+ Responder ao Tópico



  1. Estou precisando fazer um enlace para passa 100mb, vou usar radio Ceragon. Só que em ponto do ptp, não há energia elétrica, a questão é... É possível e se fica bom usar energia solar? ou há outra alternativa?

  2. Energia é energia, não existe nenhuma diferença entre os -48V de uma fonte chaveada ligada numa tomada AC, dos -48V de um inversor conversor alimentado por um par de baterias carregadas por um painel solar.

    Se você não tem eletricidade proxima, o jeito é painel solar ou gerador eólico (Aerogerador). Energia eólica depende do vento, o brasil tem muitas regiões com vento insuficiente, fica a seu cargo se informar sobre os níveis de vento no local e preços dos aerogeradores, eu os acho muito caros e ineficientes (Aqui tem vento 1h por dia...).

    Modelos como o IP-10 consomem uns 25W, se levar em conta um par, 50W por hora dá 1200W no dia. 2 paineis fotovoltáicos de 150W captarão isso mesmo com pouco sol, um par de baterias de 130Ah armazenando a carga te dará alguns dias de funcionamento mesmo em caso de nevoeiro o dia todo. Restaria o problema do conversor DC-DC, porque varios produtos Ceragon usam 48V, você precisaria um step-up de 24 para 48V, quem vende produtos Ceragon aqui no brasil devia se preocupar com esses detalhes mas provavelmente desconhecem tensão e só conhecem voltagem...

    Enfim, é possível e nem é tão caro, tem alguns detalhes técnicos que requerem mais detalhes como modelo (Pra saber a tensão), região ou nível de insolação, consumo esperado (Radio sem trafego consome pouco), necessidade de lampada no topo, preferencia por desperdiçar energia usando inversor pra AC (Alguns vendedores que fugiram da escola insistem que perde a garantia se não usar a fonte original...), etc.



  3. Não há nenhum problema. Use 4 painéis em série e terá os 48Vcc. Só precisa fazer o cálculo de quantos painéis e baterias. Use um bom controlador e não se esqueça de fazer a ligação para que seja -48Vcc (Positivo aterrado).

  4. Citação Postado originalmente por Isoltec Telecom Ver Post
    Não há nenhum problema. Use 4 painéis em série e terá os 48Vcc. Só precisa fazer o cálculo de quantos painéis e baterias. Use um bom controlador e não se esqueça de fazer a ligação para que seja -48Vcc (Positivo aterrado).
    olá isoltec, possuo 1 sistema solar em 12 v com equipamentos ubnt "rocket,nanobridge, camera e switch" e sempre fico na duvida quando vejo -48vcc. sempre ouvi falar que aterramento se faz no negativo ex. em uma rede 220v e etc. neste caso ai de -48 coloca-se uma haste no polo positivo? e em caso como se faz em aterramento em uma area remota que seja em cima de uma pedra? "sem nenhuma terra"! obrigado t+



  5. Não precisa ter aterramento, conheça no google o conceito de GND: A carcaça do aparelho é ligada ao GND (Grond, terra, negativo) ou a alimentação positiva.

    É só inversão do plug P4, ao invez do pino central ter +48V ele precisará ter -48V, a carcaça do aparelho não poderá ser ligada a carcaça de outros aparelhos que usarem a mesma alimentação com o pino normal, só isso, é bem mais simples do que você está imaginando.

