Página 1 de 5 12345 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Bom dia pessoal do forum, me surgiu uma duvida

    eu tenho uma rb912+basestation, estive vendo um video do grupo Escola de Provedores la do face, onde diz que para PTMP é necessário fixar um MCS, e essa é minha duvida, qual seria o mais adequado para PTMP

    necessito de pelo menos 10mb por station, atualmente esta configurado com varios MCS pq configurei de acordo com alguns videos onde ensina para fixar varios mcs.

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         mcs.png
Visualizações:	2520
Tamanho: 	18,8 KB
ID:      	54960


    Alguém poderia me dar uma explicação sobre o assunto?

    Estou usado 10mhz na modulação

  2. Ih, mas 10MHz é gambiarra! Nem G ou A usam 10MHz.

    Fixar MCS alto tem o problema de exigir sinal mais alto, a sensibilidade cai e a potencia de transmissão também, então acho mais útil NEM MARCAR os MCS altos.

    Se todos os clientes tem CPE com antena dual-polarization marca também os MCS 8 a 14. Mas... tem roteador com 3 chains aí? Se não tem, pra que marcar MCS 16 a 23?

    Eu sempre notei desempenho melhor (Estabilidade e alcance) com modulação 16QAM, que são 16 portadoras. Ela é usada em MCS3 e 4, e 11 e 12, é o que EU usaria (Uso MCS3 porque tenho muita CPE single-polarization, não tenho link pra vender muita conexão mesmo). Em MCS11 e 12 (Supondo que todos os cliente tem CPE com suporte a MIMO) você teria com canal de 20MHz (Que é a largura padrão do protocolo, 10MHz é gambiarra) e GI de 400nS (Short guard interval) 57 e 86M de datarate, que vai dar uns 45 a 70Mbps de throughput total. Aqui não entra a pergunta "Quando mega isso dá pra cada cliente", mas sim quanto cada cliente consome na media. Se tem 10 clientes online consumindo 10M o tempo todo, lascou, mas se tem 10 clientes simultaneos de media, com só 1 ou 2 consumindo mais que uns 6 ou 7M, e a maioria consumindo micharia tipo 1 ou 2M, esses 2 datarates são mais que suficientes.

    Lembra: MCS alto exige sinal melhor, muuuuito melhor, pra ter MCS15 precisa ter praticamente 30dB a mais que pra ter conexão estável em MCS9. Fora que a potencia de emissão maxima de transmissão nesse MCS cai, se você usar roteador de 28dBm configurado pra 20dBm tranquilo, mas se usar coisa tipo cartão R52nm você terá ridículo 13 ou 14dBm em MCS16 (Contra 20dBm em MCS9). É bom conferir isso na ficha técnica do hardware, potencia e sensibilidade em MCS15 (Em mcs7 nem sempre é ruim, problema é mimo).

    Se não tem nenhum cliente com equipamento sem suporte a MIMO pode desmarcar MCS0 a 7, se o sinal está ruim demais numa polarização o padrão N evita o uso dessa polarização automaticamente sem perder tempo testando as modulações (E aqui entra o problema de marcar um monte de MCS, o padrão tenta sempre o maior datarate possível, as vezes ele sobe pra MCS14 mas 2 minutos depois cai de volta pra MCS13, nesses 2 minutos houveram respostas mais lentas (Ping aumenta) e quando huveram 3 ou 4 perdas de pacotes seguidas o padrão desceu um MCS. 3 ou pacotes perdidos DEPOIS. O padrão não é inteligente a ponto de ver que vem chuva, que tem vento e a arvore que fica na zona de fresnel começou a chacoalhar, que o sol saiu de tras das nuvens e vai torrar aquele telhado que fica na beirada da zona de fresnel... enfim, o padrão muda os MCS conforme a qualidade da conexão vai mudando, eu prefiro fixar em 1 único MCS (Suficiente, e não "o mais alto possível") pra não ter essa perda de tempo testando profiles e modulações diferentes, nem perder processamento com esse dado. Com MCS fixo dá mais trabalho instalar nos clientes só se deixar os cliente no modo AUTO, se quer menos trabalho fixe os clientes em MCS1 ou 2 e pronto (Ou se tiverem upload alto vendido algo tipo MCS9, mas deve ter airgrid então é mais negocio usar MCS1 ou 2 neles. Se o upload for baixo tipo 1M pode até usar MCS0 nos clientes, melhor pro processamento da torre, terá menos dados pra processar de cada conexão, MCS no cliente e na torre podem ser diferentes (E sempre são), não vejo motivo pra usar modo AUTO nos clientes se estes tem upload tipo 1M, claro que propagação de broadcast precisa link maior, por isso falo em usar MCS1 ou 2, afinal 10 a 20M de datarate é mais que suficiente, nessa modulação terá sensibilidade maxima, maxima potencia, permite instalação em locais de sinal pior (Onde deixa tudo no AUTO teria jitter enorme, por ficar variando MCS, largura de canal e ack time).

