+ Responder ao Tópico



  1. Pessoal, estou calculando os custos de um provedor. Gostaria de saber o seguinte, sobre a topologia de um provedor wireless.

    Eu posso utilizar, por exemplo:

    1 - Um POP com NanoBeam para receber da torre principal, que desce até um switch com PoE, e depois sobre pra 4 BaseStations, com PoE também? Junto com uma fonte no-break 24v e duas baterias 12v em série?

    2 - Em um "mini-POP", uma NanoBeam pra receber, desce pro switch e sobe pra uma AirMax Omni?

    3 - Nos clientes, uma AirGrid direcionada para uma BaseStation ou uma Omni?

    4 - Todos os POPs e clientes com PPPoE?

    5 - Na torre principal, algumas NanoBeams direcionadas para os POPs e algumas BaseStations, descem até um switch PoE dentro do provedor, junto nesse switch, uma RouterBoard (RB2011), que recebe o link dedicado?

    6 - Existe algum empecilho jurídico (ex: Dona Ana), que me impeça de colocar PicoStations espalhados pela cidade, para criar hotspots para os clientes?

    Eu sei que varia muito, depende do tamanho da instalação e etc. Mas o princípio seria isso?

    Como e por que eu usaria RouterBoards com cartões conectados a antenas nas torres, ao invés de equipamentos Ubiquiti? Seria somente se eu quisesse utilizar a função wireless do MikroTik, por algum motivo de desempenho e etc?

    Obs: Legalizado com SCM, Link Dedicado e somente 5.8Ghz.

    Desculpem pelos "desce" e "sobe", mas vcs entenderam.

    Obrigado.

  2. mini-POP é também chamado de micro-setorização, googla por esse termo que verá algum conteúdo.

    SE tiver SCM, em cidades menores que X mil habitantes (500 mil, se não me engano) não precisa cadastrar repetições, só a base. Em cidades maiores tem que registrar (Só avisa no site, sem custo) cada micro-setor.

    Só cuida a homologação do hardware (nos micro-setores também, não é porque não avisa a Anatel que está livre de homologação), não lembro como anda a homologação de PicoStation, teria que ver o sucessor deles, Unifi UAP.

    Sobre o uso de RB com cartões, é questão de hábito com cartões, você tem versatilidade (Usa o mesmo modelo como PTMP ou PTP, em 2,4 ou 5GHz, em RB com 1, 3 ou 5 slots, etc), e a opção por MK é devido a possibilidade de esmiuçar as configurações. UBNT é de firmware mais noob, mas similar a roteador domestico, não tem muitas opções que MK tem.
    MK só está deixando a desejar nas opções em 802.11AC, fora isso tudo é esmiuçável, UBNT é bem mais restrito no que pode ou não mecher

    (Dependendo do hardware você nem pode setar modo, é obrigado a deixar em A/N, e PQP, quem implanta 802.11A em pleno 2014? MK permite especificar direito, até datarates você pode setar coisa tipo MCS3, MCS6, MCS11 e MCS14, já UBNT ou é 1 datarate ou são todos, otimização ZERO em UBNT pra alguns itens)

    Com uma RB435 e 5 cartões R52HN você faz PTP com 1, e PTMP com os outros 4 ligando em setoriais 90º, facil gerenciar (Numa rede roteada é importante ver status de tudo, quanto menor hardware melhor). Com UBNT você precisa 6 produtos, 4 rocket, 1 N-Beam e 1 switch pra jutar isso, cada um com seu IP e config. separada, cada um sujeito a travar por alimentação ruim e etc.

    Se optar por omni, está certo em pensar em omni Ubiquiti. Fuja a todo custo de omni de marcas nacionais tipo oiwtech, ototech, aquario e etc. Ou L-com ou Ubiquiti quando se fala em omni.

    Omni vai suportar menos clientes simultaneos de alta velocidade que 3 paineis UBNT de 120º, que por sua vez vai suportar menos que 4 UBNT de 90º, por um motivo simples: Cada antena vai em um roteador. 4 Rocket vão suportar mais clientes de alta performance que 3 Rocket, e muito mais que 1 Rocket (Numa omni), você que sabe sua intenções de pendurar clientes, se tiver cliente de 200 a 500m pode ir de Unifi UAP (Visada e zona de fresnel, claro), se que muito mais alcance mas não tem tanto cliente potencial tem as setoriais 120º de 21dBi, aliados a Airgrid 27dBi dá pra 5 a 7Km. Setoriais 90º são pra ambientes com mais clientes potenciais.

    O resto acho que está tudo ok, você se informou bem, as opções citadas são boas.

    (Opções tem muitas pra tudo, as vezes é questão de gosto, as vezes de preço, as vezes de tipo de rede que quer implementar (Airgrid tem só 1 chain, antenas UBNT basestation tem dupla-polarização, pode usar Nanostation Loco nos clientes proximos (Até 700 a 1000m), acima disso usar Airgrid e usar metade em cada polarização (Se colocar todos na vertical não tem motivo pra usar setorial de dupla-polarização, detalhe bobo mas com 500 clientes na mesma polarização faz diferença).






Tópicos Similares

  1. Ajuda Duvida, Mikrotik ou Ubiquiti ?
    Por Evertton no fórum Ubiquiti
    Respostas: 3
    Último Post: 23-12-2015, 09:10
  2. Duvida!! mikrotik IP dinamico?
    Por ddllss no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 08-10-2007, 06:34
  3. Duvida Mikrotik
    Por romulomn no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 06-05-2007, 22:36
  4. Duvida mikrotik
    Por rafalamana no fórum Redes
    Respostas: 7
    Último Post: 03-08-2006, 10:39
  5. DUVIDAS MIKROTIK!
    Por magnusrk8 no fórum Redes
    Respostas: 29
    Último Post: 18-02-2006, 04:16

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L