Página 1 de 19 123456 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Pessoal:

    O intuito do tópico é gerar uma discussão a respeito do Wimax vs Wifi. Alguns dias atrás em outro tópico sobre fibra eu e o @vitorfagundes acabamos meio desvirtuando o tópico com a discussão (bem construtiva), mas mesmo assim, ficou a vontade de criar um tópico exclusivamente para falarmos disso.

    Acontece que, tecnicamente o uso do "802.11 - WIFI" para ambientes EXTERNOS como utilizamos não é o ideal, tão pouco o padrão foi concebido para isso. Para este cenário o correto seria o uso do padrão "802.16"

    Quem quiser ler um pouco mais recomendo: http://www.teleco.com.br/tutoriais/t...2/pagina_4.asp

    Se falarmos apenas dos padrões Wimax "PURO" 802.16d (sem a aplicação de nenhum protocolo proprietário) estamos falando de 70Mbit/s por "rádio". Teoricamente ele também se adapta as condições do enlace instantaneamente, tem baixíssima latência, QOS e é para uso FIXO ou seja, exatamente o cenário que hoje utilizamos no Wifi.

    Já o Wimax 802.16e (MÓVEL) permite picos de 63mb de download e 28 de upload por setor em canal de 10mhz e mantém as mesmas características de QoS, baixa latência, adaptação as condições do enlace e etc.

    Em 2011 foi aprovado o padrão Wimax 802.16m que promete taxas de 300mbps por setor, porém, diz a lenda que o padrão LTE Advance chegará a 1gpbs também por setor (atualmente em testes).

    Logo, depois da sopa de letrinhas acima, vamos a nua, crua e triste realidade pois tudo que parece muito bom tem um problema ou dura pouco.

    Nos últimos meses pesquisei uma série de fabricantes Wimax ao redor do mundo e a lista é grande. Alvarion, AirSpan, RedLine, Samsung, Siemens, Infinet, Proxim, Radwin e etc. Cada uma tem suas particularidades e protocolos proprietários que prometem até 300mbps por setor com 100 ou 150 usuários a distâncias de até 35km com o CPE correto. É praticamente o sonho de qualquer dono de provedor.

    Algumas tem valores de estação base/rádio (sem as antenas) na casa do 17 a 25 mil dólares (mais impostos e as antenas). Outras tem estações base mais em conta na faixa dos 3 a 8 mil dólares. Fora isso o valor do CPE varia do mais em conta que encontrei de 450 dólares até 1.100 dólares dependendo da marca.

    A solução em si me parece impeditiva.

    Acontece que esta conta não fecha e não precisa ser muito bom de conta, tão pouco você consegue atender esta quantidade toda de clientes ao menos que seja planos de 1MB para baixo indo completamente na contramão do mercado e da necessidade de oferecer mais banda. Alias, creio que a conta é impagável em qualquer cenário brasileiro. Se utilizarmos uma CPE de 450 dólares, facilmente ela chegará em nossas mãos por cerca de R$ 2.000,00 com todas as taxas inclusas ou seja, se você tiver 50 clientes estamos facilmente falando de R$ 100.000,00 fora a ERB. Mesmo que seu cliente tenha um ticket de R$ 100,00 por mês, você verá o retorno deste dinheiro bem depois de 24 meses em uma conta de padaria excluindo outros custos como o link e a instalação por exemplo. Por mais robusto que seja o equipamento digamos que de 4 em 4 anos você tenha de troca-lo...

    Onde está o milagre e a vantagem em utilizar o Wimax? O que é que eu não vi, não entendi ou que estou deixando passar no entendimento ?Ok, é o padrão correto para uso outdoor, porém, o padrão incorreto parece fazer MAIS a um valor menor ou seja, vence o custo x beneficio.

    Por que é que as fabricantes que estamos tão amplamente acostumados - UBNT, Mikrotik, TP-Link, AirLive, etc - não possuem equipamentos com esse padrão e por que a implantação do Wimax no Brasil é tão tímida e praticamente morreu?

    Como é que um modelo de negócios consegue fechar a conta desta forma? O que é que eu não estou enxergando ?

    Digamos que você tem 25 mil dolares para investir em um rádio que cobre 360º. Se a necessidade MUNDIAL é de crescimento de banda teoricamente não consigo atender vários clientes com bandas maiores que 10mb. Se mesmo assim montarmos diversas células... ainda assim a conta não fecha. NUNCA.

    Onde gostaria de chegar com tudo isso é ter um cenário Wireless com uma solução robusta, criada REALMENTE para o cenário, porém, ela parece extremamente longe da nossa realidade ou do nosso desejo e vontade.

