Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Olá colegas de profissão

    Embora eu já esteja a muitos anos na área de T.I., sou bacharel em Sistemas da Informação, em Linux ainda engatinho. Em todos os lugares que trabalhei até hoje, ninguém tinha muito interesse nesse ótimo e perfeito sistema operacional, por conta disso acabei não me preocupando muito em conhece-lo mais a fundo.
    Por conta disso acabei seguindo por outros caminhos como o ruindows por exemplo, e agora que estou me engajando e apreendo mais o Linux, pois onde trabalho tenho essa opção, não quero mais larga-lo porque não ha igual em segurança e estabilidade.
    Porém ha algumas coisas que me preocupam e que quero dividir com vocês, alguns programas que gosto e utilizo não tem versão para linux, porém até ai tudo bem, posso instalar uma maquina virtual com o Ruindows dentro do Debian (distribuição que mais gosto) por exemplo e pronto problema resolvido.
    Mas o que mais me preocupa é que com o futuro que a tecnologia esta tomando, como vai ficar o linux nesse seguimento de nuvem?? Ou seja, pc´s acabando, o que para mim como profissional de T.I. não gosto nem um pouco, os dispositivos moveis dominando o mercado, o que para mim também não me agrada em nada, porque ver uma internet uma hora ou outra em um tablet e um celular beleza, mas te-lo como maquina principal, não acho nada bom.
    Esses dias li uma matéria que diz que o futuro do linux esta na computação movél, ai pergunto e me desculpem a ignorância se eu estiver falando bobagens, porque apesar de ser muito tempo de tecnologia, as vezes você se foca em determinadas coisas e acaba não conhecendo muito a outras,mas ai eu pergunto, como fica o linux se pc´s acabarem e sei lá derrepente até laptops?? Como fica se realmente ele somente em moveis, eu nunca instalei um tablet por exemplo nem sei como faze-lo, sei lá não sei se estou falando muitas asneiras, mas esse futuro com sumiço de maquinas e o crescente advento da computação móvel me incomoda um pouco, gostaria da opinião de vocês.

    Abraços a todos.

  2. E você acredita num futuro com "desktop, laptop, tablet e smartphone"?
    Eu acredito num futuro de integração cada vez maior.

    Profissional da area, desenvolvedores, heavy users, sempre vão precisar algo tipo um desktop pra usar (Com a tela que quiser, com o teclado que quiser), um meio-termo tipo notebook pode ser substituído por decks pra encaixar tablet/smartphone. Então sinceramente acredito num futuro com uns produtos pra consumir (Smartphone, phablets, mini-pc's tipo dongle) e uns produtos pra produzir (Dongle mais poderoso e modular, um smartphone/phablet maior e mais poderoso).

    Pra 90% dos usuarios o front-end é o que importa, se tem Android, iOS ou Windows por tras tanto faz, nesse momento o que importa pro fabricante do hardware são os custos de licenciamento do sistema, linux leva vantagem nessa hora.

    Não acredito num futuro com hardware pra qualquer SO em qualquer lugar. O mundo ARM chegou pra valer, nesse mundo não se troca SO facilmente, então a duvida que me corrói é como o mundo x86/64 vai se integrar ou lidar com o mundo ARM, ARM HOJE já tem bagagem, hoje ambos precisam se preocupar com a desgraça da retrocompatibilidade, isso atrapalha novas versões meio-termo.


    E ignore percentuais de market share, veja em numeros de usuarios. Debian ou Slackware não são pra qualquer usuariozinho que instalou Ubuntu porque viu um video no Manual do Mundo com passo-a-passo, veja pelo seguinte lado: Debian tinha em 2004 digamos 4 milhões de usuarios, em 2014 ele tem digamos 8 milhões. Usuario avançado ou desenvolvedor não se procria adoidado tipo usuario final que só usa facebook ou tinder, ter uma distro de alto nível com milhões de usuarios a mais por ano é algo pra se orgulhar.

