Resultados da Enquete: Fabricaria com tubos torres telecom?

Votantes
12. Você não pode votar nesta enquete
  • Sim, mas com espessura condizente.

    4 33,33%
  • Não, é arriscado.

    8 66,67%
  • Sim, tenho certificação de laboratórios sobre meus tubos.

    0 0%
  • Sim, sou técnico em mecânica e sei como devo manuseiar tubos.

    0 0%
Enquete de Múltipla Escolha.
Página 3 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Tenho torre de tubo estaiada de 40mts feitas pela empresa do emilidani até agora perfeitas.

    Só a auto portante que eu acho que nao aguenta a carca especificada "vento" que seria de 0,90cm com uma simples nanobeam qualquer ventinho ela balança.

  2. Emilidani.

    Excelente Vossa explanação.

    Realmente, eu me referenciei aos que fabricam torres sem base de conhecimento, porém a ordem de investimento justifica no aperfeiçoamento na hora da compra do material.

    Fiz um estudo de torres de observações, durante alguns meses, para apresentar o custo/beneficio para uma empresa gaúcha, e neste estudo estas torres de plataformas, para pessoas que tem por hobby apreciar os pássaros nas copas das árvores, não são construídas de tubos, por algumas razões deles, talvez por ser pântanos geralmente e, em solo seco.

    A intenção de colocar aqui um assunto deste, é mais voltado aos que não conhecem este mercado, e estão entrando como novatos, ou mesmo de alguns que constroem e não se deram ainda ao mérito de averiguar melhor as diferenças entre tubos e cantoneiras, já de segurança em que o tubo é mais conveniente, isto vai do projetista e de quem manda ele projetar: se de tubo ou de cantoneira! Cada fabricante adota o que lhe seja de melhor, e apenas apresento o meu ponto de vista mecânico em termos de que quem venha a construir saiba destes preliminares.

    Fui projetisa de mecanismos com precisão em micras, em várias empresas e universidades, a gente é mandado fazer um projeto como querem, e não como queremos, a gente apresenta as diferenças, quem paga o investimento são grupos de investidores, assim nascem produtos no mundo, que vem de algum tipo de objetivo, não vou me estender aqui para explicar por que um produto deve ser fabricado com um determinado material, isto vai do setor de planejamento de produção, que a ordem vem da diretoria de projetos, eu nunca fui diretor e nunca fui o investidor, assim as questões referidas a que tipo de material, existem milhares, dentre elas fibra de carbono, fibra de vibro, e muitos outros tipos de estruturas que possuem resistência muito maior que o aço, existem tecnologias de ponta em aplicações de materiais que são muito mais resistentes que o metal, mas isto não é empregado por que tudo é custo/beneficio as razões que levam ao emprego de tubos é voltada ao interesse de um grupo de empresários, cada um faz como acha que deve ser feito, e nós consumidores compramos o que nos vendem, com certificações, com qualificações, enfim, vejo que no Brasil as torres são superdimensionadas, mas existem casos esporádicos, sem dúvida.

    A enquete aqui é o melhor meio de medição sobre quem já está no mercado há muitos anos, e das torres das operadoras de grande porte, elas constroem torres da forma que atendam aos propósitos deles, nada contra tubos, mas em termos da corrosão, é algo que ninguém tem como ver dentro, sim que duram vários anos, mas a espessura que muitos tem dito aqui no Under-Linux é que é muito fina, economizam muito na espessura e muitas sem galvanaziação, apenas pintadas, existe exceções sim, mas no ranking nacional o levantamento estatístico deixa a desejar.

    Isto que é importante para quem lê, ter de outras pessoas informações, ai vai de forum intimo, a escolha se perfil ou se tubo, cada um constroe como achar melhor.

    Tudo se resume a "Tecnologias" empregadas, quem investi tem produtos de excelente qualidade, mas e os que visam só o lucro!

    Boa semana e, que mais alguém venha a relatar o que achar melhor, cada um diz o seu ponto de vista e assim todos podem ter um aprendizado melhor aqui no Under-Linux.

    Agradeço Vossa explanação, muito interessante de um fabricante que tem tecnologias e conhece bem o mercado, parabéns.



  3. Sobre essa questão de "fabricante de fundo de quintal usar material mais fino", tenho visto bem o contrário no interior, mas é fato em capitais pelo visto (Ao menos Porto Alegre e Cuiaba, onde morei).

    Por 2 ocasiões ví engenheiro vindo aqui no interior pra vistoriar torre antes de assinar laudo (Por isso detesto esse papinho de "Contrate um profissional", o brasil tem mais de 5500 municípios, só tem USP em 1, e só tem eng. com praxe na area nuns 50, pagar deslocamento pra visita significa pagar R$ 1 mil dependendo da regão do brasil), e sempre comentaram que a praxe nas suas respectivas cidades era usar material mais fino.

