Página 1 de 4 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. boa noite pessoal,
    Tenho lido vários e vários tópicos a respeito e estudao material sobre OSPF, MPLS, VPLS, Vlan, etc..., só que como estamos começando a colocar a mão na masssa agora e, ao menos pra mim, todos esses assuntos são relativamente novos, apesa de no geral não serem complicados, falta-me a parte prática e vivencia de grandes redes, dai onde venho pediir o auxilio de vcs, vejam:

    Estamos começando um provedor onde, graças ao trabalho até o momento, acho bem feito, estamos tendo um boa procura. Acontece que é nessas horas que pode-se perder o foco e começar a bagunçar a coisa, vou explanar pra vcs como estamos trabalhando e gostaria de vossas opiniões com base em experiencias próprias sobre o que esta certo e o que esta errado e onde podemos melhorar, visto que a rede é nova:

    - Link: o link chega através de um PTP direto no backbone. O Backbone tem capacidade para ampliação do link bem como adição de outros link seja para Balance como para redundancia;

    - Clientes: Aqui preferimos setorizar trabalhando com Pop's. Cada Pop trabalha seja por wirelles quanto por rede cabeada. A dinamica de funcionamento dele é:
    * Parte física: recebe do Backbone via PTP numa antena, desce para o routerOS e repassa para o outro pop via PTP atraves de outra antena. O pop tem também uma omni para pegar os clientes Wirelles. PAra evitar problemas deixamos o wirelles em 2,4 e os PTPS em 5.8 ( aqui na região por enquanto ainda ta sossegado quanto a poluição, só roteador doméstico mesmo mas não chega a encher o saco);
    Na parte de rede cabeada estamos trabalhando com os SF800v a fim de evitar broadcast na rede e isolar os clientes
    * PArte lógica: Tudo roteado via OSPF, cada Pop tem sua rede /24 que atende o cabo e o wirelles e os clientes autenticam direto nos Pop's. O BackBone é responsável por fornecer o DNS e administrar o cache.

    Gente, posto isso, acredito que tenha dado para ter um idéia básica da logistica da logistica dai eu pergunto:

    1- lendo alguns post recentes fiquei com algumas duvidas em relação a implantar ou não, no futuro, swith L3, visto que como estamos trabalhando com microcélular a rede cabeada acabará não sendo grande assim pois cada POP tera a sua, mas gostaria de ouvir opiniões.......
    2 - Acredito que trabalhando com POP's interligados em anel com o BackBone via OSPF seja uma boa opção para ter uma redundancia segura na rede correto?, o que acham??
    3 - No futuro, caso a rede cabeada cresca e acabem se encontrando Fisicamente entre elas qual seria a direção interessante a tomar...??
    4- é interessante o uso de vlans visto que via OSPF vc acaba isolando as redes em cada router??

    Todas as opiniões são bem vindas

  2. Temos que analisar cada caso...mas eu não curto usar anel com OSPF, a convergência leva muito tempo, existem melhores opções em camada 2, se usar switches Datacom por exemplo, você tem o EAPS, e se usar cisco ou outro, terias o RSTP que muito bem ajustado você consegue ter uma performance razoável:
    EAPS: convergência em <50ms
    RSTP: convergencia em <5 segundos mas pode ser maior dependendo da rede....



  3. Olá @gabrielest.

    Seu tópico demanda uma resposta bastante grande. Considerando isso, abordarei somente roteamento, em especial, no que tange ao OSPF. Certamente outros colegas do Under-Linux irão colaborar em outras áreas do seu tópico.

    Portanto, recomendo a leitura das mensagens abaixo:

    # Erros para não cometer com OSPF
    https://under-linux.org/showthread.p...420#post640420

    # Resultado de uma rede com OSPF bem dimensionado
    https://under-linux.org/showthread.p...716#post640716

    # Exemplo completo e comentado de implementação de OSPF com redundância circular
    https://under-linux.org/showthread.p...154#post618154

    # Informações relevantes e cuidados
    https://under-linux.org/showthread.p...434#post675434

    # Atenção às interfaces dinâmicas em OSPF (flapping avoided)
    https://under-linux.org/showthread.p...846#post666846

    # Mais informações relevantes
    https://under-linux.org/showthread.p...503#post647503

    # Faça muitos, mas muitos testes, em ambiente de simulação.
    https://under-linux.org/showthread.p...696#post640696

    E para finalizar, tenha cuidado com alguns vídeos toscos sobre OSPF, cheio de "achismos", "chutes" e "não sei por que, mas funcionou", e que vão contra todas as boas práticas adotadas e recomendada em respeitadas documentações.

    Desejo sucesso em seus laboratórios e iminente implementação

    Saudações,
    Última edição por trober; 29-12-2014 às 17:35.

