+ Responder ao Tópico



  1. Olá, estou montando um sistema complementar de iluminação em casa para quando falta energia, (embora não possa ser chamado de iluminação de emergência pois o mesmo estará em uso todo o tempo). Tenho uma dúvida e espero que alguém possa ajudar.
    Eu resolvi postar aqui porque mesmo não sendo esse o assunto principal do fórum, foi graças a ele que obtive informações muito detalhadas e concretas a cerca de muitos aspectos, tratando-se de energia solar, baterias (estacionárias), controladores de carga, painel, dimensionamento, sobre as diferenças de short-break e ups, nobreaks de dupla conversão, fontes, etc.
    Então deixarei a dúvida para o final do post, se não quiser ler todo o "causo" é só ir para lá, caso esteja com tempo vamos lá:

    O MOTIVO:
    Depois de várias interrupções durante esse começo de 2015 que me aborreceram bastante, cheguei a conclusão que precisava de alguma fonte de energia alternativa, e considerei 2 opções, a primeira foi um gerador a gasolina ou diesel (mais simples), a segunda foi energia solar.
    Depois de pesquisar bastante, os preços a autonomia e o custo do gerador me decepcionaram, por exemplo: que falte energia 2x na semana por um período de 6 horas, o que não é raro aqui, então seriam 12 horas na semana, o gerador em questão(que acabei adquirindo S2500MG) foi um de 2200w max, 2000watts nominais, o motor a gasolina de 163cc, da Schulz, segundo dados do fabricante ele gasta 1,25l por hora, então 12x1,25 = 15 litros,(1 tanque) com a gasolina agora a R$ 3,30 o litro daria R$ 49,50 em dois dias! Mas o gasto para adquirir ele de R$1200,00, fora o barulho. Não me parecia uma boa saída. E Foi então que parti pesquisar a segunda alternativa Energia Solar.
    Depois de muito calcular, pesquisar e comparar, essa também ficaria muito cara por conta do meu consumo, que é por volta de 1250Watts/h, 2200Watts/h (pico), (2 pcs ligado, 1 geladeira, modem, roteador, lâmpadas)... com isso tudo fora os picos de tensão eu teria que ter um inversor de pelo menos 2500w, de onda senoidal pura, um inversor desse em sp está por volta de 1800,00, umas 2 ou 3 baterias de 240Ah, uns R$950,00 cada, um controlador de carga, e uma boa fonte que teria de fornecer uma boa corrente a 14,4v +-... tudo isso sairia caro demais pra mim (Nem coloquei os preços do painel porque a intenção era carregar as baterias na rede da concessionária mesmo) mais ou menos como um grande nobreak.

    Então acabei comprando o gerador para alimentar por algumas horas essa carga. Porém isso não resolveu de fato todos os problemas:
    1 ele faz muito barulho, gasta muito.
    2 Ninguém dito "normal" iria se levantar de noite, ir lá ligar o bicho, só para ir ao banheiro ou caçar qualquer coisa pra comer.
    3 como a idéia é que ele fique ligado poucas horas, (praticamente para bomba de agua do poço, geladeira e algum trabalho que houver no dia), então sem gerador, sem luz, sem internet... sem civilização =/, ou com ela e o capitalismo selvagem usurpando meu bolso e tirando minha paz com a idéia de estar indo embora 3,30 por hora.
    4 Segundo minha mulher, eu não queria gastar o $$$ para investir no banco de baterias e ter autonomia, não queria o gerador ligado por causa do barulho, não queria levantar e ir pro banheiro com uma vela/lanterna/celular ou no escuro, segundo as palavras dela: então você não quer nada! -.-
    ...
    Depois de meditar um tempo pensei ... quero sim!
    E foi então que parti pesquisar sobre a iluminação, a algum tempo atrás eu tinha uns nobreaks parados, e um em uso de 1000va, num belo dia de ócio criativo, resolvi fazer um banco de baterias, usei 4 baterias que tinha de 12v7ah, mais uma desse nobreak pequeno, que ligadas em série davam 35ah, fiz um suporte de madeira e deixei para carregar via esse nobreak de 1000va, juntando a isso comprei uma fita led branco frio 5050, e essa arrumação ficou show, tinha uma bela iluminação no quarto da bagunça, além disso com uma fonte genérica de notebook, dessas de 120w eu utilizava como stepdown, usando entrada de 12v e a saída usb dela, com isso dava para carregar celular, ligar modem adsl, roteador e uma autonomia bastante respeitável, (já cheguei a ficar umas 14 horas, utilizando a iluminação e um pouco menos utilizando iluminação e internet.