    (Alias, ter eng. mecanico não adianta nada, tenho 2 clientes que são mas que não querem assinar laudo de torre de jeito nenhum, menos ainda fazer projeto, mechem com area automotiva e querem distancia dessa parte estrutural)

    Já gastei algum tempo vendo projetos comprados (Ou projetos de fora do brasil) pra ver se as torres locais seriam inseguras, e só posso concluir o contrário, serralheiro prevenido não economiza no material, afinal o material é 1/3 do custo total do produto.
    Exemplo de torre de fora do brasil que me parece muito subdimensionada:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         titan-drawing-sections-large.gif
Visualizações:	137
Tamanho: 	130,4 KB
ID:      	58791
    Passando pro sistema metrico e arredondando pra cima isso bate com alguns projetos que ví no brasil.

    Essa Trylon é das poucas que divulga dado técnico das antenas, não fica escondendo dados (Como muito engenheiro costuma fazer), no site tem varias bitolas, tem um pdf de cada modelo com alguns detalhes, tipo:
    http://www.trylon.com/lightdutytower...porttowers.asp
    Também tem mais especificações aqui:
    http://www.championradio.com/shop/Towers.3
    Tudo sub-dimensionado pro meu gosto (Gosto criado vendo torres de serralheiros no interior, que viram alguma torre caindo e pro precaução foram lentamente aumentando suas especificações).


    Isso deve seguir o mesmo que ocorre com estruturas metálicas menores tipo mesas e cadeiras: Nos grandes centros sei lá o que ocorre que fazem tudo com o mínimo possível de material, aí quebra no primeiro uso mais pesado (Se eu me apoiar pra tras numa cadeira típica de escritório eu entorto o encosto, e provavelmente essas porcarias tem um projeto assinado por engenheiro, afinal tem até laudo do INMETRO e são financiáveis pelo BNDES (Ou pior, tem selos nada a ver com qualidade do PRODUTO, tipo ISO9001). Cadeiras fabricadas localmente tem ferro muito mais grosso, duram décadas.

    Meu hobby é madeira, móvel industrializado é tradicionalmente um lixo, mas mesmo móvel sob encomenda nos grandes centros é fabricado com folhas de papelão, digo, material industrializado (Nada contra mdf ou mdp) da menor espessura possível. Imagina como eu fico pê da vida quando comparo os produtos sob encomenda (Paguei R$ 350 num gaveteiro comum com rodinhas sob encomenda, R$ 150 no mercado mas eu queria uns 20cm mais alto, veio o mesmo lixo fino dos disponíveis a venda no mercado) com minhas mesas e bancadas:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         DSC03677.JPG
Visualizações:	96
Tamanho: 	170,7 KB
ID:      	58792
    E não é porque "aqui é terra onde tem madeira" (Na amazônia legal a burocracia pra desmatar é gigante, impossível comercio de madeira sem ser debaixo de uma pilha de burocracia gigante, quase ninguém mais tem paciência pra mexer com isso) , isso é tudo madeira que vem de 1000 a 2000Km, mesma distancia de onde vem o ferro.

    Essas economias porcas em materiais em vejo em muitas áreas nos grandes centros, não apenas nas torres.

    (Agora deixa eu justificar meu "voto" na torre com perfil 90°: Rapidez na montagem. Usa cantoneira de espessura decente, ferro de espessura decente (Nada de subdimensionamento pra economizar R$ 50 em material), mete um eletrodo mais grosso e coloca o soldador em 200A, e em uma passada você solda o troço sem dificuldade, qualquer aprendiz solda bem desse modo (Enquanto material mais fino tem mais risco de temperar com calor, se o soldador não for prático). Isso reduz o tempo total de soldagem em muitas horas. Na periferia dos grandes centros deve ter aqueles semi-profissionais que usam soldador de R$ 300 no fundo do quintal, que chegam a 150A mas com ciclo tipo 30%, como não podem ser apressados devido ao soldador eles podem usar solda mais demorada com chapas mais finas, esse tipo de "profissional" realmente me incomoda (Porque cresci cercado do mundo mecanico e um soldador desse é coisa basica de se ter em casa pra pequenos reparos, não é equipamento pra profissional (Mas em terra de cego quem tem um olho é rei, nas periferias o povo é tão alienado e ignorante que quem tem um CD do Windows vira "técnico em informatica", quem tem um soldador vira "serralheiro", e quem ter um serrote vira "marceneiro", pra mim isso são ferramentas básicas que 100% da população deve ter (Tipo ter panelas mas não ser um restaurante, ou ter maquina de lavar mas não ser uma lavanderia, ou ter uma impressora mas não ser uma grafica...))

    Quanto a galvanização...
    Olha, acho que preciso rodar uns 1000Km pra achar quem a faça. Então é mais fácil usar cantoneiras e só pintar, estrutura desse tipo tem durado indefinidamente (6 anos sem ferrugem, 10 anos sem ferrugem, 20 anos com ferrugem na base por conta de capim segurando umidade, mas nada preocupante). Denovo temos o problema brasil: São 8,5 milhões de Km², empresa que faz galvanização está sempre colada nos grandes centros, e tem poucas, é totalmente anti-produtivo ficar transportando estrutura semi-pronta por 600 a 3000Km só pra galvanizar (Pra uma torre de 30m com modulos pequenos precisa uma pick-up de carroceria grande, custa R$ 1,8 por Km (Eu pagaria R$ 3 mil só de frete pra levar pra galvanizar. Mas estrutura prática de instalar e fabricar é com o material que tem a venda, que é peça inteira de 6m (É pesada só pros frangotes que não comem feijão e carne, em 2 pessoas se monta fácil estrutura com modulo de 6m, é só usar arara com roldana em cima), aí precisa caminhão de 6m, R$ 2,5 por Km (Ou seja, R$ 5 mil só de frete pra eu galvanizar algo).


