Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Question TL-WR941ND + Antena externa 25dbi

    Olá pessoal.

    Seguinte, na situação da vez estou com a seguinte dúvida:

    Há um PC com uma antena externa Aquário 25dbi recebendo sinal de uma torre a sei lá qual distância, mas pega 100%. Nesse PC são feitos uns esquemas doidos aí para fazer o compartilhamento do acesso à Internet para alguns equipamentos wireless e cabeados.

    Já imagino que vão, assim como fizeram com outras pessoas em outros fóruns/tópicos, me esculachar por causa dessa antena, mas não posso trocá-la, não por agora e por algum tempo mais.

    Embora esse esquema atual funcione bem, esse PC está com alguns problemas e estou querendo comprar um roteador TP-Link TL-WR941ND v3 (v4 pra cima é pura enganação com MIMO 2x2) para colocar no lugar dele. Assim, eu pretendo remover uma das antenas dele e ligar o cabo coaxial da antena externa. Eu estava pesquisando sobre isso e vi algumas coisas que me deixaram confuso quanto à possibilidade disso que estou planejando funcionar.

    Por fim, minhas dúvidas são:

    1: Esse roteador vai funcionar bem com essa antena de 25dbi? Na página dele no site da TP-Link há na informação de E.I.R.P. o valor <20dBm. Não entendi muito bem pelo que vi sobre E.I.R.P., mas esses 20dBm determinam/influenciam a potência máxima de antena que posso usar com esse roteador?

    2: Se não funciona, existe algum roteador ou outro equipamento que possa funcionar da maneira que descrevi? Só preciso que o acesso à Internet por meio do wireless externo seja compartilhado em um interior por wireless e, se possível, também cabeado, não sendo essa última forma extremamente necessária.

    Então pessoal, é isso aí, o que dizem?
    Até mais.
    Última edição por TsouzaR; 24-05-2014 às 20:02.

  2. #2

    Padrão

    Citação Postado originalmente por TsouzaR Ver Post
    Olá pessoal.

    Seguinte, na situação da vez estou com a seguinte dúvida:

    Há um PC com uma antena externa Aquário 25dbi recebendo sinal de uma torre a sei lá qual distância, mas pega 100%. Nesse PC são feitos uns esquemas doidos aí para fazer o compartilhamento do acesso à Internet para alguns equipamentos wireless e cabeados.

    Já imagino que vão, assim como fizeram com outras pessoas em outros fóruns/tópicos, me esculachar por causa dessa antena, mas não posso trocá-la, não por agora e por algum tempo mais.

    Embora esse esquema atual funcione bem, esse PC está com alguns problemas e estou querendo comprar um roteador TP-Link TL-WR941ND v3 (v4 pra cima é pura enganação com MIMO 2x2) para colocar no lugar dele. Assim, eu pretendo remover uma das antenas dele e ligar o cabo coaxial da antena externa. Eu estava pesquisando sobre isso e vi algumas coisas que me deixaram confuso quanto à possibilidade disso que estou planejando funcionar.

    Por fim, minhas dúvidas são:

    1: Esse roteador vai funcionar bem com essa antena de 25dbi? Na página dele no site da TP-Link há na informação de E.I.R.P. o valor <20dBm. Não entendi muito bem pelo que vi sobre E.I.R.P., mas esses 20dBm determinam/influenciam a potência máxima de antena que posso usar com esse roteador?

    2: Se não funciona, existe algum roteador ou outro equipamento que possa funcionar da maneira que descrevi? Só preciso que o acesso à Internet por meio do wireless externo seja compartilhado em um interior por wireless e, se possível, também cabeado, não sendo essa última forma extremamente necessária.

    Então pessoal, é isso aí, o que dizem?
    Até mais.
    olá amigo, bom já tentei colocar até 3 antenas de maior ganho em um tp-link de 3 antenas o único que me saiu muito bem é o acesspoint 1 antena inclusive recomento para iniciantes pois este me surpreendeu, e um intelbras que um amigo tentou de tudo para colocar internet em um brega, recomendei com antena de 12DBI aquário ficou excelente os demais com varias antenasnão presta para colocar antena de maior ganho, os de 2 antenas quebra o galho mas frita acredito que sofre por interferência o de 3 lixo não dá nada eu utilizo com a antena original, acredito que radio fraco com mais antenas pega mais interferência não consegue mandar o sinal mais longe ao contrario trabalha sufocado, isto foi o que aconteceu comigo e tenho um acesspoint de 3 antenas com as antenas original aqui em uso, estes com antenas da maior ganho é roubada, agora um c3tech ou intelbraz tenho com omni tb serei apedrejado kkk, esta como cliente de outra omni a uns 200mts. funfa de boa, mas este 1 antena, acredito que para trabalhar assim tem que ser 1 antena ok. estes dados não é para comparação com radios profissionais por favor não me leve a mal. dados para radios domésticos.para quem não dispõem ou não quer gastar com radio profissionais, fis os testes para pesquisa e ganho de conhecimento, se é o que se tem na mão disponível a forma é utilizar ok.



  3. #3

    Padrão

    - Antena de grade de 24dB não tem nada de mais. Tem que esculaxar quem usa OMNI de 25dB, sem homologação nem nada proximo a uma nota fiscal. Omni caseira que promete 25dB sim é coisa de... de... não vou falar palavrão aqui no forum, mas se for pra classificar usuario que compra omni que promete 25dB eu usaria uns 4 palavrões, bem depreciativos.

    - E.I.R.P. é a potencia total de saída, é a soma da potencia do aparelho com o ganho da antena. Esses TP-link vem com antena de 5dB, se tem 20dBm de EIRP então a potencia maxima da etapa de RF é de 15dB, ou 31mW (Mouse bluetooth com alcance de 10m tem 10mW, imagina o que são 31mW) 15dB no aparelho + 5dB da antena dá 20dB de EIRP. Se hoje tem 15dB no aparelho + 25dB da antena externa (O fabricante não pode prever que antena usará, por isso informa a potencia com a antena de fabrica) dá EIRP de 40dB.

    - Uma antena não funciona "bem" ou "mal" com algum roteador específico, antena é antena e ela será boa ou ruim independente do roteador usado, a Aquario as vezes tropeça na manofatura (Acabamento manual, ou as partes manuais da montagem tipo isolamento (Aí setorial enche de agua e vira um... aquario... mas isso é raro hoje), mas não dá pra reclamar dos projetos, tem um abismo enorme entre os produtos industrializados (Aquario, ProEletronic, OiwTech, etc) e os produtos feitos no fundo do quintal (Antenas omni de 25dB no MercadoLivre). Antena de grade raramente tem problema, no maximo o cabo resseca, mas isso é visível fisicamente (Dobra o cabo pra ver se fazer barulho, isola os conectores com fita de alta fusão e não com fita ridícula de vinil preto (Que nem é muito isolante em tensões altas), não passa o cabo junto com rede elétrica, e evita ao maximo deixar o cabo no sol (De preferencia passe por dentro do tubo de aço e entre no telhado logo abaixo da antena, nada de deixar 6m esticado sobre o telhado pra ressecar mais rapido))

    - O que tem que ver direito é esse "Pega 100%". Nível de sinal não quer dizer NADA. Tem que ver a zona de fresnel, se usa MK olhar o CCQ é basico, ver o troughput conforme o horario do dia, enfim, "100%" em wifi é resposta em alguns milisegundos, sem variação no troughput, o nível de sinal é o que menos importa, tem PTP com sinal a -75dB e trafega 30Mbps com resposta de 2mS o dia e a noita toda, esse 941 mal consegue 2 ou 5Mbps se o sinal estiver em -75dB e o ruído nuns -90, fora que vai variar demais, pacote de 1400b vai perder 30%, pacote de 32b não vai perder nenhum.

    - A maneira como você descreveu é um roteador domestico numa antena externa domestica, todos funcionam assim. Tem que ver que roteadores tem modo cliente. Varios roteadores baratos tem apenas modo AP, onde ele cria um SSID. No modo cliente, ou no modo bridge é possivel conectar o roteador no SSID de outro roteador (Torre, casa, notebook). Se sua duvida é "Qual roteador faz isso?" a resposta é: Qualquer roteador com modo cliente, e com conector SMA. Obviamente produtos domesticos (Dlink, Encore, Multilaser, Pacific) sempre terão desempenho péssimo, você que sae o quanto quer gastar e onde quer comprar, no comercio local talvez só encontre TPLink 740 (Que não tem modo cliente. Nem sei se o 941 tem esse modo) por R$ 150, mas via web você acha uma infinidade de modelos abaixo dos R$ 100, os modelos recentes da Aquario e Intelbras estão bons, também é uma boa optar por TPLink, Smartlan, ou Asus.