    O PROJETO:
    Tendo como base essa boa experiência com o pequeno banco de baterias, e resolvendo o problema do alto consumo com o gerador, eu resolvi fazer um upgrade. Comprei mais alguns rolos de fita led, um painel solar de 70watts, um controlador de carga pwm genérico de 20ah, e tirei o nobreak que carregava o banco (para dizer a verdade ele acabou parando depois de um ano e pouco de uso). Agora no momento o banco está sendo carregado por uma fonte de notebook de 15volts, 3ah, com o controlador de carga fazendo a flutuação.
    Porém a ligação final será o painel solar>controlador de carga>banco de baterias. e a saída de carga do controlador alimentando a iluminação led em alguns cômodos da casa, tudo sem inversor a 12volts mesmo.

    A DÚVIDA:
    O problema é que antes quando o banco de baterias estava sendo carregado pelo nobreak, geralmente a voltagem ficava entre 11,5 volts a 13,6 volts e não passava disso, agora com o controlador de carga ela chega a 14,4volts e meu receio é que isso acabe por diminuir bastante a vida útil dos leds, para contornar isso, pensei em instalar um stepdown, desses que tem por ai no ML, porém embora eles estabilizem a tensão em 12v, é necessário uma diferença de 2~2,5volts entre entrada e saída, quando a tensão está em 14,4 ou fica flutuando em 13,6/13,7 volts isso não é problema, mas quando descarregar as baterias, e a tensão cair abaixo dos 12v, o stepdown irá enviar apenas 10,5volts para os leds. Então eu teria duas alternativas, colocar um inversor e alimentar os leds por fonte chaveada 110/220v,(que manteria a tensão estável) a custo da autonomia, ou utilizar um step up e subir a tensão até 15volts ou 20(mesmo com variação na entrada) e depois utilizar outro step down para manter ela estável em 12v, porém todos esses sistemas apresentam percas, o que de uma forma ou de outra é invevitável, mas gostaria de saber qual seria o que teria menos perca, para maximizar a autonomia da bateria e não comprometer a vida útil dos leds. Ou então se há algum circuito (stepdown) que tivesse entrada váriavel de 9.5 a 14,4 e na saída tensão estável em 12v. Não consegui encontrar nenhum assim nem esquema para fazer nem no ML para comprar.
    O problema de aumentar muito as perdas no sistema é que anula a eficiência dos leds e consequentemente o investimento para adquirir eles.

    Será que o Mestre Rubem aparece por aqui para dar uma luz nesse caso?

    Outro adendo é que: para isso funcionar a contento (a iluminação desses cômodos por led) eu pretendo adotar uma solução que o Rubem deu que já vi em outros posts: uma fonte de uns 15volts alimentando o controlador de carga (com o esquema dos diodos) assim a bateria ficaria sempre com carga, e a iluminação seria constante "com energia da concessionaria ou não". E ainda não forçaria tanto a bateria com ciclos profundos, com a alimentação da rede ajudando, daria para controlar a grosso modo (enquanto houvesse energia da rede) o ciclo de descarga da bateria pela voltagem da fonte.

    Para quem não tem muito luxo, não precisa bombear agua de poço e que os blackouts são em curto intervalo de tempo eu acho que esse sistema não fica caro e vale muito a pena, pelo menos muito mais que gastar dinheiro com luminárias de emergência que não são baratas e nem sempre funciona a contento.

  2. Pois é, é justo se preocupar com a durabilidade dos leds, porque eles quase sempre tem resistor dimensionado pra ter o maximo brilho com 12V, que significa 110% de brilho com 13V, e... algo acima de 100% significa queimar mais cedo.

