+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Provedores Wireless nos dias atuais

    Gostaria de iniciar um tópico para discutir sobre as perspectiva do futuro dos pequenos provedores do ponto de vista de cada um.

    Eu ainda acredito que para cidades menores (até 30.000hab) wireless ainda é bastante viável, principalmente se o custo de instalação for algo sensível.

    O que vocês acham?

  2. #2

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Na minha cidade de 60 mil habitantes já tem um provedor com fibra faz uns 3 meses, o futuro vai ser fibra, mas wireless por aqui ainda vai dar grana ainda por uns 4 a 5 anos ainda. Agora na área rural, creio que wireless vai durar umas duas décadas (ou mais), a não ser que crie uma tecnologia nova pra usar em sitios. Já na capital, wireless ta acabando.



  3. #3
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    903

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Nas pequenas cidades, não demorará muito tudo ser interligado por fibra e até a sede das fazendas. Mas muitas propriedades rurais, e até comercias precisam de ter dispositivos cada vez mais conectados(máquinas agricolas, ordenhas, cameras etc). Conforme a propriedade o produtor rural precisará de uma infra-estrutura tão sofisticada quanto de uma indústria hoje robotizados e não se pode falar em equipamentos potentes( watts), por que isso demanda em consumo de energia, algo que pode ficar cada vez mais caro tanto quanto a água.

  4. #4

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Com a constante evolução da tecnologia wireless e com rádios em 5.8Ghz trabalhando em 160Mhz, ou até mesmo as soluções menores que enfrentam com maior capacidade o problema de ruídos e afins, creio que sempre existirá mercado para wireless, assim como para a fibra, para os pac-pon´s....
    Essa discussão que o rádio irá morrer ou perder espaço para soluções como a fibra já ocorre a pelo menos 5 anos......
    Tudo é uma questão de necessidade de mercado e o crescimento do provedor, hoje acredito que provedores com mais de 10 anos de mercado ainda trabalham de forma hibrida, sendo uma parte em wireless e uma outra parte em fibra.
    Provedores com 100% de sua rede em FTTx são raros, a estrutura de suporte além de capacitação profissional somado com os custo operacional faz este modelo de negócios inviável sem aporte adicional de capital.
    Eu acredito que os provedores precisem agregar soluções para a retenção de seus clientes, soluções que possam auxiliar o seu cliente no seu dia a dia como um suporte diferenciado e local, oferecer aulas de uso da internet para o seu publico em geral, ......
    Oferecer soluções de gerenciamento de hotspots para os clientes SOHO´s também é um diferencial bacana que retem o seu cliente e finalmente para o mercado corporativo soluções com garantias SLA tanto em links principais como soluções de Back-Up.
    Só existe crise no mercado de provimento de acesso para quem está deitado em sua perigosa zona de conforto.

    Alexandre Volpe



  5. #5

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Acompanhei um bairro cabeado com Pacpon, uma região com 700 casas. Tinha um via rádio lá. Perdeu todos os clientes em 4 meses. Estou em Campinas/SP. O bairro em questão tinha só o radinho e ADSL da Vivo.

  6. #6

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    @FabricioViana isso é relativo, cheguei em um bairro com via rádio onde tinham outros via radio pirata e de péssimo serviço. Conclusão: peguei quase todos os clientes dos concorrentes, sem fazer propaganda. So não peguei mais pq os aps não suportam mais.
    Aqui pra mim não compensa cabo pq os concorrentes são OI, NET e um provedor a cado grande que utiliza DOCSIS. Então não compensa cabear um bairro pra pegar um ou dois clientes por rua. E ofereço 10M batendo no speedtest no radio.
    Dai tem um monte de mala que passa fibra pra vender 5/10M !!!



  7. #7

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Fabrício, aqui atendemos com todas as tecnologias: Fibra Ótica, Pacpon, ADSL e rádio, e te garanto que ADSL não tá sustentando tanto assim não. Aqui somos concorrente forte da Vivo e Net, oferecemos 10Mbps no ADSL com preço bastante competitivo, e ainda temos muitos, mas muitos clientes no rádio ainda.
    Arthur.. Vejo a opção dos PACPON uma boa para localidades onde o valor da instalação não poder ser muito alto.

    Você recomenda essa solução? Não dá muitos problemas nos PACPON dos postes?

  8. #8

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Aqui em Campinas 10 megas já é segunda opção: 5, 10, 15 e 20.

    Por isso a migração para o cabo é condição primordial para a sobrevivência dos provedores.

    Tenho visto em muitos lugares os provedores com cabo/FTTH desbancando os rádios. Fiquem sempre atentos em suas regiões. O rádio é um excelente custo/benefício e deve ser usado onde dá.

    Tentem ficar atentos também para as tecnologias, principalmente PACPON, que tem um excelente custo benefício, pois em cada porta do PACPON vc pode ligar até 3 PACSWITCH!

    Já temos mais de um fabricante de PACPON.

    Vários provedores com mais de 2000 clientes começaram a fazer FTTH e foram para pacpon por causa do custo x benefício.