    - O que tem que te esculaxar é esse "uns esquemas doidos"... putz... parece menininho de 10 anos de idade olhando pra switch piscando os leds... as configurações e operações tem nome, o que é feito entre o PC e o 941 não importa, se tem instabilidade o primeiro passo a fazer é dar um ping no 941, com pacotes maiores (ping -t 192.168.1.1 -l 1400), e ver se há mesmo problema. A instabilidade pode ser culpa da parte de RF do 941 (Que é roteador domestico, é pra uso brando), pode ser má qualidade da conexão até a antena (Zona de fresnel obstruida (Google: Calculo zona de fresnel)), má qualidade da conexão do provedor (30 clientes conectados numa setorial, ou talvez só 10 clientes, mas 5 com sinal ruim tipo -80dB, esses 5 derrubam a qualidade e estabilidade da conexão dos outros 5 que tem sinal bom.

    Se tem lgum problema na rede descreva o problema (Instabilidade, lerdeza, perda de pacotes). Perguntar sobre o hardware usado e não falar sobre os problemas é como ir no medico e conversar sobre dipirona, mas não avisar que está tomando isso pra curar aids, pode estar fazendo uma grande bobeira e ninguem perceber simplesmente porque não disse os efeitos do problema.

  4. #4

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Obrigado por responderem, rogermacedo e rubem, embora eu só tenha entendido completamente o comentário do segundo (questão de escrita).
    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    - E.I.R.P. é a potencia total de saída, é a soma da potencia do aparelho com o ganho da antena. Esses TP-link vem com antena de 5dB, se tem 20dBm de EIRP então a potencia maxima da etapa de RF é de 15dB, ou 31mW (Mouse bluetooth com alcance de 10m tem 10mW, imagina o que são 31mW) 15dB no aparelho + 5dB da antena dá 20dB de EIRP. Se hoje tem 15dB no aparelho + 25dB da antena externa (O fabricante não pode prever que antena usará, por isso informa a potencia com a antena de fabrica) dá EIRP de 40dB.

    O WR941ND vem com antenas de 3dBi. Então a potência do rádio é 17dBm, não? (Acho que estou confundido as unidades e/ou ainda não entendo a dB).
    E quanto ao limite de EIRP que a Anatel estabelece? Nas cidades do tipo da minha (menos de 500 mil habitantes) o limite é 36dBm e sei lá qual potência em Watt. Aqueles limites por firmware, como o que o OpenWrt faz, são eficazes? Alterar a potência do rádio para mais ou menos causa algum dando ao aparelho ou é só questão de necessidade energética?

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    - O que tem que ver direito é esse "Pega 100%". Nível de sinal não quer dizer NADA. Tem que ver a zona de fresnel, se usa MK olhar o CCQ é basico, ver o troughput conforme o horario do dia, enfim, "100%" em wifi é resposta em alguns milisegundos, sem variação no troughput, o nível de sinal é o que menos importa, tem PTP com sinal a -75dB e trafega 30Mbps com resposta de 2mS o dia e a noita toda, esse 941 mal consegue 2 ou 5Mbps se o sinal estiver em -75dB e o ruído nuns -90, fora que vai variar demais, pacote de 1400b vai perder 30%, pacote de 32b não vai perder nenhum.
    Com "pega 100%", não me referia à potência do sinal, mas a funcionar sem problemas. Em alguns outros tópicos vi pessoas falando que colocaram antenas com ganho muito grande em roteadores domésticos e piorou a situação deles, a qualidade da transmissão foi ao chão.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    - A maneira como você descreveu é um roteador domestico numa antena externa domestica, todos funcionam assim. Tem que ver que roteadores tem modo cliente. Varios roteadores baratos tem apenas modo AP, onde ele cria um SSID. No modo cliente, ou no modo bridge é possivel conectar o roteador no SSID de outro roteador (Torre, casa, notebook). Se sua duvida é "Qual roteador faz isso?" a resposta é: Qualquer roteador com modo cliente, e com conector SMA.
    Aí é uma questão de firmware. Pretendo usar OpenWrt, o qual tem esses recursos aí. Você falou do conector SMA e me lembrou de um detalhe: esse WR941ND - e acho que todo roteador doméstico - usa RP-SMA. Procurei algum adaptador ou pigtail entre esses dois mas só achei em uns poucos sites (Só SMA, Computech e Megacoper) que não conheço nem achei nada quanto à confiabilidade deles. Sabe de algum lugar confiável onde isso ou outra solução possa ser obtida? Usar um adaptador desse tipo pode aumentar a perda? Se bem que com mais de 40dBm de EIRP, acho que eu nem preciso me preocupar com isso.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Obviamente produtos domesticos (Dlink, Encore, Multilaser, Pacific) sempre terão desempenho péssimo, você que sae o quanto quer gastar e onde quer comprar, no comercio local talvez só encontre TPLink 740 (Que não tem modo cliente. Nem sei se o 941 tem esse modo) por R$ 150, mas via web você acha uma infinidade de modelos abaixo dos R$ 100, os modelos recentes da Aquario e Intelbras estão bons, também é uma boa optar por TPLink, Smartlan, ou Asus.
    Pois é. Estava vendo algumas análises desse roteador e ele não parece ser lá grande coisa entre os outros da mesma categoria dele. O problema é que os bons são todos da Belkin ou Netgear e esses não são acháveis em lugar algum no Brasil. Eu estava querendo usar uma RB com rádio integrado, mas eu teria problemas com o conector do tipo MMCX dele. Eu precisaria de adaptador ou pigtail SMA -> MMCX (ou dois: SMA -> X, X -> MMCX), o qual não encontrei em minhas pesquisas nem sei se existe.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    - O que tem que te esculaxar é esse "uns esquemas doidos"... putz... parece menininho de 10 anos de idade olhando pra switch piscando os leds...
    Hahaha . É que eu estava com pressa de chegar logo na parte mais importante e não pensei muito em uma expressão para usar no lugar da descrição de como as coisas estão funcionando.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Se tem lgum problema na rede descreva o problema (Instabilidade, lerdeza, perda de pacotes). Perguntar sobre o hardware usado e não falar sobre os problemas é como ir no medico e conversar sobre dipirona, mas não avisar que está tomando isso pra curar aids, pode estar fazendo uma grande bobeira e ninguem perceber simplesmente porque não disse os efeitos do problema.
    Em relação ao roteador não é um problema que está ocorrendo, mas apenas estou querendo trocar o PC que funciona como cliente AP por ele. Esse PC sim está com problemas, não relacionados a redes, que me obrigam a trocá-lo logo por outra coisa.

    [], até mais.
    Última edição por TsouzaR; 26-05-2014 às 00:25.



  5. #5
    Alex Rock Avatar de alexrock
    Ingresso
    Jan 2006
    Localização
    S. J. do Rio Preto-SP
    Posts
    828

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Citação Postado originalmente por TsouzaR Ver Post
    Aí é uma questão de firmware. Pretendo usar OpenWrt, o qual tem esses recursos aí.
    Utilize o DDwrt, serve nessa equipamento, faz o que o Openwrt faz e tem interface gráfica (o Openwrt padrão não possui interface gráfico, somente texto). Com o DDWRT vc pode fazer cliente para receber o link e AP para distribuir, no mesmo equipamento, com SSID e chave WPA diferente no AP (chamam essa função de repetidor universal) inclusive fazendo NAT nessa AP.

  6. #6

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Hum, os 740 e 741 vem com antena de 5dB, já não são grandes coisas em alcance, imagina esse com 3dB.