    Deixar tudo automatico facilita a vida de quem quer tudo plug-and-play, mas pra otimizar um PTMP tem que reduzir o uso de processamento e perdas de pacotes na torre, isso se faz NÃO usando os modos automaticos (Que em 802.11AC em MK não tem mais possibilidade pelo visto (Só AUTO), mas os chipsets prometem muuuuuito mais poder de processamento, e em roteadores de mesa AC tem essas config's igual, então no futuro provavelmente teremos como fixar alguma modulação específica em AC também).



  3. Pode usar modulação diferente, e ela quase sempre é usada.
    Pode ver que a velocidade de RX/TX é sempre diferente quando deixa no modo auto, o hardware vai se ajeitando até achar uma modulação que tenha a maior velocidade possível, mas normalmente o custo disso é ter ping alto, afinal datarate alto não garante throughput alto nem resposta rapida.

    Em B, G ou A também dá pra usar velocidades diferentes no cliente e torre, no modo auto deles isso também ocorre, normal ver coisa tipo RX/TX 12M/36M em A ou G. Muita gente tinha problema em G com adaptadores PCI ou USB porque a tendencia em G é subir pra 48 ou 54M, aí a potencia e sensibilidade da placa PCI ou USB cai e a conexão vira um lixo, enquanto em B o maximo é 11M, que não tem sensibilidade e potencia tão diferentes de 1M ou 5,5M, criou-se a "fama" que G é péssimo nesses casos. E até tem diferença no alcance com estabilidade, mas seria 10% de diferença, e não cair o alcance de 5Km pra 1Km (Aí entra o maldito modo auto).

    Eu olharia o sinal em dia de chuva e veria que modulação está nesse dia, então usaria ela ou o MCS logo abaixo, pra mim não vejo lucro em ter MCS alto de madrugada e no sol da tarde ou em dia de chuva cair, prefiro constancia.

  4. @Arthur Bernardes; Provavelmente você já tenha dado outra reputação ao mesmo recentemente e isso afeta sua capacidade de dar reputação. Eu mesmo não posso dar 2 reputacoes pro mesmo usuario em curto periodo de tempo ou em algum post que eu ja tenha feito.



  5. Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Então @rubem, no caso de eu permitir somente MCS 12 no AP, é interessante no cliente selecionar o mesmo MCS?
    Ao contrário, é melhor selecionar no cliente um MCS mais baixo, afinal é normal na torre ter 22dBm transmitindo em antena de 17dBi, enquanto no cliente o hardware tem antena tipo 11 ou 13dBi (Citando um NS Loco, por exemplo), de modo que torre>cliente o sinal é melhor que cliente>torre.

    Claro que você pode ter sinal ótimo cliente>torre, mas ao usar MCS fixo mais baixo (O que é possível, já que o upload é sempre muuuuito menor que o download) você pode fazer instalações com "sinal pior".