    Se tem atualmente 12V precisaria um conversor DC-DC, mas não conheço nenhum que vá de 11 pra digamos 42V (Produtos Ceragon de 48V geralmente operam a partir de 40V), porque a bateria lá pelas 5:45h da manhã deverá ter uns 11V. Fora que a conversão tem perdas, o rendimento de 11 pra 44V seria de absurdos 55%, ou seja, você desperdiçaria 45% da energia no aumento de tensão, por isso se recomenda usar 24V com conversor (Onde a perda pode ser de apenas 20%) ou 48V direto das baterias.
    (Produtos Ceragon 48V geralmente aceitam até 60V, e 4 baterias carregadas com controladores "normais" terão cerca de 56V, bem dentro do range)

    Lembra do consumo, 50W.hora é base que eu chutei, se optar por equip. de 10GHz pra cima, depedendo da versão o consumo dobra ou triplica, os paineis tem que captar em umas 10 horas o que o equipamento usará por 24 horas, o maior painel do mercado que conheço é de 200W, e apenas 1 deles não dá pra um par de Ceragon IP10 que eu saiba (Não pra 100Mbps 24x7). Ao invez de colocar varios paineis paralelos melhor então colocar 4 em série como já sugerido, eu particularmente prefiro 24V porque encontro controladores e conversores mais facilmente pra essa tensão, mas realmente 4 paineis de 65W pra um par de IP-10 (Na versão que conheço, que consomem 22-26W) serve bem.

  6. Também tenho essa dúvida sobre aterramento do positivo. Seria ligar a carcaça dos equipamentos ao positivo da bateria ou seria o caso de ligar o positivo da bateria sistema de aterramento?



  7. Isso, SE FOR aterrar, é carcaça do equipamento ligado no positivo, e da carcaça ao aterramento.
    Mas não é necessario aterrar para o funcionamento, aterramento é pra proteção.

    Só é importante saber isso se tiver no mesmo local equipamentos com polarização normal, se ligar o negativo a carcaça de um equipamento, e o positivo a carcaça de outro (Ceragon), terá um curto ao ligar ambos ao aterramento. Tem que separar as alimentações.

    A motivação pra gnd positivo é antiga, proteção catódica, o terminal positivo ligado ao terra tende a ser sulfatado mais rapidamente, mas... americano usa milha, polegada, galão... vai saber que fatores levam em conta e quais ignoram na hora de escolher a polarização.

  8. Obrigado Senhores. Suas respostas me foram muito úteis na minha tomada de decisão.



  9. Citação Postado originalmente por kacco Ver Post
    Estou precisando fazer um enlace para passa 100mb, vou usar radio Ceragon. Só que em ponto do ptp, não há energia elétrica, a questão é... É possível e se fica bom usar energia solar? ou há outra alternativa?
    Boa noite,
    Amigo colocou seu enlace com Ceragon em produção? estou prestes a comprar uma enlace digital e estou atrás de informações de custo benefícios, obrigado.

  10. Rubem, pesquisei bastante antes de chegar aqui, estou com cabeça doendo de tanto pensar, tomara que exista uma solução bastante infantil para essa soluçao. O tópico que você menciona é fantástico parabéns, mas nao consigo achar saída para num armário APM30H da Huawei que ofereçe -48V e aonde a massa está conectada ao polo positivo, não consigo ligar um equipamento +48V aonde a carcaça está conectada ao polo negativo, eles funcionam de boa claro, mas acontece o curto se eu tentar instalar o router dentro desse armário devido ao encontro das massas dos dois equipamentos. Tenho outro router que funciona em +24V (todos mikrotik) que usei um redutor de tensão (inclusive é comum o negativo da entrada ser comum ao negativo da saída).. Muito chato trabalhar com equipamentos sem padronização mundial, a gente sofre. O armário da Huawei é perfeito, não queria ter que fazer adaptações ou montar outro armário com outro banco de baterias só para usar esses mk, gasto excessivo, falta de espaço, etc... vi a galera comentando um redutor -48V para +24V .. mas penso que o problema não se resolverá, pois no que penso, no MK a fonte DC exige que o negativo seja a massa. Tem como você me responder no email seu telefone e a gente bater um papo tão logo você ler essa mensagem ? Estou com o cenário parado e quase perdi uma mk CCR devido a um curto imenso. Estou tenso...