    Bom, SMA ou RP-SMA, ou Reverse RP-SMA, é complicado saber o que está comprando, tem que ver a foto, os nomes exatos nunca são usados, mas no ML ou no google você encontra varias lojas da area de wifi com conectores (Infoarte2005, DeltaWireless, BestInformatica, tem que dar uma olhada quem ainda está na area HOJE, é uma area complicada então tem muito entra e sai de lojas virtuais no ramo), você pode colocar um conector N na antena, e usar um pigtail MMCX>N, que é mais facil de achar (Mas MMCX>SMA também vejo muito). No brasil geralmente tem SMA compatível com sua antena, fora (No Ebay) é que tem algumas opções incompatíveis)

    Ao invez de usar RB + cartão + adaptador mmcx ou ufl + antena de grade, você pode usar uma CPE Nanostation M2 ou um Airgrid M2, UBNT também tem uma etapa de RF muito boa, e não sei se adianta muito você ter coisa poderosa tipo RB433AH com cartão R52HN se na torre tiver um XR2 velho com mais 20 pessoas conectadas, a qualidade de conexão será péssima independente do hardware-cliente, poderia usar uma anciã RB133, uma cartão velho EMP8602, em 2,4GHz não tem como ter conexões fantasticas em 2014. A vantagem de usar cartão tipo R52HN é poder migrar pra 5GHz posteriormente só com a troca da antena (Grade 5GHz 19dB é barata, R$ 80 a 100 via web), enquanto se usar uma CPE completa (NS M2, ou Airgrid M2) teria que trocar ela inteira. Mas, CPE tipo Nanostation Loco M2 são pequenos e você pode usar como AP interno posteriormente, ele é pequeno e bonitinho, muito melhor do que "expor" numa empresa lixos tipo roteador wifi DLink, Encore ou Multilaser (Eu teria vergonha de ter um desse a mostra).

    Adaptadores "raros" tip UFL>SMA ou MMCX>SMA em pequena quantidade (1 unidade) sai mais em conta no Ebay:
    http://www.ebay.com/itm/1pce-Cable-M...-/271500947552
    É chato não prestigiar o mercado nacional, mas no brasil as vezes você só encontra isso por R$ 25, pra mim o frete sempre fica acima de R$ 25, totalizando R$ 50, e demora 2 semanas, enquanto do Ebay até mim as coisas pequenas demoram 4 semanas, por praticamente um décimo do preço essas 2 semanas a mais não me incomodam, é só ter planejamento (Você está tendo, está a fim de trocar ANTES que fique ruim).
    (Coisa que vem em caixa grande, tipo UBNT Nanostation, é bom não pedir do Ebay, a diferença de preço não é fantastica, e as chances de caixa ser taxas pela RFB é enorme, mesmo que não passe de US$ 50)

    Não gosto nem recomendo os modos repetidor e repetidor universal desses roteadores domesticos, mesmo com chipset mais poderoso tipo do 941, mesmo com firmware otimo tipo DD/OpenWRT (Pra mim que em TP-link ou Atheros o OpenWRT se sai melhor, hoje estranho o DD-WRT), pra coisa tipo apenas navegar na web até vai, mas na hora de acessar conteúdo da rede (Mesmo um smartphone com android rodando video pelo ES File Explorer hospedado num Win7) a conexão fica péssima, as vezes um mísero vídeo 480p atrasa (Ou seja, nem 2 ou 3Mbps de troughput estável tem!). Pelo que entendi é uma empresa, então deve ter uso grande da rede interna, uma impressão via rede é um bom exemplo, um *.pdf de 20KB pode virar 4MB trafegando via rede pra impressão, fora aplicativos tipo ClippStore e cia, que até rodam com rede lenta, mas respondem muito devagar (Uma consulta de preço demora 20 segundos, enquanto numa rede cabeada levaria 1 segunds) e dão muitos erros no BD devido a perda de pacotes.

    Pra OTIMIZAR a coisa eu colocaria outro roteador pra dividir o trabalho, tem alguns TPLink basicos sem wifi, você coloca um 741 da vida em bridge, um roteador cabeado roteando, e outro AP (Pode ser o 941) roteando as conexões wifi, isso melhora bastante as respostas na rede interna. Sobrecarregar um 941 como cliente, AP e roteador de rede cabeada é péssimo, funcionar funciona, mas o desempenho será ruim (Comparado a dividir os trabalhos, pode ser CPE>roteador>AP, pode ser Grade>Cliente>Roteador>AP). Tem roteador TPLink com 2 ou 3 wan, isso pode ser usado futuramente com adsl+radio, ou com 2 conexões de 2 CPE's distintas, são roteadores de processamento razoavel (Estilo os TPLink 1043), não chegam aos pés duma RB750, mas... questão de firmware, Mikrotik é demorado aprender, o firmware dos TPlink é facil assimilar.

    Eu usaria PELO MENOS Grade>Cliente>AP, ou CPE>AP, ou seja, no mínimo 2 roteadores, mas rotear uma rede de varios micros num roteador em modo cliente não gera muito troughput, roteadores SOHO as vezes tem capacidade melhor, mas o preço é o de 3 roteadores comuns pra "separar" os trabalhos, prefiro separar em 3 do que comprar um roteador caro (Já usei, vendi e instalei muitos, unificar tudo só faz ter um gasto maior inicial e na hora de trocar (Tudo na vida queima, roteador que é muito usado queima ainda mais), em materia de estabilidade ou durabilidade sempre notei melhora em usar aparelhos separados, cada um pra algumas tarefas).



  7. #7

    Padrão

    Obrigado por responderem.

    Citação Postado originalmente por alexrock Ver Post
    Utilize o DDwrt, serve nessa equipamento, faz o que o Openwrt faz e tem interface gráfica (o Openwrt padrão não possui interface gráfico, somente texto). Com o DDWRT vc pode fazer cliente para receber o link e AP para distribuir, no mesmo equipamento, com SSID e chave WPA diferente no AP (chamam essa função de repetidor universal) inclusive fazendo NAT nessa AP.
    Bah, interface gráfica não é vantagem pra mim, só vai gerar mais uso de recursos devido à necessidade de um servidor web rodando no roteador. Além do mais, OpenWrt tem o LuCI ou pode-se usar o Gargoyle.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    você pode colocar um conector N na antena, e usar um pigtail MMCX>N, que é mais facil de achar (Mas MMCX>SMA também vejo muito). No brasil geralmente tem SMA compatível com sua antena, fora (No Ebay) é que tem algumas opções incompatíveis)
    Com conector N, você quer dizer adaptador SMA>N, não? A antena é daquelas que já vem com um cabo de uns 10mts, não daquelas com 1mt e você adiciona um pingtail até o PC/roteador, então o único jeito é usar adaptadores no fim do cabo.
    SMA>N>MMCX... isso me soa gambiarra, hahaha.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Ao invez de usar RB + cartão + adaptador mmcx ou ufl + antena de grade, você pode usar uma CPE Nanostation M2 ou um Airgrid M2, UBNT também tem uma etapa de RF muito boa
    Como eu disse no post inicial do tópico, não tem como eu trocar a antena por uma CPE porque os recursos são limitados e a prioridade é ter o roteador. Quando possível, vou ver se adquiro uma AirGrid M5 HP 23dBi.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    não sei se adianta muito você ter coisa poderosa tipo RB433AH com cartão R52HN se na torre tiver um XR2 velho com mais 20 pessoas conectadas, a qualidade de conexão será péssima independente do hardware-cliente
    Eu sei que a torre aqui é uma RB433AH, agora o cartão eu não sei. Geralmente tem mais de 20 clientes ativos nela. Tenho acesso a essa torre para fazer configurações caso precise e vi que o AP dela só suporta 2.4Ghz e o é chip AR5413, então tem uma chance de ser esse XR2 aí. Pelo que eu vi sobre ele, parece ser um cartão bem robusto em algumas situações.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    poderia usar uma anciã RB133, uma cartão velho EMP8602, em 2,4GHz não tem como ter conexões fantasticas em 2014. A vantagem de usar cartão tipo R52HN é poder migrar pra 5GHz posteriormente só com a troca da antena (Grade 5GHz 19dB é barata, R$ 80 a 100 via web), enquanto se usar uma CPE completa (NS M2, ou Airgrid M2) teria que trocar ela inteira. Mas, CPE tipo Nanostation Loco M2 são pequenos e você pode usar como AP interno posteriormente, ele é pequeno e bonitinho, muito melhor do que "expor" numa empresa lixos tipo roteador wifi DLink, Encore ou Multilaser (Eu teria vergonha de ter um desse a mostra).
    Quanto a isso aí, estou em um dilema. Não sei se espero mais algum tempo e troco a antena por uma AirGrid M5 HP 23dBi (o provedor também trabalha com 5GHz) e depois arrumo uma RB951(G ou Ui)-2HnD pra criar a rede wireless interna ou se arrumo logo essa enxurrada de adaptadores e uso a antena atual com um roteador doméstico ou uma RB + cartão, o que acho que fica muito caro. Essa última seria uma solução fraca (nem tanto se usar RB) e de difícil melhoria (ex.: trocar para 5Ghz), mas seria imediata.
    Acho que dá pra ir aguentando com o velho PC até conseguir recursos para essa AirGrid + RB e seria uma decisão mais inteligente esperar por isso, concorda?