    Digo, o cliente a 1500m teria digamos sinal -74 com MCS7, a solução seria trocar o NS Loco por Airgrid. Mas... e se fixar em MCS1? O sinal vai melhorar, provavelmente vai pra -68 ou algo do tipo (Geralmente vejo melhora tipo 6 a 10dBi ao baixar o MCS uns 2 ou 3 numeros).

    Se for ver pelo lado do "tempo" que cada cliente em MCS1 versus MCS7 ocupa da torre, claro que MCS1 demora mais tempo pra transmitir os mesmos dados que MCS7, mas... estamos falando de na prática coisa tipo 1 ou 2Mbps de trafego em datarate de 19Mbps, tem "espaço" de sobra pra broadcast e cia.

    O problema que vejo com MCS mais alto chegando na torre é que são varios sinais simultaneos, ao usar algo tipo 64QAM (MCS6 e 7) são 64 portadoras, você precisa ter um sinal muito nítido pra conseguir ler essas 64 portadoras, enquanto num 16QAM (MCS3 e 4) com 16 portadoras você precisa ter um sinal menos nítido, por isso a sensibilidade do hardware em MCS7 seria DIGAMOS -70dBm e em MCS3 seria -61dBm, ou seja, pra ter o mesmo SNR (22-25dB) você precisa ter sinal em nível mais alto, se não tiver e usar MCS7 vai ter perdas nalgumas portadoras, que implica perda de alguns pacotes (Ping demora, cai throughput se usar pacote grande), não vai perder "muito" pacote porque eles tem tamanho variado, o uso das 64 portadoras não será perene, e o thermal fadding também não será perene, obstruções em 100 ou 200% da zona de fresnel causam reflexos não-perenes, essa falta de perenidade nos incomodos só é um problema quando o SNR está baixo, e se MCS menor tem SNR maior no mesmo ambiente, ponto pra MCS menor.

    Eu pelo menos nunca ví um bom argumento em favor do uso de MCS alto. O tempo de exclusividade da conexão pra transmitir seria um bom motivo, mas seria se vendessemos conexão UL : DL 1:1, como vendemos upload bem baixo (Que seja metade do download, a media de uso do upload é bem baixa) podemos colocar muito mais clientes num radio, e com sinal pior (Portanto mais distantes, ou com antenas mais baratas) do que se usassemos UL : DL 1:1.

    Imagina uma torre central atendendo repetidoras, coloca uma setorial em MCS15 e coloca 8 RocketDish nas repetições como clientes também em MCS7, a torre vai sofrer pra entregar toda conexão com qualidade. Já um PTMP com 24 (3x8) clientes em MCS2 a torre vai trocar dados num um pé nas costas, porque o trafego cliente>torre será muito menor. Poderia usar MCS7 nesses clientes, mas usando MCS mais baixo você pode colocar clientes com sinal pior e não perder qualidade com isso.

    Na torre é importante não marcar MCS0 ou 1 mesmo, afinal a torre precisa transmitir mais dados, mas o cliente precisa mandar pouca coisa pra torre, usando MCS menor o sinal do cliente chegará mais nítido do mixer e decoder da etapa de RF, porque MCS menos tem menos portadoras ou menos bits por chip, com sinal mais nítido tem menos pacotes perdidos.

    Veja que me baseio na praxe de ter sinal torre>cliente muito melhor que cliente>torre. Se usar na torre anteninha de 8dBi e 18dBm, e no cliente antena de 16dBi em radio de 22dBm, você pode fazer o contrário, colocar no cliente um MCS mais alto que na torre, pra torre gastar menos tempo com cada conexão de cada cliente, mas é porque nesse cenário você PODE fazer isso, já que terá sinal pra lá de melhor cliente>torre.

    Mas eu bem que espero uma boa motivação pra NÃO usar MCS baixo nos clientes, eu procuro faz tempo mas não encontro.

  6. No setup do roteador (Ou no winbox) você seleciona a modulação que será usada pra transmissão. Roteador A transmite na velocidade que quiser, roteador B transmite na velocidade que quiser, ambos se entendem sem problemas.