    A longo prazo as vendas de produtos como phablets, smartphones pequenos, ou notebooks, se atrapalham, digo, usuario leigo acha que precisa "1 computador em casa" então opta por um OU outro, não compra 2 ou 3 opções, mas a longo prazo (Lembra que a informática foi orkutizada faz pouco tempo no brasil, muita gente ainda está no primeiro ou 2º computador) percebem que pode separar as coisas e que há lucro em fazer isso, em deixar filmes no dongle atras ou dentro da tv e não no smartphone, que há lucro em ter um phablet com tela maior pra ler as vezes, que há lucro em ter um smartwatch pra passar o video da TV pro relogio quando vai pro banheiro...

    O que temos que resolver é problema de comunicação, pra não precisar cada um ter smartwatch, smartphone, tablet e tv o negocio é melhorar as redes e sistemas de conta, de modo que eu possa usar minha conta no tablet e depois na tv, quando outra pessoa passar pra TV ou vou pro smartphone, transferindo a ação que estava fazendo na tv pro smartphone. Pra isso precisa rede 802.11AC com roteadores mais espalhados, precisa smartTV's mais inteligentes, mas principalmente, precisa sistema unificado com sistema de conta virtual, eu quero meus arquivos LOCAIS numa conta virtual, com visual e app's iguais tanto no smartphone, como no desktop, como no tablet, como na TV, tem sistema assim hoje? Nops... no maximo tem conta do Google no Chrome, mas ela nem funciona direito quando você compartilha o login com o Chromium em linux ou android (Integra inutilidades tipo histórico, isso todo mundo vive limpando, não sei porque insistem em manter essa bobeira que 0,1% das pessoas usam). Win10 promete interface unificada, mas não aponta nada sobre contas inteligentes (Eu quero um visual limpo, cinza, com programas ultra-rapidos, a patroa quer um visual de Hello Kitty, com programas cheios de firula, só trocar de conta não é suficiente, eu espero ter os MESMOS acessos independente do dispositivo que eu usar, isso é completamente possível de se fazer, eu espero que Android faça isso primeiro.

    Uma "casa" em que a TV integra tudo é uma casa muito retrograda, muito familia anos 50, eu sou mais adepto da idéia de hospedar os arquivos de contas em roteadores, e na possibilidade de ter roteadores com bateria interna, porque esperar smartwatch ou oculos inteligente não dá, falta espaço, mas colocar rede de longa distancia e espaço de processamento e armazenamento num dispositivo maior pra ir no bolso, ou ficar na sala, ou na bolsa, ou na escrivaninha do escritório, é muito mais simples. Pequenas ações como rodar videos, messenger ou navegação ou oculos ou relogio conseguem, mas falo de tarefa complexa, de softwares mais complexos, uma planilha complexa ou uma edição de imagem precisam interfaces mais complexas tipo mouse, mas eu posso ir analisando o que já fiz/alterei pelo oculos ou relogio, sem ter que fechar o arquivo no desktop e converter pra ver no smartwatch, precisa algo praticamente como um acesso remoto hoje, meu servidor está lá longe e saio e entro em diferentes computadores e continuo de onde parei antes.


    E essa briguinha de chamar de "Ruindows" é muito idiota, são plataformas pra usuarios diferentes, tem approachs diferentes, ruim é usar por achar que é obrigado ou algo do tipo, ruim é ser burro de não conhecer opções, ruim é ser preguiçoso de não ler ou testar as opções, um S.O. é a cara do dono, esse papinho de "Sou obrigado a usar Win8 no trabalho" não cola, gente com qualificação não aceita trabalhar em local atrasado que usa softwares presos a 1 único S.O., isso é coisa de orgão público (E quem trabalha nesses locais no brasil obviamente não quer liberdade, quer é estabilidade). Ruim não é o S.O., ele existe porque tem gente que acha que ele deve existir, ruim é não conseguir viver sem ele e ficar colocando a culpa no S.O., a culpa é do usuario por se meter onde se meteu.

