+ Responder ao Tópico



  1. Bom dia amigos, qual a diferença na prática entre os 2? pq no py da o dobro de preço 1 do outro, qual a diferença entre usar eles com antena de grade 24db como cliente, e como ptp? ou até mesmo em omni?
    seria só potência mesmo?

  2. é 2.4 viu galera..



  3. Só muda a etapa de RF.

    O Bullet 2 é o produto mais basico, tem uma etapa de RF bem basicona de potencia baixa (100mW) e sensibilidade meia boca. O firmware capa umas bobeiras tipo canal de 40MHz, mas é porque a etapa de RF é comum, isso é hardware pra cliente, NUNCA PRA AP.

    O Bullet 2 HP tem o mesmo chipset e memória do Bullet 2, o firmware tem umas opções a mais, mas é porque a etapa de RF é mais caprichada. Não tem só mais potencia (800mW), também tem sensibilidade melhor.

    Com etapa de RF boa até daria pra colocar Bullet 2 HP como AP (Numa torre de provedor), mas eles não nasceram pra ser AP de rede com 20 ou 30 clientes. Se vai plugar eles como AP numa antena pelo menos escolha antenas boas, tipo Lcom ou Ubiquiti, nada de omni de R$ 149,90 com Bullet2HP em modo B a 800mW, isso devia dar cadeia de tão ridículo que é.

    Mas cuida uma coisa, isso são produto B/G, de 11/54M, isso é produto velho, só os trambiqueiros contrabandistas do Paraguai pra ter essas velharias ainda. Em 2014 se deve implantar N, com os Bullet M.
    (Bullet M é produto de 2009, não tem motivos desde 2009 pra usar a velharia de B/G)

    Bullet M2 tem 600mW e uns noobs acham que isso o torna inferior ao Bullet 2HP de 800mW, mas tem que ser muito incompetente na instalação de pequena ou media distancia pra precisar usar 400mW, que dirá 600 ou 800mW, isso é potencia pra PTP de 20 ou 30Km, não se usa isso em omni ou em local com visada comprometida como muito noob tenta. Mesmo tento 600mW a disposição, limite a uns 21 a 23dBm e seja feliz sem reflexos ou sem gerar ruído pros outros, alta potencia não tem nada a ver com alta qualidade de conexão, a qualidade da conexão depende da antena e visada, e usuarios de omni geralmente ignoram os 2, optam por omni barata e pendura conexão sem visada a 100m, tem desempenho ruim e botam a culpa no radio.

  4. Nossa Rubem que bela explicação meu amigo, eu sempre vejo vc ajudando com respostas certas a maioria aqui no fórum, mas nunca tinha dado atenção ao seu nível de conhecimento!

    Em questão ao equipamento ser velho, isso
    é fato, mas como aqui na cidade só tem 1 provedor, e os usuários precisam de pouca banda ( 1 mb) acho que não tem problema em usar esses equipamentos ( grade 24db + bullet 2) como cliente, a minha dúvida é.. em clientes mas distante com algumas árvores pelo caminho, na prática qual seria a real diferença entre o de 100 e o de 800?



  5. Arvore é uma incognita, cada arvore tem umidade diferente nas folhas, conforme chove ou faz sol isso muda, mas são um obstaculo terrível.

    Com obstaculo desse não adianta meter potencia alta, é quenem os idiotas do som automotivo com 500W num alto-falante, potencia alta e pressão sonora grande, mas distorção gigante e a longa distancia só chega som não atenuado, só os graves, só incomoda a vizinhança e o som é ridículo, mas... chama a atenção de leigos. Potencia alta não resolve problemas, ameniza uns incomodos. O problema de obstaculo não é atenuar sinal, se fosse atenuação consistente uma potencia alta resolveria, mas com arvore e distancia pequena tipo 200m o problema é sinal refletindo por todo lado, folha de arvore atenua sinal não porque o absorve, mas porque o reflete, conforme a posição reflete de volta ou uma arvore vizinha reflete e o sinal chega da origem ao destino atravez de reflexo em arvore vizinha, tipo o sinal fazendo um L. O problema disso é que o roteador precisa repetir pacote perdido, e isso toma tempo. Um PTP com 2 Bullet2 (100mW) e antenas de grade de 20 ou 24dBi nas 2 pontas deve levar 1Mbps por uns 500m com arvores no meio. Mas... se uma das pontas tem um quebra-galho tipo omni, ai mal deve chegar em 300m. Veja que 1Mbps é muita coisa, omni e Bullet2 serviam nos tempos que se vendia conexão de 256Kbps, pra 1Mbps precisa qualidade de conexão melhor, é bem facil pegar o trafego com visada em G de 14Mbps em transformar em só 1,4Mbps sem visada, de tantas repetições de pacotes perdidos que tem quer ser feitas, mas pior que ter só 1,4Mbps é ter isso com ping ridículo tipo 150mS, dá uma sensação de navegação horrível, não adianta medir 1M em teste de velocidade se tem duzias de pacotes perdidos e ping gigante, a navegação não costuma repetir pedidos, as páginas abrem pela metade porque uns pacotes se perderam e na prática você só consegue 1Mbps com gerenciador de downloads.

    Com obstaculos cada caso é uma caso, dependende de reflexos, mas potencia alta não é solução pra nada no mundo. 1Mbps é muita coisa pra visada obstruída, não tem alta potencia que resolva isso facilmente.






Tópicos Similares

  1. Diferença entre o Rocket M5 e o Bullet M5
    Por AndreHernandes no fórum Redes
    Respostas: 7
    Último Post: 30-10-2014, 12:27
  2. Repetidora entre mk / bullet / nanostation e bullet
    Por NiloCracker no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 15-08-2014, 06:02
  3. Repetidora entre mk / bullet / nanostation e bullet
    Por NiloCracker no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 14-08-2014, 20:22
  4. DIFERENÇA ENTRE: SETUIDGID e ENVUIDGID
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 06-05-2003, 07:55
  5. Respostas: 7
    Último Post: 14-03-2003, 15:01

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L