Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Aterramento.

    Boa noite amigos do fórum. Estou com a seguinte duvida, montamos uma nova torre encima de um morro ao lado da torre velha, pois vamos colocar todos os equipamentos da torre velha e um radio digital com antena de 1,2Mts, a torre velha não iria suportar.
    Ta mas minha duvida é a seguinte, fizemos o aterramento e o cara fez da seguinte forma: na ponta da torre ele colocou uma barra de cano galvanizado e para cima dele colocou um pedaço de eletroduto de uns 30 cm, só então colocou o para-raios, desceu o cabo (nu) por isolador até o chão e chegando em baixo ele não ligou o cabo a torre, deixando assim a torre isolada completamente do aterramento, corremos com o cabo uns 35 mts enfiando haste, medindo e tal... Na primeira haste eu tirei um cabo no qual eu liguei no rack. Voltando para torre, estou colocando os suportes das antenas tudo isolados da torre, estou usando mangueira daquelas pretas bem grossa.
    Gostaria de saber se tenho que ligar o aterramento dos equipamentos la encima no cabo do aterramento. Será usado cabo de rede blindado com fio de aterramento, esse basta interligar o patch panel no rack que está aterrado?
    Conversei com nosso engenheiro ai ele fala uma coisa ja vi aki no forum algumas contradições nq ele disse, sei la se alguem que ja vez tem entendimento poder me dar uma luz. Obrigado

  2. #2

    Padrão Re: Aterramento.

    Esse aterramento faz parte apenas do Para-raios. Para aterrar a torre e os equipamentos é outro esquema.



  3. #3

    Padrão Re: Aterramento.

    Bom dia colega, quando se fala em aterramento temos que tomar muito cuidado, aterramento de para raios principalmente, nunca se deve utilizar o aterramento do para raio para aterrar equipamentos os mesmos tem que ser separados na sua malha de terr, com a experiência aprendi que construir um para raio na torre de wireless só em último caso, por ex. Se existe vidas ao redor para o mesmo proteja las de uma possível descarga, o aterramento nos equipamentos é de vital importância para diminuir queimas.

  4. #4
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    906

    Padrão Re: Aterramento.

    Anos atrás o aterramento do para raio era isolado da torre, mas nas torres novas eles usam a própria torre como condutor e o mesmo aterramento para equipamentos. A diferença que que se a torre for quadrada precisa ter 4 pontos de aterramentos conforme a distância entre os pés ou sapatas da torre. Montei 3 torres triangulares usando como condutor a própria torre, mas preferi adicionar o cabo por conta do material utilizado(ferro comum/ferrugem).



  5. #5

    Padrão

    Ja tivemos problemas com raios em torres, mas nos ultimos dois anos tudo melhorou.
    Se o para raios estiver ligado na torre torre toda se torna parte dele, o raio procura o caminho mais curto para chegar na terra, se tiver um cabo de energia no meio da torre, embora isolado, o raio por indução "pula" para ele ou para as antenas.
    Nossas torres o para raio isoladas das torres, no cabo que desce paras as hastes, nao usamos grampos, soldamos 30 cm cobre em cada hastes, depois colocadas no solo passa o cabo de ligação delas e soldamos o fio previamente soldados nas hastes nesse cabo.
    O aterramento da torre é separado do aterramento do para raios.
    Isso que aprendemos em varios anos e perdas de muitos equipamentos.

  6. #6

    Padrão Re: Aterramento.

    Mais um cometario sobre o assunto, vc comenta em torre quadrada 4 pontos de aterramento. Isso de colocar 4 hastes de aterramento, vc precisa no minimo 50% da altura em malha.



  7. #7

    Padrão Re: Aterramento.

    Tá mas muita gente fala que não podemos ter 2 aterramentos um perto do outro pq se um ficar com menor resistência o raio desce por ele.

  8. #8

    Padrão Re: Aterramento.

    1) Uma coisa e aterramento do para-raio e outra, bem diferente, aterramento dos equipamentos.

    2) O aterramento do para-raio tanto faz se ele esta com cabo de cobre isolado da torre ou utiliza a propria torre como descida. As tensoes e correntes envolvidas na caida do raio na torre vao induzir na torre toda de qualquer jeito (por esse motivo nao mais se utiliza condutores de cobre descendo isolados).

    3) Voce quer que um raio caia na sua torre?????, se SIM , aprimore o aterramento da mesma para impedancia menor 8 ohms. Se NAO, nao se preocupe em por para-raios. O para raios e para ATRAIR o raio . Os equipamentos que estao na torre vão sofrer mais com esse fenomeno. Deixe o raio cair na torre do lado!!!!!!!!

