+ Responder ao Tópico



  1. para fazer um enlace de 10km com 10 links de 15mb (sujeito a aumento de quantidades de links) qual a melhor opção Powerbeam ac ou Powerbeam? e por que ? obrigado pela atenção.

  2. Sem duvida a powerbean ac, na outra vc vai passar no maximo 50mb, mas o pior e pps, e o grande problema de rede atualmente, ainda nao useii a power ac, estou com um par de 27dbi pra levar a campo, mas vi relato que passa 150mb, e com um hadware melhor, tem capacidade maior de pps, só esse fato ja ajuda muito.



  3. Ja fiz ptp pra provedor onde passou 200mb, mas dpois de colocarmos 150mb em producao, ela se comportou bem, nao falei mais com esse meu cliente pra saber como ela ainda se comporta, tenho uma roketAC mas a antena nao e a apropriada, ta passando 80Mb, mas nao estou gostando da latencia, fica muito limitada, pois nao posso trabalhar com modulacao maior q 40Mhz, e as modulacoes acima (50,60,80 )sao a grande sacada da linha AC. Pode ir de powerbeam AC, q vai da certo!

  4. Mas veja que são 10Km, falta sinal pra AC!

    A queda de sinal em 10Km (Free space loss) é de 128dBm a 5,8GHz.

    O PowerBeam M5 400 de 25dBi tem 23dBm de potêcia em MCS15 ou MCS7.
    25dBi + 23dBm = 48dBm EIRP
    48 - 128dBm = -80dBm
    A outra antena vai aplicar ganho de 25dBi, -80 + 25dBi = -55dBm
    A sensibilidade desses PowerBeam em MCS15 é de -75dBm, se aplicar uma margem (Entre sinal e sensibilidade) de 20dBm, isso diz que o sinal mínimo pra conexão perfeita seria -55dBm.
    Tá bom? Não tá, quando chover o sinal vai cair 2 ou 3dBm, nessa hora o CCQ cai, pra ter latência mínima e estável então seria bom usar MCS14.

    Já o PowerBeam 5Ac 500, de 27dBi, tem apenas 18dBm de potência em MCS8 e 9 em AC (Que não tem nada a ver com MCS8 e 9 de N, não confundir).
    27dBi + 18dbm = 45dBm EIRP
    45 - 128dBm = -83dBm
    A outra antena vai elevar em 27dBm esse sinal, -83 + 27dBi = -56dBm de sinal.
    Mas... a sensibildiade de MCS8 e 9 em AC é -65 e -69dBm, com a mesma margem de 20dBm o sinal ideal devia ser -45 e -49dBm. Você tem então 7 ou 11dbm a menos que o sinal ideal. E quando chover talvez 9 ou 10 até talvez 15dBm a menos que o ideal (Em chuvas fortes).

    Mas tem a PowerBeam 5AC 620, de 29dBi, ela já tem 20dBm de potência.
    20dBm + 29dBi = 49dBm EIRP
    49 - 128dBm = -79dBm
    Como a antena vai aumentar em 28dBm o sinal, temos -79 + 29dBi = -50dBm
    E -50dBm tá bom pra MCS9? Não tá, nessa PowerBeam a sensibilidade é a mesma da de 27dBi, é -65dBm, precisaria sinal -45dBm pra ser excelente.
    E MCS8? Bom, a sensibilidade é -69dBm, margem ideal de 20dBm e o sinal excelente seria -49dBm.
    De -49 pra -50dBm nada muda, certo? Certo.
    Mas... e quando chover? Aí o sinal vai cair 2 ou 3dBm, e o CCQ vai cair junto, nessa hora o throughput e o delay vai aumentar (Talvez bastante)

    E se usar MCS7 em AC? Aí você vai usar a MESMA modulação que 802.11n, com os MESMOS throughputs!
    Ou seja, se você não tem uns -45dbm de sinal, não tem como usar AC com todo o throughput que ele dá, com sinal insuficiente você vai usar as mesmas modulações que N e vai ter o mesmo throughput.