    Grato,

    Silvio

    silvio@setamicros.com.br



  11. Ah desculpe, mencionei o seu telefone para agilizar nosso diálogo, é claro que o conteúdo do mesmo será devidamente postado aqui para que essa informação seja útil para outras pessoas... mas se quiser somente postar aqui já vai ser de grande valia a sua ajuda. Estou tomando a decisão de ligar uma outra fonte e baterias independente para o +48V e poderem ser acomodados no mesmo armário os 2 cenários. Outra idéia mas não profissional seria isolar o MK dentro da carcaça metálica, mas penso num futuro quando precisar trocar, nosso equipamento ficar parado para fazer essa adaptação.. tem também o plug P4 macho que a parte externa é negativa, e ao encostar na massa do armário já sabe ne ?

  12. Não gosto de dar suporte porque não tem nada simples pra fazer num caso desse.

    Precisaria de um circuito inversor, e não um conversor DC-DC passando de 48 pra 24V. O fato de ser -48V ou 48V no conversor tanto faz, um conversor só muda a tensão mas mantém o negativo comum aos 2. Já um circuito inversor passaria pra AC, e num enrolamento isolado do transformador você teria outra tensão, que poderia retificar e filtrar, o positivo e o negativo na saída de um circuito com inversor são completamente isolados da entrada. O circuito é até simples, mas não costuma ter produto comercial a venda, porque a demanda é minúscula. Eu posso indicar que circuito montar, mas não fabrico (Aqui na roça mal consigo comprar fusível, que dirá componentes mais complexos. E os Correios são a pior desgraça do mundo em matéria de entrega de encomendas simples, média de 1 mês pra receber componente vindo de SP/RJ).

    Isolar a carcaça seria mais simples, mas tem esse problema, no futuro terá que isolar o outro roteador caso troque.

    Se usar inversor passando pra 127VAC, e alimentar uma fonte comum dessa CCR, também daria. Mas... cadê os inversores 48V a venda? Inversor 12V e 24V tem a venda (http://www.kabum.com.br/automotivo/inversor-de-energia) mas 48V não vejo faz tempo.

    O mundo da telecom profissional sempre usou -48V porque os rádios de alta potência dos anos 60 e 70 tinham transistores meia boca, assim como os transistores pra amplificadores de áudio o jeito mais simples de conseguir mais potência de saída era com tensão maior, usar transformador 2:1 passando de 110 pra 55V casava com a tensão de 4 baterias 12V em série, essa tensão a maioria dos transistores aceitava então existia motivo pra isso. Sacanagem é continuar insistindo nesse padrão ridículo e antiquado em pleno 2016, quando todo semicondutor usa tensão baixa tipo 1 a 3,3V, mas a Huawei não tem culpa, esse mercado é cheio de leigos (A maior cagada deles pra mim é chamar uma fonte chaveada que carrega baterias de, simplesmente, "retificador", como se estivéssemos em 1968 quando de fato era só um diodo retificador entre o transformador e as baterias), não tem como mudar o padrão hoje.

    A MK vem do mundo dos roteadores de mesa e antenas pra pequenos consumidores, nesse mercado nunca houve o uso de 48V, menos ainda de -48V, nesse mercado sempre teve o negativo aterrado, também não faria sentido ela fabricar um modelo com positivo aterrado, o foco dela não é o mesmo da CEragon, Huawei, Motorola, NEC, SAF, Ericsson.


    A 2 soluções simples seriam:

    -Isolar a carcaça dessa CCR, fita de alta temperatura (Eu uso kapton http://produto.mercadolivre.com.br/M...ga-33mx5mm-_JM ) pode segurar isso tranquila, aquele L pode ser colado com fita ao invés de parafusado, e a fita kapton é isolante o suficiente, é só colocar umas 3 camadas entre as partes. Ela não é plástica então não derrete com o tempo, não vai cedendo aos poucos. Enrolo umas 3 voltas numa perna do L, e coloco sobre o rádio, mas ao invés de colocar os 4 parafusos eu enrolo a fita ao redor do rádio abraçando também essa perna do L, switch pequeno fica firme com isso, roteador mais pesado não tenho certeza, talvez precise alguma gambiarra tipo colocar um apoio de borracha entre a traseira do rádio e o rádio do U de baixo.