    A fita de led tem um led modelo 5050 (5 x 5mm) ou 3528 (3,5 x 2,8mm), são leds de 3 a 3,6V, entre cada led e a via de alimentação tem um resistor. ACHO que toda fita comum tem resistor de 150 ohms, é o componente escrito "151", 15 seguido de 1 zero, se fosse 152 seria 15 + 2 zeros, ou seja, 1500, mas são 150 ohms. E se fizer a conta:

    Tensão da fonte - tensão do led = Queda de tensão que o resistor precisa criar
    12V - 3,6V = 8,4V
    O resistor teria que fazer a tensão cair em 8,4V. Se a corrente do led for de 60mA (Caso do 5050), você divide 8,4V por 60mA, que dá 8,4 / 0,06 = 140.
    Ou seja, o resistor correto teria 140 ohms, seria o 141.
    Já o led 3528 consome só 20mA, são colocados 3 dele em paralelo, de modo que o consumo seja dos mesmos 60mA.

    As vezes é usado resistor 131, de 130 ohms, esse só ví com led diferente, tipo 4 leds 3020.

    O problema é que com 14,4V a conta fica: 14,4 - 3,6V = 10,8V, e 10,8V / 0,06A = 180 ohms.
    Ou seja, se colocar um resistor adicional de 30 ohms (Se sua fita tem de 150 ohms) ajuda.

    Só que... quando a bateria baixa pra 11V teriamos tensão muito baixa indo pros leds, eles acendem se não me engano a partir de uns 2,6V, iam acender bem mais fracos, de modo que colocando um resistor de 150 ohms você FORÇA o resistor, que dissipará mais (Com tensão mais alta o led consome mais), vai aquecer mais mas resistor é feito pra isso, ele aguenta, só que com tensão baixa esse resistor sub-dimensionado ainda permite um bom brilho nos leds.

    Então mecher nos resistores originais não vale a pena.

    Mesmo com a tensão ideal todos os leds tem variação na fabricação, você compra pacote de 100 leds por US$ 10 na china, não tem como isso ter precisão. Em lampadas automotivas sempre acontece de um ou outro led queimar ou perder intensidade antes dos outros, com led sólido isso era em prazo curto tipo 1000 horas, com esses leds com gel o prazo passou pra umas 10 mil horas, então eu diria que não vale a pena se preocupar, porque mesmo com o calculo correto os leds e o resistores tem variações na fabricação que quando casados duram mais que o normal ou menos que o normal, mesmo com a tensão correta.

    O único jeito de led durar 100 mil horas é realmente com tensão abaixo do ideal, aí precisaria fonte bem precisa, mas ao mesmo tempo os leds não renderiam digamos 90 lumens por watt, mas sim algo menos interessante tipo apenas 70 lumens por watt.

    O negócio então é usar, se algum led pretear você ignora ou troca a fita, sem gastar com conversor DC-DC.

    Se não tivesse comprado as fitas, tem as lampadas automotivas, nos últimos anos comprei muuuuuitas pra uso parecido, coloquei em expositor e vitrine uns desses:
    http://www.ebay.com/itm/Pure-White-G...-/191521174766
    Na moto coloquei desses:
    http://www.ebay.com/itm/10x-T10-5050...-/380928010421
    No carro coloquei desses:
    http://www.ebay.com/itm/New-38mm-3-S...-/111401939439
    Na torre coloquei um nesse estilo, com engate H4, mas de 9W:
    http://www.ebay.com/itm/H4-68-LED-SM...-/351057822460
    (Esse é de 310 lumens, deve ser uns 3,5 a 4W, em torre precisa pelo menos 800 lumens se não me engano. O que comprei eu até testei na moto, mas não tem luz alta e baixa, ele acende tudo, pra um faro virado pra baixo é ótimo, mas como ando por estrada de chão a noite eu precisaria lampada de uns 1200 lumens ou mais)
    Em casa estou usando umas dessas:
    http://www.ebay.com/itm/G4-5-13-18-2...-/191109365858
    (Recomendo as warm white pra não tropeçar nos moveis, mas pra ter conforto as pure white. Se acordar a noite a warm white doi nos olhos)
    Mas não instalei tudo o que quero. Tenho umas com brilho excelente que ainda não usei, tipo dessa:
    http://www.ebay.com/itm/Cool-White-1...-/291300606226

    Tem umas dessas de 1W mas que vem sem resistor:
    http://www.ebay.com/itm/High-Power-1...-/140937595921
    Uma dessa com um resistor de 27 ohms você liga em 12V e tem um belo brilho. Mas pra ligar em bateria 12V que chega a uns 14V seria bom resistor de 33 ohms, resistor de 1W também!