    SE os aparelhos fossem iguais você precisaria 10dBm a mais de sinal, isso pode vir de 10dBi de antena (5dBi extra em cada lado), mas... PBE N tem 23dBm no maior datarate enquanto PBE AC tem 18 e 20dBm no maior datarate, são 3 ou 5dBm a MENOS de sinal, sendo que precisaria 10dBm a MAIS.

    AC usa modulação com 256 pontos na quadratura, 256QAM, exige definição melhor de sinal pra ser legível, e exige TANTO a mais (10dBm a mais) porque N na maior modulação usa só 64 pontos, 64QAM.

    E em modo AC se usar MCS7 pra baixo você está usando N, são as mesmas modulações. AC só faz diferença se usar MCS8 e MCS9, ou se usar canal de 80MHz.

    Se usar modo somente AC, em MCS7 em 40MHz, você estará usando modulação 64QAM exatamente IGUAL 802.11n, vai ter a mesma banda passante!
    Mas... se for um PowerBeam 5A 500 de 27dBi, ele tem só 20dBm de potência em MCS7, enquanto o PowerBeam M5 400 de 25dBi são 23dBm em MCS7, ou seja, apesar da antena menor ele tem potência EIRP 1dBm maior! E nessa distancia potência é um fator importante, o sinal está chegando no limite inferior de qualidade pra MCS7.

    E isso é calculo teórico, ele bate com a prática quando tudo está bem, quando não bate pode ter certeza que o instalador não olhou bem a zona de fresnel, não alinhou direito, ou mesmo mesmo girou uma antena 2° pro lado.
    Na prática podem surgir esses incomodos extras, tipo um reflexo lá por 95% da zona de fresnel, aí o sinal CAI 2dBm. Ou pode ter erro de alinhamento, 2° pro lado ou uma antena girada com relação a outra, isso também derruba o sinal, uns 2 ou 3dBm.

    Enfim, o normal é ter na prática un sinal 2 a 4dbm MENOR que o calculo teórico, se no cálculo teórico já não tem sinal suficiente nem pra MCS7 ou MCS15 em dias de chuva, e MENOS ainda pra AC, na prática deve ter sinal ainda mais insuficiente, por isso disse que na prática isso só deve ficar estável em MCS14 em N, e deve dar uns 80Mbps half provavelmente.

    Rocket AC tem 23dBm de potência em MCS8 em AC, a sensibilidade é -69dBm também, se usar ele em antena de 30dBi (Rocket Dish) você vai ter sinal -45dbm no outro lado, são 4dBm a mais que o necessário (O necessário seria -49dBm), ou seja, se chover e o sinal cair 4dBm ainda vai ficar no sinal ideal.

    Mas usar Rocket AC em antena de 27dBi vai dar sinal 6dBm menor, ou seja, não teria CCQ de 100% em MCS8 então teria que baixar pra MCS7, que no fim é IGUAL N, ou seja, você pagaria mais caro por equipto AC mas usaria modulações de N, com o mesmo throughput que um equipto N mais barato daria.


    Datasheet do PowerBeam N: https://dl.ubnt.com/datasheets/power...werBeam_DS.pdf
    Datasheet do PowerBeam AC: http://dl.ubnt.com/datasheets/PowerB...Beam5ac_DS.pdf
    Datasheet do Rocket AC: http://dl.ubnt.com/datasheets/RocketAC/Rocket5ac_DS.pdf
    Cálculo da queda de sinal por distância e frequencia: http://www.pasternack.com/t-calculator-fspl.aspx

    Pelo calculo 127,7dBi em 5,8GHz, e 127,1dB a 5,4GHz, diferença insignificante, mais comum ter erro de alinhamento causando sinal 2dbm menor, ou pelo menos menor em 1 polarização, uma polarização ter sinal menor que o ideal é o normal, olha em AC, sinal de -50 e -53dBm no chain0 e chain1, o chain1 tem sinal 3dBm MENOR:
    https://community.ubnt.com/ubnt/atta...6/tcp-test.jpg
    E veja que ele está usando 64QAM, isso é MCS7, é modulação de N, só tem datarate grande porque está usando ridículos 80MHz! E mesmo em MCS7 o sinal não é suficiente, Aimax quality está só em 93%, e apesar do equipto CARO e da banda bem larga, olha que ridículo, está passando pouco mais de 150Mbps agregado (Em 40MHz é fácil com equipto N tem 80Mbps, em 80MHz devia ter pelo menos o dobro). E veja que isso aí é só 4,8Km!


