Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico

  1. Estou querendo abrir um tópico para debatemos conceitos técnicos.
    Pessoal muitas pessoas dizem que sofrem com interferências e ruído alto mas as vezes o problema é a própria pessoa que cria.
    Vou dar um exemplo:
    Vocês sabem que o rádio do cliente também transmitem Rf então imaginam 40 radios mirados em 1 única torre o quanto de radiofrequência esta torre esta cercada. ainda mais se forem frequências diferentes, separados por painéis.
    Vocês se preocupam distanciar os painéis, tudo bem e mas os clientes que estão mandando RF concentrado na Torre. Ja pensaram nisto?

    Enviado via SM-G530BT usando UnderLinux App


  2.    Publicidade


  3. O rádio em modo cliente tem o seguinte comportamento: Ele fica escaneando o espectro todo. Se não aparecer o SSID ou MAC pro qual ele está configurado pra conectar, ele nunca vai transmitir nada, vai passar o tempo todo só escaneando.

    Se ele está configurado pra conectar no SSID "ABC", hora que aparece o SSID "ABC" ele vai mandar uma requisição de conexão. Se o AP desse SSID tem um MAC diferente, e outra encriptação, o AP não sabe, ele vai ler o pedido de conexão normalmente.

    Se esse AP está configurado com um ACL, e digamos 2 MAC's pra conectar, se um terceiro MAC tenta conectar ele ignora. Ele recebe e lê o pedido de conexão, mas ignora, ou seja, não responde.

    Se esse AP está com MAC liberado, ele recebe o pedido de conexão, lê, manda uma chave temporária e espera a resposta com a chave correta (A senha! Ou o hash da senha na verdade. Até o hash vai encriptado, é numa chave temporária fácil de quebra mas vai encriptado). Caso a senha esteja errada, o AP rejeita a conexão, avisa que tem erro e só. É uma situação que perde pouco tempo (Só 2 ou 3 envios) mas o AP precisou gerar a chave temporária e tal, perde um pouco de tempo.

    Se o cliente/estação está conectado ou conectando em outro AP, só haverá incômodo se for no mesmo canal.

    O AP só lê o canal que ele mesmo usa, se você configura o AP pra 5725MHz, com 20MHz de largura, ele lê apenas e tão somente as 64 portadoras entre 5715 e 5735MHz. Se um cliente está usando 40MHz e manda request, canal de 40MHz usa 128 portadoras, o AP que só lê 20MHz vai ler só metade das portadoras, o request vai sair ilegível, o cliente manda:
    "Eaê mano, posso conectar aí?"

    Mas o AP com canal mais estreito lê:
    "Eê mn, ps cncaa?"

    Como o AP não fala Búlgaro ele não entende o que isso significa e ignora o pedido, e o pedido feito ocupa de fato tempo e processamento da etapa de RF (Batimento de portadora, conversor análogico-digital, essa parte inicial), mas essas requisições são feitas no mesmo data rate que o envio de SSID, é um data rate baixo, é Double-BPSK geralmente, de 1, 2 ou 6Mbps, é um BPSK ainda mais legível (Ou seja, é mais legível que MCS0 em N, ou que 1Mbps em modo A/B/G), o processamento que esse esquema de modulação usa é mínimo, ou pelo menos é 20x menor que o processamento gasto com MCS15 (64QAM).

    Se o AP está liberado de MAC, e sem senha pra conexão, o que ocorre: Ele recebe os pedidos de conexão, manda chaves temporárias até trocar as chaves fixas (E mesmo rede sem senha é criptografada, AP e cliente trocam dados e definem chaves AES de 128 bits mesmo que a rede não tenha senha pra conectar). Se a autenticação é feita via PPPoE nesse caso, fodeu, porque o AP vai enviar os pacotes pela rede usando um data rate alto, digamos MCS13 (64QAM) que usa processamento aos montes.

    Se a conexão PPPoE não é feita, não importa, a merda já está feita, o cliente já está mandando pacotes pro AP e o AP está encaminhando pra porta ethernet, está gastando processamento e espaço pra responder o checksum desses pacotes (Ele não sabe que é ilegítimo, afinal o autenticador PPPoE não é ele).

    Rede aberta então é uma ideia péssima, a sugestão de PPPoE é pra facilitar os limites e controle no autenticador, mas o AP devia ter senha (WPA2 AES, nada de velharias tipo WPA ou de TKIP), e se limitar o acesso só aos MAC's dos clientes melhor ainda.

    Tá, pode deixar sem senha se limitar os MAC's, mas naqueles instantes que você desativa o controle pro novo cliente conectar pode ter cliente indesejado se conectando, é melhor colocar senha assim mesmo.


    Se o cliente está conectado em outro AP no mesmo canal, dá merda, atrapalha pra caramba, mas isso não aparece como ruído (Noise floor).

    Se o cliente está apontado pra setorial, mas está conectado em outro AP em outro canal, também não dá nada, um sinal de -60dBm no canal vizinho não atrapalha nada, o AP vai ler as portadoras entre 5715 e 5735MHz digamos, ter um sinal entre 5685 e 5705MHz chegando a -60dBm é filtrado completamente pelo filtro passa-faixa, o pouco dele que poderia aparecer como noise floor são as emissões espúrias fora do canal (Entre 5700 e 5740MHz o rádio a 5725MHz vai emitir uns espúrios a digamos -80dBm), mas o que sai a -80dBm vira -95dBm em 20 metros de ar, a atenuação é enorme (Por isso você tem cliente emitindo a 30dBm EIRP e chegando na torre com -60dBm, isso é uma atenuação no ar de 90dBm (30-90 = -60)), também não tem muito o que se preocupar.