  4. Citação Postado originalmente por will Ver Post
    ...mas eu não curto usar anel com OSPF, a convergência leva muito tempo
    Olá @will. A convergência em OSPF é muito rápida. O problema é que, quando não se faz uso de interface loopback, precisa esperar a "declaração de morte" da rota, que pode levar até 40 segundos, segundo valores padrão de tempo do protocolo.

    Outro problema é quando se deixa "tudo automático", ativando apenas o requisito mínimo, que são os anúncios de "networks". O ideal é explicitar tudo, como "router-id", "interfaces" e "networks"

    Saudações,



  5. Olá @gabrielest !
    Ótimas colocações as suas quanto à rede, esses tipos de questões e que são levantadas na etapa de Network Design de uma rede TELCO bem estruturada. Seguem minhas considerações, mas claro, não refletem uma solução única e sim uma das opções.


    1-lendo alguns post recentes fiquei com algumas duvidas em relação a implantar ou não, no futuro, swith L3, visto que como estamos trabalhando com microcélular a rede cabeada acabará não sendo grande assim pois cada POP tera a sua, mas gostaria de ouvir opiniões.......

    R: A VANTAGEM do uso de SWL3 é que o processo de encaminhamento das L3PDU entre as interfaces e roteamento passam a ser processadas diretamente no hardware do dispositivo, conhecido como ASIC. Isso dá uma ganho muito grande na quantidade de pacotes processados á nível de L3. Outra vantagem é a quantidade de interfaces que um SW consolida. Com certeza para Pops de backbone de alta concentração de circuitos, sejameles de transporte ou acesso, sai muito mais barato ter um SWL3 fazendo roteamento e tendo módulos SFP, GBIC, XFP e suas variantes com capacidades de emulação de circuitos comutados ou multiplexados tipo CSOP e GPON do que por exemplo ter que comprar um equipamento roteador para dados, colocar interfaces adicionais de acordo com tecnologia e ter ainda outros equipamentos de TX(transmissão) adicionais como chassis OLT, DWDW, media converters e etc. Essas foram as vantagens.
    DESVANTAGENS: SWL3 sempre terão menos recursos no uso e implementação de protocolos e limitação do tamanho da tabela de roteamento comparado a roteadores. Em média suporte até 4k rotas em SWL3.

    2 - Acredito que trabalhando com POP's interligados em anel com o BackBone via OSPF seja uma boa opção para ter uma redundancia segura na rede correto?, o que acham??

    R: È uma boa opção considerando a simplicidade e facilidade de configuração. Porém em redes de telecomunicações é considerado Boas Práticas ter links de transporte atuando de modo transparente entre pops operando somente com comutação L2.Sendo o tráfego ip encapsulado e agregado nesses links de transporte e processados no core da rede L3, ou no roteador de borda da rede backbone. Vide conceitos de Metroethernet que compreenderá melhor.Mas considerando no geral, sua rede e solução estão corretas;

    3 - No futuro, caso a rede cabeada cresca e acabem se encontrando Fisicamente entre elas qual seria a direção interessante a tomar...??

    R: Se sua rede cabeada apresentar um crescimento tão grande assim a ponto de a deixar a maioria do seus clientes passarem a utilizar um meio de acesso cabeado. Procure estudar e implantar soluções de REDE óptica passiva na sua rede de acesso ou lastmile(GEPON ou GPON);

    4- é interessante o uso de vlans visto que via OSPF vc acaba isolando as redes em cada router??
    R: O uso de subnets diferentes em uma rede não garante uma segmentação adequada da rede. O uso de VLANS é obrigatorio para que a segmentação occora de fato. No seu caso está funcionando corretamente devido ao uso dos Sw intelbras que colocam as portas 1-7 em VLANs diferente operando em modo acesso e utiliza a porta 8 operando em 802.1q com tags de vlan para a comunicação inter-vlan ou dos diferentes segmentos da rede associadas a cada subnet sua. Minha opinião é. Use VLAN sempre;


    Espero ter ajudado

    regards

    Rafael






Tópicos Similares

  1. Estruturação de Rede Interna com MK
    Por nandoinet no fórum Redes
    Respostas: 5
    Último Post: 02-08-2013, 16:03
  2. Dica de placa de rede wireless
    Por jotacekm no fórum Redes
    Respostas: 2
    Último Post: 19-03-2007, 20:57
  3. acessando ftp de outras sub-redes
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 10
    Último Post: 26-03-2003, 16:57
  4. problema de ip na rede
    Por pensador-ce no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 23-12-2002, 09:38
  5. Dica na montagem de server.
    Por vandemberg no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 4
    Último Post: 20-12-2002, 17:48

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L