    Ou aqui outro exemplo:
    http://i.ytimg.com/vi/taX333o2h_g/maxresdefault.jpg
    Veja que o sinal já é -44 e -48dBm (Sinais diferentes, pra variar, problema de zona de fresnel porca), mas já pode usar MCS9 (256QAM), e com apenas 50MHz de largura de canal tem 280Mbps half-duplex. Não fica claro na imagem, mas isso provavelmente é em distancia pequena tipo 1 ou 2Km, nessa distancia não precisa margem de 20dBm, pode ser só 12 ou 13dBm (Sensibilidade de -69dbm, aplica a margem de 13dBm e precisa só -56dbm).

    Agora olha que uso inteligente:
    http://community.ubnt.com/ubnt/attac...7/2/signal.png
    Passando 64Mbps full-duplex com canal de apenas 10MHz!!!!!
    Então em distância pequena só polui canal de 40MHz quem quer!!!

    Claro que isso só é possível porque a distancia é 1,5Km, conforme a conta anterior nessa distancia a margem mínima seria uns 13dBm e com ela um sinal de -56dbm seria suficiente.

    Ou seja, SE você tiver sinal sobrando, usar AC ajuda muito, você usa modulação mais moderna (256QAM) e reduz a largura do canal pra incomodar menos, mantém throughput.
    Mas... se faltar sinal AC não ajuda em nada, só custa mais caro pra passar a MESMA banda ou banda até MENOR (Já que coisas tipo PBE 5AC 500 de 27dBi tem potência mais baixa).



  5. Vai de powerbeam
    e de preferencia, não use 40Mhz.
    use 20 e se precisar de mais banda, use 30.

    podem fazer o teste, em 30Mhz nos ubiquiti vai passar mais banda que em 40 Mhz.

  6. Então pra fazer uma conexão ac igual a uma n terei que usar um equipamento mais robusto porém o resultado é uma conexão com mais banda. Algo que o n não iria alcançar nem mesmo melhorando o equipamento, certo?



  7. N poderia ter banda maior com equipamento melhorado.

    Mas... sai muito mais barato fazer um chipset AC mais moderno, que refazer um N antigo melhorando features. O custo dos chipsets não é falta de conhecimento de projetista, mas sim cortes de custos. Nossa industria automotiva SABE fazer uma Ferrari ou um RollsRoyce, mas... o que vende mesmo é o Palio pé-de-boi. Pra ser economicamente acessível tem que reduzir preço, e pra isso precisa reduzir custo, cortando feature, ou diminuindo encapsulamento (Que vai ter o mesmo calor, mas numa superfície dissipadora menor), enfim, fazendo algo inferior ao máximo que poderia fabricar.

    Vide os rádios licenciados, tráfego alto e estável na mesma largura de canal, mas custam 5 a 10x mais caros, porque tem um hardware MUITO mais parudo, não é só 1 chipset mais parudo mas sim mil detalhes a mais (Compara um Rolls Royce com um Palio, é a mesma dimensão, na quantidade e na qualidade das partes internas).

    Um chipset AC precisa ser um pouco mais parudo, já que AC com suas portadoras a mais, e mais banda passante, consome mais processamento, mas fazer um chipset AC de 720MHz custa o mesmo que fazer um chipset N com projeto de 2010, com 500MHz. Poderíamos fazer um novo projeto, uma nova família N com esses cores de 720MHz, mas... o custo do desenvolvimento seria o mesmo de um chipset AC, então já que existe um novo padrão é melhor investir em desenvolvimento pros novos padrões, não pra padrões velhos (Afinal a maioria dos consumidores é leigo e se deixa levar por noobices tipo ter estampado na caixa "Roteador 1900Mbps", vão comprar esse AC ao invés do outro N que está escrito "Roteador 600Mbps". Se não vender aos milhões pra milhões de trouxas early-adopters o custo de desenvolvimento não se paga).

