+ Responder ao Tópico



  1. Olá, estou com uma grande duvida, estou querendo entra no ramo de instalação de impressoras fiscais, porem não sei de que necessito, programas penso em usar o ShopControl8 parece ser bom, quero saber quais os requisitos onde ir ou vi dizer que é necessário crea para lacra a impressora!

    desculpa se o texto a cima não der para entender muito

  2. A Secretaria Estadual da Fazenda de cada estado pode ter pequenas variações, mas via de regra quem é responsável pela fabricação e entrega do produto finalizado (Lacrado e etc) é o fabricante. O fabricante deve ter rep. autorizados a fazer alterações na memória fiscal da impressora, mas tudo precisa ser registrado, precisa uma autorização assinada (Anexar email ou pedido em site tem servido, já que o brasil é grande e não tem autorizada nos 5573 municípios), a lacração inicial não pode ser desfeita, E principalmente: O fabricante é que deve informar uma lista das ECF's (Seriais e cia) pra Sec. da Fazenda, você autorizado (Pela fabricante da ECF) faz o tramite, a fabricante informa pra Sec. da Fazenda o serial válido da impressora, aí sim poderá fazer o procedimento legal na ECF.

    Ou seja, tanto a lacração inicial como as alterações posteriores precisam passar pelo fabricante, até onde eu saiba toda Sec. estadual da Fazenda tem regras similares quanto a isso, o fabricante é responsável pelo que faz, e responsável pelo que as autorizadas fazem, então todos tem um sistema rígido de log de acesso, em caso de problemas (Falta de autorização, adulteração, etc) eles repassam a responsabilidade legal pra você rapidinho com provas mais que concretas que foi você que fuçou.

    Então não tem como fugir disso: Você precisa ser uma ass. autorizada das principais marcas tipo Bematech, Daruma, Elgin, Argox...

    Sendo ass. autorizada, o fabricante vai te cadastrar como autorizado a fazer o procedimento na Sec. da Fazenda, e te dar acesso a sistema online e software pra mexer com essa parte.

    É um investimento meio chato pra dar retorno, tem que ir em fabricante fazer curso, manter uma papelada legal enorme (Da empresa, sócios, e principalmente: Das impressoras mexidas).

    Você pode mexer alguma coisa nas impressoras sem guardar papelada, mas caso a sec. da Fazenda faça verificação fiscal futura no equipto e te cobrar autorizações ou explicações que não tem, existe previsão de multa por parte da sec. da fazenda, cassação da autorização, e geralmente processo civil do fabricante contra você ou outra multa (Sanções contratuais).

    Eu estou numa cidade de 20 mil hab., a ass. autorizada mais proxima fica a 400Km (Impressora vai num dia, volta 4 dias depois), estimei umas 500 imp. em potencial pra mecher... mas o investimento demoraria muitos anos pra se pagar. Se já tiver empresa estabelecidade com serviços de automação comercial a estória é outra, você agregaria mais um serviço, mas viver apenas de instalação, lacração e encerramento não sei se é viável, especialmente porque tem muito fabricante e você precisaria ser autorizado de toda marca se quiser atender a todos (Aqui Bematech é usado por 90%, mas... é porque em 1000Km só tem 2 autorizadas da Bematech, pra usar uma imp. Sveda teria que comprar a 2000Km de distancia, inviável).

    É mais fácil você ficar apenas na parte de instalação (Software e hardware) e treinamento de software (Treinamento dá dinheiro, cobre R$ 100 por hora de treinamento e insista nele pra ver o lucro que dá! Só que você precisa ser desenvolto pra dar um treinamento, entender a política fiscal do estado, tramites de vendas, produtos típicos e funções dos softwares (Composição, retalho, aproveitamentos de créditos de cada estado, etc)), porque a parte de lacração exige ser autorizada do fabricante e isso exige mexer com manutenção eletrônica das impressoras.
    (A não ser que algum fabricante ultimamente qualifique como "autorizado" qualquer zé-oreia que só segue script em software, mas até uns 2 anos atrás autorizada pra lacração é só quem saber fazer de tudo nas impressoras, reparo, configuração avançada, etc)

    E tem mais uma: Nos bons estados brasileiros (MT, GO, PA, PR, AM...) não é mais obrigatorio imp. fiscal, pode usar não-fiscal e usar NFC-e (Nota fiscal ao consumidor - Eletronica), pode usar impressora não-fiscal de R$ 400, que não precisa lacração nem nada, que pode ser trocada, duzias de empresas podem usar a mesma impressora, o NFC-e exige software preparado pra isso (Software lixo de fundo de quintal não estão preparados, ainda vivem na idade da pedra obrigando o usuário a usar imp. fiscal de R$ 3000).

    Te aconselho a ler sobre NFC-e e começar a implantar isso, porque é muito desperdício de dinheiro colocar imp. fiscal de R$ 3000 que tem poucas autorizadas se na parte decente do brasil pode usar NFC-e com imp. baratinha.
    http://ciranda.me/tsdn/blog-da-tecno...a-emitir-nfc-e

    http://www.tecnospeed.com.br/ebooknfce/v2/

    http://contaazul.com/blog/nota-fisca...ca-consumidor/

    NFC-e começou faz menos de 2 anos e já está na maioria dos estados, acho perda de dinheiro investir pra ser autorizada num mercado que está migrando pra NFC-e, pequenos comércios que precisam atualizar software todo ano (São reféns de desenvolvedores) podem tranquilamente optar HOJE por um software de R$ 1500 com imp. não fiscal de R$ 400, ao invez de sofware de R$ 300 e imp. fiscal de R$ 3000, é só ver direito se o estado tem um sistema de NFC-e voluntário (Se não tiver, aí complica, isso obriga o comerciante a investir em imp. fiscal hoje pra daqui 2 anos mandar pro lixo e ser obrigado (OBRIGADO) a comprar uma não-fiscal pra mudar pra NFC-e, azar de quem mora nesses estados atrasados do brasil (Cada estado com seus problemas, o de SC, por exemplo, é ter uma Sefaz cheia de funcionário defasado e desinformado concursados no tempo das maquinas-de-escrever).



  3. Oi colega. Conforme comentario do Rubem. Aqui no Paraná esta entrando o sistema de emissão de nota fiscal serie D - consumidor comum - no mesmo formato de NF-e. Isso de cupom fiscal parece estar acabando.

  4. Muito Obrigado Rubem ajudou muito mesmo, realmente analisando pelo oque você disse não vale apena porem existe muita procura pois tem apenas dois autorizados e eles não estão dando conta, segundo alguns contadores da região, sou do RJ e já foi anunciado aqui também que em dois anos tem que está todos com NF-e eu pensei que seria uma boa investir na impressora mas parece que não, Muito obrigado meu amigo.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 3
    Último Post: 13-08-2008, 21:52
  2. Respostas: 1
    Último Post: 19-01-2008, 18:31
  3. Como enviar arquivo para impressora via modo texto
    Por wellesximenes no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 4
    Último Post: 01-09-2006, 11:29
  4. Respostas: 0
    Último Post: 17-06-2005, 08:35
  5. Ajuda!! como mudar a porta padrão 21 do Proftp para outra..
    Por cr4sh no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 5
    Último Post: 06-02-2004, 09:12

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L