    Se você setar MCS12 num SXT como AP na torre, por exemplo, e deixar os cliente no modo automatico, terá RX de tudo que é datarate, com tudo que é modulação, um em MCS3 (Airgrid), um em MCS12 (NS M5), um em MCS10 (NS Loco M5). Mas o SXT da torre transmitirá sempre em MCS12 afinal você marcou apenas esse profile.

    Você tem que ajustar um MCS alto na torre, e em cada cliente marcar velocidade fixa baixa. RX e TX podem ter velocidade diferentes e praticamente 90% das vezes tem!

    Dá uma olhada nos RX/TX na sua rede, vai ver valores diferentes, são modulações diferentes em uso. Wireless > Registration > Ativa a aba RX/TX rates. Os numeros antes e depois da / são iguais ou diferentes nos clientes? Se for como a grande maioria das redes terá valores diferentes, digamos 19Mbps/39Mbps, indicando que a torre está usando MCS4 (39M) rumo à esse cliente, mas esse cliente está usando MCS2 (19M) rumo à torre.



  7. Só tem que cuidar com MCS alto demais no AP porque isso reduz o alcance da rede. MCS tipo 12 pra quem vende conexão tipo 1M não tem lucro nenhum, só diminui a possibilidade de colocar cliente distante.

    Mas o conceito é bem esse, põe o MCS suficiente pro thourghput necessario, usando o conceito de suficiência você pode ter clientes mais distantes ou com zona de fresnel mais comprometida (Sem que um derrube a qualidade geral da rede).

    Se usar MCS12 tanto no AP como nos clientes, vai ter desempenho ótimo se tiver sinal suficiente. O que cito sempre é que as vezes não tem sinal suficiente pra MCS12 mas tem sinal suficiente pra MCS2 ou MCS10, como o upload é baixo não tem porque forçar o uso de MCS12.

    Se você tem instalações que permitem MCS12 em todos os clientes, vai dormir porque você é ninja e não precisa trabalhar pelas proximas semanas! :-)
    O problema é que sempre tem cliente com sinal pior, você fixa um MCS mais baixo e isso vai dar mais estabilidade (Porque com MCS mais baixo a sensibilidade aumenta)

    Uma rede perfeita tem todos os clientes com sinal igual, como não dá pra querer um sinal alto tanto em cliente a 200m como em cliente a 5000m, acho mais facil usar esse cliente a 5000m como referencia, ele tem sinal suficiente só pra MCS10 então coloca todos transmitindo em MCS10, só variando potencia e ack time, todos terão os "mesmos direitos" na hora de consumir banda.
    (E eu não sou comunista)

    Outra vantagem de MCS fixo não muito baixo (MCS0 ou MCS8) ou de MCS automatico: Se o sinal ficar ruim a ponto de cair pra MCS0 ou MCS8 é sinal que tem obstrução física, e portanto deve haver perdas de pacotes torre>rede, é a mesma lógica de negar conexões abaixo de digamos -75: Se o sinal está ruim, fica sem internet até um técnico ir ver isso, ao invez de ficar com conexão ruim mas derrubando a qualidade da conexão dos outros (Por consumir processamento da torre). Eu tenho receito de usar MCS0 por isso, essa "desgraça" de MCS0 as vezes mantem conexão mesmo com cliente a -86! A conexão fica ruim mas o cliente só abre facebook e não nota, mas consome processamento da torre, o CCQ dos outros cai.

  8. eai galera, estive meio ausente, vi q o tópico ta parecendo um livrinho =D

    Vou ler amanha e seguir as dicas do @rubem

    Ja vou ver, mudar para 20mhz =D

    Obrigado



  9. Li e re li 2x, fiz uns teste aqui

    Ap rocket m5 mcs fixo em 7 depois baxei para 3

    Cliente airgrid m5 mcs fixo em 0 "plano de 600k"

    Tive uma pequena melhora no ccq no mais nao ouve ganho no nivel do sinal que com tudo auto era -65 continuo assim mesmo apos as modificaçoes

  10. Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    @rubem, interessante falar em ACK.

