Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Boa tarde a todos, peço desculpas caso esteja postando em lugar errado, é meu primeiro acesso e gostaria da ajuda dos amigos para resolver um problema. Tenho uma propriedade rural, sou pecuarista e estou precisando montar uma rede de no max 300 metros com visada, campo aberto , para uso exclusivo, não é para fornecer internet a terceiros, entre a sede da fazenda, escritorio e estabulo, para realizar o posterior lançamento no sistema de controle, ou seja rastremento e identificação do gado por por chip; que hoje é feito a mão. Ai vem a duvida, sera q com esses kits relativamente baratos da greatek com antena setorial ou omni, consigo fazer o link? Muito grato por qualquer informação.

  2. Se não tem muito interferencia na freqüência 2.4GHz no local (casas com antenas wifi pertinho etc), voce pode comprar um par de Ubiquiti Nanoloco M2 usado para fazer este link tranquilamente. Em modo WDS, eles funcionam como um cabo invisível, entre seu conexão de internet, e o local remoto. E muito fácil para instalar e alinhar também.


    Normalmente, o 5GHz será melhor, mas tem muitas empresas trocando o 2.4GHz por 5GHz, então pode ser possível comprar eles para um preço mais razoável.


    Voce pode considerar TP-Link também, mas não tenho experiência deles.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ABAAAfF_kAG-3 (1).jpg
Visualizações:	158
Tamanho: 	32,0 KB
ID:      	62428



  3. Aconselho uma antena omni MIMO em 2.4 GHz tipo AMO 2G10 da Ubiquiti ligado em um Rocket M 2.4 GHz . Essa a configuração minima confiavel para o que pretende fazer .

    Vai ser instalado outdoor e terá uma cobertura de pelo menos 100m para smartphone.

  4. Nesse caso específico a antena omni comum até serve bem.

    (Mas pra cidades é ridículo)

    A PCBA da Greatek acho uma furada pelo desempenho meia-boca, não tem grandes sensibilidades.

    Veja seu problema assim: Você provavelmente quer usar o notebook no curral, sem antena externa, só pra fazer o lançamento. Lendo por um bastão com bluetooth ou um com cabo USB. Pegar o sinal wifi da antena omni no notebook é fácil, mas... o notebook responde com potência bem baixa. Digamos que a antena omni tem 15dBi, a antena no notebook tem 2 ou 3dBi. Digamos que o radio na sede tem 400mW, o notebook tem 50mW.

    (Se ficou curioso com as possibilidade dos bastões bluetooh, esquece, eles tem 10mW, e em 300m é difícil conseguir conexão até com 100mW, que dirá com 10% disso, bluetooth é só pra poucos metros mesmo. Fora que o bastão com bluetooth geralmente é 30 ou 40% mais caro que o via cabo)

    A antena omni tem o problema de enviar sinal pra todo lado, isso pode ser bom só se for usar com o notebook pra todo lado.
    Peguei uma propriedade qualquer só pra exemplo:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ex.jpg
Visualizações:	122
Tamanho: 	254,9 KB
ID:      	62434

    Se colocar nela uma antena omni no que parece ser a sede, ela vai emitir pra todo lado, assim:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ex2.jpg
Visualizações:	48
Tamanho: 	225,7 KB
ID:      	62435

    É tipo colocar uma lampada comum em cima do telhado, manda luz pra todo lado.

    A outra opção é usar antena setorial, elas concentram a emissão num setor mais restrito, é tipo aqueles farois traseiros pra trabalho nos tratores, não tem foco, é luz meio aberta, uma antena setorial de 90° emitiria mais ou menos assim:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ex3.jpg
Visualizações:	66
Tamanho: 	245,0 KB
ID:      	62436

    Mas se tiver tudo mais alinhado tipo esse propriedade do exemplo, não precisa comprar radio e antena separados, pode usar uma CPE, digamos um Nanostation M2, eles tem integrada uma antena de 45 a 60° conforme o modelo, a emissão é mais concentrada:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ex4.jpg
Visualizações:	161
Tamanho: 	248,7 KB
ID:      	62437


    Eu atendo muita fazenda, nesses usos (Entre sede e casas de funcionários ou coisa assim) uso o que tem por perto, sempre se acha uma antena sobrando, muita gente tem jogado num canto uma antena de 60º tipo dessas:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         antena-painel-setorial-mm-2412s-60-12-dbi-aquario_1_630.jpg
Visualizações:	158
Tamanho: 	12,1 KB
ID:      	62438

    A vantagem dela é que pode ficar a 6m de altura, e ainda assim logo no chão a frente dela pega sinal.

