+ Responder ao Tópico



  1. Olá a todos!
    É comum aqui no fórum vermos dicas dos equipamentos que são bons e ruins.
    O intuito aqui é listar para servir de ajuda, por exemplo: dizer que o WR 841ND é bom, mas esse roteador tem umas 11 versões diferentes fabricadas de 2007 pra cá. E sabemos também que o chip usado é um dos principais fatores que determinam se o produto é bom ou não. Seja da Atheros, Broadcom, Ralink... isso também determina também a possibilidade de instalar um Openwrt, DDwrt, gargoyle...
    Então de acordo com a experiências dos usuários do fórum e de seus clientes, quais modelos vocês recomendam nas faixas de preços de 100R$, 200R$ e 300R$??

  2. Cada versão vem de uma época diferente, a primeira versão é de 2010 provavelmente, usa ram e chipset daquela era. As versões mais recentes usam hardware mais recente.

    Exceto umas versões específicas pra mercados de baixo custo (O brasil compra mais produto barato que produto bom, tem Dlink feito pra cá com 32MB de Ram contra 128MB da versão feita pra outros países ricos), geralmente cada versão mais recente tem hardware um pouco melhor (As vezes a quantia de ram não muda, mas muda as especificações da ram, tipo velocidade e delay).

    E tem que ver o que é "bom", eu preciso alcance mais que tráfego (Qualquer 10Mbps de tráfego serve), não necessariamente um 841ND será uma boa já que com 2 antenas ele simplesmente tem 2 chains, não tem o dobro do ganho nas antenas. Quem quiser velocidade alta (Porque usa um notebook na mesma sala que o roteador) também não tem muito o que se preocupar, qualquer roteador barato em distância pequena tem alta velocidade. O bicho pega é com os serviços rodando, se vai ter uma duzia de conexões com uPnP ativo, se cada notebook vai ter 200 conexões simultâneas (P2P configurado do modo porco, mais conhecido como "deixar no default"), se vai ter muitas regras nat ou não, se está com bridge ou está roteando, se está como server DNS da rede (Operar como server DHCP é tranquilo, é um IP por hora no máximo, mas server dns sofre, é uma requisição a cada poucos segundos. E muita gente tem a mania de colocar o roteador local como server dns), enfim, dependendo dos serviços que for usar, uma versão com mais ram pode ser mais útil, mas apenas pra 2 ou 3 conexões próximas qualquer versão serve.

    (Também tem o problema do calor, é comum ter ambiente a 40°C no Brasil, e roteador escondido atrás de mesa ou debaixo de papel, cozinhando a 60°C porque o chipset não tem um dissipador)

    Enfim, nada é "bom", tudo tem um uso específico, a primeira versão do 841nd (Fora de linha faz anos) é mais que suficiente pra 99% dos usuários domésticos.

    E se vai colocar o roteador pra rodar alguns serviços, ainda tem o problema da variação de fabricação nas unidades, uma variação na qualidades dos mosfets e capacitores vai deixar ter mais ripple na alimentação do chipset, que vai ter mais erros de processamento, vai ter mais delay e aquecer mais pra fazer as mesmas funções, tem componente passivo (Capacitor, resistor, bobina) com variação de 1 a 10%, poucos produtos usam componentes com 0,1% de precisão, então a variação nos produtos é impossível evitar por baixo custo.


    Eu na verdade não vejo nada de mais no 841nd, todas as versões (Que conheço) tem ethernet e wifi no mesmo chipset (Tem tudo onboard), eu só acho que desempenho REALMENTE superior só vai existir com chipsets offboard (Wifi e ethernet separado do chipset principal), mas usuário doméstico não precisa desempenho superior. O 841nd é basicamente um 741nd com 2 antenas, e o 941nd é a mesma coisa mas com 3 antenas (Todos os 3, 741nd, 841nd e 941nd tem tudo concentrado num chipset único, tem só 4MB pra rom (Não cabe nenhum firmware alternativo decente) e 32MB de Ram, só muda o poder de processamento porque mais chains exigem um POUCO mais de poder de processamento, pra ter algo diferente teria que descobrir ANTES de comprar qual é a versão (E vendedor nunca anuncia isso), pra comprar digamos um 841nd versão 7.x, que tem um chipset wifi separado.