    No AP PTMP eu coloco o "distance" considerando o cliente mais distante, certo?

    E no caso do "station", eu coloco a distância do cliente da torre?
    Pode usar ACK time até maior que a distancia do cliente distante, é outra forma de contornar problemas de visada/zona de fresnel usar ack maior na torre.

    Eu testei ack time gigante tipo 140uS sem ver diminuição no thourghput ou demora em ping, perdi o medo de usar valores bem mais altos que devia.


    Citação Postado originalmente por JonasMT Ver Post
    Li e re li 2x, fiz uns teste aqui

    Ap rocket m5 mcs fixo em 7 depois baxei para 3

    Cliente airgrid m5 mcs fixo em 0 "plano de 600k"

    Tive uma pequena melhora no ccq no mais nao ouve ganho no nivel do sinal que com tudo auto era -65 continuo assim mesmo apos as modificaçoes
    A sensibilidade muda, mas o nível de sinal chegando vai ser o mesmo, só ia mudar se aumentasse a potencia do outro lado, o problema está em placa tipo R52nm que tem potencia em MCS14 beeeem baixa tipo 14dBm enquanto em MCS1 ou 9 tem 20dBm, aí sim muda muito o sinal. Em Rocket e cia você podia usar 22dBm de MCS0 a MCS15, aí não faz diferença mesmo, faria diferença se eles tivessem potencia muito menor em MCS15 (Acho que é 23dBm em MCS7 e 15 nos Rocket, algum UBNT tem 20dBm em MCS7 e 15, eu só sou feliz com 22dBm por aqui, aí sim ia incomodar cais 2dBm por usar MCS maior).

    Baixando a sensibilidade (De digamos -80 pra -85) muda o SNR porque reduz o limiar inferior de sinal. Tem o termo fade margin, a quantidade de sinal presente mas tão baixo que o radio não consegue ler (O mixer e o demodulador não conseguem discernir os pacotes), o noise floor geralmente é isso, vira ruído porque tem tanto pacote ilegível que a etapa de RF vê que tem algo mas não consegue identificar o que é (Identifica como ruído, mas são conexões proximas e reflexos), dependendo da antena você tem noise floor tipo -92, trocando antena passa pra -94, mudando os MCS isso varia um pouco também, mas tem um "approach" diferente no noise floor por parte da MK e da UBNT, você tem noise floor tipo -116 em SXT e no mesmo lugar um NS M5 apresenta noise floor tipo -98, acredito que o SXT tem um numero bem realista e a UBNT põe o fade margin na conta e só exibe o sinal acima do qual ela consegue realmente identificar os pacotes.

    Enfim, nem sempre vai mudar SNR em UBNT ao alterar os MCS, mas em MK o noise floor muda mais, dá pra ver mais facilmente a sensibilidade variando, mas a diferença está na estabilidade em caso de sinal ruim, sinal ruim variar PERCENTUALMENTE mais o SNR, digo, SNR variando de digamos 28 a 32 não causa perda de pacotes, mas se o SNR estiver no mínimo aceitavel, 20, e variar pra 16 quando o sol ficar forte, aí sim teríamos muita perda de pacotes. Um MCS menor permitiria sinal menor sem perder pacotes, mas onde tem sinal alto e que nunca varia realmente não acho que faça tanta diferença, só reduziria o processamento no radio da torre, e em radio mais parudo o processamento nem sempre falta.