    Um problema de omni de ganho tipo 15dBi é que se colocar ela a 8 ou 9m (Num mastro de 2 ou 3m acima da casa), é comum o sinal ficar ruim debaixo dela, porque elas emitem pros lados, não pra cima e pra baixo.
    Se colocar a omni no alto, ocorre isso no 2º desenho:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         1_omni.png
Visualizações:	147
Tamanho: 	39,2 KB
ID:      	62439


    Onde não tem nada, eu sugiro sempre colocar uma CPE, sempre sugeria Nanostation Loco M2 mas ela anda cara. Uso as vezes essa:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...-nano-loco-_JM
    Em 300m, se o notebook estiver em posição que "enxergue" a CPE na sede, funciona mais que bem.
    Smartphone no bolso funciona as vezes até 500m longe de CPE assim em fazenda (Desde que configurado direito)

    Não sei se vale tanto a pena investir muito nisso (Numa antena cara e equipamento tipo um Rocket M2) porque os bolus no peito do gado apesar de lindo tem o problema de exigir leitora meio cara (8x o preço de um bastão pra RFID na orelha), e... já já a Globalstar lança os prometidos chips com uma célula solar que fica logando as posições do chip (Na orelha) via GPS, pra depois poder aferir com certeza onde esse animal esteve (Vai logar algo tipo 2000 ou 5000 posições, algo tipo 2 ou 3x ao dia, não tem como fraudar isso, tem precisão ruim tipo 20m mas isso já é suficiente pra "provar" que é criado a pasto ou que ficou sempre no mesmo confinamento)

    E seja lá se optar por omni, setorial ou CPE, o segredo pra ter alcance e estabilidade acho que está mais na configuração:
    Não usar data rate automatico (Default de fábrica), mas sim usar um modo de velocidade baixa, e um data rate baixo.

    Se usar o modo ieee 802.11B, cujo data rate maior é 11Mbps, vai trafegar na prática no máximo uns 4Mbps. Se isso foir até mais que a velocidade da internet, recomendo usar esse modo.

    Se usar o modo ieee 802.11G, o maior datarate é 54Mbps. Mesmo que você configure a CPE ou o roteador de mesa pra usar o datarate de 18Mbps ou 24Mbps, o notebook tem a mania besta de usar o maior datarate, que é 54Mbps, e o maior datarate tem potência menor e sensibilidade pior, ou seja, o numero de pacotes perdidos quando o sinal é baixo AUMENTA quando coloca em velocidade alta. Mas... ainda assim não deixe de colocar o roteador ou CPE no datarate de 18Mbps se optar por esse modo, esse datarate vai permitir tráfego na casa dos 6 ou 8Mbps lá longe a 300m da CPE (Enxergando ela, claro).

    Outra coisa: Se tiver uma parede na frente, seja usando setorial ou omni, seja usando rádio de R$ 100 ou de R$ 400, o sinal vai cair, e muito, terá talvez 1/4 da velocidade que teria sem a parede na frente, pois o sinal fica bem mais fraco. Todo curral que conheço é aberto, tem telhado simples, sempre tem como colocar o notebook numa posição que não fique atrás de um pilar de madeira ou concreto (Que atrapalham muuuuuito, dentro de casa perto do roteador é uma coisa, mas lá longe o sinal já está fraco, um pilar na frente pode baixar o pouco sinal que sobra).

    Se você já tem alguma coisa em casa e o sinal QUASE chega no curral, e quiser gastar pouco, pode comprar uma dessa:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...a-usb-cabo-_JM
    Pendura ela fora do curral, no alto, leva o cabo de 10m pra baixo, pluga no notebook, e vai ter sinal melhor que se estivesse em cima do telhado. Mas isso seria pro caso de já ter algo em casa que faz o sinal chegar até perto do curral, colocar um desse em casa não vale a pena (O link da antena de 60º que passei é pra plugar num roteador, de mesa tipo Intelbras ou Greatek, ou qualquer coisa via cabo).