    Em teoria teria -40dBm de emissão a 30MHz do centro com relação ao nível no centro (Se emite 20dBm EIRP no centro, seria -20dBm de emissão a 30MHz):

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         image3.gif
Visualizações:	19
Tamanho: 	18,7 KB
ID:      	65211

    Mas no osciloscópio temos a situação similar, só que com valor RMS bem menor que os picos:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Figure_03.gif
Visualizações:	22
Tamanho: 	17,5 KB
ID:      	65212

    (Isso é a 3,4GHz, mas OFDM é igual em qualquer frequência, seja 900, 2400, 3500, 5100 ou 5800MHz)

    A emissão em canal vizinho só é um problema quando a setorial do lado está usando canal vizinho, porque o sinal da setorial vizinha a 1m atinge ela a digamos -80dBm, enquanto o sinal do cliente no canal vizinho chega pra lá de ilegível a -120dBm.

    Eu me incomodaria com as outras setoriais e antenas na mesma torre, do que com os clientes (Mas também nunca faria rede aberta, só com PPPoE. Tem que ter senha, controle por mac, e talvez PPPoE pra controlar velocidade e desligar quem atrasa pagto. O controle de conexão no AP deve ser feito a parte do controle de velocidade no concentrador).

  4. Eu tive um bullet m2 que funcionava assim:
    No modo AP ou bridge enquanto tiver um cliente conetado e navegando ele tinha o Tx, ou se algum cliente novo tentar conectar e após alguns minutos ficava em repouso.
    No modo cliente ele só enviava o Tx se o PC for ligado ou após algum tempo pedir a requisição.
    Talvez seria uma forma de economizar energia, em percentuais quase nada uma vez que não chegava a 30%, mas poupava em forma de calor aumentando a a vida útil teoricamente na etapa de RF, mas com conexões que variam muito é um problema, comigo não aguentou 2 meses.
    Alguns celulares, o wi-fi costuma ficar desativado se não usar por um certo período para economizar a bateria, alguns notes fazem o mesmo se estiver somente na bateria mas a conexão sendo instável e o roteador não for bom ou devidamente programado pode demorar a ter conexão a web( no meu caso, chega a 5 segundos).
    Na minha antena, recebo mais de 30 APs apesar da antena ficar dentro de casa conforme o ponto; achei um ponto onde recebo apenas 5 APs, e é mais do que suficiente para minha necessidade.
    Aqui os provedores costumam usar os canais pares, com excessão da prefeitura que usa o canal 1 e 11 para os moradores; os provedores estão desativando os links em 2,4 e migrando para 5,8 ou cabeando.
    Quer ver atrapalhar um download? liga um microondas, conforme o note chega a cair perto dos 90%; teste de conexão não funciona e olha que em minha casa e comércio tudo é aterrado e muitas fontes não possuem um filtro na entrada, prejudicando ainda mais principalmente essas que compramos no mercado. Para a casa da minha ex-cunhada, uma das soluções foi o uso de um no-break, por que o transformador que se usa nele não responde a mais de 25 khz( fontes chaveadas), uma vez que são projetadas para 50/60 hz.

  5. O método de economia de energia mais usado é o WMM, ele não foi feito pra economia de energia (Mas sim pra priorizar multimídia) mas é o único modo que ativa economia de energia quando conectado nalguns roteadores.

    AP UBNT e MK por default não tem WMM ativo, e CPE na verdade não economiza quase nada se tiver isso ativo, então pra provedor não vale a pena se preocupar com isso, diminuir o consumo em 0,2W não é grandes coisas, pesa mais em smartphone, que tem bateria de 3 ou 4Wh (0,2W é 15h de consumo de uma bateria de 800mAh).

    Com ou sem WMM ativo o comportamento de clientes indesejados (Num provedor 5GHz) é o mesmo, só depois de feita a conexão é que há a transação informando que o WMM está ativo.



    Filtro LC é a coisa mais boba e simples, mas NEM ISSO uns estabilizadores baratos tem! Acho incrível isso, um produto que devia filtrar transiente só conta com a filtragem mínima que o transformador em série dá, que não é quase nada. Um filtro LC extra na hora de fabricar um aparelho custa mixaria, mas nem os SMS baratos (300VA) tem isso (Talvez agora que a Legrand comprou a marca tenha, mas a alguns anos era tão tosco que não tinha). A desgraça de uns roteadores baratos é não ter fonte com um mísero filtro LC, nem filtragem dupla na saída, e nem no próprio roteador (No VRM) não ter nada pra filtragem, vai da entrada direto pra um capacitor mediano e já está no CI conversor dc-dc, muito ruído da rede AC passa reto por tudo por economia de centavos em componentes. Sem falar nas economia na etapa de RF de uns roteadores. Ao redor de um AR9220 num roteador barato você acha 30 componentes, e ao redor do mesmo AR9220 numa RB tem 250 filtros e desacopladores, o roteador perde pacote até se alguém soltar pum!

  6. Citação Postado originalmente por marcelorodrigues Ver Post
    Estou querendo abrir um tópico para debatemos conceitos técnicos.
    Pessoal muitas pessoas dizem que sofrem com interferências e ruído alto mas as vezes o problema é a própria pessoa que cria.
    Vou dar um exemplo:
    Vocês sabem que o rádio do cliente também transmitem Rf então imaginam 40 radios mirados em 1 única torre o quanto de radiofrequência esta torre esta cercada. ainda mais se forem frequências diferentes, separados por painéis.
    Vocês se preocupam distanciar os painéis, tudo bem e mas os clientes que estão mandando RF concentrado na Torre. Ja pensaram nisto?

    Enviado via SM-G530BT usando UnderLinux App

    O radio cliente so transmite quando o AP manda. Nunca transmitem todos de vez e o AP atende um de cada por vez.


  7.    Publicidade




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L