    A propósito, poderia me confirmar se a RB951(G/Ui)-2HnD tem conector MMCX para antena externa? Estou vendo em vários, muitos, se não todos lugares dizendo que sim, inclusive de lojas que parecem bem conceituadas lá fora, mas no roterboard.com não diz nada a respeito e acho que vi um cara da Mikrotik no fórum dela confirmando que não tem.
    Se eu for usar a AirGrid só vou precisar da Ethernet, mas eu queria suporte a antena externa para conectar em 2.4GHz a alguma outra torre para redundância. (obs.: não quero usar a série RB751, que tem esse suporte mas é antiga). Talvez um tempo depois eu arrume recursos para o WR941ND e coloque ele com esse monte de adaptadores para fazer a bridge do MkT ou conexão redundante 2.4GHz quando tiver problemas na 5GHz.

    Outra coisa, não notei nenhuma outra diferença entre a RB951G[...] e a RB951Ui[...] além das portas de 1Gbit p/s em uma e 100Mbit p/s em outra. Tem algo mais? Nunca mexi com redes Gigabit, tem alguma diferença no conector ou é o mesmo RJ45 que na Ethernet comum? Estou com receio de não conseguir conectar a AirGrid na RB se eu decidir usar o modelo G.
    A propósito, fiquei confuso com o que a Ubiquiti fala no datasheet da AirGrid M HP: "airGridM operates in the worldwide, license-free frequency range of either 2 GHz or 5 GHz". Eles quiseram dizer que é possível usar a mesma antena para tanto 2.4GHz ou 5GHz (ao menos no caso das M5), ou que há modelos distintos para cada frequência, no caso as M2 e M5?

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Pra OTIMIZAR a coisa eu colocaria outro roteador pra dividir o trabalho, tem alguns TPLink basicos sem wifi, você coloca um 741 da vida em bridge, um roteador cabeado roteando, e outro AP (Pode ser o 941) roteando as conexões wifi, isso melhora bastante as respostas na rede interna. Sobrecarregar um 941 como cliente, AP e roteador de rede cabeada é péssimo, funcionar funciona, mas o desempenho será ruim (Comparado a dividir os trabalhos, pode ser CPE>roteador>AP, pode ser Grade>Cliente>Roteador>AP).
    Se eu jogar a carga toda nessa RB que citei anteriormente, você acha que ela aguenta ou até para ela é muita coisa?

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Mikrotik é demorado aprender
    Discordo, hehe.

    Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Esses pigtails são fáceis de encontrar, na Computech tem UFL[1] e MMCX[2] para RP-SMA.

    [1] http://www.computechloja.com.br/prod...RP-Femea-17-cm
    [2] http://www.computechloja.com.br/prod...RP-Femea-24-cm
    Eu tinha achado isso aí, mas não estava confiando muito nessa loja. Depois vi que ela é uma das distribuidoras da Mikrotik aqui no Brasil, então tem um pouco de crédito.
    O problema é que se eu for usar uma RB com suporte a antena externa por MMCX ou U.FL, o adaptador tem que ser para SMA, não RP-SMA, senão vou precisar de mais um adaptador RP-SMA>SMA. Gambiarra!

    Obrigado a todos, até mais.

  8. #8

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Quanto a colocar um conector N no cabo RG58 que a Aquario mandou com um conector SMA, não sei se dá pra chamar de gambiarra, conector em cabo RG58 ou RGC213 é coisa que dá problema e se troca, se irá colocar um igual o original ou se vai trocar tanto faz.

    (Fechei o estoque esses dias e sobraram uns 30 de cada (N macho e femea pra RG58 e pra RGC213, SMA pra RG58 e RGC213, 6 tipos), de umas centenas que comprei ano passado. E olha que estou numa cidadezinha de 15 mil habitantes, pra ver como esse tipo de conector é bastante usado)

    Bobeira é colocar conector N em cabo RGC213 e depois usar um pigtail N>SMA pra plugar num roteador, isso sim pra mim é gambiarra, já que existem conectores SMA pra RGC213.
    (Se o cabo da antena terá N macho ou N femea tanto faz, só precisa ser o oposto do pigtail MMCX>N se for usar uma RB com R52HN (Chamamos pigtail porque é curto (20-40cm) e como é guardado enrolado tende a parecer o rabo de um porco enrolado. Uns asnos que trabalham nuns concorrentes meus direto vem comprar conector SMA mas insistem em chamar conector de pigtail... fora que chamam emenda RJ45 de "Maricota" ou algo assim)

    Uma RB433 com um EMP8602 ou R52HN aguenta muito bem operar como cliente, AP, e rotear a rede de umas 20 maquinas. Se for a RB433AH (Diferente da RB433) pode dobrar esse numero. Se não há preocupação com rede interna (Qualquer 5Mbps de troughput serve) uma velha RB133 (10 anos atras) dá conta de 40 maquinas, lembre que rede com troughput decente (>50Mbps) consome processamento, um roteador domestico raramente passa dos 30Mbps quando tem todas as 4 portas em uso. Mas pense seriamente em comprar então uma RB493, porque ela já tem uma dezena de portas lan, e pode usar 3 cartões miniPCI, digamos um R52HN como cliente (Na antena de grade atual ou numa futura antena 5GHz) e um mísero R52 (100mW) em modo AP, isso elimina a necessidade de CPE e de switch, centraliza tudo. Em caso de raio as CPE's queimam muito a lan interna e a lan do que está ligado nela, com antena de grade nunca ví raio queimar nada. Alias, eu ainda uso e pretendo usar grade (2,4 ou 5GHz) por isso, queima de lan em tempestade aqui no interior é coisa tipo 30% dos Ubiquiti por ANO, o resto queima menos mas ainda assim 10% por ano queima (Falando em CPE's baratas TPLink, GTS, Elsys, Kozumi, Oiw). Grade só dá problema no conector que solta se mecher, é só usar um bom conector (SMA, N, o que for) e instalar direito que pode durar décadas.

    Quanto a facilidade do MikroTik, o setup dele é simples, o basico é facil, criar bridge e adicionar portas, ou ativar servidor PPPOE ou mesmo hotspot, o que complica é esmiuçar isso, pra quem já conhece a teoria de redes a fundo é tudo mais simples mesmo. Mas eu vejo pelo lado da qualidade dos participantes do treinamentos MK, é bem comum ter muita gente com provedor que mal sabe criar uma bridge, ou que sabe o basico de rede (Acham que fonte POE tem setup pra configurar, por exemplo). Eu também acho simples, mas como vejo muito dono de provedor que não sabe usar quase nada então o troço deve ser mais difícil do que parece.


    E a Computech tem muito crédito mesmo. O problema é o que comentei, o preço. Como fica em POA-RS o frete deve ficar no mínimo uns R$ 20 pro Sudeste, pra mim fica quase R$ 30, então eu pagaria R$ 70 ao todo, enquanto do Ebay custa menos de R$ 7. Por essas e outras que estou fechando a loja essa semana, sem condições de vender as coisas nesses preços.



  9. #9

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Computech tem um ótimo crédito!
    Pena que, de RBs, só vendem individualmente a 750GL. Eles não têm muita variedade de equipamentos.