    (Podiam estar vendendo tomate na feira, foram aprender a programar porque quiseram :P Eu podia estar muito feliz cuidando de gado, fui querer mecher com rede, me lasquei, tenho que gastar horas e horas por dia em windows, em linux, em android, em MacOS, em iOS...)


    E... porque tanta discussão sobre sistemas operacionais se quem manda no uso é efetivamente o hardware? A AMD faz lixo lerdo tipo AMD C70, a Intel faz Celeron 847, a Philco vai e monta um lixo que chama de "notebook" com uns processadores desses, os trouxas vão e compram o lixo achando que estão comprando uma p*ta maquina (Afinal tem 4 ou 6GB de Ram, deve ser bom!), o desempenho tanto com Win8 como com Ubuntu 13.10 é um LIXO, e o problema é o S.O. mesmo?
    Vale lembrar que HOJE se vendem mais tablets que notebooks no brasil, e smartphones de poder razoavel devem ser 3x mais (Os numeros falam em smartphone de maneira generica, classificam qualquer lixo de R$ 199 como smartphone), então pra uns 2/3 dos usuarios de "produtos de informatica" no brasil o hardware veio com um S.O. que vai morrer lá dentro, que nunca será trocado e nalguns casos nem tem nenhuma opção decente pra troca, então a liberdade de escolha do S.O. fica nesse papo de velho gagá "windows x linux em desktop" e não percebe que já foi pro ralo no mundo mobile (Que é o mundo de 2/3 dos internautas pelo visto).



  3. O Linux é a Nuvem, as principais estruturar hoje e dia são Baseadas em Linux.
    trabalho e Trabalhei em grandes empresas, Como IBM, Buscapé, UOL.
    Digo que se você realmente quer aprender linux vá de CentOS ou Fedora, Digamos RedHat like.

    Um exemplo de Cloud é a Brasileira Dualtec Utilizando OpenStack, Amazon com seu AWS Revolucionando a Escalabilidade na Nuvem até onde sei utilizavam KVM.

    Sou heavy user linux, porém não sou contra Windows todos os SO's tem prós e contras.

    AD do Windows é imbátivel, claro que se tivermos um LDAP bem configurado é capaz de atender da mesma forma porém a um custo operacional muito maior.

    A primeira coisa que deve-se aprender é não ser Chiita de SO.

    Abraços

  4. Estruturas corporativas o mercado vem sendo bem atendido.

    agora vos convido a atentar para políticas públicas chinesas. Esse pais com essa quantidade de usuários tem muito bem condições de ditar ou dar um pontapé para as tendências futuras de mercado.

    A microsoft tanto que sabe disso que em sua versão prévia do windows 10 lançou apenas para uns 5 idiomas, dentre eles estava "chines tradicional"

    estou levando muita fé, no futuro de se desenvolver um sistema de facil adaptabilidade linux para desktop.

    o uso dos sistemas de celular onde precisamos acessar um play store da vida para baixar aplicativos deixará a relação de busca por aplicativos do usuário mais independente.



  5. O preview do windows 10 também veio em PT-BR, mas não em alemão ou frances, então a MS está de olho nesses mercados em crescimento, o preview é importante pra desenvolvedores e ter preview no idioma que o desenvolvedor programa ajuda muito, a intenção pelo visto é aumentar a fama de aplicativos em idioma patrio dos consumidores, afinal pra maioria dos consumidores o que importa são os aplicativos e não o S.O., nessa hora vemos que a estratégia da Canonical de traduzir documentação e sistema pra PT_BR DEPOIS de lançar a versão oficial não rende os melhores resultados, afasta desenvolvedores low-level então afasta aplicativos bobos e populares.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 191
    Último Post: 23-07-2011, 21:11
  2. Respostas: 0
    Último Post: 28-05-2008, 21:25
  3. Imprimir do Linux no Windows
    Por msoaresilva no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 22-07-2005, 12:10
  4. Ver partição do linux no widows .....
    Por asdf no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 29-04-2004, 18:26
  5. Partiçao do linux no Ruindows
    Por Kreegan no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 5
    Último Post: 02-01-2003, 14:41

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L