Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. No Brasil, a academia de informática, ou seja, graduação, bacharelado, pós-graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado de informática são valorizados pelo mercado?

    Um professor universitário me disse através de e-mail o seguinte:

    "Infelizmente na TI, no caso do Brasil especificamente, a academia se distancia consideravelmente do mercado, da vida real. Aqui “quem sabe, faz, quem não sabe ensina” é mais realidade do que deveria ser natural. Tem alguns professores e alunos de doc/post-doc que tentam brigar contra isso e promover essa maior integração entre a pesquisa acadêmica e a vida real, o que o mercado quer/precisa. Porém, as diretrizes do que vale pro MEC, como publicações e afins, são contrárias a essa abordagem. E infelizmente são essas publicações e que valem $$$ pra pesquisas.

    Enfim, aqui a parte da “academia” que o mercado valoriza no Brasil é tratada como tecnicos e tecnologos."

    Esse professor me sugeriu postar esse tópico no Under-Linux.

    Foi isso que tentei perguntar no primeiro tópico que postei aqui no Under-Linux, criei novo tópico para que o primeiro tópico que eu criei não atrapalhe o que estou tentando saber, confusão que eu comecei por causa de não ter conseguido perguntar o que quis saber, por favor, me desculpem, tomara que não seja tarde demais para corrigir essa confusão que causei.

  2. Ué, se a qualidade dos graduandos e técnicos anda ridícula, resta colocar mestres e doutores no chão de fabrica.
    Tanto curseco com "tutor" ao invez de professor, isso me diz que temos que investir mais em mestrados e pós-graduações, pra ter pessoal com conhecimento pra formar com decencia os graduandos. A piramide precisa uma base de técnicos e graduados mais decente.

    Tem um abismo enorme entre os graduados da Unicamp e os da Unip na franquia de Gogó da Ema na Bahia, como o mercado vai identificar isso? Teria que fazer testes, e isso dá trabalho. Forma mais simples de selecionar candidatos? Ignora as graduações, e passa a exigir especializações, mestrados, doutorados, pra tarefas que DEVIAM ser feitas por graduados.

    Pra mim o mundo academico comete 2 pecados que incomodam o mercado formal: Investem em incubadoras que geram empresas pra competir de forma desigual, empresas que não produzem nem divulgam conhecimento. E investem em parcerias com grandes multinacionais, que darão ao graduando um know-how apenas do setor onde ele passar, e um know-how meio superificial.

    Interagindo com pequenas empresas (2-6 funcionários) se adquiri um know-how de todo o processo, do desing até a venda, da importação de componentes até a compra de software pra programar.

    E incubadora pra "produzir" produto aqui geralmente é coisa simples, que eu mesmo faço (E nunca cheguei perto de faculdade decente de TI (Meu curso tecnologico dá na mesma que cursinho por correspondencia)), rodar layout de projeto semi-pronto, encomendar placa com esse layout e componentes na china, fazer projeto 3D pra fazer forma pra injetor plastico, customizar firmware ou integrar API em aplicativo simples, fazer layout de caixinha simples de papel, montar, parafusar e embalar, isso é coisa pra qualquer zé-oreia fazer em CASA, não precisa incubadora pra isso, alias, incubadora não DEVE permitir isso, a china tá cheia de gente fazendo isso com iniciativas proprias, o vale do silicio idem, se você precisa maquiar o desenvolvimento comercial como "pesquisa" pra angariar recurso público, tem algo muito anti-ético nesse profissional.