  10. #10

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Quanto a colocar um conector N no cabo RG58 que a Aquario mandou com um conector SMA, não sei se dá pra chamar de gambiarra, conector em cabo RG58 ou RGC213 é coisa que dá problema e se troca, se irá colocar um igual o original ou se vai trocar tanto faz.
    Eu estava achando que você estava sugerindo colocar um adaptador, havia esquecido que o conector é trocável. Assim a coisa fica mais simples.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Uma RB433 com um EMP8602 ou R52HN aguenta muito bem operar como cliente, AP, e rotear a rede de umas 20 maquinas. Se for a RB433AH (Diferente da RB433) pode dobrar esse numero.
    Agora fiquei confuso a quanto você estar se referindo à RB que quero colocar na minha rede interna ou à do meu provedor que eu disse que tenho acesso remoto. Como você está com a ideia da antena de grade ainda, suponho que seja o segundo caso, quanto ao qual não posso fazer nada: a torre não é minha, ela vai ter que se virar lá, haha. Se eu comprar uma CPE 5GHz vou dessa (torre) pra melhor.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Se não há preocupação com rede interna (Qualquer 5Mbps de troughput serve) uma velha RB133 (10 anos atras) dá conta de 40 maquinas, lembre que rede com troughput decente (>50Mbps) consome processamento, um roteador domestico raramente passa dos 30Mbps quando tem todas as 4 portas em uso. Mas pense seriamente em comprar então uma RB493, porque ela já tem uma dezena de portas lan, e pode usar 3 cartões miniPCI, digamos um R52HN como cliente (Na antena de grade atual ou numa futura antena 5GHz) e um mísero R52 (100mW) em modo AP, isso elimina a necessidade de CPE e de switch, centraliza tudo.
    Na verdade, eu quero o máximo de performance possível dentro dos limites de recursos que tenho para isso. Ainda estou confuso se você está sugerindo essas RBs todas aí para a torre do meu provedor ou minha rede, hehe. Se for o segundo caso, acho que uma RB SOHO seria melhor, acho que o ambiente aqui pode ser suportado por uma RB951. Só vejo aplicação dessa combinação RB + cartão em torres de redes externas, sai muito caro (extrapola os recursos que tenho) e é uma configuração parruda de mais para para uma simples rede interna.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Em caso de raio as CPE's queimam muito a lan interna e a lan do que está ligado nela, com antena de grade nunca ví raio queimar nada.
    Isso é questão de aterramento, não? CPEs devem ser mais suscetíveis a esses problemas que um PC. Pretendo aterrar tudo quando eu terminar essa rede.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Quanto a facilidade do MikroTik, o setup dele é simples, o basico é facil, criar bridge e adicionar portas, ou ativar servidor PPPOE ou mesmo hotspot, o que complica é esmiuçar isso, pra quem já conhece a teoria de redes a fundo é tudo mais simples mesmo. Mas eu vejo pelo lado da qualidade dos participantes do treinamentos MK, é bem comum ter muita gente com provedor que mal sabe criar uma bridge, ou que sabe o basico de rede (Acham que fonte POE tem setup pra configurar, por exemplo). Eu também acho simples, mas como vejo muito dono de provedor que não sabe usar quase nada então o troço deve ser mais difícil do que parece.
    Eu não sei como eu aprendi a usar o RouterOS, talvez por ser familiar com Linux e minhas experiências com o ROS em VMs, mas eu se quer passei por grande parte das dúvidas que vejo por aí

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    E a Computech tem muito crédito mesmo. O problema é o que comentei, o preço. Como fica em POA-RS o frete deve ficar no mínimo uns R$ 20 pro Sudeste, pra mim fica quase R$ 30, então eu pagaria R$ 70 ao todo, enquanto do Ebay custa menos de R$ 7. Por essas e outras que estou fechando a loja essa semana, sem condições de vender as coisas nesses preços.
    Nunca usei eBay, mas ele não é um daqueles sites tipo Mercado Livre? Nunca usei esse tipo de sites de comércio, não tenho grana pra ficar perdendo com malandro golpista.

    Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Esse é o ponto fraco, a Nrstore tem enorme variedade, mas não sei se todos os equipamentos são homologados.
    O preço da NR Store é muito atrativo também. Só que o tanto de reclamações contra eles assusta, parece que eles têm sempre problemas com estoque.


    Resumindo a situação atual pessoal, estou quase descartando a possibilidade de usar um roteador comum + antena de grade como ponto central da rede aqui. Estou analisando as seguintes opções:
    CPE 5GHz:
    - AirGrid M5 HP 23dBi (mais barato, pode causar ruído se a torre 5GHz que eu for usar for muito perto)
    - NanoBridge M5 22dBi (caro de mais, mas é o mais adequado se a distância não for muito grande)
    - Mikrotik SXT Lite 5 (não analisei bem ainda, mas parece uma boa opção)
    RB:
    - RB951G-2HnD (continua usável se eu resolver fazer um upgrade geral da rede para Gigabit)
    - RB951Ui-2HnD (acho que dá pra alimentar a CPE pela porta POE, um pouco mais barata)

    Como a rede do meu provedor atual (provedor que eu uso, não é meu!) tem alguns problemas de vez em quando com a rede deles, geralmente no ligamento entre cidades, penso em aproveitar a antena de grade + roteador TP-Link WR941ND para ter uma conexão redundante com outro provedor. Isso eu faria mais pra frente, não vai sobrar grana por agora se eu usar CPE + RB. Esse roteador TP-Link inicialmente vai ficar fazendo bridge da rede wireless da RB. No caso de problema no provedor na CPE, esse TP-Link é notificado e já muda seu modo de funcionamento para repetidor ou bridge do provedor redundante e o Mikrotik muda para modo cliente do outro roteador e sua rota padrão por ele. Como vou usar OpenWrt nesse TP-Link, não fica difícil fazer isso tudo.

    Como eu não havia imaginado antes que dá pra trocar o conector do cabo da antena externa, acho que agora dá pra eu resolver facilmente o problema da compatibilidade trocando-o por um RP-SMA macho ou algum outro que facilite o uso de um adaptador mais fácil de achar. O problema é que se essa troca envolver solda, vai ser complicado, visto que eu não mecho com isso.

    E aí, podem dar alguma sugestão nisso aí?
    Até mais.



  11. #11

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    5GHz é FUTURO, por mais que tenha gente usando 2,4GHz eles ao menos planejam começar a migrar pra 5GHz um dia. O que tem acontecido muito é: 2,4GHz pra banda pequenas tipo 1Mbps, e acima disso apenas 5GHz. então ter uma RB com cartão EMP8602 ou R52HN (Pra ter suporte ao modo 802.11N) pra mim é basico, investir R$ 500 em algo fixo em 2,4GHz acho bobeira se dá pra ter o mesmo troughput e mais versatilidade com RB+cartão.
    (Não posso sugerir pra mecher em torre dos outros, o que comentei é sobre equip. pro SEU uso, RB + cartão + adaptador mmcx>N ou SMA + antena de grade (Se não achar pigtail mmcx>sma o jeito é compra um mmcx>N e colocar um N na antena de grade, foi só isso que sugeri, não tem segredo, conector foi feito pra ser trocado e tanto faz o que for usar, se será macho aqui e femea alí ou o contrário, existe uma padronização pra facilitar as vendas).

    Ebay é um MercadoLivre que funciona. Só tive calote, atrasos, e produtos errados no MercadoLivre (Desde 2001), no Ebay (Desde 2008) nunca tive produto errado, produto perdido não-ressarcido AUTOMATICAMENTE.
    O ML é um GIGANTE LIXO perto da automatização do Ebay. No Ebay nunca troquei email com ninguem (De 03/2010 a 11/2013 eu fazia 1 compra de pelo menos 3 ou 4 vendedores por semana), você faz a compra, paga pelo Paypal, e o produto é enviado no endereço dos cadastros (Sempre usei os mesmos end. em ambos, não sei qual end. usam), depois de X semanas posso abrir reclamação de não-entrega que geralmente você é ressarcido sem ninguem discutir (Mas a RFB é outro INCOMPETENTE GIGANTE e por mais que você pague (Conteiner em aduana, importa-facil pelos correios) pode demorar 3 meses pra algumas coisas desempacarem. Os Correios são um amor perto da gigante lerdeza da RFB). Embalagem pequena tipo pigtail MMCX<>SMA não tem esse perigo de ser retida muito tempo, conector SMA ou N também não, o problema são embalagens maiores. Mas claro, sempre tem o risco dum lote inteiro de encomendas ficar empacado, quando os lindos funcionarios publicos fazem greve (Na hora do concurso tem 500 candidatos por vaga, quando fica 15 meses sem aumento tem 5% dos funcionarios trabalhando... estabilidade estraga esse país) tipo houve uma no começo do ano ocorre isso. AGORA está tudo fluindo normal, em 30 dias minhas coisas chegam (Seja da china, malasia, EUA, UK, Enquanto dentro do brasil demora 15-17 dias)