    Eu tinha a rede em B com CCQ variando, 78%, 64%, as vezes caindo pra 48%, raramente tinha cliente com CCQ de 80%, como notei que todos os clientes naquela torre tinham equip. com suporte a N coloquei 2 setoriais em N e fui transferir uns clientes, testei primeiro MCS0, de 11M pra 13,5M devia ser suficiente, vai ví que dava pra subir até MCS5, deixei em MCS5 então, só que conforme fui acrescentando clientes o CCQ voltou a cair, 92%, 84%, 78%, era uma melhora, mas antes de sair melhorando os sinais (-64 a -74) experimentei MCS4 e 3, não tive CCQ menor que 92% com MCS3, deixei nisso. Alteração nos clientes foi apenas mudar de modo B pra N e fixar a velocidade em 13,5M (Sempre fiz comodato, equipamento simples). Provavelmente então com sinal mais que suficiente tipo -65 não faça muita diferença, com -74 ví muita diferença na estabilidade e no CCQ. Hoje limito o sinal dos clientes em -64, notei que quando um ou outro cliente com algo tipo -51 conecta o CCQ de quase todos caía, era queda igual se conectasse um ou 2 com sinal -80. Não testei subir o sinal de todos porque não tem como, o jeito foi baixar o de quem está proximo, criou estabilidade do mesmo jeito, mas com sinal baixo "só MCS baixo salva" :-)



  11. Essa 912 é uma cavala ta doido.

    Entendi rubem obrigado.

    Uma coisa ruim se tiver radio 1x1 e 2x2 no mesmo ap, mesmo setando mcs 7 e 12 os radios 1x1 nao conectao mais. E necessario apenas mcs7 para baixo no Ap. Teste feito em omnitik com cliente airgrid/nano e sxt.

    Show essa screen em Arthur ele esta usanod nv2?

  12. Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Anexo 54990

    Imagem de um SuperPOP com Basebox 5, ele disse estar setando MCS 11 e 12 tanto no AP e nos clientes.

    Veja o "tx/rx rate" e o CCQ.
    Ô coisa linda, tudo equalizado, nem 10dB de diferença de sinal entre os clientes, SNR lindo.

    Eu não ia resistir e ia instalar uns clientes mais distantes com sinal -70, o bolso fala mais alto :-)



  13. Eai pessoal, linda essa imagem
    O @rubem me tira uma duvida então
    tenho todos os rádios clientes MiMo, se eu setar os MCS 11 e 12 em 20mhz, terei uma melhoria significativa em relação a sinal e de thoroughput?

    E nos clientes seria uma boa fixar MCS baixo certo, no caso eu pretendo cascatear, colocar aproximadamente 10 clientes por radio, colocando MCS 2 seria uma boa escolha?

    Mais uma coisa, por esta cascateando, seria necessário esta com WDS ativo ou não a necessidade?
    Última edição por brunobelas; 30-09-2014 às 20:16. Razão: Esqueci de perguntar de wds

  14. 10MHz pode ter sinal mais baixo que 20MHz, então você vai ter uma "piora" de uns 3dB na sensibilidade ao mudar de 10 pra 20MHz (Sensibilidade que devia alterar o noise floor e o snr, não o nível de sinal), mas se hoje seus clientes estão na maioria em MCS14 ou 15 não vai haver melhora ao colocar fixo em MCS10 ou 11, porque tem sinal suficiente.
    Se o sinal é baixo e eles ficam pulando de 6 pra 39M a cada poucos minutos, aí sim fixar num MCS mais baixo ajuda.

    Ao reduzir o MCS a sensibilidade melhora, então você pode usar canal de 20MHz. Afinal com canal de 10MHz a banda é muito baixa, em MCS8 dá o que, 6Mbps? Dá na mesma que SISO em MCS0 com canal de 20MHz (6 ou 6,2Mbps, algo assim).

    Só lembra que na torre você só altera o MCS do TX, tem que mecher na CPE dos clientes pra fixar a velocidade que verá no RX. Veja aí na aba registration como anda o RX, testa um padrão tipo 10 ou 11 se todos estiverem acima disso, se estiverem baixos vai ter que usar nesse cliente um MCS mais baixo, e é nos sinais baixos que vejo muita diferença ao fixar isso em mcs baixo.

