+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Versis localizador de defeitos

    Pessoal estou tentando aprender eletronica e não manjo quase nada por enquanto (só de soldar e desoldar componentes)e sem querer ja esbarro nesse equipamento aqui e fiquei meio curioso a respeito, se ele realmente promete o que faz, em alguns foruns de eletronica tem gente metendo o pau nisso e alguns falando bem, quem manja de eletronica poderia me dizer se e viavel um equipamento desse na facilitação de concertos eletronicos.

    http://versis.com.br/site/

    https://www.youtube.com/user/VeRSisTecnologia/videos

  2. #2
    Avatar de Djaldair
    Ingresso
    Mar 2012
    Localização
    Matupá - MT
    Posts
    637
    Posts de Blog
    2

    Padrão Re: Versis localizador de defeitos

    Trabalhei muito tempo com eletrônica, inclusive celulares e computadores, hoje as tecnologias são outras, mas cheguei pegar boa parte da fase smd, e micro smd, acredito que esta ferramenta iria me ajudar muito. Andei vendo semana passada algo a respeito, e pelo que entendi ela é um comparador, faz isso através da curva de impedância e capacitância dos componentes, o único problema é que você vai precisar de duas placas, pois como é um comparador vai precisar de uma placa boa e a que tem defeito para fazer a comparação, em alguns casos também tem um banco de dados onde já tem armazenados algumas placas, isso facilita, pois não vai precisar estar de posse de outra placa similar. Meu conselho pra você é o seguinte: se vai entrar nesse ramo compre a mais top que é a vrs 575 ultra, mas prepara o bolso, pois fiz a cotação e fica mais de 4k, e não deixe de fazer curso de eletrônica também, vai ajudar muito, pois o que faz o técnico não é ferramenta e sim experiência e capacidade de aprender rápido.



  3. #3

    Padrão Re: Versis localizador de defeitos

    Obrigado pela resposta, ja estou fazendo um curso basico, quanto ao versis tava querendo comprar a versao mais lite pois a uma pessoa vendendo por 1600. E algumas pessoa que usou a lite disse que da pra usar normal so e mais trabalhoso como não salva da onde vc parou tem que testar do inicio ao fim ou deixar o pc ligado ate voltar entre outras coisas.Mais pra frente compraria a mais top pois 4k e muito a grana ta curta.

  4. #4

    Padrão Re: Versis localizador de defeitos

    Problema: Você precisa ter uma placa em bom estado, fazer diversas medições (E cuidar pra uma delas não criar problemas na placa, já que hoje se trabalha com tensões e níveis se sinais bem baixos), e armazenar isso pra futuras referências.

    Isso só serve pra quem vive com viseira de burro e trabalha só com 2 ou 3 placas, o resto do mundo tem a disposição 2000 produtos novos lançados todo ano, impossível perder tempo armazenando dado de placa (Abrir equipto e perder eventual garantia) que sabe-se lá se irá usar um dia.

    Hoje tá tudo integrado, muito circuito juntado num único chipset ou microprocessador/microcontrolador, quando você tem algo integrado e seguindo trilhas vê que não tem componente passivo atrapalhando algo no caminho, o problema só pode ser software do chipset (rom corrompida, em monitor é comum, em telecom não) ou o próprio chipset/CI/micon/MicroProc. O que tem entorno dos circuitos modernos OU é com CI's dedicados (Reguladores de tensão dedicados e etc) ou é circuito classico (Tipo um VRM de multiplas fases, um CI dedicado controlando 3 a 8 mosfets), tem pouco circuito analógico hoje, então você sempre precisa ver datasheet de componente pra ver a função deles, com que tensões trabalham (Pra verificar alimentação), onde é entrada e saída, ver se tem no comercio (Tudo que tem aos montes no comercio é porque pifa muito, o que não tem a venda (Ver Ebay é mais fácil) provavelmente é raro ter defeito).

    Por mais que as vezes você veja um produto por anos no comercio, tem muito produto novo todo ano, notebook ou smartphone acho que são mais de 2000 modelos novos de cada no mundo todo ano, em materia de telecom idem, em telecom o nome do modelo nem sempre muda mas a VERSÃO do hardware muda muito, tem digamos 9 versões de hardware (100% diferentes entre sí ) de um TP-Link 740 ou 741, ter feito o "armazenamento" dos pontos antes com um hardware v4 não ajuda em nada a reparar um hardware v5.
    (Fora que em chipset com muita coisa integrada é normal queimar só 1 parte, tipo queimar só a lan, ou melhor, alterar alguma resistencia interna que impede o funcionamento correto, nesses casos você teria que armazenar praticamente um ponto de CADA pino, e... se for chipset BGA? Esse equipamento é completamente inútil em equipamento de 2015 (Quem não usa BGA ou SMD multi-layer vive nos anos 90 ainda))