  12. #12

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    5GHz é FUTURO, por mais que tenha gente usando 2,4GHz eles ao menos planejam começar a migrar pra 5GHz um dia. O que tem acontecido muito é: 2,4GHz pra banda pequenas tipo 1Mbps, e acima disso apenas 5GHz. então ter uma RB com cartão EMP8602 ou R52HN (Pra ter suporte ao modo 802.11N) pra mim é basico, investir R$ 500 em algo fixo em 2,4GHz acho bobeira se dá pra ter o mesmo troughput e mais versatilidade com RB+cartão.
    Eu até gostaria de ter tudo em 5GHz, mas todos equipamentos internos aqui só suportam 2.4GHz e não dá pra trocar, a maioria é notebook ou smartphone.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    (Não posso sugerir pra mecher em torre dos outros, o que comentei é sobre equip. pro SEU uso, RB + cartão + adaptador mmcx>N ou SMA + antena de grade (Se não achar pigtail mmcx>sma o jeito é compra um mmcx>N e colocar um N na antena de grade, foi só isso que sugeri, não tem segredo, conector foi feito pra ser trocado e tanto faz o que for usar, se será macho aqui e femea alí ou o contrário, existe uma padronização pra facilitar as vendas).
    Analisando aqui, essa foi a configuração usando RB + cartão mais barata que consegui:
    RB411: R$160
    Fonte: R$80
    Cartão R52HN: R$160, como preciso de 2 ou 3 (um para receber do provedor e o restante para a rede interna), pode chegar a R$480
    Total: aproximadamente R$720 só com a RB + 3 cartões, ou R$560 com 2.
    Ainda fica faltando a antena interna, que não deve ficar muito boa, então é melhor RB com 1 cartão + AP. R$400 + uns R$250 do AP = R$650. Mas não fica barato esse conjunto se for ver o resultado, só funcionará em 2.4GHz, por causa da antena, além de que só criará a rede wireless, preciso da cabeada também para 3 equipamentos e não vou comprar switch. Ao meu ver, a RB411 é sucata.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    No Ebay nunca troquei email com ninguem (De 03/2010 a 11/2013 eu fazia 1 compra de pelo menos 3 ou 4 vendedores por semana), você faz a compra, paga pelo Paypal
    Está aí outro problema, não tenho cartão de crédito nem nacional nem internacional, não posso ter.

    Adicionando: estou entre AirGrid M5 HP 23dBi e RB SXT Lite5 para a CPE, isso se não surgir uma solução melhor.

    Vi que a sensibilidade de RX e potência de TX da SXT é geralmente uns 2dBm maior que a da AirGrid em todas data rate e modos de operação, não sei se é realmente uma vantagem devido aos ruídos, mas o alcance dela é menor então não deve ser problema, certo?

    A AirGrid me atrai pelo grande alcance dela devido ao ganho da antena e potência do rádio maiores com possibilidade de ajustar o último, já a SXT tem um preço menor, esses resultados que citei melhores, é MIMO 2x2 (o que mais me decepciona na AirGrid é o MIMO 1x1) e a possibilidade de usar os milagres do NV2 (o provedor que uso é híbrido, não sei se a torre que vou pegar usa Ubiquiti ou Mikrotik pra 5GHz), porém não vi em lugar algum qual o alcance delas, alguém saberia qual é?

    E poderiam me confirmar se isso está certo?
    Ganho da antena: infere no alcance
    Potência do rádio: infere no throughput

    Até mais.
    Última edição por TsouzaR; 30-05-2014 às 17:47. Razão: Adicionar dúvidas sobre SXT



  13. #13

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Isso isso isso, o problemas das SXT é antena de ganho pequeno, a faixa dos 5GHz tem penetrabilidade MENOR que 2,4GHz então o ideal é ter antena de ganho MAIOR em 5GHz que em 2,4GHz. Não que você precise antena de 28dB hoje, mas se 23dB em 5GHz servir então 17dB em 2,4GHz serviria. Mas... SXT tem poder de processamento pra operar como cliente e como roteador na sua rede interna (Servidor DHCP e cia), pode usar SXT + switch + AP simples (O 941), ou mesmo colocar o 941 atual como AP em bridge, ele teria pouca carga, poderia atender 4 PC's via cabo e o SSID local.

    Potencia alta na etapa de RF não garante troughput alto, entre digamos um Ubiquiti Bullet e um Bullet HP a diferença não são pular de 100 pra 800mW, a diferença é um um chipset diferente e toda uma etapa de RF diferente, são 2 aparelhos completamente diferentes, 200% diferentes, só o nome e formato é comum a ambos. Não adianta se focar apenas na potencia e sensibilidade, alguns chipsets são mais robustos ou rapidos que outros, Airgrid M5 tem hardware inferior a um Ubiquiti Unifi, são publicos-alvo diferentes.

    O alcance não é informado porque depende do ambiente e banda, a Ubiquiti uma época falava que Nanostation alcança 14Km, mas... isso é em modo B, fixo a 1Mbps, se colocasse em modo G e fixasse nuns 24 ou 36Mbps o alcance ficaria nuns 2Km, diferença gigante. TP-Link fala aquelas bobeiras tipo "300m indoor, 800m outdoor", mas isso é num ambiente perfeito, bem diferente da vida real, na vida real meu Bullet HP de 800mW numa omni de 12dB da Aquario DENTRO DA LOJA mal aceita conexão a 50m alí no churrasquinho da esquina. Meu TPLink 743 que promete (AcHO) "30 indoor e 300m outdoor" mal conecta depois de 3 paredes a 7m de distancia.

    Na prática GERALMENTE com banda tipo 10Mbps Nanostation M5 conecta em torres até uns 2Km, Airgrid M5 23dB conecta até uns 4Km, e SXT conecta até uns 5Km, não gosto do resultado da mistura UBNT<>MK em PTP, teria que ver se seu provedor usa/usará NV2 ou Airmax, tem provedor chato que usa esses protocolos fechados obrigando todo mundo a usar o mesmo fabricante, sendo que a função dos padrões 802.11a/b/g/n é justamente ser um padrão para que todos os fabricantes se interconectem. Se minha operadora de telefonia me obrigasse a usar apenas telefones Intelbras e apenas modens ADSL da DLink eu ficaria pê da vida e usaria qualquer outro serviço menos esse fechado.


    (Ah, RB411 é pra 1 cartão, quem aceita 3 é RB433, mas pode usar só 2, um como cliente do seu provedor, e outro controlando sua rede interna. Se usar cartão tipo R52HN pode usar divisor SMA e colocar 2 antenas em comodos diferentes, em modo N fixo a digamos 40M é difícil não ter troughput tipo 20Mbps com alcance grande (Coisa que um TPlink domestico só consegue com 6m de alcance...)

  14. #14
    Alex Rock Avatar de alexrock
    Ingresso
    Jan 2006
    Localização
    S. J. do Rio Preto-SP
    Posts
    828

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Verifique antes com o seu provedor se seu kit desejado é permitido (ou homologado) pois já vi provedor que cobra taxa adicional para instalação de kits não comercializados por eles. Não questiono esse procedimento, visto que um kit ou instalação não apropriadas pode gerar problemas na rede.



  15. #15

    Padrão

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Isso isso isso, o problemas das SXT é antena de ganho pequeno, a faixa dos 5GHz tem penetrabilidade MENOR que 2,4GHz então o ideal é ter antena de ganho MAIOR em 5GHz que em 2,4GHz. Não que você precise antena de 28dB hoje, mas se 23dB em 5GHz servir então 17dB em 2,4GHz serviria.
    Só pra constar, você percebeu que estou falando da SXT Live5, né? Me pareceu que você está falando de uma 2.4GHz...