    São as coisas que tenho visto aqui!
    Abraços!
    Fabricio



  9. #9

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Aqui vai fazer uns 3 meses que não compro um rádio se quer, usava nano loco m5 e wom mimo, para atender clientes até 1 km.

    Estava pensando em cabear para reduzir os custo para se ter cada cliente na rede já que trabalho em comodato, o dollar sempre subindo e a demanda grande.

    Pois bem pensava em utilizar uma solução híbrida com fibra na rua e utp nos clientes ou seja o PACPON. Iria fazer tudo devagar, focando em áreas com demanda de velocidades maiores etc.
    Pois bem, nosso concorrente aqui não tendo condições de arcar com comodato, a muito tempo sem por cliente na rede, só perdendo clientes, começou a cabear com UTP, na tora gambiarra.
    Acreditem o povo é muito leigo estavam achando que era fibra, cheguei até a perder uns 2 clientes para ele, sendo que usavam M5 2x2 cada e o cara usar um par de airgrid para empurrar todo mundo nesse bairro até seu link.

    Enão como não tinha muito tempo e temendo perder muitos clientes com essa "febre" do cabo, comprei uma solução utp fiz um projeto e estou cabeando, porém o povo como disse é muito leigo, qualquer coisa os confunde, meus próprios clientes que estavam até então super felizes com suas nano loco m5 com planos em média de 2Mbs à 5Mbs, agora estão todos loucos para mudarem para o cabo...
    Agora eu fico pensando, imaginando se tivesse resistido em focar no wireless, acredito que daqui uns 6 meses eu não teria mais 50% dos clientes que tenho hoje, pois seriamos descriminados como o provedor atrasado que não usa cabo apenas antenas, sendo que do melhor serviço da cidade passaríamos a ser visto como o pior o desatualizado que ainda utiliza antena... Obviamente sabemos das limitações do rádio no que tange à interferência, latência, visada, sinal etc.
    Mais por bem estamos cabeando, segurando muitos clientes, em médio prazo o gasto com a rede será paga com a economia que terei com o fim da compra das cpes, e para os bairros afastados aonde não existir cabo, terei cpes para usar por pelo menos 1 ano.

  10. #10

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Particularmente não recomendo, tivemos inúmeros problemas onde o PacSwitch travava e só voltava ao reiniciar (demanda tempo, paciência e custo de enviar o técnico ao local para verificar o problema).

    Pra falar a verdade, sou responsável somente pelo ADSL/rádio, a parte de FO e UTP tenho uma equipe técnica pra isso.

    Mas relacionando ADSL com Pacpon, ADSL me dá 90% menos problema (sendo nossa limitação os modens ADSL).

    No rádio, como sempre sofremos com falta de visada, interferência nunca foi um problema sério pra nós (apesar da área ser extremamente poluída), o problema são os técnicos que instalam clientes com sinal -75dBm e acha que está bom! Isso está sendo resolvido por mim, na unha.
    Arthur qual solução ADSL você usa ai? Estava querendo usar aqui e andei procurando fornecedores, só consegui achar um que teve a coragem de me cobrar R$10.000 em um IPDSLAM, quase cai pra trás. Pode indicar fornecedores de Dslam?



  11. #11

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Citação Postado originalmente por delegato Ver Post
    Aqui vai fazer uns 3 meses que não compro um rádio se quer, usava nano loco m5 e wom mimo, para atender clientes até 1 km.

    Estava pensando em cabear para reduzir os custo para se ter cada cliente na rede já que trabalho em comodato, o dollar sempre subindo e a demanda grande.

    Pois bem pensava em utilizar uma solução híbrida com fibra na rua e utp nos clientes ou seja o PACPON. Iria fazer tudo devagar, focando em áreas com demanda de velocidades maiores etc.
    Pois bem, nosso concorrente aqui não tendo condições de arcar com comodato, a muito tempo sem por cliente na rede, só perdendo clientes, começou a cabear com UTP, na tora gambiarra.
    Acreditem o povo é muito leigo estavam achando que era fibra, cheguei até a perder uns 2 clientes para ele, sendo que usavam M5 2x2 cada e o cara usar um par de airgrid para empurrar todo mundo nesse bairro até seu link.

    Enão como não tinha muito tempo e temendo perder muitos clientes com essa "febre" do cabo, comprei uma solução utp fiz um projeto e estou cabeando, porém o povo como disse é muito leigo, qualquer coisa os confunde, meus próprios clientes que estavam até então super felizes com suas nano loco m5 com planos em média de 2Mbs à 5Mbs, agora estão todos loucos para mudarem para o cabo...
    Agora eu fico pensando, imaginando se tivesse resistido em focar no wireless, acredito que daqui uns 6 meses eu não teria mais 50% dos clientes que tenho hoje, pois seriamos descriminados como o provedor atrasado que não usa cabo apenas antenas, sendo que do melhor serviço da cidade passaríamos a ser visto como o pior o desatualizado que ainda utiliza antena... Obviamente sabemos das limitações do rádio no que tange à interferência, latência, visada, sinal etc.
    Mais por bem estamos cabeando, segurando muitos clientes, em médio prazo o gasto com a rede será paga com a economia que terei com o fim da compra das cpes, e para os bairros afastados aonde não existir cabo, terei cpes para usar por pelo menos 1 ano.
    Isso foi notado aqui também. O pessoal brilha o olho quando fala de cabo. O cara quer ter cabo em casa, nem sabe o que é mas quer!! rsrsrsrs

    Abraços
    Fabricio

  12. #12

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Citação Postado originalmente por FabricioViana Ver Post
    Aqui em Campinas 10 megas já é segunda opção: 5, 10, 15 e 20.

