Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #1
    Under-linux.Org Team Avatar de MarcusMaciel
    Ingresso
    Dec 2000
    Localização
    Boston
    Posts
    1.970
    Posts de Blog
    44

    Padrão Nova tendencia nos Estados Unidos

    Pessoal não sei como vocês estão pensando neste tópico, mas nos estados unidos alguns provedores estão igualando velocidade de download e upload sem mudança no preço da mensalidade e creio que isto venha a ser uma tendencia mundial.


    Segue o Exemplo aqui em Boston da minha conexão.


    Nome:      Screen Shot 2014-08-29 at 8.57.21 AM.png
Visitas:     149
Tamanho:  137,3 KB



    http://www.speedtest.net/my-result/3712718731

  2. #2

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Ixi até essa "moda" pegar aqui vai chao hem...



  3. #3

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Já fazemos isso aqui também Marcus.

    Alguns entendem que se fizer isso a Anatel poderá interpretar como link dedicado que teria outro preço. E assim entender que estaria havendo sonegação.
    Mas não tem nada a ver. Dedicado é diferente.
    Com up e down simétricos acho que atende melhor a tendência dos consumidores.
    Hoje todo mundo quer postar alguma coisa, foto, video etc.
    e isso depende de upload.
    E como temos link dedicado porque não ceder esta sobra de upload para o cliente?
    E na prática isso não sobrecarrega o link. Pois como ele é dedicado vai suportar perfeitamente.
    E no monitoramento o up tem se mantido baixo mesmo com planos simétricos.

    Agora sobre o teste,,,, isso é que é plano... 83 MB Qual o preço de uma assinatura dessas.

  4. #4

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Creio que a diferença entre dedicado ou não é a garantia de banda e não a simetria.
    Quanto a velocidade, com a chegada da fibra óptica em meu bairro essa velocidade já é possível (não é simétrico aqui). Mas lá deve ser muito mais barato que aqui. Por R$144,00 aqui se tem 40mbps mais telefone a vontade, acima disso tem até 100Mbps mas ai te forçam a assinar a tv também e o preço sobre acimas dos R$400,00.
    Creio que lá deva ser menos de $50,00

    Agora quanto a simetria, se você não pretende virar datacenter e hospedar páginas ou manter e-mails para os clientes, qual o uso que fará dessa reserva de upload que está fazendo? Por que não repassar para o cliente?



  5. #5

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Já fazemos isso aqui também Marcus.

    Alguns entendem que se fizer isso a Anatel poderá interpretar como link dedicado que teria outro preço. E assim entender que estaria havendo sonegação.
    Mas não tem nada a ver. Dedicado é diferente.
    Com up e down simétricos acho que atende melhor a tendência dos consumidores.
    Hoje todo mundo quer postar alguma coisa, foto, video etc.
    e isso depende de upload.
    E como temos link dedicado porque não ceder esta sobra de upload para o cliente?
    E na prática isso não sobrecarrega o link. Pois como ele é dedicado vai suportar perfeitamente.
    E no monitoramento o up tem se mantido baixo mesmo com planos simétricos.

    Agora sobre o teste,,,, isso é que é plano... 83 MB Qual o preço de uma assinatura dessas.
    Carlos segui os valores na area de Boston
    http://www.verizon.com/smallbusiness...rnetPackageRef

    conheço bem a area morava clinton e depois Hudson bem proximo de la mas a Fios so chega nas grandes cidades cidades como berlin, clinton ,hudson, marboro, northborough,westborough e outras cidades mas afastadas de Boston nao chega e so olhar no web da verizion e procura o ZIPCODE nosso CEP e coloca como rua Main st todas as cidades dos USA tem uma rua Main st no caso significa rua principal . Meu filho mora em Marlboro .

  6. #6

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    @1929 olha a conversa que tive agora com a atendente como disse as velocidades da Fios so chegam em algumas grandes cidades e bem proximas dela e ate o 4G LTE é dificil em algumas areas a atendente disse ai que nao tem disponibilidade de Fios em Berlin MA e tambem" pode ser " que tenha 4G DISPONIVEL, na parte que frizada na segunda foto ai . Como disse em alguns outros topicos mesmo com o faturamento monstro de uma empresa com a VERIZON nao é nada facil levar fibra em todas as cidades em um pais de extensao territorial como os USA por isso que digo soluçoes wireless vao tomar conta de tudo em um futuro nao muito longínquo . Há ta, so para salientar o plano FIOS começou em 2008 dessa area, e Berlin é somente 50 minutos de Boston downtown.
    .Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Captura de tela de 2014-08-29 11:55:08.png
Visualizações:	42
Tamanho: 	207,0 KB
ID:      	54339Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Captura de tela de 2014-08-29 11:55:46.png
Visualizações:	45
Tamanho: 	211,0 KB
ID:      	54340



  7. #7
    Under-linux.Org Team Avatar de MarcusMaciel
    Ingresso
    Dec 2000
    Localização
    Boston
    Posts
    1.970
    Posts de Blog
    44

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    @1929, Carlos eu pago $60.00 dolares por mes por 75/75 residencial.