    4) Para Aterrar os equipamentos no abrigo se utiliza o mesmo aterramento da entrada de energia. Esse sim muito importante, pois é por ai que entram as SOBRE TENSÕES inducidas pelos raios que caem na rede eletrica de distribuição. Sempre instale uma barreira como ser Nobreak ou Estabilizador antes dos equipamentos.



  9. #9

    Padrão Re: Aterramento.

    assunto bem controverso.... me parece.

    Temos torres com cabo de cobre grosso descendo e isolado da estrutura da torre e não tivemos ainda problemas nestas torres.

    A grande verdade é que nem eu nem a maioria de nós faz projeto SPDA para instalar proteção. Então dizer que proteje ou não, seria negar o papel do engenheiro.

    No meu caso, não usamos terrômetro para conferir. Então se está dando certo dá para dizer que foi por acaso, por isso que acho o assunto controverso. Mas para engenheiros ele não é controverso. Pura ciência aplicada. Nós é que de vez em quando inventamos algo...que para uns parece funcionar e para outros não.

    Querem ver um caso controverso? ter ou não ter dois aterramentos separados? Segundo engenheiros, desde que não haja diferença de potencial entre eles, não há problema algum.
    Mas na prática tem vários relatos de problemas... então, será que a ciência está errada? ou faltou a medição com o terrômetro? ou faltou a inspeção periódica?

  10. #10

    Padrão Re: Aterramento.

    Conversei com nosso engenheiro elétrico novamente hoje pela manha, nem ele deu certeza sobre oque fazer, ficou meio assim vai que ele manda fazer depois da um raio e queima tudo sobra para ele. Ele ficou de estudar certinho e assim que tiver algo mais concreto entrava em contato novamente, assim que obtiver resposta volto a postar.



  11. #11

    Padrão Re: Aterramento.

    Citação Postado originalmente por Rafaelbazoni Ver Post
    Conversei com nosso engenheiro elétrico novamente hoje pela manha, nem ele deu certeza sobre oque fazer, ficou meio assim vai que ele manda fazer depois da um raio e queima tudo sobra para ele. Ele ficou de estudar certinho e assim que tiver algo mais concreto entrava em contato novamente, assim que obtiver resposta volto a postar.
    A verdade é que nem o melhor sistema de proteção vai dar garantia de 100%. Afinal são intensidades tão grandes que o máximo que o ser humano pode fazer é diminuir as possibilidades.... Por isso nem os engenheiros garantem e nem podem mesmo garantir.
    Mas numa média de ocorrências a ciência sempre vai prevalecer...
    E engenheiro elétrico é a pessoa indicada para orientar com mais segurança. Agora se o cara "balança", a nossa segurança se vai embora... engenheiro não pode vacilar, tem que estar com as resposta na ponta da língua. Pode até pedir tempo para elaborar um projeto, mas basicamente precisa saber o que é melhor ou como fazer.

  12. #12

    Padrão Re: Aterramento.

    Olá pessoal,

    Aterramento não é uma coisa tão simples, cada região tem um solo e umidade diferente, isso implica diretamente na condução do raio para o solo.

    Como muitos aqui, época de Novembro até Março ficava sem durmir devido as tempestades (apenas que atualmente nem ta chovendo por aqui, rss), solucionamos os problemas com aterramento adequado.

    Meu case: estou na Grande SP, temos uma torre de 70 metros de altura que é o para-raio da região, possuímos 16 hastes "terra" todas interligadas em um único cabo de para-raio. Bem, raio resolvido... temos então o problema da descarga vindo da rede elétrica que é consequência do raio, obviamente todos seus equipamentos tem que ter terra, alguns rádios possuem terra para ser ligado no aterramento e tem que ser seguido (Radwin, Licenciados, etc...) alem de ser necessário uso de cabo blindado, os UBNT, MK somente com cabo blindado que faz o papel do terra, no nosso caso o poste fica a 120 metros da torre e vem isolado por duto subterrâneo, há duas hastes do terra no poste interligadas entre si, nunca ligue junto ao terra da torre, para garantir utilizamos DPR e Fonte com fusíveis antes de atender o no-break e rádios, o maior problema que encontramos principalmente em regiões remotas é a descarga que vem pela rede da concessionaria de energia.

    Estou a quase 2 anos sem equipamento danificado.

    Uma dica ao instalar antenas e seus cabeamentos:

    É recomendável que os cabos (coaxial, rede, etc) sempre com direção ao solo (conforme foto em verde), nunca deixe o cabo acima da porta que esta conectada, apenas pelo simples motivo que ao cair o radio ele vai procurar as extremidades, você tendo um cabo com duas pontas apontado para baixo ele pode sair para o radio, a tendencia do raio é sempre para baixo.