    Por isso a migração para o cabo é condição primordial para a sobrevivência dos provedores.

    Tenho visto em muitos lugares os provedores com cabo/FTTH desbancando os rádios. Fiquem sempre atentos em suas regiões. O rádio é um excelente custo/benefício e deve ser usado onde dá.

    Tentem ficar atentos também para as tecnologias, principalmente PACPON, que tem um excelente custo benefício, pois em cada porta do PACPON vc pode ligar até 3 PACSWITCH!

    Já temos mais de um fabricante de PACPON.

    Vários provedores com mais de 2000 clientes começaram a fazer FTTH e foram para pacpon por causa do custo x benefício.

    São as coisas que tenho visto aqui!
    Abraços!
    Fabricio
    Ainda não fiz contas detalhadas sobre isso, mas fazer atendimento com cabo de rede não sai bem mais caro para o provedor do que com fibra (FTTH)?

    Com FTTH dá para colocar uma CTO a cada 400 metros (seguindo os postes, não em linha reta). Poderia ser mais, mas para não encarecer a instalação limita-se a 200 metros de drop, não tendo problema técnico algum em ultrapassar esse limite, diferente de cabo de rede.

    Com FTTC/PACPON/PACSwitch/Rede 100% em cabo de rede, é preciso uma caixa a cada menos de 200 metros, ou seja, o dobro de caixas, que custam até mais que uma CTO completa para 16 clientes. Se a região não tiver uma densidade de clientes enorme, não vejo vantagem alguma nessas soluções, visto que o custo adicional que teria com uma rede assim pode ser direcionado a subsidiar os custos de instalação dos clientes.

    A única coisa que imagino que poderia facilitar para o provedor quanto ao custo de uma rede híbrida é financiamento pelo Finame/cartão BNDES (se é que alguém ainda consegue isso), mas esse mesmo financiamento também pode ser aplicado no cabo drop e na ONU, no caso de usar Parks ou AsGa (que a divisão de dispositivos ópticos é agora da Furukawa), por exemplo - e em breve ZTE também, pelo que entendi.

    Alguém poderia dizer se me raciocínio está certo?

    Não vou nem considerar aqui a possibilidade de um PACPON, PACSwitch ou qualquer outra coisa travar no poste, porque pelo que vejo, ONU FiberHome dando problema é coisa mais comum do que os bugs da MikroTik.
    Última edição por TsouzaR; 23-10-2015 às 01:15.



  13. #13

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    Eu fiz um curso de Fibra com o Ronaldo Couto e fizemos as planilhas. O pacpon é mais barato, mas não é o que leva mais velocidade.

    Precisa analisar o local onde vai instalar, o poder aquisitivo, etc. Depende até do tamanho dos lotes. Se forem grandes pacpon vai complicar.

    Agora, nos lugares com maior densidade ele é um excelente custo x benefício!
    Abraço
    Fabricio

  14. #14

    Padrão Re: Provedores Wireless nos dias atuais

    1 - Então, ao meu ver e necessário se fazer um estudo de caso antes de mais nada.
    2 - Em segundo lugar e necessário saber vender seu serviço.
    3 - Saber mostrar seus diferenciais
    4 - Não entrar no joguinho de alta velocidade por preços baixos (As grandes podem, pq tem dinheiro, linha de credito e etc; Nós não)

    Meu cenário:

    Hoje tenho 90% dos clientes em rede cabeada, e o restante em wireless. Vendo 600k, 1Mb, 2Mb, 3Mb, 5Mb e 10Mb. Planos mais comerciais 600k, 1Mb e 2Mb com fidelidade de 1ano.

    A oi vende 5Mb, 10Mb e 15Mb, tenho 5 concorrentes e meu crescimento continua, meus concorrentes vendem planos de 1Mb a 50,00R$ eu vendo a 79,90R$.

    Diferencias: Redundancia, rapido suporte, raro indice de quedas 100% (Lentidao quando em bakcup mas queda geral raro)

    Em fevereiro de 2016 a rede estará toda com bgp e ospf. Provavelmente em Abril dentro de 2 Ptt.Ai sim da pra começar a brigar antes disso não.

    Conclusão: Não adianta querer acompanhar as grandes, seus clientes ficarão pelo seu serviço e suporte. Tenha uma rede escalonável caso as grandes sejam um risco a sua rede. Entre em um Ptt e compre link barato kkkk