    Dá pra resumir do jeito que você disse, e acrescentar: AC até certo ponto (MCS7) é N, só faz diferença se tiver sinal uns 10dBm maior e usar MCS8 e MCS9. Então AC tem o que N tem a mais um plus, mas exige sinal maior, e poder de processamento maior. Os chipsets mais novos tem poder de processamento maior, mas o instalador não pode fazer a cagada de tentar usar AC com sinais porcos tipo -60dBm, AC precisa mais sinal.

  8. Amigo o MCS da RB922 em -48 -49 qual devo usar para melhor banda? obrigado



  9. @rubem, excelente!

    Estava aqui na labuta mesmo para escolher um par ubiquiti nova para o enlace com uma filial.

    Facilitando, posso pegar a sensibilidade do aparelho no modo 8x, adiciono 20db. Esse sinal tem de ser maior ou igual ao que aparece na intensidade do sinal lá do simulador airlink?

  10. Outra dúvida, quando faço um Multi ponto, e algum client entra em 6x, os outros seguem trabalhando em 8x com o AP ou cai tudo para 6x?



  11. Sobre o simulador Airlink, ele leva em conta o perfil de terreno (Mapa de relevo, com altitudes) que ele tem no sistema, não tem como ele saber se terá árvores ou casas em cima do solo.

    E também sempre existe algum erro nas altitudes, pelo menos 1 ou 2m de erro nos mapas.

    Então o Airlink é um calculo com base nos dados que ele tem, um mapa de relevo sem construções ou vegetação em cima, e com algum ou outro erro na altitude (Complicado pegar altitude com precisão a partir de satélite a 350km de altura).

    E se a Zona de Fresnel está 100% comparado a 60% limpa o nível de sinal vai variar mais de 10dBm! Logo, se tem erro de 1m na altitude, e o mapa de relevo não levou em conta a vegetação, é perfeitamente aceitável ter 10dBm de erro no sinal.

    Se na prática tiver sinal maior que o que o Airlink "previu", você calculo algo errado com certeza (Informou potência ou ganho, ou altura da antena, errado), porque o normal é ter sinal mais baixo que o previsto, justo porque no cálculo não tem como ver árvores e cia na zona de Fresnel (E depois de uns 10km até lá por 150% da zona de Fresnel começa a ter reflexo).

    Sobre uns clientes a 6x e outros a 8x, o rádio tem capacidade pra se comunicar com 14 clientes usando 14 esquemas de modulação diferentes, vai consumo processamento aos montes mas precisar ficar com todos no mesmo data rate não precisa. Se todos os clientes tiverem visada com zona de Fresnel totalmente limpa (Nada de folha de coqueiro 1m abaixo da antena) pode deixar tudo com o botão "Automatic" (Do lado da config. de data rate, em Max TX Rate) que tudo vai funcionar ok, o problema é que no mundo real tem obstáculos, tem diferença de distâncias, então geralmente o jeito de ter CCQ estável e equalizar a rede (Todos tendo os mesmos tempos de acesso) é com um TX Rate fixo e mais baixo (Não usar no limite, assim como ninguém anda a 170km/h nas cidades só porque é o máximo de velocidade que um carro 1.0 comum consegue. O risco de acidentes é similar ao risco de perder pacotes e aumentar ping ou jitter), mas precisar não precisa, isso é só estratégia pra que todos os clientes tenham tempos de resposta similares e pra caber mais clientes (Porque se tiver muita mistura o uso de CPU do equipamento sobe demais, gera mais calor do chipset, logo, ele queima mais fácil quando houve raio por perto (Componente quente fica mais suscetível a romper trilhas dentro do semicondutor, é igual ferro quente, que fica mais macio e maleável quando fica mais quente). Equalizar todos os clientes com nível de sinal similar e no mesmo TX Rate é só estratégia de otimização de rede, mas os hardwares e softwares podem trabalhar com diferentes modos ao mesmo tempo, só gasta mais processamento ao fazer umas misturas de modos e data rates.