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         energia.JPG
Visualizações:	156
Tamanho: 	12,0 KB
ID:      	60617



  13. #13

    Padrão Re: Aterramento.

    Citação Postado originalmente por LinkDedicado-BRASIL Ver Post
    Olá pessoal,

    Aterramento não é uma coisa tão simples, cada região tem um solo e umidade diferente, isso implica diretamente na condução do raio para o solo.

    Como muitos aqui, época de Novembro até Março ficava sem durmir devido as tempestades (apenas que atualmente nem ta chovendo por aqui, rss), solucionamos os problemas com aterramento adequado.

    Meu case: estou na Grande SP, temos uma torre de 70 metros de altura que é o para-raio da região, possuímos 16 hastes "terra" todas interligadas em um único cabo de para-raio. Bem, raio resolvido... temos então o problema da descarga vindo da rede elétrica que é consequência do raio, obviamente todos seus equipamentos tem que ter terra, alguns rádios possuem terra para ser ligado no aterramento e tem que ser seguido (Radwin, Licenciados, etc...) alem de ser necessário uso de cabo blindado, os UBNT, MK somente com cabo blindado que faz o papel do terra, no nosso caso o poste fica a 120 metros da torre e vem isolado por duto subterrâneo, há duas hastes do terra no poste interligadas entre si, nunca ligue junto ao terra da torre, para garantir utilizamos DPR e Fonte com fusíveis antes de atender o no-break e rádios, o maior problema que encontramos principalmente em regiões remotas é a descarga que vem pela rede da concessionaria de energia.

    Estou a quase 2 anos sem equipamento danificado.

    Uma dica ao instalar antenas e seus cabeamentos:

    É recomendável que os cabos (coaxial, rede, etc) sempre com direção ao solo (conforme foto em verde), nunca deixe o cabo acima da porta que esta conectada, apenas pelo simples motivo que ao cair o radio ele vai procurar as extremidades, você tendo um cabo com duas pontas apontado para baixo ele pode sair para o radio, a tendencia do raio é sempre para baixo.

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         energia.JPG
Visualizações:	156
Tamanho: 	12,0 KB
ID:      	60617
    Obrigado pelas informações, @LinkDedicado-BRASIL. Não sou o autor do tópico, que postou a dúvida, mas esclareceu de vez o que eu pensava sobre o aterramento e para-raios.

    Só uma dúvida: você conecta a torre ao mesmo aterramento do para-raios?
    Última edição por TsouzaR; 12-08-2015 às 22:27.

  14. #14

    Padrão Re: Aterramento.

    Citação Postado originalmente por LinkDedicado-BRASIL Ver Post


    Uma dica ao instalar antenas e seus cabeamentos:

    É recomendável que os cabos (coaxial, rede, etc) sempre com direção ao solo (conforme foto em verde), nunca deixe o cabo acima da porta que esta conectada, apenas pelo simples motivo que ao cair o radio ele vai procurar as extremidades, você tendo um cabo com duas pontas apontado para baixo ele pode sair para o radio, a tendencia do raio é sempre para baixo.

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         energia.JPG
Visualizações:	156
Tamanho: 	12,0 KB
ID:      	60617
    Você deve estar se referindo ao "poder das pontas" . Captor Franklin utiliza este princípio.
    Mas neste caso do desenho, não tenho certeza para concordar ou discordar.

    O que sei é que é importante que seja medido com o terrômetro... daí não havendo diferença de potencial, a descarga induzida vai direto para o solo. Caso a resistência seja maior na ponta no solo, pouco vai resolver, vai queimar seja para cima ou para baixo imagino eu.
    As vezes se usa o multímetro mas a precisão não é a mesma.

    O problema é que a grande maioria de nós (incluindo eu) não temos terrômetro para conferir nas inspeções periódicas.



  15. #15

    Padrão Re: Aterramento.

    Obrigado pela resposta, esclareceu algumas duvidas. Ainda estou no aguardo do parecer do engenheiro para esclarecer algumas duvidas, esse assunto é meio difícil de entender.

  16. #16
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    906

    Padrão Re: Aterramento.

    Tem pessoas que preferem utilizar o aterramento da torre ou para-raio conectado á rede elétrica, mas e se tiver problema na concessionária? O neutro do seu sistema vai alimentar a concessionária podendo complicar ainda mais.



  17. #17

    Padrão Re: Aterramento.

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Você deve estar se referindo ao "poder das pontas" . Captor Franklin utiliza este princípio.
    Mas neste caso do desenho, não tenho certeza para concordar ou discordar.