    Mas... esse negocio de resistor desperdiça energia, o resistor desperdiça na forma de calor a tensão que ele cai, então existem conjuntos assim:
    http://www.ebay.com/itm/10W-30W-50W-...-/310930960908
    O modelo de 10W de 9-12V é feito por 3 ou 4 leds internamente, na mesma geleia. Se olhar bem você consegue contar os pontos escuros no meio da geleia, são os leds. Eu comprei na verdade uns de 10W 32V, a intenção é usar conversor step-up pra poder usar com 6V, 12V ou 24V sem problemas:
    http://www.ebay.com/itm/DC-DC-Adjust...-/310717070508
    (Acredite, esse modulo aguenta, com 32V de saída e 10W de consumo na saída)


    Se quer uma coisa super simples de instalar, recomendo esses:
    http://www.ebay.com/itm/LED-Car-Pane...-/131145736276
    Eles vem com um tipo de fita dupla-face atras, você cola em forro de PVC fácil-facil, e tem os fios, não tem como errar com o vermelho e preto, nem precisa soldar, pode até emendar na mão como todo eletricista porco faz com a rede AC.

    E... tem tela LED de notebook pifada por aí não? Seja de 10", de 14", qualquer tamanho, elas tem uma fita de led de ótimo desempenho. Todas as telas que troco não não mando pro lixo, eu tiro a fita primeiro! :-) Nas telas de netbook (8 a 10") a fita é de 12-14V mesmo, uso 2 em luminárias (Nem trafo ou fonte chaveada uso, coloquei capacitor, mais a frente explico). As de telas maiores tipo 13,3", 14,1" ou 15,6" são conjuntos de 20-30V, alimento com 24V e vão bem. São 4 ou 5 conjuntos com 4 a 8 leds, é meio esquisito o modo como essas fitas são ligadas nas trilhas mas acho que vale a pena o trabalho porque são leds de ótima durabilidade e brilho, os leds comuns (Fita no brasil é cara por bobeira de importação e atravessadores, não são produtos de 1ª linha, são só produtos mal-importados! Comprei muito no brasil e tinha os mesmos problemas que comprando coisa barata no Ebay) queimam muito mais fácil que essas fitas de telas LED.

    Sobre ligar os leds com AC, você pode fazer um circuito duplo, um acionando pela bateria, e outro por AC, com um circuito assim:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         clip_image00210.gif
Visualizações:	3165
Tamanho: 	4,0 KB
ID:      	57786
    O trabalho pesado de redução de tensão nele fica no capacitor CX. Aí é sugerido um de 4,7nF (472, ou 47 + 2 zeros, dá 4700 pF, e 1000pF = 1nF) mas eu uso valores muito maiores tipo 330nF, mas sem o resistor R1 em paralelo. Quem limite a corrente é o resistor de 470 ohms nesse circuito, esse precisa ser de potencia alta porque ele vai esquentar um pouco. Esse é um circuito pra uns 6 ou 7V, pra ter uns 12V pra ligar uma lampada automotiva (Led + resistor de 150 ohms) eu colocaria um resistor de 420 ohms, é o que estou usando na minha fita de tela de netbook que uso todo dia pra led antes de dormir (Daqui a pouco).

    Hora que desconfiar que a bateria do carro está meia boca não pense 2 vezes, antecipe a troca uns meses e passe ela pra esse uso, se ela tiver 1 ou 2 celulas ruins ela não dará conta de inversor (De nobreak) porque estes se baseiam na tensão e produzem muita queda, mas dará conta perfeitamente por alguns anos de leds! Eu tenho usado bateria velha de nobreak, daquelas que não pegam mais de uns 9V de carga (2 celulas ruins, cada celula ruim faz a tensão cair uns 2,4V assim que desliga o carregador e coloca algo consumindo e mede a tensão, bateria boa manteria uns 13-13,5V, com 1 celula ruim cair pra 11-11,5V, e bateria com 2 celulas ruins cai pra 9V, com 3 celulas pra 7V, e por aí vai), tem tido black-outs mais longos que o normal tipo 2 ou 3h e isso tem ajudado muito (Mas eu gosto de vela, por toda a infancia e adolescencia ou não tinha eletricidade ou tinha racionamento, até sinto falta as vezes).

