Página 1 de 8 123456 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Olá Pessoal, tudo bem?

    Estou sumido do fórum desde 2012 quando vendi meu provedor (na época com aproximadamente 80 clientes) para outro provedor maior, na época me prometeram salário e um cargo bem alto que como não estavam no contrato não foi cumprido, enfim, estou pensando em retornar a ativa e venho mexendo alguns pauzinhos e gostaria de compartilhar com vocês minha visão para o futuro dos provedores via rádio, já tinha esta visão desde 2010 e hoje ela pode se tornar realizada mais facilmente, vamos lá:

    Internet de Alta Velocidade:
    Atualmente as teles e vários provedores via rádio que iniciaram o cabeamento por fibra ou cabo de rede oferecem conexões na média de 50 á 100mbps (sendo que em são paulo a net e tim já oferecem 500mbps por um preço acessível) a verdade é que estas velocidades só estão disponíveis nos grandes centros (e nos centros das cidades) deixando bairros novos e afastados sem cobertura, além disso os provedores de hospedagem tem limitação na velocidade de entrega ao cliente, ou seja, não adianta o cliente ter 100...200mbps, ou que seja 1gbps sendo que o site que ele está acessando só vai liberar 2 megas de conexão para o ip/computador dele.

    Enfim, acredito que a velocidade não é tudo e sim a qualidade desta conexão, na tecnologia atual MIMO da Ubiquiti, acredito ser possível entregar até 10mbps para cada cliente com 1mbps de upload, e esta velocidade será suficiente pelos próximos 5 anos, afinal a telefônica e net ainda vendem conexão de 1 mega por exemplo.

    Telefone Fixo:
    O Voip que no começo da internet foi muito desmoralizado ainda é a melhor tecnologia de telefonia devido a sua versatilidade, é possível montar um servidor de telefonia próprio (com conexão à operadoras de telefonia fixa e móvel) e oferecer planos de ligações ilimitadas para nossos clientes, e para numeração é possível fazer parceria com alguma operadora STF que atende na sua cidade, é assim que os provedores voip fazem: contratam uma grande quantidade de DDR de operadoras e montam um servidor na cidade.

    Além disso com o voip é possível oferecer serviços diferenciados como: caixa postal com recados via e-mail, siga-me configurável, não perturbe, ramais para empresas, etc etc.

    E como o servidor estaria local na empresa e as ligações sairiam por operadoras físicas não terá problemas com picotamento de ligações causados pela conexão de internet, e no wifi você pode priorizar o tráfego, além disso com o G729 ele consome cerca de 100kbps UP/DOWN.

    E o equipamento para entregar a linha ao cliente (ATA) temos opções acessíveis e inclusive um modelo de roteador da TP-LINK que já vem com Wifi e 2 Linhas Voip.

    TV via Satélite:
    Acho que a TV é mais questão de ter o serviço disponível (para o cliente não falar: vou pra NET por que lá tem TV), por que muitos clientes hoje em dia utilizam o Gato TV, inclusive o GATO TV seria a 3º maior operadora de tv do Brasil (rsrs), então assim, aqueles clientes que desejam ter o serviço de tv por assinatura e já usam ou queiram a sua internet e telefone podem assinar com você o serviço de tv via satélite, a ISP TV lançou isso há alguns anos, agora mudou de nome (http://www.redeippi.com.br/) ainda não sei quais são as condições comerciais mas provavelmente você leva um valor inicial pela instalação e mensal para manter a cobrança, atendimento e suporte.

    Enfim, dá pra oferecer tv por assinatura, é só querer.

    Informática:
    Aqui eu acredito que seja o grande diferencial da maioria dos provedores via rádio e o que eu pretendo levar a larga escala na minha nova empreitada: soluções em informática, hoje a maioria dos provedores via rádio nasceu muitas vezes de uma loja de informática que acabou colocando uma antena em cima da sua loja e começou a vender internet.

    O serviço de informática pode ser agregado na mensalidade do cliente, por exemplo: você pode incluir o suporte técnico por telefone para dúvidas gerais na utilização do computador (muitas vezes já fazemos isso sem cobrar, afinal o cliente liga lá e diz: meu internet explorer não abre, aí temos que orienta-lo a usar outro navegador, as vezes temos que até ensina-lo como instalar), também é possível oferecer suporte via conexão remota (usando o team viewer por exemplo) e ainda incluir formatação, backup, anti-vírus, etc.

