Página 1 de 6 12345 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Estava lendo sobre polarização e encontrei o seguinte:
    Toda onda eletromagnética é composta de dois campos, o elétrico e o magnético, sempre situados em planos ortogonais (planos fisicamente a 90 graus), e variando em fase (0 graus).

    Agora se adicionamos um polarizador na vertical (linear vertical).

    http://www.qsl.net/py4zbz/antenas/p1.gifhttp://www.qsl.net/py4zbz/antenas/p1v.gif

    As figuras animadas seguintes ilustram uma onda com polarização linear vertical, mostrando apenas o vetor do campo elétrico (o magnético está sempre presente e a 90 graus físicos)
    Não consigo entender, se você adiciona uma fenda na vertical, e digamos que o campo magnético esteja na horizonta, ele será removido?

    A combinação de duas ondas linearmente polarizadas, uma vertical e outra horizontal, e eletricamente em fase, resulta em uma onda linearmente polarizada inclinada, como pode ser visto nas figuras animadas seguintes:

    http://www.qsl.net/py4zbz/antenas/p3.gifhttp://www.qsl.net/py4zbz/antenas/p3v.gif

    Quando se fala em combinação, são duas ondas elétricas? ou apenas 1 é elétrica e a outra é magnética?

    Entendem, eu não estou conseguindo associar as ondas elétricas com as magnéticas com o uso de um polarizador, se utilizar polarizador, uma das duas é removida (elétrica ou magnética) pois elas estão a 90º... e todos os exemplos, as ondas só passariam se estivessem na mesma direção do polarizador...

    Ou, as ondas magnéticas, não contam, elas não são utilizadas, apenas as elétricas?

    ATT

  2. Xi.... me parece que você está fazendo uma confusão danada.... Eu quando estudei física na década de 60 também não aproveitei muito as aulas de física... e por isso só vim a entender estes princípios fascinantes mais tarde na prática do radioamadorismo...

    Elas não são "removidas" como voce suspeitou. Elas existem sempre juntas quando existe uma emissão . E existe na natureza por exemplo na emissão de luz como a do sol. Apesar de aparentemente serem coisas diferentes, a origem física da luz do sol e das emissões de radioeletricidades são semelhantes. Só que a oscilação que existe nestas emissões é que cria resultados diferentes.
    No caso da luz, dependendo da frequência vai originar as cores.
    No caso dos equipamentos de rádio, vai originar emissões de sons e imagens...
    E é aí que nós entramos... Na verdade o que uma antena faz é captar estas ondas e encaminhar para um receptor para que sejam 'decodificadas' e tornadas utilizáveis por nós.
    Por isso que não concordo quando leio que "configurei minha antena....." por exemplo. Antena não é configurada. O máximo que se faz é montar com polarização horizontal ou vertical. O que se configura é o rádio.
    Então o mais correto seria "configurei meu equipamento....", o conjunto de rádio + antena.

    Agora, com relação as ondas eletromagnéticas entendendo os aspectos teóricos básicos, o que nos interessa mesmo é a prática... por exemplo, na construção de uma "Galena", que é um receptor primitivo de rádio. Você imagina receber o sinal de uma emissora de rádio local, ouvir toda a programação e nem ao menos ter uma fonte de energia física para alimentar este "rádio".
    Como isso é possível? É porque estão presentes no espaço ao nosso redor ondas eletromagnéticas que são captadas pela antena da galena e decodificadas vamos dizer assim em ondas elétricas que alimenta o circuito e ondas magnéticas que trazem as informações da estação de rádio, a música por exemplo.
    Isso em palavras simples. Existe toda uma complexidade nisso e era isso que fascinava o Nicola Tesla ao ponto dele sonhar com a transmissão de energia sem precisar de fios. Tudo wireless..

    Veja estes 3 links. O primeiro tem uma teoria explicada de forma bem didática e o segundo uma explicação da antena que é a rainha nesta estória.
    Sem ela não existe resultados práticos. Por isso o posicionamento correto da antena pode fazer toda a diferença.

    E o terceiro uma explicação sobre uma forma de ondas eletromagnéticas, as emissões de rádio.

    http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/...magneticas.htm

    http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/fisica/antena.htm

    http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/...ndas-radio.htm



  3. Obrigado por ajudar @1929 ...
    Em relação a dúvida... Veja se não faz sentido... Todos os sites e vídeos da internet que li, dão exemplo parecidos:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         pola.jpg
Visualizações:	381
Tamanho: 	55,9 KB
ID:      	63232
    Se uma onda eletromagnética, possui o campo elétrico e o magnético, e estes estão a 90º... Não faria nenhum sentido os 2 campos passarem ao mesmo tempo no exemplo acima...
    Ou a magnética passa, ou a elétrica...