    Se quiser partir pra lampada fluorescente 12V, o consumo aumenta e elas são mais sensíveis à tensão baixa, então precisam baterias boas. Led acende com qualquer lixo de bateria, mas inversor pra fluorescente tubular (As tubulares T5 de 14W consomem 14W e dão 1400 lumens, é luz pra caramba! Mas as tubulares T8 de 16W dão uns 800 lumens, são menos interessantes que as fluorescentes compactas 12V, tem modelo de 9W, 13W, 15W, tem varios fabricantes no brasil, o problema é achar, geralmente rendem uns 55 lumens por watt igual fluoresncete compacta 127/220V. O problema disso é: Você precisa mesmo 800 lumens? Até tem fluorescente tubular de 8W, procura no por Dupliluz e Imatron que você encontra inversor bom pra lampada tubular de 6W ou 8W, mas é tão pouca luz (250 lumens, eu acho) que o custo de uma lampada automotiva com led compensa mais. Tô por fora do preço do metro da fita, não sei como ficaria a instalação disso no teto, mas as 12V pequenas você esconde junto com a redoma das lampadas 127/220V, na sala de casa cheguei a colocar 4 dentro do suporte da lampada do ventilador de teto, não consegui passar fio pelos orifícios do ventilador aí tive que desistir, mas noutros suportes de teto tem como colocar de maneira bem discreta essas lampadas pequenas.

    Sobre queda de tensão em fiação, usando led isso conta pouco. Minha familia em fazenda tinha que usar energia solar de 97 a 2009, com inversor isso era um problema, tensão chegando em 8W era ruim pros inversores de 20W ou mais, mas com led um fio simples de 0,75mm resolve tudo, se usar lampada automotiva varias tem um ponte retificadora na entrada então NEM com polaridade precisa se preocupar! Com consumo baixo a queda de tensão em 10m de fio é mínima, não faz muita diferença no brilho dos leds, o negócio é passar logo a fiação, prender as lampadas ou fitas, e usar até queimar, vai demorar muito provavelmente.
    (Comecei a mecher com led de alto brilho em 2002, eram caaaaaros, led 4000 mcd por R$ 1, a maioria durava pouco por conta dessa variação de tensão, mas ainda tenho muitos que comprei ainda em 2002, tenho algumas lanternas com celulas velhas de lithium, aquelas que em notebook duram 5 minutos, mas com consumo baixo carrego 1x ao ano e uso todo dia, em led de 1W eu coloco resistor de 1 ohm por precaução.

    LED só tem um problema: Gera fotos ruins.
    A maioria das fotos que posto são com uma luz escrota, é culpa dessas luzes azuladas, comprei poucas pure white ou confort white (Amareladas, de uns 4300°K), pra enchergar com os olhos led de 6500°K ou 9300K é luz suficiente, mas pra tirar foto sai tudo escuro e ilegível.



  3. Olá Rubem, com relação a tensão de 14,4v estou fazendo uns testes, com diodos, a queda de tensão deles é constante 0,7v, e não variam com a voltagem, porém há o desperdício em forma de calor, quando se é para ligar alguns leds (5~10) fica bastante interessante, mas no caso de alguns metros de fita (1ah+) já não me agradei muito, pois eles aquecem demais. Sobre as lâmpadas que você indicou eu nem havia me ligado na variedade de modelos disponíveis, como vou quase sempre ao centro SP, tinha notado mais as fitas leds, por ser em rolos de 5 metros e ter como cortar em vários tamanhos acabei por comprar. Sobre as telas de notebook, por acaso eu tinha 4 delas aqui que eram sucata e estavam indo para o lixo com os leds!!! Já estão separadas aguardando um tempinho para mexer com elas. Em uma dessas idas ao centro comprei alguns capacitores cerâmicos e resistors para montar algumas lâmpadas de sinalização e ligar direto na rede, sem fonte (como no quadro de energia), eu comprei também algumas dessas http://www.comprara.com.br/sinaleira...i-ad16-22d-p62 para montagem do gerador e desmontando uma delas o que há dentro é exatamente um esquema muito semelhante ao qual você postou acima. Eu ainda estou pensando como vai ser a instalação das fitas no teto, mas a idéia a principio seria uma base em madeira, e recortar as fitas para fazer um retângulo com várias tiras em paralelo, um retângulo de 15x30 mais ou menos daria já uma boa iluminação e as emendas ficariam escondidas por guarnições de madeira trabalhada, eu cheguei a cogitar aqueles spots de embutir no forro, mas pelo preço deles acabei optando pelas fitas, mesmo sendo menos práticas de instalar, fora que alguns plafons leds que tenho visto no centro nada mais são que uma fita led colada em forma de quadrado, com uma proteção de plástico semi-transparente ocultando os leds e dando brilho difuso. O duro de mexer com isso é o tempo que anda me faltando, estou em uma lida com a reforma da casa que já dura um bom tempo (alguns anos), a gente acaba por inventar muita coisa ao mesmo tempo, e fica difícil tempo para terminar tudo.

