibilidade de criar um VPLS, que é um túnel rodando em cima do protocolo MPLS.

    "O que é VPLS?VPLS, ou Virtual Private LAN Service, é usado para emular uma rede local sobre uma rede MPLS, usando PWs (pseudowires). Na visão do cliente toda a rede do provedor é vista como um grande switch, e toda comunicação entre os pontos interligados é feita a nível 2 da camada OSI. O provedor de serviços analisará o pacote apenas até a camada de enlace, ignorando completamente as informações no cabeçalho da camada de rede."

    Você pode estabelecer o VPLS com seu servidor dentro da empresa, e direto nessa VPLS você cria um PPPoE Server
    La no seu Pop você junta a VPLS a uma bridge com os painéis dos clientes, e remove seu enlace da bridge.
    O que irá acontencer...
    O único caminho que os pacotes vão ter para ir até a internet vai ser atravéz do túnel VPLS que cai lá no servidor PPPoE.

    Então, se não logar, não navega, não encomoda, e não ve mais nada na rede.

    Edit: Da uma olhada nas imagens e ve se entende como ficou.
    Tenho vários rodando na rede hoje.

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         21echf6.jpg
Visualizações:	60
Tamanho: 	119,8 KB
ID:      	43356Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         f1jn9e.jpg
Visualizações:	55
Tamanho: 	50,7 KB
ID:      	43355