Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico

  1. Vejo em muitos fóruns pessoas comentando que fazem ponto a ponto com Powerbeam, nanobridge ou nanobeam, mas até agora não encontrei nada esclarecendo qual é a melhor, e qual a diferença entre as três, confio muito na galera desse fórum pra tirar essa dúvida de mim e de outros internautas. Abraço a todos !

  2. Nanobridge é antiga, saiu de linha. Só tem a venda por estoque velho, mas não é mais fabricada. Usa chipset mais antigo, coisa de 2009 ou 2010.

    Nanobeam de disco não fabrica mais, foram renomeador pra PowerBeam. Se ver um Nanobeam de disco a venda, é estoque velho, o nome só mudou pra PowerBeam, digamos o NanoBeam NBE-M5-300 virou simplesmente PowerBeam PBE-M5-300, no modelo é só trocar N por P. Mas isso é na linha 802.11n antiga.

    Na linha AC ficou assim:
    Nanobeam é a versão de menor ganho, 16 a 19dBi com antena patch.
    PowerBeam é a versão de maior ganho, 22 a 25dBi com antena de disco.

    Antena patch não é uma boa idéia pra PTP, tem angulo aberto demais, pra PTP deve usar a menor angulo possível, pra isso disco serve perfeito.

    Mas se for ambiente limpo e distancia curta, dá pra usar Nanobeam 19dBi pra PTP pequeno. Mas se usar coisa tipo 40MHz ou mais, é um crime enorme usar isso em antena de angulo tão aberto que emite sinal pra todo lado.


    Internamente ambas AC tem chipset similar, mesmo amplificador e etc, o que muda mesmo é praticamente só a antena.
    (Só não vá comparar gerações diferentes, compare N com N e AC com AC)

    Na era dos dinossauros em 2009 existia a NanoBridge, ela foi substituída pelas NanoBeam em 2013, mas aí alguém notou que "nano" no nome dum disco não pega bem, e mudou o nome do produto pra PowerBeam sem modificar nada. Aí em 2014 quando lançaram as versões AC (Suporte a 802.11ac) ressuscitaram o nome "Nanobeam" mas numa antena menor com patch, uma antena patch de 30-40° que está mais pra Nanostation.

    Enfim, o que existe saindo da fabrica em 2015 é só Nanobeam redondinha sem ser disco, se for disco é PowerBeam. Estoques velhos terão nomes velhos, e não tem problema comprar um Nanobeam M5 300 se ele estiver mesmo preço que um PowerBean M5 300, são o mesmo produto e só sairam da fábrica em eras diferentes.

    (E não confundir os velhos Nanobeam de disco, que forem renomeados, com os Nanobeam redondinhos que são mais uma CPE do que uma antena pra PTP)



  3. rubem, resposta ótima, muito bem explicada.
    Na verdade eu pretendo fazer um enlace de 10km e logo dar continuidade a rede outro enlace de 4,5 Km, então eu poderia usar duas de 25 dbi com radome para os 10km e duas de 22 dbi com radome para os 4,5km ? ou você me sugere outra forma ? lembrando que tem visada livre para os dois enlaces!

  4. Eu diria que pra essas distancias são opções corretas.

    Pode usar essa calculadora pra ter noção de que tipo de sinal terá, se tem zona de fresnel totalmente limpa:

    http://mayo.nuvisions.net/ubnt_link/

    Em 10Km tem sinal ótimo pra MCS14 (Talvez dê 100% de CCQ em MCS15), assim:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         10.jpg
Visualizações:	640
Tamanho: 	107,1 KB
ID:      	61186

    Em 4,5Km com 2 modelos de 22dBi mesma coisa, o sinal em MCS15 não fica excelente, mas fica pra MCS14:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         4.5.jpg
Visualizações:	413
Tamanho: 	103,7 KB
ID:      	61187

    Usando canal de 20MHz é fácil ter uns 60Mbps half, acima disso não ponho a mão no fogo mas pode chegar nuns 70M half em algumas condições.
    40MHz não sei se vale a pena, se vai ter limitação de 95-99Mbps na porta ethernet isso pode ser conseguido com 30MHz na largura do canal, mas se não precisa throughput grande preze pelo menor ping e não por teste de velocidade.
    (É fácil ter 80M half, mas quando trafega isso o ping sobe pra absurdos 40ms, e perde 1 a cada 10 ping's, nessas horas baixa o datarate (Diminuir 1 MCS) que melhora a estabilidade, apesar do throughput cair)


    Nesse calculo pode usar Nanobridge porque a sensibilidade, ganho e potência são os mesmos. De qualquer forma isso é só previsão teórica, na prática só pode haver sinal mais baixo, mas seria por zona de fresnel nem tão limpa quanto parece.
    (As vezes tem uma arvore que não aparece no Linkcalc, mapas de relevo não são tão precisos)

  5. O máximo de internet que eu consigo em um único link é de 15mb, eu estou pensando em usar uns 10 links de 15mb no load balance 1350 da peplink passando pelos 10km até o primeiro ponto, e depois mais 4,5km até o segundo ponto, onde desse segundo ponte seriam instaladas antenas setoriais para conectar os clientes.
    Fica bom com esses aparelho ?






Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L