    Ao passar de 10 pra 20MHz vai ter uma piora no CCQ talvez, mas você tem o dobro de datarate, o mínimo que se espera é que piore. Ao trocar de MCS12 pra MCS15 o datarate não dobra, mas ao mudar de 10 pra 20MHz na largura do canal sim dobra.

    (Alguém fala aí sobre WDS, nunca me preocupei com isso, sempre ativei sem me perguntar o porque...)

  15. WDS nesse caso serve para repassar o MAC de quem está trafegando os dados e não da antena.
    Exemplo..
    Tenho um prédio usando um Nano Station M5 conectado em um Rocket M5.
    Dentro desse prédio tenho 5 clientes e quero autenticar PPPoE neles.
    Se você não tiver Access Point WDS ativo no Rocket e Cliente WDS no prédio o MAC que vai tentar autenticar no servidor sempre será o da antena do prédio.
    Os 5 clientes irão tentar autenticar com o mesmo MAC, o da antena.
    Quando ativa WDS no AP e no Cliente isso não ocorre.

    Sem WDS ele não repassa os MACs.

    Aqui uso ativo o WDS em todos os Access Points, nos clientes residenciais que autenticam na própria antena não marco WDS.
    Nos clientes onde a antena vai ficar em bridge e algum outro aparelho irá autenticar depois da antena, marco WDS.

  16. Muito obrigado pela explixcação @klabundee @rubem irei fazer as modificações de mcs e irei postar aqui o resultado, na parte onde tem supported MCS é melhor deixar todos ativos? ou desmarcar alguns, percebi que no omnitik a apenas 15 MCS, enquanto a RB912 tem os 23 MCS, alguém saberia me dizer o motivo?

  17. Dá uma olhada com atenção em www.mcsindex.com , MCS0 a 7 é pra 1 chain (1 stream, 1 canal, 1 etapa de rf, 1 radio, não sei qual o termo pra melhor descrever), MCS8 a 15 é pra 2 chains, e MCS 16 a 23 é pra 3 chains.
    ALGUMAS RB912 tem 2 chains e algumas tem 3 chains, os modelos são acD de dual chain, e acT de triple-chain. Omnitik só tem 2 chains.

    E se marcar todos os HT MCS você vai usar o modo auto, pra fixar um MCS você marca só um, EXATAMENTE como já se faz a muitos anos na aba data rates, se marcar todos os data rates você terá data rate (Modulação) variável, se quer só 1 você marca só 1 (E a meu ver esse foi o problema de muita gente usando G que teve desempenho péssimo, usaram todos os data rates ou só datarates altos (36/48/54M) sem perceber que pra ter data rate (Ou MCS) alto tem que ter sinal mais alto. Obviamente sinal -60 é alto o suficiente pra qualquer data rate A, Bm G, N ou AC, a grande diferença está nos sinais baixos, um datarate baixo ou um HT MCS baixo permite sinal mais baixo sem perder estabilidade.

  18. Ai o resultado, com MCS 11, omnitik com sxt, sem nv2 ou nstream. Distancia de 1km
    No bandwidth teste passa em tcp media de 19~22mbps
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         TESTE.png
Visualizações:	346
Tamanho: 	108,0 KB
ID:      	55219
    Poderia ser feito mais alguma coisa para melhorar?

  19. Rapaz esse ccq ta ruinzao hem. Creio que ele tenha prejudicado seu teste

  20. Por isso estou postando, para ver se alguém me da uma luz pra ver oque melhorar






Tópicos Similares

  1. Explicação sobre MCS
    Por alexcolt no fórum Redes
    Respostas: 8
    Último Post: 20-12-2015, 10:09
  2. Respostas: 24
    Último Post: 16-12-2007, 16:52
  3. Informações sobre o Kylix
    Por copier no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 24-07-2002, 20:42
  4. Mais inf sobre swat
    Por MarcelScan no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 11-06-2002, 13:51
  5. Sobre PPPoE
    Por MarcelScan no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 06-04-2002, 20:15

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L