    Inventaram que brasileiro é criativo, mas não vejo isso, vejo um monte de burocratas, que colocam a culpa nos impostos, nos políticos, na Dilma/Aecio/Campos, nas estradas, na tensão variando, na internet lenta. Tem R$ 20 mil e vai abrir uma empresa? 1/3 vai falir no primeiro ano mesmo, pra que se esforçar? E tem que se esforçar depois de abrir a empresa? Que tal se esforçar ANTES, fazendo cronograma decente, com projeto decente? Isso nunca acontece, abrem, vão empurrando com a barriga, não tem conhecimento (Mas muitos tem diplomas), se der SORTE a empresa vai pra frente, senão vai falir, se falir bota a culpa dos ítens citados. Mas enfim, um povo burocrata NÃO vai ser inovador na pesquisa, vai ser um pesquisador burocrata, não dá pra generalizar mas se 70% dos estudantes estudam apenas pra ter nota no Enem pra ir pra faculdade, e vão pra faculdade pra ter os diplomas que o mercado exige pra dar um bom salário, 70% dos mestrandos e doutorandos serão burocratas sem inovação, com tanta pesquisa sem resultado atraente, com tanta interação faculdade<>empresa sem resultado decente, os 30% inovadores tem má fama, vão receber portas na cara no brasil, e possivelmente vão pra fora.

    A parte de pesquisa em software é outro exemplo de burocracia inútil a meu ver: Software morreu, hoje temos aplicativos, aplicativos dependem de inovações, de criatividade, tem como ter criatividade sendo obrigado a decorar velharias tipo Pascal ou C? Não necessariamente se aprende algoritmo de maneira explícita lendo sobre isso: Pra quem programa desde adolescente isso é intuitívo e lógico, ser obrigado a teorizar sobre algo que é intuitívo é extremamente atrasado, coisa de burocrata, isso afasta do ambiente academico que tem realmente muita inovação guardada na manga, essa pessoa vai aplicar isso no mercado, deixando o ambiente academico burocrata bem longe (A.k.a: Trauma cria preconceito), classificando TODOS que tem sucesso no mundo academico de TI como burocratas sem preparo. E se esse alguém for Michael Dell, que LARGOU a faculdade pra trabalhar com TI? Se ele tiver esse preconceito (Bem fundamentado, eu diria), iria se preocupar em contratar mestrandos ou doutorandos pra investir nas suas pesquisas? Iria aceitar interação de alunos na sua empresa? Duvido.

    Todo o mercado de TI no brasil anda devagar, importa a maioria (Integra partes, com base em projeto importado), o ambiente academico tem que dar seus pulos pra conseguir se integrar no meio disso, o que tenho visto são pulos errados, com incubadoras que não produzem conhecimento, com interação de fachada com grandes empresas (Os alunos absorvem conhecimento da grande empresa, a grande empresa não usa NADA do que a universidade teria pra oferecer. Não é melhor então largar a faculdade e entrar pra alguma pequena empresa promissora? Porque mesmo formado o maximo que conseguiria numa grande empresa é ser trainee, cargo pleno só com muuuuuuitos anos, porque a empresa "não deixa" ser pleno antes? Não, por que a formação basica é insuficiente pro trabalho, a pós-graduação ou o doutorado são suficientes pro trabalho, com tanta dificuldade de achar gente com formação suficiente não tem como sonhar em investir em pesquisa.

    Enfim, base ruim/péssima/ridícula inviabiliza investimento em pesquisa, essa é minha visão.



  3. Concordo plenamente @rubem.

  4. No Brasil,a academia de informática, ou seja, graduação, bacharelado, especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado são decentes?



  5. Já procurou ao menos estudar sobre a grade dos cursos que vc pretende fazer? para julgar quer dizer então que vc é no mínimo pós doutorado e pode ter conhecimento técnico suficiente para dizer o que é bom ou não. Desejo que seja assim, senão é mais um que coloca as Dificuldades cultuais da nação como regra para tudo.






Tópicos Similares

  1. No Brasil, a academia de informática é decente?
    Por jorge no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 2
    Último Post: 22-08-2014, 15:15
  2. Conexão de 100MB aqui no brasil. parece mentira mas...
    Por Snake_jp no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 27
    Último Post: 10-02-2009, 10:21
  3. Provedor com precos de VARPHONEX mas com servidor no Brasil
    Por FabricioViana no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 4
    Último Post: 17-06-2007, 17:33
  4. Problema para resolver reverso de IPs registrados no Brasil.
    Por Livio no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 14-09-2005, 17:37
  5. feira de informatica no canada
    Por rsrsuporte no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 26-08-2005, 07:29

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L