    Foi isso que gerou tanta dúvida...

    2º) Em relação a polarização circular, percebe-se que estas se utilizam de 2 ondas... Na minha ideia era 1 magnética e 1 elétrica... Mas pelo que vejo, é o uso de duas ondas Elétricas e 2 ondas Magnéticas... Mas fica a dúvida... uma não sobrepõe a outra? pois na vertical temos 1 magnética e outra elétrica e o mesmo ocorre na horizontal...

    ATT

  4. tu vai precisar de uma aula mais didática. O @rubem é bom em explicações.



  5. A "onda elétrica" só existiria num fio, num circuito puramente elétrico.

    A "onda magnética" só existiria num imã ou coisa assim.

    RF usa ondas eletromagnéticas e não tem como separar o componente elétrico do magnético (Até tem, isso se chama antena, passa do ar pro circuito elétrico, mas é outra estória).



    Sobre transposição, só haveria isso se as 2 elétricas estivessem na mesma polarização. Se 2 ondas chegam na mesma fase, cada uma com amplitude 1, vira uma onda somada com amplitude 2. Se uma tem amplitude 1, e a outra -1, há subtração, 1 + -1 = 0, isso é chamado de onda em contra-fase.

    O componente magnético sempre estará a 90° do elétrico, o sinal elétrico na pol. horizontal não é afetado pelo campo magnético na horizontal, o campo magnético precisa atingir em 90° o campo elétrico.


    Imagina uma onda na água:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         399991_964x638.6666666666667.jpg
Visualizações:	104
Tamanho: 	898,8 KB
ID:      	63234
    Essas ondas estão "indo" daqui pra lá, você vê as ondas seguindo na horizontal, talvez assim veja melhor as ondas andando pros LADOS:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         pond.jpg
Visualizações:	173
Tamanho: 	13,6 KB
ID:      	63235

    Mas imagina que tem uma canoa nessas águas, você vê as ondas seguindo pros LADOS, mas a canoa vai SUBIR E DESCER, ou seja, a canoa vai oscilar VERTICALMENTE enquanto você vê as ondas seguindo HORIZONTALMENTE.

    A relação entre onda magnética e elétrica é mais ou menos essa, não tem como separar uma da outra no ar.

    Agora sobre a dutagem de ondas, se você quiser fazer um guia-ondas físico pra 2,4GHz, precisa um tubo retangular com uns 70mm (Tem que calcular, mas acho que é por aí), mas... na LARGURA ele tem que ficar na casa dos 35mm.
    O tubo será mais alto que largo, isso atenuará as ondas na horizontal, mas ele não pode ser muito menor que 35mm justo pela onda magnética.
    Se for um duto circular (Um tubo), ele precisa uns 70mm de diâmetro interno. Sendo redondo, vai passar ambas as polarizações.

    Ou seja, no duto pra atenuar a outra polarização, a largura não pode ser mínima, se for pequena demais e o duto longo, o campo magnético é afetado e a atenuação é grande demais. Com tamanho correto a atenuação é mínima.
    (Em 70x35mm a 2,4GHz a atenuação é minúscula, mas na outra polarização será tudo atenuado fortemente, provavelmente vai isolar uns 20dBm a outra polarização)

    E sobre a ortogonalidade citada, em wifi se usa OFDM, um sistema de multiplexação com divisão ortogonal de frequência, tem ortogonal no nome, usamos 2 polarizações em wifi, mas são coisas diferentes. Usamos a ortogonalidade pra multiplexar e demuxar/demultiplexar a divisão com portadoras e cia, usamos essa divisão ortogonal na multiplexação com apenas 1 polarização mesmo. Nos sistemas com dupla-polarização são literamente 2 sistemas INDEPENDENTES, cada um na sua polarização, apesar de saírem/entrarem na mesma antena são 2 sistemas independentes um do outro.

    Esse esquema ortogonal físico, com 2 polarizações no mesmo esquema de dados, que lê vertical e horizontal, não sei se é usado em alguma coisa hoje.


    Enfim, a ortogonalidade em wifi não tem a ver com a polarização do sinal físico, OFDM funciona com 1 polarização apenas.






Tópicos Similares

  1. Polarização vertical ou horizontal?
    Por Portela no fórum Redes
    Respostas: 2
    Último Post: 18-06-2005, 09:49
  2. Polarização de Setoriais!!!
    Por _AGM_ no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 10-11-2004, 07:58
  3. Setorial de Polarização Cruzada
    Por edu_uti no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 14-09-2004, 09:32
  4. antenas de polarização circular
    Por perassoli no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 17-07-2004, 12:31
  5. Wiriless - polarização VERTICAL e HORIZONTAL
    Por estevaomendes no fórum Redes
    Respostas: 6
    Último Post: 03-07-2004, 09:34

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L