    (UBNT usa os mesmos chipsets que MK, aquela aba de uso de CPU que o Winbox tem possui um similar no AirOS 5.6 (Em diante) da UBNT nalguns hardwares, tem como ver o uso de CPU, trabalhar a 70 ou 80% (Por ter muito cliente com tráfego (Real ou não)) gera uma rede muito ruim, mas geralmente quando o AP está a 70% de uso de CPU o concentrador já está a 100% faz tempo, nem sempre chegamos em alto uso de CPU mas é bem fácil conseguir isso com esses chipsets COMUNS de MK e UBNT (São os mesmos de vários roteadores de mesa de R$ 200. Tem roteador 150M Intelbras de R$ 140 usando o mesmo chipset que a primeira geração de Rocket M5 tinha! MK e UBNT tem software otimizado, mas o hardware não é específico pra eles, é comum a várias linhas de produtos, não é poderoso pra caramba)

  12. Opa, valeu Rubem. Já abusando, tenho um enlace que ele fica oscilando em 6x e 8x mas a comunicação está estável. Pelo que entendi, seria melhor fixar em 6x para aumentar a confiabilidade.



  13. Isso, essa é a palavra-chave, confiabilidade da conexão.

    Data rate mais alto passa mais banda mas perde mais pacotes quando o sinal piora um pouco (E chuva, por exemplo, pode derrubar o sinal de 2 a 5dBm conforme o cliente).

    Alias, no caso de PTMP o pior nem é a chuva, mas o calor e umidade na zona de Fresnel, um cliente tem sinal que varia digamos 5dBm conforme a umidade numa árvore na zona de Fresnel, ou um pedação de telhado que pode ser quente quando tem sol. Data rate não-fixo resultaria em maiores velocidades nalguns horários, mas quando está no meio termo, sinal levemente insuficiente, um data rate alto demais pro sinal existente gera umas perdas de pacote, mas o sistema dos rádios geralmente só diminui o data rate em uso quando 3 pacotes SEGUIDOS são perdidos, se está na situação de perder 1 ou 2 pacotes a cada 5 você tem 20% de perda ou mais e o data rate alto ainda é mantido, isso é que gera ping variando.

    (E compara ping de 64 bytes e de 1400 bytes de tamanho, as vezes o ping comum vai de 3 a 10ms, mas o ping de 1400 bytes (Similar ao pacote de dados de navegação ou download) vai de 4 a 40ms! Esse pacote grande é que sofre mais, ele é uma rajada mais longa de transmissão, se o sinal varia 2dBm no meio dele tem altas chances de ter que reenviar várias partes de modo que ao invés de levar 2ms no trajeto, leva 40ms pra transmitir as diversas partes perdidas. Ping de 32 ou 64 bytes eu na verdade considero inútil)

  14. Valeu Rubem!

  15. powerbeam AC 400 isobr trava cada 2 dias... incrivel equipamento com problemas POWERBEAM AC 400!!

  16. Bom.. li cada virgula escrita pelo rubem, e digo que foi o "curso" mais completo sobre frequência, zona de fresnel, e alinhamento que já tive o prazer de somar em meus conhecimentos.. Cara.. vc esta de parabéns.. só queria agradecer por ter DOADO parte do seu tempo (Tempo de vida) para nos passar seus conhecimentos..
    ..
    Conhecimento é a melhor arma que temos para toda vida, e ninguém pode nos tira-la...






Tópicos Similares

  1. Respostas: 8
    Último Post: 19-09-2016, 12:42
  2. Respostas: 4
    Último Post: 06-12-2015, 21:01
  3. Respostas: 4
    Último Post: 18-08-2004, 11:10
  4. Qual é melhor Gentoo ou Debian??
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 6
    Último Post: 25-05-2004, 18:05
  5. Qual é melhor MySQL ou PostgreSQL
    Por Gabriel_Junior no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 8
    Último Post: 27-03-2003, 18:43

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L