  2. Vamos lá então @Zucchi os pontos a serem levados em conta para o WiMAX:

    1- O IEEE 802.16m foi cancelado sendo substituído pelo 802.16-2012 este permite 1 Gbps na conexão fixa e 350-450 mbps na conexão móvel.
    2- Todos os equipamentos certificados pela WiMAX Forum possuem garantia por volta de 10 anos.
    3- Atualmente a previsão da entrada de 4 "padronizações" para o WiMAX até o ano de 2022. Sendo a mais importante a que deverá se outorgada em 2016 com conexão por setor de 10 Gbps isso mesmo!
    4- Sabe porque a UBNT e Mikrotik não desenvolvem equipamentos para trabalhar com o WiMAX ou LTE? Simples, não mexa no meu nicho de negócio que não mexo no seu, entendeu?
    5- O WiMAX só não substituiu o LTE, devido ao fato de o LTE ser homologado pela 3GPP e o wiMAX pela IEEE. O que têm isso haver? Simples, 3GPP regulamenta equipamentos só de telecomunicações, enquanto o IEEE todo o resto. Sendo por isto toda outorga feita pelo 3GPP possui retrocompatibilidade.
    6- O maior problema em investir no WiMAX no Brasil seja o fato dos impostos e da taxa de câmbio que é muito desfavorável.
    7- Como o WiMAX funciona de um jeito parecido com o LTE e 3G, você pode utilizar a ideia das CPE's USB, que não funcionariam do mesmo modo de uma conexão entre um smartphone e a Base Station. Com isto, você conseguiria cobrir distâncias de até 2km com o uso deste tipo de CPE. As CPE's que a Alvarion, Proxim, Cambium vendem são mais recomendadas para uso rural.
    -------------------
    Se tiver mas alguma dúvida, que possa te explicar posta aí!



  3. Opa, Boa Vitor, obrigadão!

    No nosso setor de provedor os CPE's USB ou "auto instaláveis" sem a necessidade antena na casa do cliente não se encaixam devido as frequências que podemos utilizar. Simplesmente não irá funcionar.

    No cenário com a instalação individual de CPE's além do custo, o que não encaixa é a quantidade de BS + a banda que podemos disponibilizar. É absurdamente MUITO caro.

    Por isso ainda não entendi qual é o milagre.

  4. Citação Postado originalmente por Zucchi Ver Post
    Opa, Boa Vitor, obrigadão!

    No nosso setor de provedor os CPE's USB ou "auto instaláveis" sem a necessidade antena na casa do cliente não se encaixam devido as frequências que podemos utilizar. Simplesmente não irá funcionar.

    No cenário com a instalação individual de CPE's além do custo, o que não encaixa é a quantidade de BS + a banda que podemos disponibilizar. É absurdamente MUITO caro.

    Por isso ainda não entendi qual é o milagre.
    -----------
    Esqueça a situação de um provedor Wireless, pense como uma companhia de comunicações móveis!

    Então o WiMAX funciona do mesmo modo do LTE ou também do 3G. Você não necessita de uma mega CPE, para receber ou transmitir o sinal com o WiMAX. Ele funciona como uma rede GSM, seus receptores são sensíveis e conseguem identificar com facilidade quando um dispositivo esta conectado pois, é uma tecnologia menos sensível a interferência.



  5. Na verdade não é somente a tecnologia dos equipamentos LTE e 3G que são diferentes, o GRANDE diferencial, que permite utilizar antenas de baixo ganho no receptor e eliminar o uso de CPE, está baseada em:
    1- na potencia dos rádios da ERB que podem ser da ordem de 40 a 43 dBm;
    2- utilizarem frequencias distintas para TX e RX e
    3- terem proteção legal contra interferencia, eles são os "donos" daquela frequencia e não podem sofrer interferencia.

    Nós, pequenos empreendedores não temos essa exclusividade no uso da frequencia e temos limitação sobre a potencia máxima que podemos utilizar, portanto, devemos desconsiderar totalmente a possibilidade de comercializar o acesso móvel.

    Além disso, mesmo que conseguíssemos viabilizar tecnicamente, não poderíamos prestar esse serviço, pois a outorga SCM é exclusiva para prestarmos acesso fixo a internet.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 108
    Último Post: 18-09-2015, 14:41
  2. Onde estou errando, ou não funciona?
    Por rogeriodj no fórum Redes
    Respostas: 18
    Último Post: 26-12-2008, 12:42
  3. software que mostre os pacotes que passam ou nao no iptables
    Por quecosuix no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 13-07-2005, 11:20
  4. Respostas: 7
    Último Post: 05-11-2003, 19:09
  5. Não sei o que estou fazendo de errado (Tar.gz)
    Por vanilia_sky no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 8
    Último Post: 13-01-2003, 02:42

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L