    Com isso nós provedores via rádio teremos um diferencial, que na verdade já temos, porém em forma de um pacote, ou plano, mensal, imagina cobrando R$ 30,00 de cada cliente para ele ter suporte técnico em seu computador? se você tiver 100 clientes já são 3.000 mil a mais por mês, e provavelmente você não vai ter que oferecer suporte técnico à todos durante o mês, pois muitos não precisarão, outros esquecerão que pagam para isso e outros simplesmente não enchem o saco por qualquer coisa.

    Atendimento e Suporte:
    Não podemos nos esquecer do atendimento e suporte técnico, que como todos sabem nas grandes teles é uma porcaria, o cliente só passa raiva para resolver pequenos problemas, por isso muitos optam pelos pequenos provedores, e isso se deve a pequenas coisas:

    Atendimento Personalizado: nós prestamos um atendimento único, conhecemos o cliente e sabemos quem ele é e qual sua necessidade, reclamação diária, muitas vezes o que se passa na vida dele, então esse relacionamento próximo é o que atrai e seguro muitos clientes.

    Suporte Rápido e com Hora Marcada:
    Quando o cliente liga na vivo por exemplo e depois de muito esperar e muitas vezes chingar eles dizem que enviarão um técnico em 48 horas, aí o cliente tem que ficar lá esperando como se ele não tivesse mais nada para fazer da vida, por isso muitos clientes preferem provedores locais, por que ele tem acesso mais fácil para ligar ou ir até lá e ver um horário que de certo para fazer a manutenção (quem ainda não oferece visita técnica com hora marcada, fora de horário ou em finais de semana ou feriado está perdendo um grande diferencial perante a concorrência, seja ela de teles ou de outros provedores).

    Resumindo:
    Enfim, não é por causa da tecnologia que o cliente contrata um provedor via rádio, muitas vezes ele não sabe a diferença, para ele é tudo 1 giga, quando na verdade é 1 mega, no final o que ele quer é ser bem atendido.
    Na minha visão, o provedor via rádio do futuro precisa ser Multicombo, nada de triplay com o diferencial da Informática e o atendimento somos mais fortes que os 200mbps das operadoras!

    #GoWireless

  2. Lembrando que SCM não permite fazer saída de VoIP para operadora de telefonia, então seria necessário ter outra outorga, acho que a SeAC, que é bem mais cara. Já é difícil provedor via rádio ter SCM, imagina SeAC.



  3. Olá,
    grandes companhias tem grandes investimentos e uma grande área de atuação, sendo que uma área no inicio de seu desenvolvimento pode ter prejuízo que outra área cobre esses gastos. Com o pequeno provedor isso não ocorre, geralmente a área de atuação é próxima com um raio de uns 80km? É fácil se queimar e o prejuízo vem forte.

    Você falou que a tecnologia da Ubnt será suficiente para os próximos 5 anos?
    Não, não vai, certeza.
    Quando comecei a trabalhar no ramo a +- esses 5 anos que você citou eram instalados placas PCI e antenas de grade tentando vender velocidades de 150-300k. Hoje vendemos planos de 1Mb a 10Mb. A tecnologia cresceu muito nesses últimos 5 anos e vai crescer em PG na proporção dos próximos 5 anos. Se a 5 anos atras nem era vendido 1Mb daqui 5 anos provavelmente 10Mb será o plano básico.

    O marketing de vender via rádio é fraco comparado a todo mundo fazendo GPON e entregando fibra nas casas, a tendencia é fibra.
    Seu investimento vai ser maior, seu marketing vai ser maior e a tecnologia te proporciona algo muito superior.
    Você chegou com fibra na casa do cliente, qual o seu limite? Do equipamento que está usando.. Você levou ao cliente a coisa mais rápida na transmissão de dados existente, e não só rápida, confiável.

    Leve uma fibra até o cliente, coloque uma ONU e esqueça.
    O cara quer 1, 10, 100Mb? Você pode levar.
    Quer TV? Telefone? Você pode levar.
    Hoje as programações são gravadas em HD, daqui a pouco será 4K ou outra resolução, mas tudo vai criar corpo e ficar com mais megabytes/s.
    E isso tudo até o cliente com qualidade.