    Assistencia autorizada que trabalha só com um portfólio ridículo tipo meia duzia de produtos antiquados que passam anos e anos sem mudanças economizam muito tempo com um equipto desse. Mas... quem trabalha muito tempo com poucos produtos logo entende os defeitos característicos e não precisa medir quase nada pra definir o culpado (Em telecom o CI de ethernet ou PHY pifa muuuuuuuito, em wifi o amplificar é quem pifa, fora seus chipsets (E troca tudo quando ele integra tudo), em notebook dá muito problema em solda BGA, em placa VGA além de solda BGA em chipset também tem a solda da ram (4-16 CI's de ram), em monitores se troca a placa logica ou o micon porque nem sempre se encontra rom pra regravar, e por aí vai, cada produto com seus defeitos característicos, o problema é encontrar componentes a venda e não saber os potenciais culpados (Alias, se você medir uma onda levemente distorcida por esse produto, como vai saber qual o limite/tolerância da distorção que o equipto aceita? Falando em ripple na alimentação por exemplo, tem circuito que aceita 15% de ripple, outros aceitam 3%, quando o produto é novo ele deve entregar alimentação pro CI com apenas 0,1%, sempre que envelhece isso piora, mas esse produto não ajuda em nada a saber o quanto pode piorar, trocar VRM só por 1% de ripple duvido que resolva algum problema em equipto (E ripple se verifica com osciloscópio barato de R$ 500, não precisa nada complexo).

    Enfim, esse equipamento te limitaria a placas que você já conhece, e a placas antiquadas com montagem tradicional, porque placas modernas tem 4 a 7 layers de trilhas no meio, e tem componentes BGA onde você não tem acesso ao pinos dos CI's pra medir e armazenar dados.



  5. #5

    Padrão Re: Versis localizador de defeitos

    Disse tudo eu acho que talvez ele seria bom pra arrumar produtos ubnt ou rbs mais classicas, essas antenas da ubnt vivem queimando tem aos montes no mercado de sucata agora bga que os pinos estao tudo por baixo esquece o negocio seria se limitar somente ao produtos tipo ubnt e algumas rbs mais comuns como sxt rb 433 entre outras mais comuns e o resto ser na raça aprendendo.

  6. #6

    Padrão Re: Versis localizador de defeitos

    Não sei, quando você usa sempre o mesmo hardware você pega as manhas rapidinho.

    No caso de UBNT tem pouca coisa pra pensar, o regulador de tensão só queima com alta tensão e é fácil testar (Mede a saída), o chipset quando não parece ok é relativamente barato então é mais fácil trocar, ram também é barata que vale a troca em caso de desconfiança, na parte de RF o amplificador quase sempre queima e só de colocar o dedo em cima você nota algo errado (Fora a baixa potencia de TX, mas funcionando normal no RX), já se nem TX nem RX estão ok você só pode condenar o chipset de RF (Que em equipto mais novo está no chipset principal).

    Tem problemas em componente analogico por perto mas geralmente é culpa de algo físico, tipo CPE que caiu, ferramenta metalica que deu curto por dentro, raio que queimou chipset E mais alguma coisa, nesses casos tem que ver no olho cada componente e analisar circuito, esse localizador de defeitos denovo não ia ajudar a não ser que você tivesse mapeado 100% dos componentes.

    Em RB idem, você tem alguns componentes passivos pra dar problema, mas o grosso é CI, o switch ethernet geralmente, senão já parte pra troca de chipset. Em RB integrada a parte de RF é a mesma coisa que UBNT: Chipset de RF ou amplificador, não tem muitas chances de ter problema no resto.


    Pra RB's classicas tinha uns roteiros:
    ftp://77.48.70.222/RB/
    e
    http://www.ryohnosuke.net/varios/rb/RB433AH.pdf

    (Ou melhor: https://www.google.com.br/search?q=T...ryohnosuke.net )

    Se seguir a lógica desse roteiro é só aplicar a qualquer RB912 ou RB922 nova, só muda o numero dos componentes, mas a função e a "dica" de verificar por eles é a mesma. Não dá pra confiar 100% disso, mas isso no maximo dá falso-positivo quando o defeito é outro, ou seja, na pior das hipóteses isso te induz a trocar um CI quando o culpado não é APENAS eles, mas ele não tem engana tipo "Esse CI está ok" quando não está. Trocar componente a toa faz parte do mundo da eletronica desde sempre pelo que eu saiba, eu mecho com isso desde a adolescencia mas sempre ví técnico mais velho (Trabalhando nisso desde os anos 70) fazendo isso por mais prático na função que fosse (Mas a eletronica antigamente exigia um estoque menor de componentes, hoje tá complicado ter CI pra tudo, quem meche só com alguns equipamento pode ter só os componentes deles, facilita (Eu não reparo telecom pros outros, só os meus, sempre procurei ter chipsets, mosfets e trafos, agora não consigo porque a Receita está enrolando demais as encomendas internacionais e eu não tenho bolso pra estocar componente comprado no brasil por preço 5x maior, tô com 4 RB e 3 NS esperando componentes (E não vou comprar no brasil agora, não estou precisando delas então vou esperar o bolso ter menos escorpiões).