    (Googla digamos "841nd wikidevi" e veja as informação no site wikidevi.com)

    Se não precisa 2 chains, use o 741nd mesmo, pra 99% dos usuários não existe necessidade de throughput maior que uns 10 a 20Mbps, e isso roteador com 1 chain atende tranquilo. Se comparar um 741nd 5.x com um 841nd 5.x, muda do chipset AR9331 pro AR9341, que tem mesmo core e mesmas especificações, acrescentando apenas uma etapa de RF a mais no AR9341, e diminuindo o clock no 741nd (Pra aquecer menos e poder tolerar mais ripple, downclock em chipset caro te permite economizar componentes no VRM, as vezes compensa na linha de produção) ou seja, se tem o mesmo core ARM 74KC, num produto com só 1 chain ele vai usar um percentual menor do processador que no produto com 2 chains, aumentar o clock em 25% mais ter o dobro (100%) de dados na etapa de RF pra analizar nem sempre é um bom negócio.


    Eu só vejo motivo pra passar dos R$ 250 se for USAR a porta USB de fato, ou se for USAR muito processamento por usar features do firmware, e aí tem que ver que features precisa, se precisa print server, se quer usar a porta USB como destino de backup, ou como origem de conteúdo multimídia pra rodar na rede, se precisa um firewall parrudo rodando num modo bem restritivo, mas no geral eu gosto de TP-Link mesmo, os Archer no geral tem poder de processamento e features conforme o preço, mas o que MENOS pode pesar na hora de comprar um Archer C5 da vida é a parte de RF, já que até eles nem sempre tem um chipset wifi específico pra 2,4GHz e outro pra 5GHz, eles também tem cortes de custos e integram isso, então altas velocidades de rede com um roteador desse de R$ 400 é impossível, você está pagando pelo VRM parudo (Pra suportar um HD externo de 10W na porta USB), pela ram mais rápida e maior (Pra rodar como NAS Server), um chipset melhorzinho, uma rom muito maior (Pra caber mais features), e multiplas antenas que não são lixinhos omni na forma de monopolos toscos que são só um fio cortado dando uns 2dBi e VSWR gigante. Se precisa muito do wifi, e nada da parte de roteamento, tem que partir pra coisa tipo Unifi e similares, eles são puro processamento focado em wifi, sem features de roteamento tcp/ip no firmware.

    Volto a repetir: Duvido muito que 1% dos compradores de 841nd precisem mesmo dele, que precisem mesmo de 2 chains. E se é só pelo throughput maior na rede interna, qualquer versão com 2 chains permite isso. A durabilidade depende mais do uso do processamento (Calor no chipset, e exigências no VRM) do que da versão escolhida, nenhum roteador barato (R$ 100) aguenta uso roteando muito tráfego 24x7 (Vai que o usuário tem p2p rodando 24x7 igual eu, de dia o roteador passa muito calor, de madrugada é mais fresco mas aí os p2p vão pro tráfego mais alto possível e no fim o roteador passa calor o dia todo) por muitos anos, mas se algo desse preço durar 3 anos nesse uso já tá bom demais. Nesse caso nem um roteador de R$ 300 (Um LinkOne RW434, por exemplo) vai durar muito mais que isso pra compensar o investimento caso não use as features extras que motivam o alto preço do hardware.

    Se quer coisa pra 99% dos usuários o 741nd tá de bom tamanho. O 841nd serve pra quem quer throughput mas não usa feature nenhuma do chipset. E acima disso depende do uso, em empresas o roteador wifi precisa geralmente aguentar muita conexão, acho besteira comprar um Archer da vida ACHANDO que ele será melhor nisso, pra esse uso tem Unifi, Picostation, RB751 2hnd, eles tem etapa de RF melhor. Mas se precisa features do firmware, um 1043nd pode ser uma boa. Se precisa coisa tipo USB e pouco uso de wifi dual-band (Bem menos de meia duzia de conexões) aí sim os Archer Cx começam a valer a pena.