    E acredite ta caro se comparar com o google fiber https://fiber.google.com/about2/ que oferece 1 giga por $70 dolares.

    https://fiber.google.com/cities/kans.../#plan=gigabit

  8. #8
    Under-linux.Org Team Avatar de MarcusMaciel
    Ingresso
    Dec 2000
    Localização
    Boston
    Posts
    1.970
    Posts de Blog
    44

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Ah Carlos e como voce pode notar eu pago 75/75 mas recebo um pouco mais em casa isso também é normal na Verizon FiOS



  9. #9
    tecnico chefe Avatar de naldo864
    Ingresso
    May 2010
    Localização
    Carapicuíba, Brazil, Brazil
    Posts
    3.104
    Posts de Blog
    1

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Citação Postado originalmente por MarcusMaciel Ver Post
    Ah Carlos e como voce pode notar eu pago 75/75 mas recebo um pouco mais em casa isso também é normal na Verizon FiOS
    e amigões mas voces tão bem longe do brasil ,aqui e brasil ....
    pais que a telefonica comprou a gvt e vai com certeza acabar com o curriculum de boa operadora que era .
    pais que tenta ser serio mas ta dificil .falando nisso um video inspirador de nossos nobres deputados .


  10. #10

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    na boa por 70 dolar eu tambem vendo 75 mega



  11. #11

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    impossivel fazer isso com equipamento TDD ou vc faz download ou upload agora na fibra da para fazer pois sao 2 frequencias separadas

  12. #12

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Conforme promete na nossa presidenta; "- VAMOS PASSAR FIBRAS PELO BRASIL E LEVAR INTERNET A TODOS O BRASILEIROS..."


    Cada casa dos Brasileiros terá gratis, Internet full ou Bolsa Net! Que orgulho seremos o país mais conectado do mundo.


    Será!? muitas perguntas como fará isso...



  13. #13

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Citação Postado originalmente por Pirigoso Ver Post
    impossivel fazer isso com equipamento TDD ou vc faz download ou upload agora na fibra da para fazer pois sao 2 frequencias separadas
    @Pirigoso agora eu vou aproveitar teu comentário para aprofundar esta questão que vejo seguidamente surgir.
    Como é esse negócio de medição de tráfego agregado?

    Pegando o clássico exemplo do modo B. 11mbps nominal. Tirando perdas, ineficiencia etc etc, se chega a no máximo 3,5 de download e teoricamente 3.5 de upload ou seja 7mbps agregado.
    Até aqui, correto?

    Mas nunca que um download vai ocupar mais do que está tecnicamente previsto no projeto do rádio. Se o máximo de down é 3,5 por exemplo, não vai passar nem com "reza braba".
    Então não irá afetar os 3.5 de upload que estão disponíveis, correto?

    Pergunto isso porque já vi gente dizendo que se deixar o up simétrico, vai prejudicar o download.
    Que o upload alto vai ocupar banda que poderia ser utilizada para download.
    Creio que só irá prejudicar se o rádio não tiver capacidade de processamento e "embuchar" no upload. Senão teria que ter o mesmo tempo de ocupação em tx e rx. Trabalho para o roteador.

    Em tempos de facebook todo mundo está postando material e fotos nem ao menos tem a capacidade de diminuir a resolução para ir mais rápido. Então um upload maior sempre que ajuda, ou não?

    Concordo contigo, na fibra o tx e rx são separados então um não prejudica o outro.
    Já no wireless, o rádio precisa parar uma fração de segundos no rx para atender o tx.
    Num AP sobrecarregado de clientes poderia então aumentar a latência por causa disso? ou seja, retardar o download porque os clientes estão com upload alto?

  14. #14

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Nao existe nenhuma distinção na Anatel para "link dedicado". Eu vendo UP = DOWN, entretanto, garanto 100% do DOWN de 1 Mb até o limite do UP (Ex: de 1 até 5 Mb em um plano de 5 Mb).

    No ADSL, existe um balanceamento de frequencias que precisa ser feito, e o melhor custo x beneficio é 1.5 de UP para 15 de DOWN. O modem permite que voce junte 2 links, fazendo 3 x 30 Mb.

    No ADSL, se aumentasse o UP para por exemplo, 4 Mb, o DOWN ficaria próximo de 4 ou 5 Mb, havendo uma perda considerável na banda agregada, portanto, percebida pelo cliente. Como foi citado acima, esse "balanço" é uma limitação do protocolo.