    -Passar esse 48V pra 115VAC, e usar a fonte original pra alimentar a CCR, assim poderia ligar a carcaça dela junto com a carcaça dos outros equiptos. Na falta de inversor 48VDC>115VAC talvez teria que usar um conversor dc-dc pra passar pra 12 ou 24V, e só então inverter pra 115VAC.



  13. Citação Postado originalmente por setamicros Ver Post
    Rubem, pesquisei bastante antes de chegar aqui, estou com cabeça doendo de tanto pensar, tomara que exista uma solução bastante infantil para essa soluçao. O tópico que você menciona é fantástico parabéns, mas nao consigo achar saída para num armário APM30H da Huawei que ofereçe -48V e aonde a massa está conectada ao polo positivo, não consigo ligar um equipamento +48V aonde a carcaça está conectada ao polo negativo, eles funcionam de boa claro, mas acontece o curto se eu tentar instalar o router dentro desse armário devido ao encontro das massas dos dois equipamentos. Tenho outro router que funciona em +24V (todos mikrotik) que usei um redutor de tensão (inclusive é comum o negativo da entrada ser comum ao negativo da saída).. Muito chato trabalhar com equipamentos sem padronização mundial, a gente sofre. O armário da Huawei é perfeito, não queria ter que fazer adaptações ou montar outro armário com outro banco de baterias só para usar esses mk, gasto excessivo, falta de espaço, etc... vi a galera comentando um redutor -48V para +24V .. mas penso que o problema não se resolverá, pois no que penso, no MK a fonte DC exige que o negativo seja a massa. Tem como você me responder no email seu telefone e a gente bater um papo tão logo você ler essa mensagem ? Estou com o cenário parado e quase perdi uma mk CCR devido a um curto imenso. Estou tenso...

    Grato,

    Silvio

    silvio@setamicros.com.br
    @setamicros, olha a solução para o teu problema:
    https://routerboard.com/RBGPOE-CON-HP

    Uso e recomendo, até 22W de consumo na saida.


    _________
    André

  14. O aparelho que citei acima, funciona até hoje com uma RB 1100 AHx2, até 600MB rodou legal.

  15. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Não gosto de dar suporte porque não tem nada simples pra fazer num caso desse.

    Precisaria de um circuito inversor, e não um conversor DC-DC passando de 48 pra 24V. O fato de ser -48V ou 48V no conversor tanto faz, um conversor só muda a tensão mas mantém o negativo comum aos 2. Já um circuito inversor passaria pra AC, e num enrolamento isolado do transformador você teria outra tensão, que poderia retificar e filtrar, o positivo e o negativo na saída de um circuito com inversor são completamente isolados da entrada. O circuito é até simples, mas não costuma ter produto comercial a venda, porque a demanda é minúscula. Eu posso indicar que circuito montar, mas não fabrico (Aqui na roça mal consigo comprar fusível, que dirá componentes mais complexos. E os Correios são a pior desgraça do mundo em matéria de entrega de encomendas simples, média de 1 mês pra receber componente vindo de SP/RJ).

    Isolar a carcaça seria mais simples, mas tem esse problema, no futuro terá que isolar o outro roteador caso troque.

    Se usar inversor passando pra 127VAC, e alimentar uma fonte comum dessa CCR, também daria. Mas... cadê os inversores 48V a venda? Inversor 12V e 24V tem a venda (http://www.kabum.com.br/automotivo/inversor-de-energia) mas 48V não vejo faz tempo.