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    pode usar SXT + switch + AP simples (O 941), ou mesmo colocar o 941 atual como AP em bridge, ele teria pouca carga, poderia atender 4 PC's via cabo e o SSID local.
    Como eu disse antes, talvez eu coloque além da RB (roteador principal) um 941 como AP Bridge para driblar obstáculos da rede. Se eu fizer dessa forma que você sugeriu, vou precisar de 2 941 + switch + SXT; mais equipamentos = mais caro, além de que acho que a rede wireless seria mais estável com a RB, visto que seria onde inicialmente seriam feitas as conexões, usando o 941 somente em alguns pontos. Esse poder de processamento da SXT me seria útil para deixar o firewall para a Internet todo nela, fazendo o NAT, IP/port forwarding, etc., enquanto a RB cuidaria da rede interna.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Potencia alta na etapa de RF não garante troughput alto, entre digamos um Ubiquiti Bullet e um Bullet HP a diferença não são pular de 100 pra 800mW, a diferença é um um chipset diferente e toda uma etapa de RF diferente, são 2 aparelhos completamente diferentes, 200% diferentes, só o nome e formato é comum a ambos. Não adianta se focar apenas na potencia e sensibilidade, alguns chipsets são mais robustos ou rapidos que outros, Airgrid M5 tem hardware inferior a um Ubiquiti Unifi, são publicos-alvo diferentes.
    Então quer dizer que a SXT pode se sair melhor por ela ser bem mais potente em CPU? Além do mais, ela é MIMO 2x2 contra 1x1 da AirGrid, isso deve fazer uma baita diferença, não é?

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Na prática GERALMENTE com banda tipo 10Mbps Nanostation M5 conecta em torres até uns 2Km, Airgrid M5 23dB conecta até uns 4Km, e SXT conecta até uns 5Km
    Ué, mas você não falou ali encima que o problema da SXT [Live5] é a antena de ganho pequeno? Como ela pode ter maior alcance que a AirGrid?

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    não gosto do resultado da mistura UBNT<>MK em PTP, teria que ver se seu provedor usa/usará NV2 ou Airmax, tem provedor chato que usa esses protocolos fechados obrigando todo mundo a usar o mesmo fabricante, sendo que a função dos padrões 802.11a/b/g/n é justamente ser um padrão para que todos os fabricantes se interconectem.
    Ao menos o NV2 vi dizer que gera melhorias significativas, então não é de toda má a decisão de usar esses protocolos, mas tem isso da restrição de equipamento como você disse.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    (Ah, RB411 é pra 1 cartão, quem aceita 3 é RB433, mas pode usar só 2, um como cliente do seu provedor, e outro controlando sua rede interna. Se usar cartão tipo R52HN pode usar divisor SMA e colocar 2 antenas em comodos diferentes, em modo N fixo a digamos 40M é difícil não ter troughput tipo 20Mbps com alcance grande (Coisa que um TPlink domestico só consegue com 6m de alcance...)
    O preço dessa 433 é bem salgado, cerca de R$330 sem contar os cartões. Não dá pra usar isso aqui. Mas e sobre a RB951(G/Ui)-2HnD que citei lá no início? Será que o throughput e alcance dela são decentes ou esses modelos com antenas integradas são tão ruins quanto os TP-Links? Tem algum motivo, ignorando preço e possibilidade de upgrade ou 5GHz, para preferir a combinação RB433 + cartão 2.4GHz ao invés dessas 951?

    Citação Postado originalmente por alexrock Ver Post
    Verifique antes com o seu provedor se seu kit desejado é permitido (ou homologado) pois já vi provedor que cobra taxa adicional para instalação de kits não comercializados por eles. Não questiono esse procedimento, visto que um kit ou instalação não apropriadas pode gerar problemas na rede.
    Imagina um provedor desorganizado, onde os poucos donos querem tomar conta de tudo mas não conseguem e nem se importam com o que seus técnicos estão fazendo. Imaginou o provedor que eu uso. Taxa de instalação eles cobram até para o que eles próprios vendem.

    Se aqui na discussão chegarmos à conclusão de que a SXT Live5 tem um bom throughput, alcance e potência, melhor que a AirGrid, vou deixar essa última só pro caso do provedor usar Ubiquiti com airMax.

    AirGrid: antena 25dBi, rádio 25dBi, MIMO 1x1, 32MB RAM, 400MHz CPU
    SXT: antena 16dBi, rádio 27dBi, MIMO 2x2, 64MB RAM, 600MHz CPU

    Essa SXT está me parecendo muito interessante, inclusive ela parece não ter o problema da queima da porta LAN que ocorre na AirGrid, só estou com receio dela ser fraca na transmissão/recepção ou ter alcance muito curto. Vi dizer que é preciso fazer um isolamento de silicone ou cola quente nela pra evitar entrada de água pois ela queima fácil por causa disso; só pode ser brincadeira, vou ter que fazer isso mesmo se pegar uma SXT?

    Obrigado a todos, até mais.

  16. #16

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Nunca usei essa RB951, não sei comparar o desempenho dela com as SXT. A SXT 5hnd, primeiro modelo de SXT, tem 400MHz de proc. e 32MB de ram, isso é muito mais poder de processamento que as RB133, que era o que existia de RB a 10 anos e muito provedor usou pra atender centenas de clientes. A SXT Lite 5 está num patamar de processamento acima da RB750 e RB750G, que são usadas hoje pra atender centenas de clientes. Ou seja, a SXT lite parece modesta (Só 64MB de Ram?) mas não é bem por aí, eu mesmo uso RB600 que tem 64MB de Ram e é a coisa mais paruda e estavel que conheço.

    O problema é que antena de 16dB é pra coisa tipo no maximo 2Km nas areas urbanas típicas, com zona de fresnel comprometida. Se tiver um ambiente bem propício dá pra chegar em 5Km facil, porque o nível de sinal pode ser baixo que ela aceita operar com estabilidade com SNR's ridículos tipo 8dB, coisa que Airgrid M5 não faz, por isso cito que SXT COSTUMA alcançar um pouco mais longe, Airgrid conecta mas perde muito pacote e cai a conexão todo minuto, e no mesmo local a SXT apresenta nível de sinal menor, mas fica mais estável.
    (Sobre Airmax e NV2 eu não tenho experiência, as poucas vezes que usei não tive desempenhos fantásticos (Porque na vida real a lei de Murphy diz que se você precisar zona de fresnel totalmente livre é nesse local que ela será a mais obstruída possível, esses protocolos parece que não nasceram pra aumentar alcance mas sim pra melhorar troughput onde o sinal é excelente)

    SXT até queima lan, é mais incomum mesmo, questão de ambiente (Aterramento nem sempre resolve, indução de alta tensão no cabo (Cabo trançado opera como indutor) devido a campo magnético gerado por descarga atmosférica num para-raio na vizinhança é coisa que se resolve com varistor e centelhador no cabo, mas isso dá trabalho instalar, tem uns protetores prontos no mercado mas não são baratos.

    Quanto a um ser mimo 1x1 e o outro 2x2, isso só faz diferença se seu provedor usar 2x2. Se está em 2,4GHz digamos que está lerdo na migração, e duvido que esteja migrande do ancião 2,4GHz pros novos 5GHz N 2x2, deve estar apenas em 1x1.
    Se o provedor escolher uma tecnologia ou um modo, é mais provavel que escolha Ubiquiti, porque um Airgrid M5 ou um Nanostation Loco M5 custam METADE do preço de uma SXT Dual. E sabe como é, não é por alguém ter provedor que entende do assunto, tem muuuuito leigo dono de provedor que vem com esse papo de "Tem que ser 2x2" mas vende pacotes de 2 a 5Mbps, com esse tipo de conexão "lenta" não faz diferença usar 1x1 ou 2x2.

    Acho que você está se preocupando demais, pra coisa tipo 5 ou 10Mbps o padrão 802.11N em 5GHz (Mas puro, sSem airmax ou nv2) é suficiente, eu me preocuparia com isso se fosse pra ter troughput tipo 70Mbps ou se todos os provedores que você pode contratar operam com DIGAMOS Airmax (Que é mais usado porque UBNT é mais barato. NS M5 Loco tem gente que contrabandeia do paraguai pra vender por R$ 200 pro cliente. Um Loco M5 atende 5Mbps a 1,5Km sem problemas, um SXT vai além dessa distancia, mas o CUSTO é o dobro, vendem pro cliente por coisa tipo R$ 800, NV2 por isso parece que só faz sucesso em PTP.