    A limitação que os provedores fazem no UP é mais uma questao de "recebimento". Um AP em uma área relativamente limpa em RF, em canal sem muita sujeira, vai conseguir receber o "UP" dos clientes tranquilamente até mesmo em velocidades superiores. Entretanto, com muitos clientes fazendo UP e outros APs próximos, a capacidade de recepção do AP se reduz muito, e por isso, poucos sao os que vendem UP igual ao DOWN, uma vez que o AP tem alta capacidade de TX, não necessariamente de RX (que vai depender bastante de fatores externos a ele). Posso estar errado, mas essa informação é fruto de meses de testes em torres que tenho, em áreas com outras torres ou só com um acesso nosso; com e sem radome; com e sem shield.



  15. #15

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Em fibra óptica, não haveria motivo para se limitar o UP, exceto para que o cliente não invente de colocar um servidor de hosting em casa.
    Última edição por JulianoP; 30-08-2014 às 16:23. Razão: letra errada

  16. #16
    Ricardo Romero Avatar de ricromero
    Ingresso
    Apr 2008
    Localização
    São Paulo / Interior
    Posts
    920

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Citação Postado originalmente por JulianoP Ver Post
    Em fibra óptica, não haveria motivo para se limitar o UP, exceto para que o cliente não invente de colocar um servidor de hosting em casa.

    E qual o problema do cliente colocar um servidor de hosting?

    Ele não estará te pagando? Com a internet dele ele faz o que quiser.



  17. #17

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    ... voltando a nossa vergonhosa realidade rsrsrsr, eu defendo que o cliente deva ter no mínimo 60% de up de seu plano.

  18. #18

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Realmente o futuro próximo, me parece ser : UP igual a download e IP válido para todo cliente. O que não tem nada com link dedicado , estamos trabalhando para que seja possível levar simétrica e IP ( IPV6)para todo cliente de todo provedor. Aliás, up load é muito necessário para postar, publicar, ou seja colocar teu vídeo , tuas fotos,
    Ou seja, gerar conteúdo INTERNET , não apenas consumir conteúdo INTERNET.
    A fundo, algo como a INTERNET 2.0 . Aqui no Paraná temos o WOD, que privilegia o ofertar conteúdo , com 50% de desconto no uso do up load. Algo assim, você contrata uma banda de 20 Mbps em porta de 100 Mbps, tem uma tabela para o consumo sob demanda, sendo que o up load é bonificado em 50%. Utilidade prática,
    uma universidade à distância. Em dias "normais', o consumo de banda é referente a alunos postarem trabalhos, pegarem apostilas, coisas assim. Nos dias e horas de aulas ao vivo, há uma enorme diferença de upload, pois o stream de video consome mesmo muita. muita banca, aí a faculdade está com a tal porta de 100 Mbps 9ou uma porta Giga , se for o caso) e pode dar vazão o todo up que precisa.
    Em tempo, introduzimos este sistema de porta maior que o link na INTELIG à época da primeira eleição do Gov. Geraldo Alckmin. À época era algo assim, um link dedicado de 6 ou 8 o número em porta de 20 Mbps.... algo neste nível. A campanha Geraldo Governador era baseada em vídeo, com edições pra 56 Kbps e banda larga, e ficaria desagradável se um eleitor quisesse ver algum vídeo e o site "ficasse lento". Com o gigantesco volume de banda da porta disponível ( os 20 Mbps!!) garantia-se um funcionamento ok , mesmo quando se publicavam vídeos de movimentava muita " audiência" . À época, não havia por parte da operadora bonificação para uso do up load...

    Resumindo, aumenta cada vez mais o publicar conteúdo.
    Última edição por kaarl; 30-08-2014 às 23:10.



  19. #19

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    Exatamente, o consumo de material postado pelo usuário está aumentando e isso exige mais upload.
    E realmente dedicado não tem nada a ver com simetria de link. Eu citei isso no início porque já ouvi falarem isso e não concordei. Um provedor alegou que não fazia simétrico com receio que a Anatel entendesse que era dedicado e poderia entender que estava havendo sonegação.
    Creio que quem trabalha só com link dedicado deveria sempre fornecer ao cliente up e down simétricos, ou ele estará jogando fora o up disponível no link dele.
    Este negocio da assimetria vem mais da tecnologia ADSL que, esta sim não consegue fornecer up e down iguais. E isso deve ter gerado uma cultura de assimetria.

  20. #20

    Padrão Re: Nova tendencia nos Estados Unidos

    E se essa moda ai pega no 4G LTE, speed test feito proximo a torre . web fonte:
    http://www.4gltemall.com/blog/tag/zt...0d-speed-test/

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Speed-test-for-ZTE-MF820D-4G-Network.png
Visualizações:	208
Tamanho: 	280,8 KB
ID:      	54357