    O mundo da telecom profissional sempre usou -48V porque os rádios de alta potência dos anos 60 e 70 tinham transistores meia boca, assim como os transistores pra amplificadores de áudio o jeito mais simples de conseguir mais potência de saída era com tensão maior, usar transformador 2:1 passando de 110 pra 55V casava com a tensão de 4 baterias 12V em série, essa tensão a maioria dos transistores aceitava então existia motivo pra isso. Sacanagem é continuar insistindo nesse padrão ridículo e antiquado em pleno 2016, quando todo semicondutor usa tensão baixa tipo 1 a 3,3V, mas a Huawei não tem culpa, esse mercado é cheio de leigos (A maior cagada deles pra mim é chamar uma fonte chaveada que carrega baterias de, simplesmente, "retificador", como se estivéssemos em 1968 quando de fato era só um diodo retificador entre o transformador e as baterias), não tem como mudar o padrão hoje.

    A MK vem do mundo dos roteadores de mesa e antenas pra pequenos consumidores, nesse mercado nunca houve o uso de 48V, menos ainda de -48V, nesse mercado sempre teve o negativo aterrado, também não faria sentido ela fabricar um modelo com positivo aterrado, o foco dela não é o mesmo da CEragon, Huawei, Motorola, NEC, SAF, Ericsson.


    A 2 soluções simples seriam:

    -Isolar a carcaça dessa CCR, fita de alta temperatura (Eu uso kapton http://produto.mercadolivre.com.br/M...ga-33mx5mm-_JM ) pode segurar isso tranquila, aquele L pode ser colado com fita ao invés de parafusado, e a fita kapton é isolante o suficiente, é só colocar umas 3 camadas entre as partes. Ela não é plástica então não derrete com o tempo, não vai cedendo aos poucos. Enrolo umas 3 voltas numa perna do L, e coloco sobre o rádio, mas ao invés de colocar os 4 parafusos eu enrolo a fita ao redor do rádio abraçando também essa perna do L, switch pequeno fica firme com isso, roteador mais pesado não tenho certeza, talvez precise alguma gambiarra tipo colocar um apoio de borracha entre a traseira do rádio e o rádio do U de baixo.

    -Passar esse 48V pra 115VAC, e usar a fonte original pra alimentar a CCR, assim poderia ligar a carcaça dela junto com a carcaça dos outros equiptos. Na falta de inversor 48VDC>115VAC talvez teria que usar um conversor dc-dc pra passar pra 12 ou 24V, e só então inverter pra 115VAC.

    Boa noite,

    Seu texto foi muito interessante, e falta muita informação pela parte solar e sobre alimentação de rádios -48v.

    Gostaria de saber se algum de vocês podem me ajudar.
    Tenho uma estrutura solar 24v onde tenho uma CCR e alguns rádios mikrotik e preciso ligar um rádio digital huawei -48v. Eu encontrei um conversor de tensão isolado 24v para -48v da Volt. Segue o link http://produto.mercadolivre.com.br/M...48v5a-volt-_JM, . Irei adquirir esse produto. Agora fiquei na dúvida se posso ligar os equipamentos no mesmo rack? Sabendo que o conversor é isolado.

    Alguém pode me ajudar?
    Obrigado.

  16. Boa noite,

    Seu texto foi muito interessante, e falta muita informação pela parte solar e sobre alimentação de rádios -48v.

    Gostaria de saber se algum de vocês podem me ajudar.
    Tenho uma estrutura solar 24v onde tenho uma CCR e alguns rádios mikrotik e preciso ligar um rádio digital huawei -48v. Eu encontrei um conversor de tensão isolado 24v para -48v da Volt. Segue o link http://produto.mercadolivre.com.br/M...48v5a-volt-_JM, . Irei adquirir esse produto. Agora fiquei na dúvida se posso ligar os equipamentos no mesmo rack? Sabendo que o conversor é isolado.

    Alguém pode me ajudar?
    Obrigado.