    Entregar hoje via rádio ou então investir toda uma nova estrutura em rádio é bem complicado, a não ser que o poder aquisitivo do local seja baixo.
    Você gasta 100k em uma nova estrutura, chega um concorrente passa fibra.. pronto, mesmo que seja bom seu produto, seu suporte e afins.. o marketing da fibra leva clientes.. é pelo fator de status.
    "EU tenho fibra em casa" não importa quantos Mb ou qual a velocidade dos vídeos no youtube.

    Mas sim, o futuro é o combo.. ou a concorrência irá tomar conta.

  4. G729 e 9k até onde me lembro.



  5. Creio que em alguns pontos todos estão certos.
    Ninguém pode prever o rumo certo. Existem tendências.
    Esta questão da fibra por exemplo, como citado tem um forte apelo de mercado.
    O usuário final ao ouvir "fibra", TV, fonia, etc fica com seu "ego" massageado ao comentar nas rodinhas de amigos e deixar os outros babando. Na outra semana os amigos vão correndo mandar instalar para não ficar para trás.

    Já vi apelo anti-ético ( se é que dá para falar em ética em nosso ramo) de provedor anunciando fibra, tv, telefone mas na prática ele só tem é parte do backbone em fibra. 99% dos clientes é rádio mesmo. Maioria dos Pops ligados via rádio mesmo.

    E TV, comercialmente falando ainda não vi depoimentos e indicações viáveis. Tudo está muito na área especulativa. Será que o custo de liberação de canais vai compensar para um pequeno provedor?
    E coloco pequeno até 10 mil assinantes. 1000 já seria micro provedor.

    é inegável o crescimento tecnológico e classifico como incerto o rumo pois os fabricantes de equipamentos wireless não estão parados no tempo. Eles também sabem do potencial enorme da fibra, mas eles não vão querer perder seus mercados.
    Coisa mais parruda vai aparecer no mercado para suprir a necessidade.
    Uma vez o Steve Jobs disse que o futuro era o wireless e foi criticado por muitos.
    Hoje se observa que bons equipamentos são um diferencial nesta área. Só quem já pegou um Apple nas mãos vai entender o potencial que o wireless ainda tem.
    Até internet ruim funciona que é uma beleza num Apple.
    Isso falando de equipamentos para usuários. O elo fraco ainda está no fornecedor do serviço.
    A geração Y se vira muito bem com um smartphone ou tablet. Muitos já nem querem uma máquina presa a um plano fixo. Querem mobilidade em qualquer lugar. Levam seus devices para qualquer lugar. E aí também entra a questão do marketing. Se o amigo tem, ele vai querer também.

    802.11AC, 802.16, LTE? Sei lá mas que devem surgir coisas novas, isso é certo.
    E as tecnologias acabarão se complementando.

    Só uma coisa eu tenho certeza quanto ao futuro. A coisa vai ficar pesada para os pequenos provedores. Só quem começar a investir agora, seja em fibra, seja em rádios mais parrudos é que vai sobreviver.
    E me preocupo muito com as instabilidades que se apresentam em Ubiquiti e Mikrotik. Por mais que muitos e muitos digam que estão tranquilos, vemos diariamente gente reclamando.
    E o monitoramento passa a ser a peça chave do provedor. Parou, troca. Trava, reinicia. Queima Lan, coloca outra peça. E por aí vai.
    Tudo isso acaba gerando um SLA alto e o usuário se dá conta disso.
    Não dá para crescer num ambiente assim. Qualquer propaganda falsa de uma operadora grande tira nossos clientes.






Tópicos Similares

  1. Futuro dos pequenos provedores via rádio no Brasil?
    Por GilsonBarbosa no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 35
    Último Post: 10-06-2017, 08:40
  2. IPTV será o futuro para os provedores via rádio?
    Por GilsonBarbosa no fórum Redes
    Respostas: 14
    Último Post: 21-05-2012, 13:07
  3. Respostas: 30
    Último Post: 06-07-2005, 07:05
  4. Montando um provedor via radio
    Por ddduken no fórum Redes
    Respostas: 10
    Último Post: 16-05-2005, 12:00
  5. Provedor via rádio
    Por pensador-ce no fórum Redes
    Respostas: 9
    Último Post: 07-11-2002, 00:34

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L