  4. Sobre o desperdício dos diodos, é baixo.
    Em diodo de silicio essa queda é 0,7V mesmo, com corrente circulando de 1A isso é 0,7 * 1A = 0,7W.
    Se circular só 0,5A será 0,7 * 0,5 = 0,35W.

    Os diodos menores parecem aquecer mais, mas é porque a area deles é menor, eles tem mais calor concentrado e não dissipado. Se usar um diodo grande de 100A com corrente de apenas 2A você nem vai perceber calor, porque esses diodos tem uns 3cm de diametro, 1,4W se dissipa nisso facilmente. Já num diodo pequeno tipo 1N4007 os 0,7W que eles dão conta de dissipar podem queimar o dedo, a carcaça plastica não dissipa nada.

    Mas quem MAIS desperdiça é o resistor nos leds. O diodo faz uma queda de 0,7V, mas o resistor geralmente é escolhido pra fazer uma queda de 3 a 8V, numa lampada de led de 5W é comum ter resistor dissipando sozinho 1W.

    (Tenho por exemplo lampada de 7W, feita por 228 leds de 1mm, cada led consome 8mA com 3V pelo datasheet, usa 3 em serie, e um resistor que ignoro o valor mas esquenta. 3V * 0,008A = 0,024W, e 228 leds vezes 0,018W dá 5,47W, quase 5,5W. Ou seja, 1,5W são perdidos nos resistores!)

    Eu achei que você tinha optado pelas fitas pela facilidade de colar num forro de PVC ou algo do tipo. SERIA bem simples usar fita dupla-face e passar a fiação no outro lado, mas sempre esqueço que o trabalho é enorme porque precisa alguém em baixo grudando e alguém em cima suando feito porco pegando os fio e emendando ou soldado. Hoje penso em fitas por cima da parede, antes de receber uma camada de tinta. Fita tipo:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...abalho-bga-_JM
    Eu uso pra solda BGA mesmo, testei pra corrente baixa tipo acho que uns 1A numa fita de uns 2cm de largura e funcionou normal, sem aquecimento, outra hora quero testar corrente maior. Sei que existe a fita de cobre, mas é muito mais cara.

    (Se bem que pra forro de PVC branco tem fita isolante branca, em painel de senhas já "escondi" 3 fios finos (Comun. serial, RX, TX e GND) debaixo da fita e ninguém notou, usa a emenda entre as 2 folhas, fica um rebaixo de 2cm x 2mm, dá pra esconder um par 20AWG, que dá pra uns 1 ou 1,5A. Acho que 12 a 18W de led tá bom por lampada)

    Sobre as fitas de led dentro de suportes, tem aquelas carcaças de lampadas fluorescentes tubulares em que a lampada vai por dentro, os plafons. Tem plafon de embutir e de sobrepor, mas mesmo um de 20 x 20cm está uns R$ 100 e o vidro é opaco demais (Exige lampada fluorescente de 30W praticamente, onde sem ele uma de 20W dá)
    A gambiarra domestica é meio cano de PVC (Rachando ele no meio, dividindo em 2 U), com fitas coladas por dentro, aproveita a brancura do interior, e aí você "embrulha" com papel contact opaco transparente:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...-10-metros-_JM