  17. Citação Postado originalmente por pedrovilareal Ver Post
    Boa noite,

    Seu texto foi muito interessante, e falta muita informação pela parte solar e sobre alimentação de rádios -48v.

    Gostaria de saber se algum de vocês podem me ajudar.
    Tenho uma estrutura solar 24v onde tenho uma CCR e alguns rádios mikrotik e preciso ligar um rádio digital huawei -48v. Eu encontrei um conversor de tensão isolado 24v para -48v da Volt. Segue o link http://produto.mercadolivre.com.br/M...48v5a-volt-_JM, . Irei adquirir esse produto. Agora fiquei na dúvida se posso ligar os equipamentos no mesmo rack? Sabendo que o conversor é isolado.

    Alguém pode me ajudar?
    Obrigado.
    Eu expliquei justo a parte prática: Não tem opção além de achar conversor dc-dc isolado, ou isolar a carcaça de um dos equipamentos (Pois a carcaça de um tem +48V e a de outro tem 0V).

    Esses módulos DC-DC isolador da CCR, Volt ou outras marcas MUITO mais baratas, são realmente isolados, tem chaveamento que alimenta um trafinho isolador, a saída está ligada ao enrolamento secundário, ligação zero com a entrada!

    É digamos tipo esse:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         23989.png
Visualizações:	21
Tamanho: 	53,8 KB
ID:      	66783

    Ou seja, pode unir GND com GND, ou positivo de saída com GND de entrada, sem problemas (Desde que o conversor dc-dc seja isolado. Eles custam uma fortuna e tem rendimento pior por isso, tem circuito muito mais complexo)

    Se seu equipto 24V está aterrado (E já com alimentação 24V vindo de controlador solar ligado em painel fotovoltaico), bota o conversor isolado entre os +24V e o equipamento -48V, aterra o equipto -48V, e tá feito, sem segredo.

    Mas sem conversor dc-dc não dá pra fazer isso, tem que deixar alguém sem aterramento, e isolar as carcaças deles completamente.

  18. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Eu expliquei justo a parte prática: Não tem opção além de achar conversor dc-dc isolado, ou isolar a carcaça de um dos equipamentos (Pois a carcaça de um tem +48V e a de outro tem 0V).

    Esses módulos DC-DC isolador da CCR, Volt ou outras marcas MUITO mais baratas, são realmente isolados, tem chaveamento que alimenta um trafinho isolador, a saída está ligada ao enrolamento secundário, ligação zero com a entrada!

    É digamos tipo esse:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         23989.png
Visualizações:	21
Tamanho: 	53,8 KB
ID:      	66783

    Ou seja, pode unir GND com GND, ou positivo de saída com GND de entrada, sem problemas (Desde que o conversor dc-dc seja isolado. Eles custam uma fortuna e tem rendimento pior por isso, tem circuito muito mais complexo)

    Se seu equipto 24V está aterrado (E já com alimentação 24V vindo de controlador solar ligado em painel fotovoltaico), bota o conversor isolado entre os +24V e o equipamento -48V, aterra o equipto -48V, e tá feito, sem segredo.

    Mas sem conversor dc-dc não dá pra fazer isso, tem que deixar alguém sem aterramento, e isolar as carcaças deles completamente.
    Obrigado pela explicação. Irei utilizar o conversor dc-dc 24 para -48v e colocá-lós em racks seperados(um para o radio digital e outro pra ccr e outros equipamentos.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 23
    Último Post: 24-10-2011, 10:37
  2. Respostas: 7
    Último Post: 12-04-2011, 21:36
  3. Repetidora com Energia Solar
    Por luisfelipemileo no fórum Redes
    Respostas: 20
    Último Post: 22-12-2008, 13:44
  4. torre com energia solar
    Por ccsandrade no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 17-02-2008, 20:54
  5. Respostas: 7
    Último Post: 28-03-2007, 10:07

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L