    Trocar componente devia ser coisa corriqueira, devia ser manutenção quase de rotina, mas como a maioria dos usuarios joga tudo fora e compra novo o mercado de componentes e de reparo não está preparado pra nada, o usuário acha que produto reparado vai durar menos (Mas muitas vezes se usa componente MELHOR que o fabricante usou), tá complicado mecher com reparo, acho que o melhor jeito é fazer o que você está fazendo: Se preocupar com o reparo dos SEUS equiptos (Tá, dos seus clientes talvez), aí o custo de ter estoque de alguns CI's caros (R$ 20) fica mais barato, já que só de frete pra mandar MK/UBNT pra reparo é fácil gastar esses R$ 20 (Pra mim R$ 50).



  7. #7

    Padrão Re: Versis localizador de defeitos

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Não sei, quando você usa sempre o mesmo hardware você pega as manhas rapidinho.

    No caso de UBNT tem pouca coisa pra pensar, o regulador de tensão só queima com alta tensão e é fácil testar (Mede a saída), o chipset quando não parece ok é relativamente barato então é mais fácil trocar, ram também é barata que vale a troca em caso de desconfiança, na parte de RF o amplificador quase sempre queima e só de colocar o dedo em cima você nota algo errado (Fora a baixa potencia de TX, mas funcionando normal no RX), já se nem TX nem RX estão ok você só pode condenar o chipset de RF (Que em equipto mais novo está no chipset principal).

    Tem problemas em componente analogico por perto mas geralmente é culpa de algo físico, tipo CPE que caiu, ferramenta metalica que deu curto por dentro, raio que queimou chipset E mais alguma coisa, nesses casos tem que ver no olho cada componente e analisar circuito, esse localizador de defeitos denovo não ia ajudar a não ser que você tivesse mapeado 100% dos componentes.

    Em RB idem, você tem alguns componentes passivos pra dar problema, mas o grosso é CI, o switch ethernet geralmente, senão já parte pra troca de chipset. Em RB integrada a parte de RF é a mesma coisa que UBNT: Chipset de RF ou amplificador, não tem muitas chances de ter problema no resto.


    Pra RB's classicas tinha uns roteiros:
    ftp://77.48.70.222/RB/
    e
    http://www.ryohnosuke.net/varios/rb/RB433AH.pdf

    (Ou melhor: https://www.google.com.br/search?q=T...ryohnosuke.net )

    Se seguir a lógica desse roteiro é só aplicar a qualquer RB912 ou RB922 nova, só muda o numero dos componentes, mas a função e a "dica" de verificar por eles é a mesma. Não dá pra confiar 100% disso, mas isso no maximo dá falso-positivo quando o defeito é outro, ou seja, na pior das hipóteses isso te induz a trocar um CI quando o culpado não é APENAS eles, mas ele não tem engana tipo "Esse CI está ok" quando não está. Trocar componente a toa faz parte do mundo da eletronica desde sempre pelo que eu saiba, eu mecho com isso desde a adolescencia mas sempre ví técnico mais velho (Trabalhando nisso desde os anos 70) fazendo isso por mais prático na função que fosse (Mas a eletronica antigamente exigia um estoque menor de componentes, hoje tá complicado ter CI pra tudo, quem meche só com alguns equipamento pode ter só os componentes deles, facilita (Eu não reparo telecom pros outros, só os meus, sempre procurei ter chipsets, mosfets e trafos, agora não consigo porque a Receita está enrolando demais as encomendas internacionais e eu não tenho bolso pra estocar componente comprado no brasil por preço 5x maior, tô com 4 RB e 3 NS esperando componentes (E não vou comprar no brasil agora, não estou precisando delas então vou esperar o bolso ter menos escorpiões).

    Trocar componente devia ser coisa corriqueira, devia ser manutenção quase de rotina, mas como a maioria dos usuarios joga tudo fora e compra novo o mercado de componentes e de reparo não está preparado pra nada, o usuário acha que produto reparado vai durar menos (Mas muitas vezes se usa componente MELHOR que o fabricante usou), tá complicado mecher com reparo, acho que o melhor jeito é fazer o que você está fazendo: Se preocupar com o reparo dos SEUS equiptos (Tá, dos seus clientes talvez), aí o custo de ter estoque de alguns CI's caros (R$ 20) fica mais barato, já que só de frete pra mandar MK/UBNT pra reparo é fácil gastar esses R$ 20 (Pra mim R$ 50).
    A intenção era mapear mesmo pois equipamentos ubnt e rbs as versoes nao mudam muito na ubnt ou e xw ou xm nas rb versoes de hardware não vi nenhuma

    Tenta esse cara no mercado livre pra comprar os componentes que vc precisa, pode ser mais caro que o ebay mais e bem mais rapido e tempo e dinheiro http://produto.mercadolivre.com.br/M...n-ubiquiti-_JM

    e detalhe troquei 2 desse trafo desses em 2 rocket que não davam lan e não funcionou a lan mais se conseguia acessar o rocket conectado em outra antena então pelo jeito era outra componente e não esse trafo pode ser ate ele e outro componente.

  8. #8

    Padrão Re: Versis localizador de defeitos

    Temos curso de reparos ubiquiti.
    www.repairtronic.com.br