    Comprar um Archer C7 e não usar USB nem o wifi 5GHz é como comprar um carro 4p com ar-condicionado e andar sempre sozinho, com o ar desligado, e as janelas abertas, você pagou mais caro pelo produto por ter as features, mas não está usando elas, é só desperdício de dinheiro, o desempenho em só 1 chain de um Archer C7 rumo a um note Positivo barato (Dos que só tem 1 chain) é igual o desempenho de um 741nd se posicionar de modo a ter os mesmos sinais, se só estiver operando como ponte, sem nenhuma feature do firmware em uso. Se não usar, não tem porque comprar uma versão cheia de firulas, não tem necessariamente mais poder de processamento num 941nd (Igual um carro com ar-condicionado e direção hidráulica não tem mais potência que outro com o mesmo motor mas sem esse acessórios).



  3. Essas empresas deveriam lançar no mercado equipamentos tipo boullet ou groove porém com antena. Em nossas casas nem se usa o desktop, tudo via wi-fi então para que um roteador com 5 portas mais e etapa de RF(radio). A Multilaser tinha lançado no mercado um roteador com apenas duas portas RJ e algumas delas pifaram rapidinho além de pecar sobre a não possibilidade de usar com POE, sendo necessário adaptações externas. Nas fazendas, este com 1,60 mt de altura consegui alcance de até 200 metros no celular, está certo que caia para menos de 1M mas para redes sociais, whattapp sem extreaming de vídeo mais do que bom.
    Por que 1,60 mt? pouco abaixo da altura média do brasileiro, poucas barreiras(móveis) e abaixo das galhas de arvores; ele colocado em cima do guarda-roupa, estantes, armários de cozinha não consegui um bom resultado( 2 mt) e instalado na parede com mesmo altura foi até mais satisfatório se igualando até 3 mts. 1,60 mt tem a vantagem por que durante o dias as janela estão abertas e até mesmo as portas e nesse caso os sinais trabalham por reflexão; nessa altura fica difícil de acontecer até algum acidente e a circulação de ar é boa mesmo sem ventilador.
    Esse roteador deve pesar umas 140 gramas sem a fonte possibilitando de comprar uns adesivos de fixação para pare ou algum móvel e se tiver um desempenho pouco melhor é seria ótimo. Mas a um custo de 70 Reais, para até uns 8 dispositivos e uso moderado no máximo vale a pena. Abri TPlink e Multilaser, cara de um, focinho de outro só muda o software e gabinete e preço principalmente.

  4. Usamos roteador TP-Link, facil de configurar, nao dá muito problema, acesso externo para DVD/Cameras, o modelo de 1 antena (interna-Wan+2 portas ou externa-Wan+4 portas) / 150mbps compramos a R$ 60,00.
    Em caso de Wan danificada a gente dasativa o DHCP do roteador e o cliente faz gateway direto no radio, mas se for PPOE precisa da Wan.



  5. Bom dia, hoje nós estamos usando os roteador da mikrotik, RB941-2nD, tem um ótimo sinal, e sem falar das várias possibilidades de configuração que a mikrotik disponibiliza, já fiz várias comparações dele com os roteador da TP-Link e constatei que ele é bem superior, principalmente se você for utilizado em fibra EPON, pois ele tem possibilidade de subir vlans separadas para cada cliente, assim isolando melhor a sua rede.






Tópicos Similares

  1. roteador doméstico conectar pppoe
    Por stomach no fórum Redes
    Respostas: 4
    Último Post: 15-11-2015, 16:44
  2. Roteador doméstico + Antena externa
    Por TsouzaR no fórum Redes
    Respostas: 41
    Último Post: 11-06-2014, 21:35
  3. Roteador Wireless para Uso Doméstico
    Por badfriend no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 23-06-2011, 10:04
  4. Roteador para uso domestico.
    Por tHHHH no fórum Redes
    Respostas: 13
    Último Post: 12-05-2008, 10:40
  5. Roteador para uso domestico.
    Por tHHHH no fórum Redes
    Respostas: 0
    Último Post: 02-05-2008, 13:58

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L