    O que sei é que é importante que seja medido com o terrômetro... daí não havendo diferença de potencial, a descarga induzida vai direto para o solo. Caso a resistência seja maior na ponta no solo, pouco vai resolver, vai queimar seja para cima ou para baixo imagino eu.
    As vezes se usa o multímetro mas a precisão não é a mesma.

    O problema é que a grande maioria de nós (incluindo eu) não temos terrômetro para conferir nas inspeções periódicas.
    Fala velho 1929, sempre presente nos topicos.

    Muita coisa vai se adquirindo experiencia com troca de informações, referente ao desenho, ninguém é claro na informação especialmente engenheiros elétricos, vão informar apenas que necessita de aterramento no equipamento (eles atuam de forma abrangente e não somente com telecom), essa informação obtive com técnicos de empresas que atuam com instalação de antenas para operadoras de telefonia celular, observe que todo o cabeamento é voltado para baixo (nunca sobe), este questionamento me surgiu após ver alguns rádios sendo trocados apos tempestade nas torres da OI (se não me engano).

    Uma boa referencia no lugar do terrômetro caso não tenha, se você pegar uma lampada ligar um polo no positivo e outra no chão vai funcionar, correto, mas não quer dizer que o aterramento esteja adequado, se fizer o mesmo teste com um motor nem se quer ela vai ligar, para referencia, o aterramento vai estar próximo ao adequado quando ligar um motor, se possivel testar com motores que consomem muitos Watts, se estiver funcionando adequadamente o aparelho quer dizer que o terra esta com boa condução, outro teste é fazer um curto com lampada na ponta, ela não pode queimar, etc, etc...

    Em hipotese alguma pode haver malhas de aterramento diferentes, exceto para o que vem da concessionaria, mesmo não conectado a descarga elétrica pode sair pelo outro aterramento e ao invés de ir ao terra subir para o torre de queimar tudo.


    Citação Postado originalmente por Nilton Nakao Ver Post
    Tem pessoas que preferem utilizar o aterramento da torre ou para-raio conectado á rede elétrica, mas e se tiver problema na concessionária? O neutro do seu sistema vai alimentar a concessionária podendo complicar ainda mais.
    Aqui temos 24 torres, sendo 5 nos pontos mais altos de toda a região, sempre foi muito raro mesmo antes de reestruturarmos as torres ter queima por raio, nossos problemas sempre foram com descarga vindo da concessionária, antes como muitos aqui, o terra era ligado ao da concessionaria, o que ocorre, a rede da concessionaria é muito extensa e a descarga por ser muito forte acaba passando para esta rede, dai vem o problema, em grandes centros urbanos não tem problemas deste tipo, automaticamente o numero de imoveis acaba ajudando fazendo o terra, interior ou regiões com poucas casas a coisa muda.

    Recomendo a todos que tiverem oportunidade, acompanhe a instalação de uma torre de telefonia celular, vão compreender que para elas a energia da concessionária também é critica.

  18. #18

    Padrão Re: Aterramento.

    Citação Postado originalmente por LinkDedicado-BRASIL Ver Post
    Fala velho 1929, sempre presente nos topicos.
    Verdade companheiro, é na troca de informações que vamos polindo o entendimento, já que os engenheiros (alguns) ficam na moita.

    E o forum sempre trás alguma ajuda...

    Esta área de aterramento é tão crítica que tem algumas empresas que trabalham só com isso.



  19. #19

    Padrão Re: Aterramento.

    A nossa rede eletrica da torre que me referi no início do típico após o padrão ela corre cerca de 230 metros morro acima até chegar na torre, seria então interessante eu fazer um aterramento da rede no último poste que fica a uns 25 metros da torre aí já aterrava, colocava DPS disjuntor, seria melhor dq fazer dentro do rack né

  20. #20
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    906

    Padrão Re: Aterramento.

    Esse cabo que faz tipo "descida" é conhecida também como "pingadeira" e se prestar atenção pode verificar que é usado pelas concessionárias de energia, teles, TV a cabo etc. que tem duas finalidades principais: possível manutenção por precisar cortar o cabo, não entrar água no interior(eletroduto, imóvel ou cabo/fio) e por experiencia fita de alta fusão ou fita isolante não evita entrada de água nas emendas. Muitos usam lampadas economicas no balizamento da torre, e eu não recomendo por serem indutivas, consequentemente capacitivas além de gerar um certo ruído. Eu gosto de usar transformadores isolados( entrada 127 ou 230 com saída em 127 ou 230) ou no-breaks isolados ou também estabilizador isolado.