    Se o mundo fosse perfeito como os grandes centros parecem nem ia precisar torre de telecom, passa fibra e pronto. Torre são mais necessarias justo mais longe dos grandes centros, onde não tem como galvanizar por baixo custo (Cidade de 10-15K hab. não justifica implantação local disso) e menos ainda tem eng. mecanico por perto (E perto pro interior é 800 a 1500Km, ou seja, só 1 dia de viagem).

  4. Como não devo pra nenhum fabricante, posso dar nomes...kkk eu não usaria uma icasol da vida nem de graça, parece aquelas telhas de zinco...aqui no interior se é pra aguentar 10kg a gente faz pra 30kg e pronto, não precisa de tanto cálculo, ate pq tem exemplos q o rubem colocou ai q são a realidade de quase td feito por engenheiro, ou seja, se é pra 10kg vai quebrar com 10,1kg...



  5. Pronto, tava demorando para vir chumbo grosso, vai agora uma metralhadora para furar os zóios de quem fala, o que não sabe!

    Prá começo de conversa, tem fabricante que não pede a memória de cálculo, pede uma ART de montagem, ai vende gato por lebre e joga a culpa em quem? Em alguém ou de um fabricante, é mais fácil tirar o dele da reta, do que assumir a paternidade.

    No Mercado Livre vendem a ART do engenheiro por um valor absurdo, e pagam para ao engenheiro meleca, mas falam para o cliente que o engenheiro é o autor do projeto!

    O engenheiro põe o dele na reta, é o único cara que assina um documento, para o dono da torre poder viver em paz, mas pelas costas trai o engenheiro, existe exceções, de pessoas honestas.

    Se houver falha técnica de projeto, quem responde na justiça?

    O autor do projeto.

    O autor do projeto é o dono da torre, quem contrata o engenheiro para obter uma ART de desenho de projeto (isto é da execução do desenho do projeto, o engenheiro não é o autor do projeto).

    Para ser o autor do projeto, uma que tem que registrar a patente no INPI, e isto quem registra é o dono da torre e não é o engenheiro (presta serviços de documentações, para qualificar o serviço de montadores e tendo vistas a estrutura metálica projetada pelo dono da torre, como querem, muitas vezes chupam o projeto de um amigo, ou na internet, dos desenhos da Telebrás, que existem uma infinidade).

    O engenheiro nunca foi e nunca será o autor do projeto, com raras exceções, pode haver, mas não sei e nunca ouvi de um dizer que é o autor do projeto de uma torre, por que se fosse todos que fabricam torres teriam que pagar "royalties". para ele.

    Sabe de alguém que paga para engenheiros (detentor da posse e dominio de uma torre)?

    Eu, não sei de nenhum, por que nenhum deles é louco de ser autor de projeto de torre, por que o provedor é o dono da torre dele.
    Assim, quem responde por erros de projeto numa torre é o dono da torre, para final de conversa fiada.

    Tem fabricante que tem software para fabricar (este é o autor do projeto) e, não contrata engenheiro não, ai a culpa é do engenheiro quem não ganhou nada com a venda da torre, mas bastou o fabricante ter um engenheiro conhecido, manda a culpa para o engenheiro amigo. Isto sempre parte do amigo da onça!

    Amigo da onça é aquela cara que quer ter vantagens em tudo, e na hora de assumir a responsabilidade joga a culpa nos outros, em fabricantes e em engenheiros.

    Detonar fabricante falando o nome do fabricante é procurar encrenca (ação de dolo moral sujeito a reparação via indenização financeira, como forma de compensação pelas ofensas e de quem queima a imagem da empresa no mercado).

    Quem não deve não teme, mas quem acusa alguém um dia paga caro na justiça.

    Senhor moderador, veja que tem gente que já começa a mandar chumbro grosso, ai os ânimos se incendiam, e a culpa é de quem.

    Veja ai modere isto ai, por que senão o Under-Linux vai virar mercado de peixe.






Tópicos Similares

  1. Livro de Tecnlogia e em Torres Telecom!!!
    Por TreiscBr no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 0
    Último Post: 26-05-2016, 06:15
  2. Segurança de Torres Telecom, sua fundação em 2015!
    Por TreiscBr no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 2
    Último Post: 08-03-2015, 20:01
  3. Segurança em Torres Estaiadas
    Por ricsabreu no fórum Redes
    Respostas: 92
    Último Post: 17-04-2013, 09:43
  4. Ponto de acesso em torre de rádio AM
    Por marcelomg no fórum Redes
    Respostas: 9
    Último Post: 08-04-2006, 00:08
  5. Respostas: 3
    Último Post: 29-03-2005, 15:51

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L