    Ah, e cuida com o "alto", se colocar em cima de telhado de zinco vai ter problema (Metal reflete RF), a conexão fica ruim demais. Se colocar em cima de caixa d'agua metalica também fica péssimo (Até pra celular aqui fica bem ruim). Geralmente o jeito é colocar um tubo de aço de 1" chapa 18 de 3m em cima do telhado, colocar 3 ou 4 estaios, com a antena no alto, isso aguenta muito vento (Usando arame 18 comum baratinho nunca vi algo assim em mastro de 3 ou 4m cair com vento, devo ter instalado nuns 500 desses na vida).

    O que recomendo mesmo é CPE, colocar ela no alto virada pro lado onde mais usará. E... sabe que as coisas sempre queimam, na roça ainda mais, se for pra investir em algo teria que colocar proteção, e ficar desligando nas tempestades, como em quase toda fazendo alguém esquece disso, mesmo equipto de R$ 2 mil (Tipo Rocket e antena da Ubiquiti) acaba queimando em tempestade (Se queima transformador de 2 ou 3KVA, imagina um equipto 3000x mais sensível). Então se optar por algo caro, tem uns protetores de surto pra usar, um par deles já fica o preço da CPE que citei, e se não tiver aterramento pros protetores vai acabar queimando igual.

    No caso da CPE da TP-Link que passei o link, ela tem um conector SMA, depois pode ser ligado nela uma antena setorial ou omni, caso no futuro precise cobrir um angulo maior que os 60° dela.

    (E não pense que 802.11B a 11Mbps (4Mbps de trafego real) não dá pra nada. O que recomendo na roça é justo fazer acesso remoto, usar o notebook no meio do campo pra rodar o acesso remoto com o programa aberto na sede num computador ou notebook na sede, e fazendo o acesso remoto a 32 bits, sem efeitos visuais, em tela cheia, é tranquilo pra esse modo, as vezes tem gente que esquece e fica ouvindo musica pelo acesso remoto, porque é banda suficiente pra acesso básico. Alias, metade dos meus posts foram feitos assim, usando netbook acessando via acesso remoto um desktop noutro lugar, a vantagem é poder parar, desligar o netbook, sair e acessar de outro lugar, sem perder o ponto onde estava)


    Veja que tem uma diferença enorme no investimento entre simplesmente colocar uma CPE de R$ 250, um mastro de R$ 30, uns R$ 3 em arame, e uns R$ 15 em cabo de rede, em cima de casa, versus colocar uma CPE num ponto como AP, outra no outro ponto como cliente, isso dá mais qualidade de conexão mas fica o dobro do preço, a sugestão do CambuiAl seria colocar ainda um roteador wifi na CPE em modo cliente pra não precisar cabo, mas nos currais que conheço não tem mesmo muito o que fazer zanzando com o notebook, ele fica parado do lado da balança, pode ser plugado via cabo numa CPE externa, ou numa antena USB externa, ou ser posicionado a mais de 1m de altura numa posição onde enxergue a CPE que fica em cima do telhado da sede (Na maioria das propriedades que conheço do curral dá pra ver o telhado da sede). Pra esse uso não vejo porque investir muito. É tão comum queimar equipto em tempestade, ou derrubar notebook quando um boi menos calmo dá uma chacoalhada na balança (Ou na hora da vacina, se tiver peão sem habilidade, ou quando aplica por aspersão algo pra moscas e cia, tem animal que se assusta com a ponta dos aspersor (Viva do Difly! Acabou com metade da necessidade de manejo por aqui!))



  5. Boa tarde amigo, obrigado em responder!!!!!!!!






Tópicos Similares

  1. Ajuda em rede wireless de 300 metros
    Por dennismenezes no fórum Redes
    Respostas: 7
    Último Post: 23-09-2015, 06:47
  2. Ajuda com Redes
    Por tiagocaus no fórum Redes
    Respostas: 6
    Último Post: 24-11-2008, 12:31
  3. Ajuda com rede.
    Por rogeriodj no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 13
    Último Post: 06-06-2008, 16:54
  4. Ajuda com rede 1.8Km sem visada (arvores)
    Por jerryskt no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 11-03-2008, 02:08
  5. Ajuda com rede Wireless Indor
    Por allan_nogueira no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 15-03-2006, 16:24

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L