    Eu tenho dita de poliamida de alta temperatura ( http://produto.mercadolivre.com.br/M...33m-x-50mm-_JM ) que é amarelada, achei que ela concertaria o azulado excecivo de umas lampadas, mas ela amarela demais, não é uma boa idéia tentar corrigir temperatura de luz com isso, pra decoração serve, mas pra uso no dia-a-dia fica incomodo.
    (Ao invez de papel contact tem as peliculas automotivas foscas transparentes, o que uso na verdade é essa, é bem grossa, eu comprei em loja de adesivagem automotiva, mas me parece que é o mesmo que tem em loja de vidros ou material pra box de banheiro: http://produto.mercadolivre.com.br/M...-porta-etc-_JM )


    Se tiver suporte classico de lampada fluorescente tubular, poderia usar tubo de polestireno rígido transparente (Tipo PVC), o metro de de 3cm (Diametro de lampada T12 de 40W) está uns R$ 40 ou mais, fica complicado aproveitar esses suportes fazendo lampada com fita de led dentro, teria que usar mangueira emborrachada transparente (R$ 3 o metro) mas elas dobram, fica feio demais (Pra ficar opacas é só lixar por dentro, uma lixa 120 dobrada, na ponta de um tubo menor, e você deixa o interior opaco fácil. Mais facil ainda é thinder 400 por dentro, algodão embebido em thinner e umas gotas de tinta acrilica branca, empurra de um lado pro outro que ele dá uma detonada no esmalte e gruda um pouco de tinta branca, perde o brilho e dá um pouco de opacidade esbranquiçada (Em mangueira funciona, com habilidade emula neon).



  5. No meu caso, optei pelas fitas, por vários fatores, por poder cortar "quase" em qualquer tamanho, poder emendar de novo, por ser razoávelmente moldável, e pela quantidade que vem 5mts eu consegui no centro a 30$ o rolo 5050, 45$ o 5050RGB, 70$ o 7020 que dá um ótimo brilho, 35$ o 2520(todos sem fonte), achei um preço razoável e pelo baixo consumo, uma vez que eu queria autonomia de uns 2 dias na bateria, no caso aqui de casa é forro de madeira, telha de amianto, que no verão esquenta horrores, eu tive que refazer a parte elétrica inteira da casa, quando mudei para cá era tudo fio de 1,5mm que nem cor tinha mais de tanto que esquentava, quando refiz a conta caiu de 120 para 55 reais... tinha cabos no chão em conduíte que davam direto na terra!!!, quem cortou por algum motivo o conduíte nem se deu ao trabalho de desligar os fios, deixou lá e aterrou, no verão alguns dias eu acordava as 4 da manhã e trabalhava até as 8, porque depois nem com ventilador lá em cima dava para aguentar rs, hoje já está quase tudo pronto, falta reinstalar o quadro central que vai ser outro para que caiba o DR, DPS, junto com os disjuntores da linha de tomadas, lâmpadas, chuveiros e outro menor com a chave seletora do gerador e da rede, quando estiver finalizado que espero que seja agora nesses meses vou postar algumas fotos aqui com o banco de baterias instalado, o quadro de energia e a adaptação das luminárias leds. Essa fita BGA que você mandou link eu tinha pensado para os leds que vão no banheiro, acima do espelho, pois não queria quebrar o azulejo, outro método que acho que daria também é tirar o rejunte em linha até o espelho e passar um cabo paralelo bem fino com energia já em 12 volts. Para as de teto eu estou cogitando essa idéia de colar os leds da fita em tubo pvc (por fora mesmo) e utilizar a luminária que já está lá para lâmpadas fluorescentes de tubo 20w, essa parte de criar essas soluções para casa eu gosto muito, a única coisa realmente ruim da elétrica é trabalhar encima do forro tem que ser dias chuvosos ou de noite, até mesmo em dias nublados é quente demais.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 7
    Último Post: 20-02-2015, 11:30
  2. Respostas: 23
    Último Post: 24-10-2011, 10:37
  3. Respostas: 16
    Último Post: 07-09-2011, 10:19
  4. torre com energia solar
    Por ccsandrade no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 17-02-2008, 20:54
  5. Respostas: 7
    Último Post: 28-03-2007, 10:07

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L