Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico

  1. Fala galera! Gostaria de saber se alguém possui informações de como está o mercado no estado do mato grosso, dizem que é ruim de trabalhar mas em contrapartida está em crescimento! Alguém??

    Enviado via XT1097 usando UnderLinux App

  2. Cara, indústria já está uns dois anos estagnada. Deve ter capacidade ociosa no Brasil todo.

    Vejo puxada de infraestrutura só em 2018.

    Não conheço MT mas se depender de commodities a China soltou hoje o menor crescimento dos últimos 25 anos.




  3. Se você pretende trabalhar em indústria esqueça.
    Mas no campo do agronegócio é o que empurra o estado.

    Enviado via LG-D337 usando UnderLinux App

  4. Se você quer emprego, no agro negócio tem sobrando, e não é ruim o salário, pois geralmente nas fazendas você ganha salário de 1500 reais, parece pouco, mas tudo livre, aí o que ganha é integral, alimentação, horas extras e outras garantias. Se quiser investir, também tem que ser neste ramo, ou se tiver grana e quiser fazer uma rede de fibra de Sinop até o extremo norte 250km, vai ficar bilionário, pois milionário já precisa ser pra isso. No ramo de provedor, tem que ter grana pra investir também, tenho 13 torres para atender em média 110 clientes, tudo é longe, pra atender clientes às vezes ando até 160km ida e volta.

  5. Eu mesmo se tudo correr bem daqui uns meses tô morando na roça e trabalhando com agronegócio (Ou já estou, já que quase todo cliente meu fica na zona rural).

    Tem um mercado meio ocioso de telecom porque o campo hoje precisa internet pra emitir NFE e outros detalhes, algumas cargas só passam na PRF se tiver notas e guias então precisa sair da roça com isso já emitido pela internet. Sistemas de irrigação geralmente usam rede wifi nuns pontos. E GPS assistido exige torres e equipamentos, mas aí é pra quem é representante de algumas dessas marcas, porque quase todo produto de alta tecnologia é fechado, digo, o fabricante não passa dado técnico nenhum, não disponibiliza software pra configuração nem nada.

    O agronegócio também tem agroindústria, automação básica é bem necessário, é coisa pra nível técnico ou mesmo autodidatas em eletrônica e mecânica apenas iniciantes, digo, geralmente é coisa simples tipo ligar um sensor numa placa que vai acender led e dar bip, tem muito módulo pronto no mercado por preço baixo (Digamos: http://www.dx.com/c/electrical-tools...m-supplies-436 ) por isso digo que até iniciante dá conta, geralmente é 1 equipamento de cada tipo nesse ambiente então de qualquer forma você não consegue contratar alguém que já conheça a fundo os modelos equipamentos que você tem.

    Maquinário agrícola em geral tem sensor pra caramba, tem muito sistema eletrônico, 80% dos problema são simples queima de sensores, fios partidos, conectores soltos ou molhados, enfim, coisa que não exige diagnóstico avançado, que exige só sabem soldar fio e isolar direito (Nada de fita vinílica), e entender como cada sensor funciona (Se é de passagem de grãos, se é de pressão, se é de pesagem, se é de movimento), isso não é exatamente a área de atuação de quem tem formação em TI ou telecom, mas... se uma parte da vida do agronegócio depende de TI e telecom, ou você contrata alguém que tem praxe em manutenção mas só faz cagada em TI e telecom, ou contrata alguém que conhece TI e telecom e dá um tempo pra ele se acostumar a manuteção simples nos equipamentos agroindustriais usados no campo (Repito: Na manutenção disso nunca tem nada muito avançado em eletrônica, geralmente é problema em sensor ou cabo que você troca em poucos minutos, o resto é configuração via USB ou serial, e nessa parte é que uns autodidatas da roça tropeçam, não sabem usar nada num computador, se tiver que mudar a porta COM no software lascou, eles não tem noção que digamos um adaptador USB dificilmente será a porta COM1, e muitos desses softwares vem configurados pra essa porta, fora a mania de usar USB e Windows no default cheio de firula rodando e tão lerdo que nem reconhece os novos adaptadores que pluga, são erros básicos).

    Na área urbana das cidades que vivem de agronegócio não tem demanda por lojinha de informática ou um mero instalador de antenas, tem que oferecer solução completa, digo, passar cabo, tirar o Baidu dos computadores, vender adaptador serial pra configurar GPS, fazer mini-PTP na fazenda, as vezes ir lá configurar um GPS ou monitor de algo, enfim, tem que resolver os problemas (Que não é da alçada dos eletricistas leigos, e dos mecânicos), e não apenas "fazer a sua parte lá no computador".

    Tem muita demanda no estado, mas quem precisa desse pessoal não sabe especificar bem que profissional precisa, se é técnico em eletrônica, em automação, em mecatrônica, porque é uma área meio nova e ainda não tem formações focadas nisso (Tem por exemplo veterinário, zootecnista, e agrônomo, são atuações diferentes quase no mesmo lugar, mas em matéria de TI nunca que um administrador de fazenda saberá se precisa dividir, e o maior problema é que são só 2 ou 3 atividades por dia em cada área (Nem uma fazenda BIlhonária precisaria um técnico em telecom 24x7. Precisaria 1 ou 2 em TI, alguns técnicos em automação e manutenção, mas 2x por semana teriam algum problema de telecom pra resolver, alguém de outra área teria que atender essa demanda), não dá pra contratar especialista e botar ele pra atuar só em 1 coisa.

    Os cursecos de administração já tem algo voltado pro agronegócio faz tempo, mas os de tecnologia e TI não tem nada abrangente o suficiente, e o problema é que a área é grande demais mas tem demanda pequena demais pra cada especialidade da TI, telecom e eletrônica. Geralmente precisa 1 funcionário pra tudo isso, não 1 especialista em uma área exata (Tipo um primo que veio pra cá porque programava em Visual Basic. Qual a utilidade de algo tão específico no agronegócio?).

    Quase dá pra dizer que a demanda é por generalistas em TI, telecom, eletrônica e automação, mas na verdade cada fazenda ou agroindústria vai exigir mais de uma área, que faz ração vai exigir mais automação e controle, quem tem irrigação vai exigir mais programação e telecom, quem vende via internet vai exigir mais programação e design, quem tem muito maquinário vai exigir mais manutenção eletroeletrônica...







Tópicos Similares

  1. Link para Provedores no Estado do Paraná.
    Por DaspreLinks no fórum Classificados
    Respostas: 0
    Último Post: 31-10-2016, 16:11
  2. Link Dedicado no estado do Rio de Janeiro ( Novos Preços )
    Por sgnetararuama no fórum Classificados
    Respostas: 0
    Último Post: 25-09-2016, 07:43
  3. Link Dedicado no Estado do Rio de Janeiro
    Por sgnetararuama no fórum Classificados
    Respostas: 0
    Último Post: 21-02-2016, 09:23
  4. fabrica de torre no estado do amazonas
    Por pbportilho no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 02-04-2015, 07:56
  5. Torres altas no estado do rio de janeiro
    Por misterbogus no fórum Redes
    Respostas: 13
    Último Post: 19-08-2011, 09:47

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L