  17. #17

    Padrão

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Nunca usei essa RB951, não sei comparar o desempenho dela com as SXT.
    Eu estava querendo a comparação com a combinação RB433 + cartão que você sugeriu, não com a SXT.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    O problema é que antena de 16dB é pra coisa tipo no maximo 2Km nas areas urbanas típicas, com zona de fresnel comprometida. Se tiver um ambiente bem propício dá pra chegar em 5Km facil, porque o nível de sinal pode ser baixo que ela aceita operar com estabilidade com SNR's ridículos tipo 8dB, coisa que Airgrid M5 não faz, por isso cito que SXT COSTUMA alcançar um pouco mais longe, Airgrid conecta mas perde muito pacote e cai a conexão todo minuto, e no mesmo local a SXT apresenta nível de sinal menor, mas fica mais estável.
    Cara, você acaba de me convencer por enquanto a comprar a SXT ao invés da AirGrid.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    SXT até queima lan, é mais incomum mesmo, questão de ambiente (Aterramento nem sempre resolve, indução de alta tensão no cabo (Cabo trançado opera como indutor) devido a campo magnético gerado por descarga atmosférica num para-raio na vizinhança é coisa que se resolve com varistor e centelhador no cabo, mas isso dá trabalho instalar, tem uns protetores prontos no mercado mas não são baratos.
    Se for sobrar recursos ou eu for conseguir mais depois, estou pensando em adquirir filtro de linha + no-break microprocessado (para a RB monitorar por USB) com bateria flutuante (só o tempo pro equipamento desligar) 600VA no mínimo, ou um no-break assim com o filtro integrado. Vou colocar aterramento no filtro, se for usar separado, ou no próprio no-break, se ele tiver um integrado. Vou começar a pesquisar isso depois, vou querer o no-break ou NB + filtro mais barato possível que se enquadre nessas características e faça bem seu serviço.

    É estranho que no site da Mikrotik tem um vídeo de instalação da SXT e ela tem um lugar para ligar o fio terra. Achei que o aterramento dela era pela POE.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Quanto a um ser mimo 1x1 e o outro 2x2, isso só faz diferença se seu provedor usar 2x2. Se está em 2,4GHz digamos que está lerdo na migração, e duvido que esteja migrande do ancião 2,4GHz pros novos 5GHz N 2x2, deve estar apenas em 1x1.
    Pelo pouco que vi no site da UBNT, o único equipamento 1x1 lá é a AirGrid. Como não é possível fazer AP PTMP com uma dessas e o restante todo lá é 2x2, ao menos nas torres com Ubiquiti estou quase certo que é 2x2.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Acho que você está se preocupando demais, pra coisa tipo 5 ou 10Mbps o padrão 802.11N em 5GHz (Mas puro, sSem airmax ou nv2) é suficiente, eu me preocuparia com isso se fosse pra ter troughput tipo 70Mbps ou se todos os provedores que você pode contratar operam com DIGAMOS Airmax (Que é mais usado porque UBNT é mais barato.
    É que não é sempre que tenho recursos para comprar equipamentos, então quero colocar algo que vá me servir por muito tempo. Vai que um dia eu precise desses 70Mbps de throughput né.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Um Loco M5 atende 5Mbps a 1,5Km sem problemas, um SXT vai além dessa distancia, mas o CUSTO é o dobro, vendem pro cliente por coisa tipo R$ 800, NV2 por isso parece que só faz sucesso em PTP.
    As Nano e Nano loco são setoriais, não são? Pelo que estive vendo, elas causam e captam muita interferência. Eu acho que todo cliente tem que usar direcional. Setorial é só para AP, não vejo motivo para por em estação.

    A propósito, as SXTs não são setoriais não né? Elas não se parecem fisicamente com direcionais e não vi lugar nenhum falando sobre isso.

    Achei a SXT Lite5 por R$210. Não me parece muito caro, visto que a AirGrid que inicialmente eu iria comprar está por volta de R$250 na mesma loja.

    Obs.: que raios de sistema de reputação bugado é esse o desse fórum? Já atribui reputação a outra pessoa aqui e ele não deixa adicionar mais outra pra você, rubem.

  18. #18

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Pra MIM tanto NanoLoco como SXT são setoriais, pra MIM antena pra cliente tem que ter 10° de abertura. Mas... anteneiro prefere essas antenas com 30° de angulo, ou 60°, porque não precisa apontar com precisão. Nanostation, Nanostation M, Nanostation Loco, o hardware deles não é uma maravilha (Comparado a um Rocket M5, por exemplo), são pensados mais pra cliente mesmo, não pra torre. Pra torre a Ubiquiti tem as antenas Basestation (De 90° ou de 120°) que podem ser ligadas no Rocket M (Que não tem antena interna). Dá pra usar NS M5 em torre, comparado a uma RB433 (Não a 433AH) com cartões EMP8602 o NS se sairia muuuuuuito melhor. RB433AH tem bem mais poder de processamento que SXT (RB433 é minimamente pior que SXT em materia de clock), mas não quer dizer que precise disso. Se optar por coisa tipo SXT (Lite ou 5HND), RB411, cuida que elas vem com licença level 3, que tem bem menos features que o level 4, que é comum em RB751 ou RB433. Não sei se vai precisar level4 mesmo, dá pra ser feliz com L3 em ambiente soho.

    Quanto ao aterramento, tanto MK como Ubnt GERALMENTE usam jacks RJ45 com blindagem, de modo que se você usar conector RJ45 blindado, e cabo blindadado, o aterramento segue desde a tomada, passando por dentro da fonte, até o GND do aparelho, porque a blindagem do plug RJ45 toca na blindagem do jack RJ45. Aqui tive queima de muito UBNT mesmo com cabo blindado e aterramento razoavel.



  19. #19

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Pra MIM tanto NanoLoco como SXT são setoriais, pra MIM antena pra cliente tem que ter 10° de abertura. Mas... anteneiro prefere essas antenas com 30° de angulo, ou 60°, porque não precisa apontar com precisão.
    Pois é, ao meu ver setoriais só são boas para quando estão próximas à torre. Longe funcionam como garis de tanto lixo de radiofrequência que elas captam.
    Saberia me dizer qual é o ângulo de abertura da SXT? Não achei essa informação em lugar algum ainda.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    cuida que elas vem com licença level 3, que tem bem menos features que o level 4, que é comum em RB751 ou RB433. Não sei se vai precisar level4 mesmo, dá pra ser feliz com L3 em ambiente soho.
    É, eu vi lá. A única limitação dessa licença que pode me atrapalhar é a impossibilidade de fazer um AP; vai que um dia eu precise. Mas até lá, eu troco por outro equipamento ou compro uma nova licença.

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Quanto ao aterramento, tanto MK como Ubnt GERALMENTE usam jacks RJ45 com blindagem, de modo que se você usar conector RJ45 blindado, e cabo blindadado, o aterramento segue desde a tomada, passando por dentro da fonte, até o GND do aparelho, porque a blindagem do plug RJ45 toca na blindagem do jack RJ45. Aqui tive queima de muito UBNT mesmo com cabo blindado e aterramento razoavel.
    Como no vídeo da Mikrotik eles mostram o uso de um fio terra à parte, acho que a SXT não tem essa blindagem.
    E quanto a desligamentos súbitos? Isso pode danificar esses equipamentos ou o único problema é sobrecarga?

    Se alguma outra pessoa lendo o tópico quiser dizer algo sobre o desempenho, a performance do wireless da RB951(G/Ui)-2HnD, agradeço.

  20. #20

    Padrão Re: Roteador doméstico + Antena externa

    SXT tem angulo oficial de 25 graus, ME PARECE que são 25 nas SXT Lite, e 30 na SXT 5Hnd. Mas de qualquer forma é muito aberto pra uso como cliente. Se não fosse pela sensibilidade ótima e alta potencia os SXT ficariam limitados a cliente distantes no maximo 1,5Km igual CPE da Oiw, Kodama, Elsys...

    Eles permitem aterramento pelo jack RJ45 sim, pode cuidar que ele é metalico, nas laterais internas do jack RJ45 tem 2 latinhas que tocam no plug RJ45. Cabo blindado nem sempre é bem construído então tem que ter a possibilidade de ligar num fio indeopendente de aterramento.